Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Deputados do PT anunciam que votarão pela admissibilidade de processo contra Cunha

Por Redação

02 de dezembro de 2015 : 15h01

A bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados anunciou, nesta quarta-feira (2), pelo Twitter, que votará pela admissibilidade do processo contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no Conselho de Ética.

“Bancada do PT na Câmara vai votar pela admissibilidade do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética”, diz o texto postado pelo perfil oficial do PT na Câmara.

Na tarde desta quarta, os integrantes do Conselho de Ética retomarão a análise do relatório preliminar do deputado Fausto Pinato, que recomenda a continuidade do processo de cassação de Eduardo Cunha.

Nesta terça-feira (1), o presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse, também em publicação nas redes sociais, confiar que os parlamentares petistas votarão pela admissibilidade do parecer do deputado Fausto Pinato (PRB) no Conselho de Ética.

Em parecer preliminar, o relator defendeu o prosseguimento das investigações contra Cunha.

“Nós não temos acordo com o Eduardo Cunha. O que há são relações institucionais enquanto ele presidir a Casa. O compromisso do Partido dos Trabalhadores é com a democracia. Confio em nossos deputados, no Conselho de Ética, votem pela admissibilidade”, disse Rui Falcão.

***

Conselho de Ética continua hoje a análise do parecer sobre Eduardo Cunha

na Agência Câmara

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados reúne-se hoje para continuar a análise do relatório do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) sobre a representação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Na reunião de ontem, Pinato ressaltou que seu voto pela admissibilidade do processo garante o direito à ampla defesa e o devido processo legal. “Ele [Cunha] pode, inclusive, ser absolvido”, afirmou.

Na representação contra Cunha, o Psol e a Rede argumentam que há divergências entre informações da Procuradoria-Geral da República (PGR) e o depoimento prestado pelo presidente da Câmara à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras em março deste ano, quando negou ter contas bancárias no exterior não declaradas à Receita Federal.

O advogado de defesa de Cunha, Marcelo Nobre, declarou ao Conselho que a representação é baseada apenas em denúncias, sem nenhuma prova. Nobre também disse que não existe lei brasileira que obrigue qualquer cidadão brasileiro a declarar em seu imposto de renda valores de contas em trustes. De acordo com o advogado, Eduardo Cunha não omitiu informações porque a lei não obriga que ela seja declarada.

Outros pareceres

Também está na pauta do Conselho de Ética a análise do parecer preliminar do deputado Washington Reis (PMDB-RJ) referente à representação do PCdoB, em desfavor do deputado Alberto Fraga (DEM-DF). Quando apresentou o seu parecer, na última terça-feira (24), o relator havia sugerido o arquivamento do caso.

Na reunião de hoje, ainda pode ser apreciado o parecer preliminar do deputado Sandro Alex (PPS-PR) referente ao processo do Solidariedade contra o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). Na semana passada (26), o relator protocolou o seu parecer e também recomendou o arquivamento.

A reunião está marcada para as 14h30, no plenário 11.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

56 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mário Pilar Zito

04 de dezembro de 2015 às 09h22

Bom dia ptraiada !!

Responder

Alex Dub

03 de dezembro de 2015 às 14h56

#CunhaNaCADEIA

Responder

Edson Mendonça

03 de dezembro de 2015 às 14h56

Nem Michel Temer vai aceitar…
AÉCIO PARA DE CHEIRAR QUE SUA HORA TÁ CHEGANDO!!!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
RINDO ATÉ 2018!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Patricia Carlos Milani de Moraes

03 de dezembro de 2015 às 00h44

#NaoVaiTerGolpe #DilmaFica #NaoVaiTerGolpe #DilmaFica #NaoVaiTerGolpe #DilmaFica #NaoVaiTerGolpe #DilmaFica #NaoVaiTerGolpe #DilmaFica

Responder

Vera Lu Cruz

02 de dezembro de 2015 às 23h22

tadinho do severino. Era um bebe perto de CUnha.

Responder

Vera Lu Cruz

02 de dezembro de 2015 às 23h22

tadinho do severino. Era um bebe perto de CUnha.

