Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Investir em mídia alternativa é a única saída

Por Miguel do Rosário

02 de março de 2015 : 12h39

Impeachment


 

Tenho novidades bem interessantes, quiçá explosivas, sobre a operação Lava Jato, e informações que jamais sairão na mídia.

Informações que nos ajudarão a entender os interesses políticos e econômicos por trás da operação.

 

Mas fica para o próximo post, que tentarei publicar ainda hoje, ao final da tarde.

Por enquanto, deixo apenas algumas opiniões.

Ninguém duvida que há um grupo querendo derrubar o governo; o que, admitamos, faz parte do jogo democrático.

Ninguém duvida também que este mesmo grupo está usando a Lava Jato com este objetivo.

Ninguém duvida, da mesma forma, que a mídia familiar, com seus tentáculos por todo o país, integra o núcleo duro deste grupo.

Hoje, por exemplo, a Folha publica uma entrevista com um advogado de 82 anos, com direito a chamada de capa, que não tem outro objetivo senão emparedar ainda mais a presidenta Dilma.

O advogado se posiciona fortemente contra a intenção do governo de não deixar as principais empresas de construção civil se desmancharem, provocando desemprego e um efeito dominó na economia brasileira.

Não há a mínima preocupação, nas falas do advogado, nem nas perguntas da Folha, sobre a questão social.

O advogado fala que a presidenta estaria incorrendo em “crime de responsabilidade” ao oferecer acordo de leniência às empreiteiras, numa tentativa de assustar Dilma.

Óbvio: a mídia já começou a buscar brechas para o impeachment.

É assim: ou Dilma deixa o país quebrar, o que levaria a um desgaste social e político que facilitaria o impeachment, daqui a um ou dois anos; ou ela não deixa o país quebrar, e leva o impeachment justamente por fazer isso.

Um desafio e tanto para um coração valente que, neste segundo mandato, ainda não demonstrou tanta valentia assim. Não há enfrentamento político contra a oposição, representada principalmente pela mídia.

A falta de enfrentamento faz o governo sofrer derrotas em série, na justiça, no MP, no Congresso, na imprensa, nas redes sociais, na opinião pública, nas ruas.

Quem não luta, perde.

E perderá sempre enquanto não reagir com uma estratégia ofensiva e inteligente, usando as armas que ela tem: a caneta presidencial, o apoio da classe trabalhadora organizada e de uma extensa e orgânica militância que, até o momento, assiste a tudo com um sentimento de perplexidade e impotência, porque o governo parece lhe ignorar.

Para a elite rentista e neoliberal que domina a mídia e exerce um domínio quase hegemônico sobre o debate político em nosso país, o governo pode torrar mais de R$ 300 bilhões para salvar bancos, como fez FHC no Proer, mas deveria permitir, em nome da luta contra a corrupção, o desmantelo das maiores empresas de construção civil do país.

Na mesma Folha, nota-se o suporte à posição do Ministério Público, de se posicionar contra qualquer esforço do governo para salvar as empresas de construção civil de um processo de falência generalizado.

O único enfrentamento político do governo tem sido falar, às vezes, em “golpismo”. Mas como não tem coragem de apontar os mentores desse golpismo, a denúncia fica vazia. Soa desesperado e oportunista.

É preciso fazer um enfrentamento completo, não pela metade, apontando o longo histórico da elite brasileira de usar a mídia para manipular a opinião pública e produzir a sensação de caos e ingovernabilidade.

É preciso falar de história. E não apenas falar, mas adotar iniciativas políticas que injetem ânimo e esperança na classe trabalhadora.

Por exemplo, o governo deveria lançar um programa de redistribuição das verbas publicitárias, empoderando as periferias desse enorme país, onde as pessoas não tem voz, e são massacradas diariamente por uma mídia que é a sua inimiga ideológica.

São medidas que fortaleceriam o governo e, portanto, proporcionariam estabilidade política.

Valem tanto quanto medidas de ajuste fiscal.

Qual o sentido, meu Deus, em gastar bilhões em propaganda na Globo e em outros canais, todos subserviente às diretrizes emanadas das corporações?

E a coisa está crescendo – e piorando.

Agora o Twitter envia boletins com resumo de notícias a todos os seus assinantes, e as notícias são sempre da Veja, Globo e Folha.

Surgiu o Elemídia, uma empresa que instala telões em elevadores, shoppings, ônibus, locais públicos, distribuindo notícias da Veja, Estadão, Folha e Globo.

Sem investir pesadamente na mídia (não confundir com investimento em propaganda, que não vale nada diante do poder da mídia), o governo, e o Brasil, está perdendo espaço.

E vai perder cada vez mais, dia a dia.

De que adianta fazer ajuste fiscal se o país caminha para um cenário de instabilidade política provocado pela mídia e pela oposição?

A instabilidade política causa danos à economia e aí o ajuste fiscal, cujo objetivo é sanear as contas públicas, perde o sentido, torna-se contraproducente.

Sem ação política, e ação política distribuída à população, através de investimentos maciços em mídias alternativas que reduzam o poder da mídia familiar, o governo vai continuar perdendo popularidade e sendo derrotado sistematicamente, em todas as frentes.

Temos aí a TVT, um projeto ambicioso, e ainda sem recursos do governo federal. Temos milhares de empreendimentos alternativos, revistas e jornais que fogem ao discurso hegemônico da mídia, que precisariam de publicidade institucional para ganharem consistência.

A mídia corporativa nasceu e vive de verbas públicas.

O governo vai manter esta situação até quando, até o suicídio ou até a ruína nacional?

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Bárbara Costa

03 de março de 2015 às 23h34

ler isso… tudo o que conversamos, Saulo Dantas

Responder

Carlos Henrique Bastos

03 de março de 2015 às 12h16

Viva a internet!

Responder

Selma Serodio

03 de março de 2015 às 02h11

Reajamos, ou é o fim?

Responder

    Pharaô

    03 de março de 2015 às 05h05

    Caiu a ficha o Brasill é um pais dos “estados unidos”tipo canadá,alasca,hawai é Illuminati Baby por isso, que a Inglaterra, sempre deu as “ordens” por aqui IriRIriRIrihaha é QUENTE.
    Desde a epoca “D. João VI” que lembra, muito,muito o Fhc de joelhos ao fmi… são terceirizados,só tomaM conta!
    Todo mundo ta sendo engando,MANIPULADO a seculos IriRIriRIrihaha

    Responder

raX

02 de março de 2015 às 22h48

Você disse uma coisa que me tocou mesmo, Miguel, sobre a militância que a Dilma e o Pt tem a sua disposição e ignoram. Posso dizer seguramente que minha consciência política e democrática mudou e amadureceu muito desde que conheci os blogprog. Ainda não sou filiada ao PT, mas já me considero uma petista de carteirinha, e TB varguista, janguista e brizolista. Estou sempre debatendo e dentro do q é possível defendendo o Brasil, a democracia e o governo, em especial o projeto de justiça social. Mas metas vezes me sinto solitária nessa luta, me sinto perdida e com pouca informação, tendo q ficar garimpando informações nos sites oficiais para desmentir boatos. Muitas vezes me sinto idiota fazendo isso, pois não vemos por parte do governo e do pt um esforco para melhorar a comunicação e distribuição de informação. Tenho me sentido usada, militei um monte em época de eleição como mitos companheiros fizeram e assim q venceu Dilma se encastelou, o pt acabou com o muda mais e nos jogaram a nós militantes pra escanteio. Acho que os blogprog TB devem se sentir assim pois desde 2010 a atuação dos blogueiros sujos foi o que incendiou a militância, e não o PT. O reconhecimento q queremos não é financeiro, não é de cargos e cabides de emprego, mas de mais e constante dialogo e informação. Sabe, porque algum empresario não monta uma plataforma de noticias e jornalismo de esquerda, juntando vários dos jornalistas e blogs, pra fazer frente ao PIg?
Bom, é só um desabafo.

Responder

Valmir

02 de março de 2015 às 21h46

Procurando jornalismo sério(e não achando)no radio em SP, vejo que a bandeirantes está em 4 ou em 5 estações no FM, com seus sabujos e unilateralismo 24 hs por dia, fora as outras, do cartel. presos no trânsito, guardas, porteiros, etc, os ouvem sem querer, martelando, martelando, sem réplica. Será que não tem profissionais de verdade loucos pra fazerem uma radio de verdade, porque não dar uma ou duas concessões em rede nacional, apoiar financeiramente e montar umas estações em Dilma? Por que não cortar publicidades absurdas? Quanto tempo aguentara uma bandeirantes por exemplo?

Responder

VeraLucia Pereira da Silva

03 de março de 2015 às 00h22

Midia alternativa tá atrasada 12 anos só pra dizer que, infelizmente o Pt não está dando importancia a esse fator tão importANTE à sobrevivencia e fortalecimento do partido.

Responder

Lucia Romcy

02 de março de 2015 às 23h48

velha mídia feita por ratos e abutres!

Responder

Lucia Romcy

02 de março de 2015 às 23h48

velha mídia feita por ratos e abutres!

Responder

Geraldo De Oliveira Marques

02 de março de 2015 às 23h31

Concordo plenamente, demorou.

Responder

Geraldo De Oliveira Marques

02 de março de 2015 às 23h31

Concordo plenamente, demorou.

