Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

O Brasil está na mira de Wall Street

Por Redação

10 de dezembro de 2015 : 00h59

Ao comentar a situação político-econômica do Brasil, Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira afirma que “Wall Street está por trás da crise brasileira”, numa referência ao ambiente-sede das grandes corporações financeiras dos Estados Unidos.

Moniz Bandeira sobre o impeachment: O Brasil está na mira de Wall Street

do Sputnik News

De acordo com o cientista político Moniz Bandeira, professor aposentado da Universidade de Brasília e que há mais de 20 anos vive em Heidelberg, na Alemanha, “o objetivo das ações externas contra o Brasil é quebrar a economia e comprar as empresas estatais a preço de banana”.

Em entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, Moniz Bandeira fala das ameaças imperialistas e também das questões de ordem política relacionadas à possível instauração de um processo de impeachment contra a Presidenta Dilma Rousseff. Para ele, está em curso um golpe no Brasil “que deve ser contido para não produzir graves consequências para a História do país”.

“É difícil precisar quais são os interesses”, diz o cientista político de Heidelberg. “Mas são interesses estrangeiros, eu creio, em grande parte, de Wall Street e através de outras entidades como The National Endowment for Democracy, USAID e outros que estão incentivando esse golpe no Brasil, aliados às forças internas da direita.”

Sputnik: O objetivo seria quebrar a economia e comprar as empresas brasileiras a preço de banana?

Moniz Bandeira: Exatamente, isso é verdade. Eles querem quebrar a economia brasileira – e é aí que eu vejo mais a ação de Wall Street – e comprar as empresas, como estão fazendo, a preço de nada, com o real desvalorizado a esse ponto.

S: Nós podemos acreditar, então, que o Brasil está na mira de Wall Street?

MB: Está na mira, claro, porque a questão não é só o Brasil, é internacional, é a luta contra a Rússia e a China, mas eles não podem muito contra a China. E querem derrubar a Rússia através da Síria e da Ucrânia. São duas frentes que os Estados Unidos abriram, porque a luta na Síria não é tanto por democracia, isso é bobagem, os EUA não estão se importando com isso. Eles querem mudar o regime para tirar a Base Naval de Tartus e também um ponto em Latakia, ambos da Rússia.

S: Voltando ao Brasil. O senhor entende que o país voltará a sofrer assaltos especulativos?

MB: É muito complicada a situação aí. Eu não estou certo de nada a respeito do Brasil, é muito difícil. Porque é muito difícil também dar um golpe – um golpe civil como eles querem. As Forças Armadas estão contra o golpe. Elas são um fator de resistência nacionalista no Brasil, assim como o Itamaraty.

S: O senhor disse que há órgãos no exterior financiando a grande mídia no Brasil. A mídia, ao pregar o golpe, facilita a entrada das grandes corporações internacionais em prejuízo das empresas brasileiras?

MB: Claro, sobretudo no setor de construção, que tem sido alvo principal desse inquérito, que, aliás, é inconstitucional, é tudo ilegal. O objetivo é destruir as grandes empresas brasileiras, as construtoras que são fatores de expansão mundial do Brasil, e permitir que entrem no mercado brasileiro as multinacionais americanas.

S: O senhor entende que as agências de inteligência dos EUA continuam a espionar a Presidenta Dilma Rousseff e as grandes empresas estatais do país?

MB: Claro, nunca deixaram de espionar. Espionam no Brasil e em todos os países. Se você ler meu livro “Formação do Império Americano”, publicado há dez anos, você verá como eu mostro isso documentado. Já no tempo de Clinton faziam isso. Não há novidade nenhuma na atuação dos EUA. Eu estudo essa questão dos EUA há muitos anos. Acompanhei de perto toda a problemática de Cuba. Estou com 80 anos, desde os meus 20 anos eu assisto a isso que eles fazem na América Latina.

S: O senhor fala em golpe em curso no Brasil. Qual a sua impressão, esse golpe pode ir avante?