Responder

Rudimar Leonhardt

02 de dezembro de 2015 às 23h14

Cristiano Penha SOBRE O IMPEACHMENT
– 2015 foi um ano perdido por conta da crise política criada e inflada por Cunha e pela oposição que criaram incertezas desnecessárias na economia com a criação de novas despesas bilionárias (pautas bomba), atraso na votação do ajuste fiscal e o fantasma do impeachment. Apostaram no “quanto pior melhor” e no GOLPE pra conseguir o que não conseguem nas urnas.
– 2016 será um ano de CAOS na política e na economia por causa do processo de impeachment que deve criar mais incertezas, pois nenhuma reforma será votada enquanto este tema dominar a pauta do Congresso e do país. A disputa vai parar no STF devido à base jurídica frágil do pedido. Pra onde vai o dólar, os juros, a inflação, o PIB com tudo isso? Ainda há a incógnita de como será a reação dos movimentos sociais.
– Boa Sorte ao Brasil que acredita que toda essa crise é culpa exclusiva de uma pessoa e um partido. Impeachment não vai solucionar nenhuma das causas dessa crise econômica principalmente por que vai rebaixar mais ainda as expectativas econômicas (confiança de empresários e consumidores) e piorar a CRISE, dificultando mais ainda sua superação. Também vai criar um perigoso precedente para a nossa democracia por ser fundamentado em base tão frágil: a reação internacional pode ser adversa e significar recuo dos investimentos no país. Também não resolve os problemas do nosso sistema político, já que nenhum dos partidos defensores do impedimento defendem uma reforma política séria.
– Quem sabe quando o PMDB assumir ou até mesmo a oposição através de novas eleições, e muitas conquistas sociais forem abandonadas e até mesmo o combate a corrupção volte a inexistir, além do CAOS em que vamos entrar, as pessoas se deem conta da enorme imbecilidade que fizeram ao apoiar algo assim.

Responder

Leon Leona

02 de dezembro de 2015 às 22h24

2,3 trilhões em pedaladas fiscais. Me perdoe mas isso não é correto.

Um cidadão comum comete crime fiscal já viu né!?

A presidente da República deu em impeachment.

O pedido aceito foi o de um ex petista o Sr. Hélio Bicudo. Nem a esquerda se entende pelo visto.

Responder

Raquel Santos

02 de dezembro de 2015 às 21h42

Cunha acolheu o Impeachtmen.

Melhor. Acaba a chantagem sobre isso.

Responder

Jacqueline Alcantara

02 de dezembro de 2015 às 21h29

ACHACADOR E CHANTAGISTA LADRÃO CUNHA NA CADEIA.

Responder

Neuza Palaro

02 de dezembro de 2015 às 21h26

Espero que seja verdade. Agora podem ter certeza que a situação vai ficar difícil. Os 200 que ele tem no bolso, mais a oposição, vão fazer de tudo para detonar o governo Dilma.

Responder

Maria Lucia

02 de dezembro de 2015 às 21h21

Tempos difíceis virão … Mas quem disse que ía ser fácil ?!!!!

#SemMedo
#ForaCunha
#ImpitimanÉMeuZovo
#DilmaFica
#DoaAQuemDoer

Responder

Maria Lucia

02 de dezembro de 2015 às 21h19

É isso aí !!! Valeu a pressão !!!!
Não podemos nos acovardar diante de um Canalha como Eduardo Cunha !!!
O que esperamos dos deputados é CORAGEM nesse momento !!!
Expulsem de uma vez por todas esse Verme da presidência da câmara !!!!
Não nos envergonhem mais !!!!
O resto deixa com o povo na rua – não deixaremos que 54 milhões de votos sejam jogados no lixo !!!!

#SemMedo
#ForaCunha
#DoaAQuemDoer
#DilmaFica

Responder

Mauro Coelho

02 de dezembro de 2015 às 21h12

O que Severino ganhou foi dez centavos comparado a este pilantra!

Responder

Francisco Rêgo Monteiro Rocha

02 de dezembro de 2015 às 20h39

Pau no corrupto. E em todos eles. O covil está podre.

