Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

O desespero de uma oposição fracassada

Por Miguel do Rosário

05 de novembro de 2015 : 12h27

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]
A derrota do impeachment tem levado a oposição a medidas tão grotescamente desesperadas que vale pensar se já não se tornou um problema psiquiátrico.

No Painel da Folha, leio a seguinte notícia: “PMDB e oposição articulam novo plano para impeachment de Dilma”

Um novo script – Está em curso uma operação que poderá inviabilizar o mandato de Dilma Rousseff sem precisar recorrer às pedalas do TCU. Segundo o plano articulado pelo PMDB com a ajuda de integrantes da oposição, o Congresso só aprovaria a mudança da meta fiscal de 2015 no ano que vem, levando o governo a fechar dezembro infringindo as leis Orçamentária e de Responsabilidade Fiscal em uma só tacada. A irregularidade sustentaria um pedido de impeachment “sob medida” na largada de 2016.

Nó Caso a nova meta prevendo o deficit primário de 2,05% do PIB não seja aprovada, todos os atos fiscais do Executivo em 2015 se tornariam irregulares.

  • Operação-padrão A cúpula do PSDB discute nos bastidores como proceder oficialmente. Integrantes da oposição na Comissão Mista de Orçamento falam em obstruir as sessões do Congresso para impedir a votação.

***

A notícia da Folha é mentirosa. Não é o “PMDB” que patrocinará uma idiotice dessas. É obviamente uma parcela diminuta do PMDB ligada a Eduardo Cunha.

Se quisesse falar a verdade, a Folha teria de dar a notícia assim:

“Setores derrotados do PMDB, submetidos a Eduardo Cunha e constrangidos pela morte política de seu líder, tentam ganhar atenção da mídia através de iniciativa grotesca.

A iniciativa consiste em patrocinar um crime legislativo à luz do dia, expondo-se ao mundo como golpistas sem noção. Não vão conseguir dar golpe nenhum e ainda ficarão com a pecha de idiotas irresponsáveis, dispostos a sacrificar o interesse nacional em nome de uma tentativa de golpe destinada obviamente ao fracasso.”

Na mesma coluna, há a informação do encontro de Dilma com os Picciani, pai e filho. Uma informação que desmente completamente a notícia anterior, de que o PMDB se juntaria à oposição numa estratégia kamikaze e aloprada em prol do impeachment.

Picciani não é flor que se cheire, mas a aliança com ele é que enterrou o impeachment a sete palmos de terra, por uma razão simples: Picciani é o presidente do PMDB no Rio de Janeiro e o herdeiro do espólio político de Eduardo Cunha.

Para ser justo, não podemos esquecer de outra figura importante na derrota do golpezinho paraguaio que mídia e oposição tentaram patrocinar neste segundo semestre: Pezão, governador do Rio de Janeiro.

Dilma Rousseff ganhou com folga no Rio de Janeiro e Pezão sabe que um impeachment seria um desastre para si, porque o governo federal tem sido um dos maiores aliados do Rio nos últimos anos. Em 2016, teremos Olimpíadas na capital, e Pezão tem planos traçados há muito tempo, e não está disposto a sacrificar o seu próprio futuro político em prol de um golpe que, ele sabe, não tem nenhuma chance de dar certo.
[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (na coluna da direita ou abaixo da seção de comentários, se você estiver lendo pelo celular). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho. Se já foi um assinante, temos promoções especiais. Entre em contato com a Flavia, no assinatura@ocafezinho.com. [/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]
Algumas notícias de destaque hoje no Valor mostram que a “crise” econômica no Brasil está com dias contados.

ScreenHunter_133 Nov. 05 11.57

ScreenHunter_129 Nov. 05 11.56

***

Notícias do Senado mostram que a situação do governo melhorou muito por lá. Na CPI do Carf, a oposição não conseguiu convocar o filho de Lula nem nenhum ministro.

Em outra frente, o governo obteve importante vitória: a juíza Celia Regina, uma “revoltada on line” que autorizou, malucamente, a invasão policial do escritório do filho de Lula, foi substituída pelo juiz original.

A vitória da PL de Requião que autoriza o direito de resposta é a prova final que faltava para ilustrar que o Senado está anos-luz de distância do reacionarismo destrambelhado da Câmara Federal.

Aos trancos e barrancos, a democracia brasileira avança.

As manifestações de violência fascista, como o empurrão que um histérico pró-impeachment deu na deputada federal Moema Gramacho, apenas desmoralizam a causa do golpe.

Aliás, este analista tem a impressão que a onda fascista, ao contrário do que se supunha, está refluindo, e rapidamente. Eles próprios, os fascistas, estão se desmoralizando, com essas agressões gratuitas.

A greve de caminhoneiros, projetada para o dia 9 de novembro, servirá para enterrar o próprio movimento golpista, pois atrairá a antipatia dos agentes econômicos e dos próprios caminhoneiros, conforme já se pode ver na página do movimento.

O Brasil não é Chile de Allende. Aliás, é bom lembrar: o que derrubou Allende não foi greve de caminhoneiros e sim um ataque militar aéreo norte-americano ao palácio presidencial.

A economia brasileira tem uma diversificação fantástica e uma greve de caminhoneiros serviria apenas para nos fazer ver a importância de acelerarmos os investimentos em ferrovias.