MB: Tanto pode como não pode. As possibilidades são muitas. Ontem mesmo o Supremo Tribunal Federal tomou uma medida constitucionalmente correta, que foi anular essa comissão constituída na Câmara por meio de manobras. O que existe é uma luta de ratos e ladrões, um bando, uma gangue, montada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, contra uma mulher honrada e honesta como a Presidenta Dilma Rousseff, com todos os erros que ela possa ter cometido. Não há motivo legal nem constitucional para o impeachment.

S: A Presidenta Dilma Rousseff conseguirá superar todas essas dificuldades políticas e concluir o seu mandato em 31 de dezembro de 2018?

MB: É muito difícil avaliar a evolução da situação, porque ela é ruim internacionalmente. A situação internacional é muito ruim. Eu disse, em 2009, quando recebi o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal da Bahia, que uma potência é muito mais perigosa quando está em decadência do que quando conquista o seu império, e os EUA são uma potência em decadência. São muito mais perigosos do que antes.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

51 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Maria Luiza

11 de dezembro de 2015 às 10h33

Leiam. Soninha Gomes.. Renato Pacheco.

Responder

Iram Santos

10 de dezembro de 2015 às 22h29

E os nossos “cabeças de bagre” promovendo impeachement! Ô como ler e estudar faz falta…

Responder

Sergio Vieira Elias

10 de dezembro de 2015 às 19h20

Será?

Responder

Alex Graçano

10 de dezembro de 2015 às 18h45

O governo confirma um déficit de 120 bilhões que não tem como cobrir e falam de “suposta crise”??? Em que país estas pessoas vivem??? Nem o governo nega mais a crise atual em que nos meteram.

Responder

    Júlio Gomes de Barros

    11 de dezembro de 2015 às 03h19

    Esse déficit tem como origem a perda de receitas do governo, em virtude da queda da economia, em recessão. É fichinha perto dos valores dos EUA e dos países europeus. Graças aos cuidados de Lula e Dilma, temos “apenas” R$ 1,5 trilhão(US$ 370 bi) em reservas cambiais para enfrentar a crise.

    Responder

    Alex Graçano

    11 de dezembro de 2015 às 03h53

    É, esse valor mal serve para apagar os juros e amortizações da dívida pública no ano de 2015 e, ainda, é insuficiente para saldar a dívida pública brasileira, que estava em setembro no valor de R$ 2,73 trilhões.

    Responder

Mara Paizan

10 de dezembro de 2015 às 18h29

Natha Tapparo Jose Mariana

Responder

Diogo Scobee Marra

10 de dezembro de 2015 às 18h28

Então não existe crise, é isso?

Responder

Ricardo Araujo

10 de dezembro de 2015 às 18h01

Sabia
Usando alguns abutres para jogar as instituições no descrédito
E se lucuplettarem

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de dezembro de 2015 às 13h39

TEVE INÍCIO ‘O LEVANTE DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF’

Pode ser uma sinalização vinda das ruas

###################

Dilma exonera Fábio Cleto, aliado de Cunha, da vice-presidência da Caixa

De Brasília

10/12/201508h13

(…)

FONTE: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2015/12/10/dilma-exonera-fabio-cleto-aliado-de-cunha-da-vice-presidencia-da-caixa.htm

Responder

Diego

10 de dezembro de 2015 às 13h32

As provas suíças já foram entregues e todos sabem do comportamento rapinante e prepotente de EC, espero que todas as nomeações de cargos feito ou propostos por ele sejam suspensas, porque representam o aparelhamento do estado em benefício próprio.
O que o STF está esperando? E o sr. Janot? Eduardo Cunha vem arrasando a economia do Brasil com suas pautas bombas, chantagens e paralisações e não fazem nada. Estão esperando o pior? Esse pior deve ser melhor para quem? Olha srs. o Brasil não pertence a uma casta, pertence a todos nós.

Responder

Ulysses Dutra

10 de dezembro de 2015 às 14h20

E quando não esteve?

Responder

Leonardo Lima

10 de dezembro de 2015 às 14h06

sempre esteve. aqui tem muita riqueza que precisa, de alguma forma, ainda que vil, ser “transferida” para wall street. fhc mandava mensalmente aviões carregados de dinheiro “limpo”, para pagar juros da dívida externa que ele criou… Esse é o roubo maior da nossa história

Responder

ZeroaEsquerda

10 de dezembro de 2015 às 11h58

Penso que o dinheiro está acabando… taxar mais impostos pros coxinhas pagarem e sustentar a máquina social está cada vez mais difícil…

O que a esquerda faz é inserir o ódio… jogar o povo contra os empresários (Coxinhas X Povo) e Americanos contra todos…

Acho que há sim um desejo de golpe por parte da direita corrupta brasileira e até internamente no governo que vê o governo da Dilma fragilizado.

Esse discurso de ódio e apontar culpados não nos leva a nada… certo Cafezinho???

Responder

    Miguel do Rosário

    10 de dezembro de 2015 às 13h24

    Quem está manipulando o ódio são os golpistas. Inclusive contra empresários. Leia o post com mais atenção. O articulista defende as empresas brasileiras.

    Responder

    Hell Back

    26 de janeiro de 2016 às 23h42

    Não; os yanques são “a Madre Tereza de Calcutá”, e só agem para o bem da humanidade. Qualquer país onde está tudo em ordem, com seu povo progredindo, eles chegam trazendo a discórdia, para depois invadi-lo e se apoderar de suas riquezas. É a velha tática de desunir o povo para enfraquecê-lo e depois, se for o caso, invadi-lo.

    Responder

Jose Berlange Andrade

10 de dezembro de 2015 às 13h57

#ForaCunha #PauNoMarum

Responder

Paulo Dimas Tauyr

10 de dezembro de 2015 às 12h53

Só os ignorantes não enxergam que essa nossa suposta crise é patrocinada pelo governo dos estados unidos.

Responder

    Hell Back

    26 de janeiro de 2016 às 23h27

    Sim! Agora os golpes de estado são mais sutis.

    Responder

Hell Back

10 de dezembro de 2015 às 10h21

Me desculpem se pareço vetusto por perguntar. Os EUA estão em decadência? Com todo aquele aparato industrial e militar? Com todo aquele conhecimento tecnológico e científico acumulado desde a segunda guerra mundial? Me desculpem, mas não vejo nenhum sinal de decadência aí.

Responder

Paulo De Mattos Skromov

10 de dezembro de 2015 às 12h11

Em 1964 o protagonismo dos falcões do Império era mais explicito. O embaixador Lincoln Gordon circulava pelos quarteis a distri buir malas recheadas de notas verdinhas. Fez isso comprovadamente com o comandante do II Exercito o general Amaury Kruel. E o adido militar general ianque Wernon Walters orquestrava a conspiração. Hoje o Pentágono usa os Kim, os Eduardo Cunha e FHC para o mesmo papel. Querem a colonia de volta!

Responder

Marcos Marcos

10 de dezembro de 2015 às 12h05

Como o Brasil tem uma imprensa canalha que apoiava as privatizações de FHC; vendeu a Vale por 1,7 bilhão saneada, não devemos estranhar esse desejo de tumultuar ao máximo o ambiente político nacional. Tiveram a ousadia em apoiar Cunha: O defensor das Teles durante o marco da internet.

Responder

Claudio Paulon de Carvalho

10 de dezembro de 2015 às 11h41

quem que colocou a Petrobras no ridiculo ranking da “Transparência Internacional”??? para denegrir ainda mais a imagem dela e surrupiarem nossa riqueza…

Responder

Maria Albuquerque

10 de dezembro de 2015 às 11h41

Se Dilma cair, logo logo vai ter muita coisa boa e barata prá comprar, Wall Street.

Responder

Maria Albuquerque

10 de dezembro de 2015 às 11h41

Se Dilma cair, logo logo vai ter muita coisa boa e barata prá comprar, Wall Street.

Responder

Steiger

10 de dezembro de 2015 às 09h39

Há muito tempo não me divertia tanto lendo tanta besteira. Eu diria mais, eventualmente o McDonald’s e o Burger King devem estar por trás do “golpe”. Estão querendo vender mais hamburger no sertão nordestino e acabar com o monopólio do acarajé e da carne seca desfiada com macaxeira. Temos que abrir nossos olhos pois esses americanos são um perigo. A propósito, pq não utilizamos nosso poderio militar ou a nossa força política e econômica para acabar com esses americanos? Alguém me explica isso ai….

Responder

Adriano Domingues da Silva

10 de dezembro de 2015 às 11h21

Leia isto para entender um pouco da crise no Brasil,Sérgio moro está por trás disso

Responder

Adriano Domingues da Silva

10 de dezembro de 2015 às 11h21

Leia isto para entender um pouco da crise no Brasil,Sérgio moro está por trás disso

Responder

Silvio Sabá

10 de dezembro de 2015 às 10h57

Carta de Marcela a Temer
https://compasnet.wordpress.com/2015/12/10/carta-de-marcela-a-temer/

Responder

Taddeo Escultor

10 de dezembro de 2015 às 10h48

Como é possivel meter uma gota de dignidade, de respeito pelo Grande Brasil no miolo de galinha dos coxinha? Cretinos alimentados por macdonald, hidratados por cocacola e ilustrados pelos depravados meios de colonização culturais yankees? Parece que obedecendo o colonizador, em breve vamos celebrar o Cú-ña presidente…

Responder

    Liliane Cristina Cugula

    10 de dezembro de 2015 às 11h38

    Compartilhei ???

    Responder

    Liliane Cristina Cugula

    10 de dezembro de 2015 às 11h38

    Compartilhei ???

    Responder

    Taddeo Escultor

    10 de dezembro de 2015 às 11h40

    Se não for o Cú-ña presidente pode ser o gerente do walmart ou o do macdonald.

    Responder

    Taddeo Escultor

    10 de dezembro de 2015 às 11h40

    Se não for o Cú-ña presidente pode ser o gerente do walmart ou o do macdonald.

    Responder

    Pedro Carneiro

    10 de dezembro de 2015 às 17h51

    De onde brotou esses coxinhas ignorantes e cegos? Pseudo patriotas contra a corrupção.Seguidores dos lideres patifes do MBL e retardos on line.?????

    Responder

    Taddeo Escultor

    10 de dezembro de 2015 às 18h02

    Coxinha são um novo gênero, são produzidos em laboratórios de inseminação, tipo aquele do Abdelmassif, enquanto o pai vê sexo virtual. Na puberdade os pais levam em psicólogos tipo o Chupkevitch, aquele que narcotizava e filmava a sacanagem enquanto o moleque fingia que dormia…

    Responder

Messias Franca de Macedo

10 de dezembro de 2015 às 08h46

[ALVÍSSARAS!
DILMA NÃO ESTÁ SE DESPEDINDO! CONTRARIAMENTE!]

BOMBA! EXTRA! SENSACIONAL! REVIRA-VOLTA?!…
Será que parte do PIG considera certo itinerário o desembarque da podre canoa furada do golpe?
Será que os nazifasciterroristas &$ golpistas “exageraram nas patifarias, e deu sobremaneira na ‘pinta'”?!
(…)
Pelo menos, um alento!
‘Forças invisíveis’?
“Começou a doer nos bolsos e sacolas IMUNDOS?!”
IMUNDOS(AS) fariseus!…

A FONTE?
Pasme: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/12/1717144-usinas-da-gestao-delcidio-deram-mais-prejuizo-que-compra-de-pasadena.shtml

USINAS CONTRATADAS POR DELCÍDIO DERAM MAIS PREJUÍZO À PETROBRAS QUE PASADENA
Contratações na era FHC deram rombo de R$ 05bi
(No governo FHC houve “corrupção organizada”)

Responder

André Godinho

10 de dezembro de 2015 às 10h40

Falo isso desde as passeatas do saudeecucação de 2013 organizadas pela CANVAS com recursos da NED e USAID…acham que é coincidência que a “lava-jato” tenha começado em seguida a espionagem à Petrobras?
Trata-se de um ato de guerra dos EEUU contra o Brasil e assim deve ser encarado

