Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Brasília - DF, 27/06/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante reunião com ministros do Núcleo de Infraestrutura e Líderes do governo. Foto: Marcos Corrêa/PR

Michel Temer e o drama barato de um governo ordinário

Por Bajonas Teixeira

11 de setembro de 2016 : 15h37

(Foto: Marcos Corrêa)

Por Bajonas Teixeira, colunista de política do Cafezinho

O drama barato de um governo ordinário não seria assunto se não nos afetasse diretamente. Mas, desde que estamos submetidos a ele, não podemos deixar sua lama passar em brancas nuvens.

Nenhuma empresa empregaria um membro do governo Temer como office boy para fazer pagamentos e saques em agências bancárias. No entanto, eles estão governando o Brasil. Com destaque em seu ministério, está a sorumbática figura de José Serra que, entre outras muitas façanhas, foi condenado a devolver três bilhões (dinheiro público torrado para salvar bancos em dezembro de 1994) aos cofres públicos, condenação que Gilmar Mendes arquivou em 2008. O MP recorreu e, depois de quase uma década consumida, o STF reabriu agora (março de 2016) o processo.

É curioso pensar que, em contraste com isso, isto é, com esses três bilhões dilapidados, a Justiça brasileira promove uma caçada sanguinária contra Lula por um pedalinho. Pedalinhos e pedaladas, as duas armadas brandidas contra Lula e Dilma. Eis, o retrato de um país de psicopatas.

Serra é um exemplo da servidão voluntária ao grande capital que tomou o poder com o governo Temer. Não se trata, porém, de uma modalidade normal de subserviência mas de uma forma extrema de rebaixamento. São políticos que não vislumbram nenhum futuro (que carreira política um Serra ou um Temer ainda poderiam esperar do futuro?) e que sentem que estão diante da grande oportunidade. É agora ou nunca. Para abrir todas as portas das negociatas, tem que contar com a retaguarda segura, isto é, com as elites do dinheiro e com a mídia satisfeitas.

E como satisfazê-las? Detonando toda a estrutura de garantias do trabalho, implodindo os salários dos aposentados, criando dificuldades para os que poderiam se aposentar, aumentando a duração da jornada de trabalho diária, ‘flexibilizando’ os direitos dos trabalhadores e aumentando o poder arbitrário dos patrões. Claro que, além disso, irão também perseguir os movimentos sociais e detonar as políticas públicas de alcance social.

Feito isso, recebem carta branca para os projetos de saque, de queima de riquezas nacionais, de privatização, venda de terras nacionais a estrangeiros, legalização do jogo, etc. Primeiro, portanto, as elites querem o massacre do mundo do trabalho e, em seguida, liberam a implementação das políticas conduzidas por Moreira Franco, braço direito de Temer, que, segundo a Folha, o próprio FHC dizia que não podia ter cargo que tivesse cofre.

Michel Temer, segundo a revista Época, elevará em breve Moreira Franco à categoria de Ministro de Estado. É preciso dar a ele um status compatível com suas atribuições.

A grande dificuldade desse governo é que ao estender as mãos contra os direitos dos trabalhadores, atrai para si vaias ensurdecedoras como as da abertura das Paraolimpíadas. E aí, sem ter segurança para atropelar as reações (dos sindicatos, dos movimentos sociais, da opinião pública, e até da parte da classe média que começa a levantar suspeitas contra ele),  se vê obrigado a desmentir-se e a valer-se de desculpas esfarrapadas.

Isso acontece porque além de vil, submisso e subserviente, o governo Temer é o mais fraco da história brasileira, não tem consistência interna, apoios efetivos e sólidos, nada que lhe dê a mínima ossatura. E muitos são os sinais, na mídia e entre as lideranças empresariais, de que as próprias elites, que procura adular a todo custo, guardam profundo desprezo por ele.

A ironia da história é que os protestos pró-impeachment, que levou multidões de zumbis a se prosternarem diante do templo da FIESP, deu origem, como não podia deixar de ser, a um governo de mortos vivos. E, a cada dia que passa, mais de mortos do que vivos.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

FFS

11 de setembro de 2016 às 21h49

Mais ordinário que o PT é os governos de esquerda…. impossível.

Responder

    nomode creative

    11 de setembro de 2016 às 22h34

    ordinário é você entreguista, golpista canalha.

    Responder

      FFS

      11 de setembro de 2016 às 22h44

      É só este teu argumento? Comunista fdp…..entreguista e golpista são escrotos como tu…..esta esquerda lixo. Inúteis que não tem competência para conquistar nada.

      Responder

      FFS

      11 de setembro de 2016 às 22h48

      A franga ficou irritadinha……kkkkkkkk…. medíocre.

      Responder

      Galvão

      12 de setembro de 2016 às 21h33

      Bem feito! Você perde tempo em responder ao Troll, e ele te sacaneia. NÃO ALIMENTE O TROLL!

      Responder

marco

11 de setembro de 2016 às 21h20

Por mais acertadas que fossem,as afirmações do autor do artigo,cabe ressaltar que assim como o Atual Governo,parte da população,é também tão canalha,como o ATUAL GOVERNO.Tem muitos apoiadores entre a PEQUENA BURGUESIA.

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de setembro de 2016 às 20h43

A degola da CLT não é “boato”. Advogado traduz o que se quer com a mudança
POR FERNANDO BRITO · 11/09/2016
(…)
FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.tijolaco.com.br/blog/degola-da-clt-nao-e-boato-adogado-traduz-o-que-se-quer-com-mudanca/
Vale a pena assistir, até porque a apresentadora-entrevistadora mal consegue disfarçar o “não é isto o que esperávamos que o senhor dissesse”.
https://www.facebook.com/settings/?tab=videos
https://www.facebook.com/sergio.batalhamendes/videos/1850305841857343/

Responder

João Luiz Brandão Costa

11 de setembro de 2016 às 18h52

Na viagem para a China, com escala na República Checa. quando a Aero Lula passou por cima da Hungria, ali pela região da Transilvânia, o espírito de Vlad Dracul, que por aquelas bandas paira, e mais conhecido como Conde Drácula, o empalador, Príncipe Trevas, Rei dos Vampiros, ordenou aos demais espíritos do mal: “deixem passar em paz, pois ali viajam dois correligionários, ambos vampiros e empaladores de um povo”. E assim foi feito. Temer e Serra puderam chegar ao Império do Meio, mesmo se para ali serem solenemente ignorados,

Responder

    Galvão

    12 de setembro de 2016 às 21h35

    Melhor para o Brasil que o avião tivesse caido.

    Responder

Luiz Baptista

11 de setembro de 2016 às 17h40

A comparação com zumbis é sensacional. São mesmo.
O problema é que, ao invés de ficar arrastando os pés atazanando a vida dos vivos como na ficção, estão arrastando o nosso futuro pro brejo e dando o Brasil (ou seria brazil) pro tio sam arrancar os pedaços.

Responder

Maria do RJ

11 de setembro de 2016 às 17h02

BAJONAS TEIXEIRA, quem és tu? Artigo contundente! Botou pra quebrar em cima desses canalhas!

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?