O negócio é que 2016 se aproxima, e os golpistas sabem que, virado o ano, a química política vai mudar completamente em todo o país. O impeachment vai para o beleléu. Teremos Olimpíadas, eleições locais e a economia, apesar de Levy, vai melhorar necessariamente, a começar pelo fato de que as tarifas controladas pelo governo não vão subir.

Todos os cinco mil prefeitos do país começaram a governar melhor tentando se reelegerem ou elegerem seu sucessor, e esse é um estímulo extraordinário em prol da economia brasileira.

Em ano de eleição, não cola mais ficar botando a culpa no governo federal, e nenhum prefeito se elegerá com proselitismo político pró-golpe. Sem contar que o governo federal terá um trunfo importante nas mãos: ser governo, ou seja, ter o poder de estabelecer parcerias com os prefeitos e forças locais para dar solução aos problemas que afligem as cidades.

A oposição ainda tem a seu lado as conspirações judiciais, mas as peripécias de Eduardo Cunha embaralharam o jogo, deixando a oposição profundamente constrangida por sua aliança com o presidente da Câmara.

A pesquisa eleitoral Datafolha para São Paulo mostra que o antipetismo, na própria capital do tucanistão, é maior na mídia do que na realidade.

Se pormos Russomano de lado, Haddad lidera nos segmentos mais influentes da opinião pública paulistana: entre jovens, entre os que tem ensino superior, entre os que ganham maior renda.

datafolha-2016_SP

A comparação com o desempenho do PSDB mostra uma vantagem brutal do petista. Ou seja, a mídia, mais uma vez, forçou a barra. Haddad tem boas chances de ganhar novamente. E 2016 talvez não seja tão ruim para o PT como se imaginava.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

16 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Murilo Alberto

07 de novembro de 2015 às 07h38

Enfiem o Haddard no cu…

Responder

    Mauricio Gomes

    07 de novembro de 2015 às 12h47

    Tá querendo né? Conta pra galera que você adoraria receber umas “colocações” do Haddad enquanto procura comunistas debaixo da cama enrolado com um lençol com o focinho do BolsoAsNO desenhado….hehe

    Responder

Silvia Maria Prezia Araujo

06 de novembro de 2015 às 23h05

O paulistano receberá o prêmio esperado…

Responder

João Cláudio Fontes

06 de novembro de 2015 às 15h07

É caso psiquiátrico mesmo , companheiro . Dá uma olhada … :D kkkk https://www.facebook.com/video.php?v=926813460687412&set=vb.844609975574428&type=2&theater

Responder

Marco Guedes

06 de novembro de 2015 às 02h43

Teu c*

Responder

Irion

05 de novembro de 2015 às 22h35

Prezado Miguel, sempre contribui livremente com o blog, mas ontem depositei R$ 30,00 reais a título de assinatura, e enviei o comprovante para a Flávia. No entanto já são 22 horas do dia de hoje (obviamente…) e não tive mais qualquer orientação sobre o acesso. A Flávia até mandou um e-mail para pedir qual era o meu e-mail para “validar”, sendo que (obviamente…) era aquele que eu havia utilizado para enviar o comprovante do depósito. Mas infelizmente a Flávia não deu mais o ar da graça! Portanto, meu amigo, sinto constatar que esse negócio de assinatura de blog acho que NÃO FUNCIONA!

Responder

    Miguel

    07 de novembro de 2015 às 03h38

    Desculpe, vou encaminhar sua reclamação e dar solução.

    Responder

Jose Laz Laz Lazaro

05 de novembro de 2015 às 22h09

imagina se ficarmos na mão do PSDB,PMDB ou mesmo o PT roubo na esfera municipal,estadual e federal tamo FUDIDOS

Responder

    Telma Dony

    07 de novembro de 2015 às 20h36

    Meu Deus …Pobre néscio . Calado você já está errado , escrevendo ….

    Responder

Jorge Luiz Nascimento Marins

05 de novembro de 2015 às 19h44

Com certeza.

Responder

Roger Gilmour

05 de novembro de 2015 às 19h28

Realmente, Miguel, o “desespero da oposição” está claro na tabela acima, que é extremamente importante. Contudo, Russomano e o Datena sabem que não se elegem. O objetivo desses dois partidos é apenas “CRIAR DIFICULDADES PARA VENDER FACILIDADES” para PT, PSDB e PMDB. Por isso o PT precisa URGENTEMENTE se aproximar da juventude paulistana, inclusive estimulá-la a votar, pois é a parcela do eleitorado que se mostra mais esclarecida e percebe mais claramente o trabalho que está sendo desenvolvido pelo Haddad.

Responder

Mauricio Gomes

05 de novembro de 2015 às 16h50

Lá vem “o cara” de novo, para desespero da coxinhada patética e carcomida. Após a entrevista de hoje, há previsão de alto consumo de tranquilizantes e maracujina pelos coxinhas…..periga até afetar a balança comercial pelo risco de termos que importar toneladas de remédios de todas as tarjas….hehe

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/203916/Lula-%E2%80%9CEu-posso-ser-candidato-outra-vez%E2%80%9D.htm

Responder

Mauricio Gomes

05 de novembro de 2015 às 15h05

E dá-lhe choradeira, mordida em fronha e ranger de dentes nas hostes coxistóides e fascistas. São perdedores natos e patéticos….

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina