Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Hora de governar: cadê o porta voz?

Por Miguel do Rosário

30 de outubro de 2015 : 15h32

Análise Diária de Conjuntura – 30/10/2015

A crise política amainou um pouco. A esperança do golpismo volta às conspirações midiático-judiciais. Os jornais estão cheios de notícias bombásticas sobre filho de Lula, amigo de Lula, etc.

No Globo, manchete simbólica dos tempos atuais:

ScreenHunter_121 Oct. 30 15.11

No ano passado, a Polícia Federal apreendeu um helicóptero com meia tonelada de cocaína.

O helicóptero pertencia ao senador Zezé Perrela, grande amigo de Aécio Neves.

Por que a imprensa não deu notícias sobre o “amigo de Aécio”?

Depois de dez meses, é hora do governo começar a governar. Para governar, é preciso fazer política, não apenas na relação com partidos e parlamentares, mas sobretudo com a sociedade.

Qual o canal de comunicação política entre governo e sociedade? O Programa Dialoga pode ser legal, mas não é disso que eu falo.

Refiro-me a um canal político, onde o governo converse diariamente com a população, respondendo ao noticiário, oferecendo propostas, explicando os problemas econômicos.

Enquanto não montar um PAC da Comunicação, o governo vai continuar perdendo as batalhas políticas e o golpômetro continuará instável.

O golpe só não acontece porque há um sentimento de resistência democrática difuso na sociedade, que não tem permitido que isso ocorra.

As pessoas tem críticas ao governo, ao PT, à Dilma, mas porque querem algo melhor. PSDB, Cunha, DEM, é o pior, e para isso servem as urnas, para o povo dizer quem ele quer ou não.

O clima na Câmara continua tenso e radicalizado, mas porque setores do PSDB relutam em aceitar que o golpe morreu.

Ao governo, interessa aprovar os vetos presidenciais às pautas-bomba, um problema criado pela própria Câmara.

A tendência, no entanto, é que sejam aprovadas, visto que dois terços já o foram.

Isso acontecendo, a estabilidade política estará garantida.

Hoje eu participei de um debate com João Sicsú e Marcio Pochmann, no Sindicato dos Engenheiros do Rio de Janeiro.

O evento teve a participação de representantes dos principais movimentos sociais, como MTST, MST e Levante da Juventude (ligado ao MST).

A grande preocupação de todos é com o apagão político do governo. A política econômica é feita sem pensar no estrago que produz no conjunto dos movimentos sociais, dificultando a defesa do governo contra o golpe e contra a direita.

Não há diálogo. Não há cuidado. Não há comunicação.

Há grande preocupação ainda que o aumento do desemprego provoque o agravemento da crise política.

Pochmann mencionou a necessidade de refazer uma política industrial.

Sicsú atacou os erros da política econômica, enfatizando que não se trata de uma política do ministro da Fazenda, e sim de uma orientação do próprio Palácio do Planalto.

De maneira geral, todos concordam que vivemos uma situação esquizofrênica: defender o governo e Dilma e derrubar a sua política econômica.

É uma fórmula maluca, mas é a única fórmula encontrada pelos movimentos sociais para continuarem sustentando o governo.

Eles explicaram, porém, que o governo perderá base social e, com isso, se fragilizará ainda mais, se não construir uma política voltada para a manutenção do emprego, em especial voltada para a juventude, onde o desemprego hoje está mais de 40%.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fred Brasil

31 de outubro de 2015 às 02h30

Quem elegeu um congresso cheio de gente escrota foi o povo e agora é ela que tem que descascar esse abacaxi. De um lado tem o governo e do outro pessoas contra o governo que tem praticado ações pra prejudicá-lo mesmo não se importando se isso vai prejudicar o país. Qual lado você escolhe??

Responder

Juliana Arquiteta

31 de outubro de 2015 às 02h08

E A BANDIDAGEM PETISTA???
JORNALISTAZINHO DE MERDA
SEU CHAPA BRANCA COMPRADO FDP

Responder

Roger Gilmour

30 de outubro de 2015 às 23h18

Verdade, Miguel. O governo tem – OBRIGATORIAMENTE – que ter um porta voz.

Responder

Gf Andrezão

30 de outubro de 2015 às 22h01

Força Dilma… Fale com seu povo… Estamos te esperando para dar virada…pra cima deste canalhas que querem o poder…só que aqui não…!!!!

Responder

Derli Ferreira

30 de outubro de 2015 às 19h46

O medo venceu a (d) esperança do PT.
A dirigente e o dirigente-mor não têm mais coragem de se dirigir à nação e vivem mandando recado em eventos internos do partido ou de apaniguados. Essa nau está à deriva, refém do PMDB e de Cunha.

Responder

Derli Ferreira

30 de outubro de 2015 às 19h46

O medo venceu a (d) esperança do PT.
A dirigente e o dirigente-mor não têm mais coragem de se dirigir à nação e vivem mandando recado em eventos internos do partido ou de apaniguados. Essa nau está à deriva, refém do PMDB e de Cunha.

Responder

Zildo Noh

30 de outubro de 2015 às 19h25

Cadê???

Responder

Zildo Noh

30 de outubro de 2015 às 19h25

Cadê???

Responder

Meire Souza

30 de outubro de 2015 às 18h10

Quem não se comunica, se trumbica (Chacrinha).

Responder

Paulo Machado

30 de outubro de 2015 às 17h49

O texto sintetiza como poucos o que penso do atual momento. 1)O governo precisa governar FATO 2) O governo precisa se comunicar melhor com a sociedade FATO 3) O governo precisa aplicar o programa e as propostas que foram escolhidas por milhões de brasileiros FATO. Mas acima de tudo o governo precisa ter coragem coisa que faltou até agora.

Responder

    Zildo Noh

    30 de outubro de 2015 às 19h27

    Com respeito a Dilma, neste governo falta homem, como Requiao Ciro e costa, ir de frente contra os canalhas.

    Responder

    Zildo Noh

    30 de outubro de 2015 às 19h27

    Com respeito a Dilma, neste governo falta homem, como Requiao Ciro e costa, ir de frente contra os canalhas.

    Responder

Nancy Soares

30 de outubro de 2015 às 17h47

Comunicação do PT zero.

Responder

Deixe um comentário