Responder

Geraldo Nascimento

02 de dezembro de 2015 às 20h17

me digas com andas e te direi quem es lula e cunha o crime vale a pena

Responder

Geraldo Nascimento

02 de dezembro de 2015 às 20h17

me digas com andas e te direi quem es lula e cunha o crime vale a pena

Responder

Carlos Alberto Fediczko

02 de dezembro de 2015 às 20h04

Eu não vi ninguém do governo falando em salvar o Cunha, vi na midia só, ppr favor se alguem viu ou ouviu diga ai

Responder

Raquel Santos

02 de dezembro de 2015 às 19h48

Nao sei não.
Acho que tem estratégia. Se os três, do PT, vootam a favor de Cunha, ele escapa.
O PT acalma a opinião pública, já que os “traidores” serão responsabilizados.

Tomara que eu esteja errada, mas n sinto firmeza no PT.

Responder

Maria Silva

02 de dezembro de 2015 às 19h46

#ForaCunha já mandei

Responder

Helio Eduardo Pinto Pinheiro

02 de dezembro de 2015 às 19h01

TÁ VALENDO UMA CAIXA DE CERVEJA!!! O CANALHA SAIRÁ LIVRE !!! SERÁ MAIS UMA “ESCARRADA” NA CARA DO POVO, DO PAÍS…E MAIS UMA CAIXA DE CERVEJA SE A MÍDIA, CANALHA, COVARDE E OMISSA FIZER ALGUMA CRÍTICA CONTRA ESTE ESCÁRNIO!!! “BARAZIU”, VC JÁ MORREU, TÁ FEDENDO E NÃO SABE!!!

Responder

Hell Back

02 de dezembro de 2015 às 16h57

“(…) representação é baseada apenas em denúncias, sem nenhuma prova. ”
Ué! Pensei que já tivéssemos resolvido esse problema quando se fez uso dessa mesma prerrogativa nos julgamentos SEM PROVAS dos petistas no STF e assemelhados, com seus DOMÍNIOS DOS FATOS e outros absurdos jurídicos.
Já entendi. Há uma lei para os petistas e outra para os não petistas.

Responder

Jasson Reis

02 de dezembro de 2015 às 18h53

Já era tempo

Responder

Pietro Azzulk

02 de dezembro de 2015 às 18h43

Fora canalha

Responder

Moisés Saldanha

02 de dezembro de 2015 às 18h39

Um pouco de coerência né?

Responder

Monica Figueiredo

02 de dezembro de 2015 às 18h22

Isso aí! Caso contrário será a última pá de terra em cima do PT.

Responder

Mardete Sampaio

02 de dezembro de 2015 às 18h21

Não haveria outro posicionamento admissível. Qualquer coisa que não isso, seria abrir mão da história, da moral e da dignidade! Vamos para o embate, haveremos de combater o bom combate.

Responder

    Geraldo Nascimento

    02 de dezembro de 2015 às 20h20

    que seria o bom combate ??que seria moral ?? historia ??

    Responder

    Geraldo Nascimento

    02 de dezembro de 2015 às 20h20

    que seria o bom combate ??que seria moral ?? historia ??

    Responder

    Mardete Sampaio

    02 de dezembro de 2015 às 20h43

    Defina suas indagações. Tão vastas quanto vagas! O que você quer? Um tratado?

    Responder

    Mardete Sampaio

    02 de dezembro de 2015 às 20h43

    Defina suas indagações. Tão vastas quanto vagas! O que você quer? Um tratado?

    Responder

Mauro Aulicino

02 de dezembro de 2015 às 18h17

será mesmo? as informações circulam, muitas delas são conflitantes, cabe a nós verificar a veracidade delas antes de compartilhar tantas informações antagônicas!

Responder

Sandra Farias

02 de dezembro de 2015 às 18h16

Se voltarem atrás, pode fechar a bodega !

Responder

Maria Luiza Bierrenbach

02 de dezembro de 2015 às 18h16

Esperar e ver para crer.