Responder

Gugu Mello

10 de dezembro de 2015 às 10h38

Portanto, o PSDB paulista tem a essa altura todos os motivos para barrar, tirar os holofotes ou sumir na mídia com a Operação Lava Jato.
Tem motivos para tirar rapidinho da cadeia o banqueiro André Esteves e o empreiteiro Odebrecht, antes que eles decidam delatar.
O mesmo objetivo teria o vice-presidente Michel Temer, citado pelo delator Júlio Camargo como beneficiário do esquema montado por Fernando Baiano. Há fortes indícios, portanto, de um golpe unindo corruptos do PMDB aos do PSDB para derrubar Dilma, fiadora da Lava Jato. Em troca da impunidade, o PMDB bancaria a implantação de um programa econômico que retira direitos sociais garantidos pela Constituição de 88: aposentados poderiam receber menos de um salário mínimo, a CLT seria extinta na prática, o financiamento dos programas sociais seria submetido ao Congresso e o pré-sal entregue a transnacionais para financiar a farra pós-golpe de PMDB/PSDB.
A ironia final é que Helio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment de Dilma, trabalhou como lobista da Alstom em contratos fechados com o governo paulista. FREIO DE ARRUMAÇÃO
Há grande expectativa também sobre os rumos da Operação Lava Jato no Judiciário caso Dilma caia e Temer assuma. A imprensa se concentraria na cobertura do novo governo, diminuindo o espaço destinado às investigações. Ministros de tribunais superiores se sentiriam menos “acuados”, na opinião de profissionais do direito, e se encorajariam a tomar decisões contrárias às do juiz Sergio Moro.
RESPEITO MÚTUO
É lembrada também a relação respeitosa de Temer com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, outra peça-chave da Lava Jato. Relembremos: Delcídio participa do esquema desde que conheceu Paulo Roberto da Costa e Nelson Cerveró na Petrobrás ainda quando era tucano, no governo FHC.
Delcídio pode jogar luz nos contratos da Alstom com o trensalão paulista.
Na famosa gravação que está com a PGR, Delcídio menciona Gregório Marin Preciado, íntimo do senador José Serra, como sendo a pessoa por trás de Fernando Baiano, apontado como homem do PMDB no esquema da Petrobrás.
Serra aparece nas anotações do empreiteiro Marcelo Odebrecht, que ainda não fez acordo de delação premiada. “Adiantar 15 p/ JS”, está escrito. Internautas especulam que a sigla JS significa Jula da Silva. Relembremos: Delcídio participa do esquema desde que conheceu Paulo Roberto da Costa e Nelson Cerveró na Petrobrás ainda quando era tucano, no governo FHC.
blog Viomundo.

Responder

Roberto Oliveira

10 de dezembro de 2015 às 10h37

Pq será hein…

Responder

Warner Vanderlei

10 de dezembro de 2015 às 10h33

E a China ?

Responder

Fred Brasil

10 de dezembro de 2015 às 10h28

Evo Morales expulsou a USAID da Bolívia. Bom dia!!

Responder

Jairo Costa

10 de dezembro de 2015 às 10h25

WALL STREET faz com o Brasil o que gostaria de fazer com a CHINA.

Responder

Anônimo

10 de dezembro de 2015 às 08h14

Ele confirma o que já sabemos. Quem conhece história sabe muito bem disso.

Responder

Diego

10 de dezembro de 2015 às 07h57

O que o STF está esperando? E o sr. Janot? Eduardo Cunha vem arrasando a economia do Brasil com suas pautas bombas, chantagens e paralisações e não fazem nada. Estão esperando o pior? Esse pior deve ser melhor para quem? Olha srs. o Brasil não pertence a uma casta, pertence a todos nós.

Responder

CUNHA, LADRÃO EVANGÉLICO DE KINTA KATIGURIA.

10 de dezembro de 2015 às 07h42

Vamos levar às manifestações, cartazes, denunciando esse esquema.

Responder

Vitor

10 de dezembro de 2015 às 06h50

Sputnik Brasil? Hahahaha sensacional!!!

Responder

Edivaldo

10 de dezembro de 2015 às 02h21

Concordo plenamente com esta materia, tio sam querendo prejudicar o Brasil juntamente, com juízes cara de sapo, tucanos(ou seja abutres) e midia comprada.

Responder

Hell Back

10 de dezembro de 2015 às 01h27

Me desculpe se pareço vetusto por perguntar. Os EUA estão em decadência? Com todo aquele aparato industrial e militar? Com todo aquele conhecimento tecnológico e científico acumulado desde a segunda guerra mundial? Me desculpe, mas não vejo nenhum sinal de decadência aí.

Responder

Deixe uma resposta