Responder

Dilma Coelho

02 de março de 2015 às 17h53

Enviei parte deste texto para o Blog do Planalto, não sei o que vai dar. Enviaram-me e-mail para confirmação, confirmei. Eis o texto…
Quem não luta, perde. E perderá sempre enquanto não reagir com uma estratégia ofensiva e inteligente, usando as armas que ela tem: a caneta presidencial, o apoio da classe trabalhadora organizada e de uma extensa e orgânica militância que, até o momento, assiste a tudo com um sentimento de perplexidade e impotência, porque o governo parece lhe ignorar. Nota-se o suporte à posição do Ministério Público, de se posicionar contra qualquer esforço do governo para salvar as empresas de construção civil de um processo de falência generalizado. É preciso fazer um enfrentamento completo, não pela metade. Troque o Levi, o mercadante e o zé cardoso. O Twitter envia boletins com resumo de notícias a todos os seus assinantes, e as notícias são sempre da Veja, Globo e Folha. O Elemídia, uma empresa que instala telões em elevadores, shoppings, ônibus, locais públicos, distribuindo notícias da Veja, Estadão. O governo vai manter esta situação até quando, até o suicídio ou até a ruína nacional?

Responder

Mary Atleticana

02 de março de 2015 às 20h36

A mídia torce pelo caos,não parecem brasileiros.

Responder

Vera Lúcia Piesanti Molinar

02 de março de 2015 às 20h15

concordo que as mídias alternativas devem receber maior investimentos públicos.

Responder

Vitor

02 de março de 2015 às 16h33

Não acho que precisa redistribuir nada, tem é que cortar tudo…

Responder

Kika Zanon

02 de março de 2015 às 18h53

atualmente a unica alternativa com credibilidade e informação

Responder

Iasmin Moris

02 de março de 2015 às 18h23

Com certeza.

Responder

JUBA

02 de março de 2015 às 15h15

O interessante é que o Paraná esta quebrado mesmo sendo o terceiro Estado mais rico do Brasil. Ninguém fala nada. O Richa tucano conseguiu um feito quase impossível para quem conhece um pouco de Administração Pública.

Responder

fernando perchin

02 de março de 2015 às 15h12

depositei no dia 23/02/2015 ,fazendo uma assinatura do blog por 12 meses,gostaria que envia-se a senha email fernandoperchin@hotmail.com——obrigado.

Responder

Gerson

02 de março de 2015 às 15h09

O governo só pode estar pensando assim: morro, mas morro aparecendo na Globo.

Responder

Messias Franca de Macedo

02 de março de 2015 às 15h08

… O MENTIRÃO da Ação Penal 470 foi um teste de fogo para os fascigolpistas da DIREITONA!

Não houve a lídima e devida reação!…

Agora, a tramoia se repete!

De novo, descaradamente!

“A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa” Karl Marx

ENTENDA a palhaçada:

PMDB isola PT e CPI não deve investigar era FHC

Presidente da Comissão, Hugo Motta (PMDB-PB) já sinaliza que vai concentrar as investigações nos governos Lula e Dilma; o relator Luiz Sérgio (PT-RJ) pretendida incluir supostos desvios ocorridos nas gestões do ex-presidente FHC (PSDB), baseado no depoimento do ex-gerente Pedro Barusco, que afirmou à Polícia Federal que começou a receber propina entre 1997 e 1998, da empresa holandesa SBM Offshore
(…)

FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/171685/PMDB-isola-PT-e-CPI-n%C3%A3o-deve-investigar-era-FHC.htm

E MAIS patifaria:

OPOSIÇÃO PLANEJA FATIAR CPI PARA ENFRAQUECER RELATOR

Objetivo é criar ao menos quatro subcomissões de modo a isolar o petista Luiz Sérgio (RJ); roteiro segue a mesma estratégia utilizada na CPI dos Correios, de 2005, que originou as denúncias do chamado “mensalão”; mais de 200 requerimentos foram entregues na manhã desta segunda-feira (2) pelos partidos; assessora tucana chegou às quatro da madrugada para garantir o primeiro lugar da fila; PSDB e PPS pedem convocação imediata de Pedro Barusco; já o PT quer que a investigação abranja os anos FHC

2 DE MARÇO DE 2015 ÀS 14:54

(…)

FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/171756/Oposi%C3%A7%C3%A3o-planeja-fatiar-CPI-para-enfraquecer-relator.htm

###################

… E fatiar lembra desmembrar!

Lembram do STF no MENSALÃO Tucano?

Os canalhas, covardes e corruptos “deitam e rolam”!

Mandam e desmandam no Brasil da sacanagem!

E cospem na nossa cara!

Responder

Sandra Francesca de Almeida

02 de março de 2015 às 17h35

Compartilhado. Subscrevo.

