Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Pedidos de falência caem 80% na era Lula/Dilma

Por Miguel do Rosário

09 de outubro de 2014 : 12h46

ScreenHunter_5157 Oct. 09 12.41


Por sugestão de um internauta na fanpage do Cafezinho, fui pesquisar no site da Serasa Experian o histórico de pedidos de falência de empresas brasileiras.

Não foi surpresa para mim descobrir que, nos oito anos de governo FHC, foram registradas 216 mil falências, ou 27 mil por ano.

Nos 12 anos de governos Lula/Dilma, registrou-se 64 mil falências, ou 5,3 mil por ano.

A queda na quantidade de pedidos de falência, nos governos do PT, foi superior a 80%.

O maior erro do empresariado brasileiro é, por uma questão de preconceito de classe, apoiar o PSDB.

O PSDB não é um partido que beneficia empresas.

É um partido que beneficia apenas os bancos de investimento e os especuladores.

Estrangeiros.

*

Gráfico que o internauta Alexandre Costa (@arcostabsb) nos enviou agora:

falencias


 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

46 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

jorge mendes

05 de abril de 2015 às 00h12

Como tem empresários que ainda apoiam o PSDB, gostam de sofrer

Responder

Jorge Fernandes

09 de outubro de 2014 às 20h50

Miguel, o jornalista mineiro que esta preso, dizia no final do ano passado, inicio deste, que Minas depois do traficante, se tornou o estado mais endividado do Brasil.
Acho interessante checar a informação.

Responder

tielo

09 de outubro de 2014 às 19h29

É isso mesmo,viva Lula e Dilma, bolsa família é a solução,esse negocio de pib é coisa da globo e do do PSDB.mais 12 anos para o PT, vamos incluir mais 50 milhões de famílias no bolsa família, e acabar de vez com a pobreza no Brasil

Responder

Márlon Calixto

09 de outubro de 2014 às 21h21

Responder

Hélio Franco

09 de outubro de 2014 às 21h01

Armínio Fraga: “Isso é um absurdo! Na minha gestão, vou resolver essa distorção populista”

Responder

Tiago Carcarah Carneiro

09 de outubro de 2014 às 19h47

é a ”crise”!

Responder

Tiago Carcarah Carneiro

09 de outubro de 2014 às 19h47

é a ”crise”!

Responder

Regina Reques

09 de outubro de 2014 às 19h24

Dilma

Responder

Regina Reques

09 de outubro de 2014 às 19h24

Dilma

Responder

Paulo

09 de outubro de 2014 às 15h44

Isso é a prova de que até os ricos devem votar em Dilma ,pretendo abrir um mercado de bairro no ano que vem me preocupa a eleição de Aécio, quando os pobres e a classe média não tem emprego para quem os empresários vão vender

Responder

Zélia Dos Santos Lopes Martins

09 de outubro de 2014 às 18h31

Mas muitos que querem esse retorno ou esqueceram ou são masoquistas….

Responder

Zélia Dos Santos Lopes Martins

09 de outubro de 2014 às 18h31

Mas muitos que querem esse retorno ou esqueceram ou são masoquistas….

Responder

Mosteiro da Paz

09 de outubro de 2014 às 18h06

No governo FHC o Brasil cresceu a uma taxa de 2,31% e a América Latina cresceu a uma taxa de 2,23%,
no governo Lula o Brasil cresceu a uma taxa de 4,05% e a América Latina cresceu a uma taxa de 4,12%.
Pode-se então afirmar que tanto sob Lula quando sob FHC a economia brasileira cresceu a mesma taxa que a América Latina.
Nos dois anos de Dilma o Brasil cresceu a uma taxa de 1,8% ao ano e a América Latina a uma taxa de 3,79% ao ano, mais que o dobro do Brasil!
Roberto Ellery

Responder

Mosteiro da Paz

09 de outubro de 2014 às 18h06

No governo FHC o Brasil cresceu a uma taxa de 2,31% e a América Latina cresceu a uma taxa de 2,23%,
no governo Lula o Brasil cresceu a uma taxa de 4,05% e a América Latina cresceu a uma taxa de 4,12%.
Pode-se então afirmar que tanto sob Lula quando sob FHC a economia brasileira cresceu a mesma taxa que a América Latina.
Nos dois anos de Dilma o Brasil cresceu a uma taxa de 1,8% ao ano e a América Latina a uma taxa de 3,79% ao ano, mais que o dobro do Brasil!
Roberto Ellery

Responder

Raquel Kacelnikas

09 de outubro de 2014 às 17h50

Por isso e tantas outras coisas tem que ser Dilma.