Responder

Paulo Cesar Cunha

02 de dezembro de 2015 às 18h04

Outra grande MENTIRA, está havendo é uma grande pressão dos petistas pra inocentarem o Eduardo Cunha no Conselho de Ética que está com a faca no peito da Dilma.

Responder

    Paulo Cesar Cunha

    02 de dezembro de 2015 às 21h28

    Ôpa, tá pegando fogo no Senado! 3 petistas votaram a favor da admissibilidade do processo e o troco veio em seguida, Eduardo Cunha aceitou o pedido do ‘impitia’.

    Responder

Silvio Alves Barbosa

02 de dezembro de 2015 às 17h58

Ver pra crer

Responder

Antonio Mario de Souza

02 de dezembro de 2015 às 17h57

estes votos tem que serem aberto

Responder

Fernando Loureiro

02 de dezembro de 2015 às 17h48

Os homens lúcidos deste País, mesmo de pensamento conservador, sabem que qualquer mudança no calendário eleitoral vai levar-nos para o centro da crise econômica em semanas, com tudo de cruel que ela traz, notadamente desemprego e fechamento de empresas.
Não temos muito a pedir a não ser que coloquem o amor ao Brasil acima das paixões politicas, por mais certeza que vcs tenham que o atual Governo esta fazendo tudo errado.
Os brasileiros terão a oportunidade de fazerem as mudanças que desejarem em 2016 e 2018. Punam o PT de forma contundente, se assim o desejarem. Mas, poupem o Brasil!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Maria Helena Fortes

02 de dezembro de 2015 às 17h42

qdo eu penso que vai não vai mais que desgraceira é essa?

Responder

Eliza Almeida

02 de dezembro de 2015 às 17h38

Não poderia ser diferente.

Responder

Pedro Gilberto Nichele

02 de dezembro de 2015 às 17h31

Então pode apostar que farão o contrário

Responder

Thomas Jeffersom

02 de dezembro de 2015 às 17h30

Vivaaaaa agora esse impeachment sai !

Responder

Maria Coerin

02 de dezembro de 2015 às 17h27

Muito bem PT. Espero que não mudem seus votos na próxima seção que será no dia 08/12. O PT não pode continuar refém do Cunha. A oposição tenta por todos os meios desqualificar o Partido. Se for a favor de Cunha sua imagem estará acabada para sempre.

Responder

Gustavo Campos Zapelini

02 de dezembro de 2015 às 17h27

E presidente do conselho, do psd, adia a votação…aff

Responder

Elisa Almeida

02 de dezembro de 2015 às 17h21

Tem que sumir com esse coisa da Câmara Federal

Responder

Wendell Ferreira

02 de dezembro de 2015 às 17h16

Vou esperar sentado pra não cansar… Cunha não tem apenas 100 deputados nas mãos, ele tem o Poder Executivo também.

Responder

Antonio Carlos Baioco

02 de dezembro de 2015 às 17h15

O PT…E OS POLITICOS DO PT..NÃO TEM MEDO DO CUNHA..
É TEM POR OBRIGAÇÃO VOTAR PELA CASACÃO DO CUNHA LADRÃO. .

Responder

J Stélio Carvalho

02 de dezembro de 2015 às 17h12

Responder

Maria Helena Fortes

02 de dezembro de 2015 às 17h11

impitima émeuzovo falou…..cadeia cunhaa

Responder

Eduardo Benzatti

02 de dezembro de 2015 às 17h05

E aí o PIG já disse tudo o q disse: “O PT vai poupar o Cunha por causa do impeachment da Dilma, bla´, blá, blá…” E fica tdo por isso mesmo.

Responder

Roberto Oliveira

02 de dezembro de 2015 às 17h04

Pelo que li por ai, o “pitman” não tem a maioria na Câmara. O Presidente do STF defende a democracia como ele mesmo disse. O Gilmar Mendes é o único aliado do “pitman” no STF, ele só faz barulho em entrevistas.
Do outro lado o PT tem de se “comprometer” em ajudar passar a foice no Cunha e pronto, sem dó.
Assim acontecendo a Dilma mantem sua palavra e honra.

Responder

Deixe um comentário