Responder

PEdro

02 de março de 2015 às 14h26

As empresas também deveriam pensar em mudar de estratégia pois os presidentes destas investigadas pela lava-jato estão todos encarcerados e só quem os defende é a midia alternativa. Se eu fosse presidente da OAS, Odebrecht, pensaria em mudar minha posição em relação aos canais de publicidade.

Responder

Rogério Bezerra

02 de março de 2015 às 14h20

A mídia traidora é sustentada mais por verbas públicas ou mais por bancos e multinacionais que já dominam 70% do nosso PIB. Acreditar que pessoas nas periferias não seriam também manipuladas por políticos e grandes empresários me parece impossível. A sociedade civil, inclusive parte dos bilionários nativos, vão acordar. Senão as multinacionais tomarão os outros 30% restantes e eles serão empregadinhos dos gringos!

Responder

Pharaô

02 de março de 2015 às 14h10

Caiu a ficha o Brasill é um pais dos “estados unidos”tipo canadá,alasca,hawai é Illuminati Baby
por isso, que a Inglaterra, sempre deu as “ordens” por aqui IriRIriRIrihaha
eles não queria,que o PT ganhase,e não querem que fique!no power
veja a bandeira de são paulo… claro são Vassalos!!!
eles pediram “intervenção americana” antes da itervenção com “militares brasileiros” o plano b é o imptitman!
vou resumir! se Dilma, não perder o cargo, com o imptman;eles usam o plano B a famosa “Ditadura” ou seja eles vão querer usar a força\violência.Tem que resolver logo,”Graça foster” roubou a mando de quem?da globo?psdb? Dilma sabia? qualque é???
a midia,quer da um golpe!eu sei, mais eu quero (explicações) a respeito de Graça foster…esse que é o assunto central.E ninguem fala
Tem 2 opções!
1 entregar, o cargo ao pmdb,e se preparar para 2018.
2 se ficar no poder,pedir apoio da Russia,coreia do norte,china!
por que se os “Enemies” dar golpe, eles vão atacar a Esquerda!
ELES ESTÃO PREPARADOS, para tirar Dilma do poder!
Grafiteiros,Rappers,skatistas,anarquistas,comunistas,operarios,humildes
vamos ficar “Espertos”
ja dei o “toque” ja começou a War Bitch

Responder

    Rogério Bezerra

    02 de março de 2015 às 14h23

    Quanto ganhas dos americanos para escrever asneiras?

    Responder

    Almir

    02 de março de 2015 às 15h56

    Ô cara, dá uma descarga nesse sanitário imundo. Daqui tô sentindo a inhaca.
    – Ah, num tem água? Que houve? Os neoliberais venderam a água pra coca cola…

    Responder

Rosimar Nunes

02 de março de 2015 às 17h09

Meu sonho de consumo: ao menos uma revista semanal assinada por esses blogueiros inteligentes e maravilhosos que escrevem nos chamados “blogs sujos”. Minha assinatura fica, desde já, garantida!

Responder

Catarina Aversa

02 de março de 2015 às 13h56

Me doi concordar com a matéria. Tenho a esperança ainda de que algum coelho vá sair da cartola do governo.

Responder

Fatima de Freitas

02 de março de 2015 às 16h40

como eu ia dizendo. .. com a facada que deram em vocês, conseguiram ( o que é normal ), obriga los à auto censura. .
Vocês, se compreendi bem, já não escrevem o nome das pessoas nem da midia ( in ) responsável. A ” liberdade ” como sempre está ao lado do capital. …

Responder

Fatima de Freitas

02 de março de 2015 às 16h33

pois é, mas com a ” facada “

Responder

Eduardo Albuquerque

02 de março de 2015 às 15h51

Deveríamos tentar escapar dessa coisa tipo “única saida”. Se hoje tivéssemos apps do mst, cut, pt, go gvo federal e de alguns blogs estaríamos bem melhor em termos de informação e circulação das mesmas.

Responder

    Miguel do Rosário

    02 de março de 2015 às 13h49

    Ué, mas fazer apps desses agentes tb é investir na mídia alternativa

    Responder

Antonio Moreira da Silva

02 de março de 2015 às 15h47

legal

Responder

Miguel F Gouveia

02 de março de 2015 às 15h45

Blog com suspense é outra coisa

Responder

Clístenes Nascimento

02 de março de 2015 às 15h45

Caro Miguel Do Rosario, um investimento (de verdade) em um TV Pública (de alto alcance e qualidade) não seria bem vinda?

Responder

Alexandre Feijo

02 de março de 2015 às 15h42

tiveram 12 anos para fazer isso, mas acharam que a Globo tava no esquema

Responder

Deixe um comentário