Responder

Alexandre Correia

09 de outubro de 2014 às 17h48

Tarcisio Marciano Da Rocha Filho, essa é boa pro Rodrigo, que tanto fala que a economia com o PSDB vai crescer…

Responder

Diva Barbosa Duarte

09 de outubro de 2014 às 17h31

É 13 É DILMAAAAAAAAAA

Responder

Vera Lucia Barros Araujo

09 de outubro de 2014 às 17h05

Dilma coração valente

Responder

luiz mattos

09 de outubro de 2014 às 13h57

Não posso me dar ao luxo de descansar enquanto bravos Brasileiros lutam por um País melhor.
Sigo o último conselho,dos milhares que segui,de quem muito me amou e tenho certeza;ama!
“Vai…faça a sua campanha estarei bem,se tirar de você a luta pelo Brasil que sempre sonhou estarei matando sua história vai com a disposição e a crença que sempre te moveu,estarei sempre a seu lado”.
Deixo a companhia dos valentes Piaus e das belas Pirapitangas e vou ao encontro do valente e belo POVO Brasileiro.A internet ajuda mas aglutina os que pensam mais ou menos igual no mesmo espaço e por vezes nos deparamos com doutos esquerdistas que em nada contribuem,só fazem nos achincalhar nos rotulando de imbecis militantãs tirando nosso humor e abalando nossa confiança demonstrando que NUNCA se preocuparam com o bem estar do POVO.Ousam nos aconselhar como se já na segunda feira não soubéssemos onde estão os bolsões dos votos brancos,nulos e ausentes das urnas,nos creem pequenos mas, somos grandes.
Vamos pois ao corpo a corpo falar a linguagem do POVO humilde honesto e trabalhador que com seu trabalho enche a pança insaciável dos arrogantes.
O Partido dos Trabalhadores nasceu para esse POVO não queremos mais ver seus filhos em capas de jornais internacionais comendo calango,não queremos o POVO enfrentando filas quilométricas a procura de emprego aceitando ridículos salários por tanto suor,não queremos mais ver meninas sendo levadas dos rincões aos grandes centros para cuidarem dos filhos dos abastados e serem estupradas por seu patrões.
Mostraremos o quão valentes somos,temos passado lutamos pela liberdade sob uma ditadura sanguinária que torturava e matava com toda força do estado,clamamos por comida diante da fome avassaladora e exigimos respeito diante da humilhação.
Não acreditaremos em pesquiZas,elas virão como uma avalanche a nos desanimar,a elite carniceira usará de todas as armas para que consigam colocar as garras nas riquezas que virão para o POVO ser finalmente livre no seu viver e no seu pensar.O POVO humilde merece nossa vida,nosso dinheiro e nossa saúde ou não valerá a pena ter vivido.
Sempre estivemos com o POVO,nunca tememos morrer por ele,sofrer por ele e o mais importante; conviver com ele.
Hay que Pelear,o Viagra é a nossa luta!
Contra tudo e contra todos,quanto mais difícil mais gostoso!
Viva o POVO Brasileiro,viva o Norte e o Nordeste cuja fortaleza e valentia nos inspira,ontem hoje e sempre!

Responder

Eduardo Francisco

09 de outubro de 2014 às 16h55

#Dilma

Responder

Vitor

09 de outubro de 2014 às 13h50

Miguel, os pedidos de falência não caíram por mágica após 2005, existe um negócio chamado Nova Lei de Falências, que tem papel primordial nisso…

Responder

    Miguel do Rosário

    09 de outubro de 2014 às 14h11

    São várias razões. Novas leis, novas medidas, novo governo…

    Responder

Vitor

09 de outubro de 2014 às 13h48

Miguel, você esqueceu apenas de um detalhe. A Nova Lei de Falência, de 2005.
Nesse seu cálculo, seria necessário incluir também os pedidos de concordada antes da lei e recuperação judicial após.
A nova lei também tem impacto no número, já que possui mecanismos que reduzem o número de empresas falidas. Dê uma lida na matéria abaixo, é bem interessante…

http://jus.com.br/artigos/6747/principais-mudancas-na-nova-lei-de-falencia

Vou destacar um parágrafo:

“A eficiência da lei demandará uma nova postura das empresas, seus mandatários, os trabalhadores e seus órgãos representativos, e os credores em geral, onde se procurará, por certo, a todo custo se evitar a decretação da falência da empresa, já que este instituto se mostra perverso, principalmente pares os trabalhadores que vêm minguar postos de trabalho, com conseqüências sociais nefastas aos próprios empregados, à economia do país, e à sociedade em geral.”

Tem outro estudo que analisa os primeiros impactos da nova lei e também coloca que ela contribuiu significativamente para a queda nos pedidos de falência:

http://www.anpec.org.br/encontro2007/artigos/A07A079.pdf

Enfim, o assunto é complexo e uma série de ponderações devem ser feitas… Mas em época de eleição eu entendo que é difícil e uma manchete vale mais que qualquer análise… Que acabem logo essas eleições!!! Abraços!

Responder

    Miguel do Rosário

    09 de outubro de 2014 às 14h00

    Ok, mas a lei da falência é justamente uma conquista da base de Lula. É uma postura muito mais humana para lidar com as dificuldades de trabalhadores e empresários.

    Responder

      Vitor

      09 de outubro de 2014 às 14h23

      É que no texto você parece ignorar a lei…

      Responder

Jani Ferreira

09 de outubro de 2014 às 16h48

:)

Responder

CARLOS MOREIRA-MACEIÓ/AL

09 de outubro de 2014 às 13h44

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/doleiro-diz-que-politicos-trancaram-90-dias-pauta-do-congresso-para-obrigar-lula-a-nomear-paulo/

MIGUEL, ISSO SERÁ EXPLORADO BASTANTE…o lula e o pt TEM QUE RESPONDER , OU A COISA VAI FICAR FEIA.

Responder

Ricardo Moretzsohn Tavares

09 de outubro de 2014 às 16h40

13

Responder

Robson Farias

09 de outubro de 2014 às 16h25

O choro virá dia 26, Alexandre S.
#Aécio45!

Responder

Fernando Giudice Mega

09 de outubro de 2014 às 16h18

;D

Responder

João Augusto Lourenço Alves

09 de outubro de 2014 às 16h15

Já começou a roubalheira !!!

Responder

Francisco Dias Castilho

09 de outubro de 2014 às 16h11

vdd pode ter diminuido justamente por que foi menor a abertura !!

Responder

emerson57

09 de outubro de 2014 às 13h09

O pedido de falência mais representativo que caiu foi o do Brasil.
Antes: três vezes de pires na mão e sem sapatos no FMI.
Depois de Lula e Dilma, passamos a CREDORES de quem a gente devia.
Somos fundadores e donos do banco dos BRICS.
É nisso que a direita quer por as mãos: nosso caixa saneado, com 340 bilhões de dólares no cofre. E um présal cheinho de petróleo com uma chevron de vantagens.

Responder

Alexandre Sirieiro

09 de outubro de 2014 às 16h05

É pra rir???? Dilma 13

Responder

Robson Farias

09 de outubro de 2014 às 16h03

Dilma 45

Responder

Antonio Carlos Marques

09 de outubro de 2014 às 15h59

Eh o PT quebrando o Brasil haha

Responder

João Augusto Lourenço Alves

09 de outubro de 2014 às 15h57

De novo outra noticia de escândalo noticiado ontem. Isso que é muita vontade dos políticos quererem trabalhar para o povo ! Quem vota em corrupto não é vitima é cúmplice. Matéria: A Polícia Federal abriu inquérito para investigar suposta lavagem de dinheiro após apreender R$ 116 mil em espécie em um jatinho no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, na noite desta terça (7). De acordo com PF, os três passageiros da aeronave eram Marcier Trombiere Moreira, que trabalhou na campanha do governador eleito de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), o empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, dono de uma gráfica que também prestou serviço para o petista, e um homem identificado como Pedro Medeiros.
A Coligação Minas Pra Você informou que Moreira e a gráfica de Oliveira Neto foram desligados com o fim da campanha. Moreira prestou serviços de comunicação durante o período eleitoral. Ele também foi assessor do ministro das Cidades e pediu exoneração da pasta no dia 8 de julho deste ano. O G1 apurou que ele é servidor de carreira do Banco do Brasil e já chefiou a assessoria de comunicação do Ministério das Cidades. Oliveira Neto tem ligações com o PT e Pimentel e, em 2010, chegou a ser investigado por supostas ligações com a produção de dossiês contra candidatos do PSDB. http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2014/10/pf-apura-lavagem-de-dinheiro-apos-apreensao-de-r-116-mil-em-jatinho.html

Responder

Suzana Oliveira Lima

09 de outubro de 2014 às 15h55

Dilma 13

Responder

Eneida Linares

09 de outubro de 2014 às 15h54

E nem vao falar Wilson Saulino Luiz Guilherme Libório Alves

Responder

Vitor

09 de outubro de 2014 às 12h54

Miguel, uma sugestão que considero interessante: colocar tbm os números de empresas criadas nos respectivos governos. Acredito que aí a discrepância ficaria ainda maior…

Responder

Alessandra Macedo

09 de outubro de 2014 às 15h52

Dilma 13!

Responder

Lina Pietra

09 de outubro de 2014 às 15h52

Dilma 13

Responder

Martin Mikoski

09 de outubro de 2014 às 15h52

Suzana Oliveira Lima

Responder

Martin Mikoski

09 de outubro de 2014 às 15h50

Dilma 13!

Responder

Wilson Saulino

09 de outubro de 2014 às 15h48

Eneida Linares Lyard Libório Ferreira Leandro Fófis Sergio Alvarez Paulo Sérgio Cavalheiro isso a grande mídia não fala!!!

Responder

Moab Dos Reis Pereira Starling

09 de outubro de 2014 às 15h47

Dilma13

Responder

Deixe um comentário