Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Tóquio - Japão 19/10/2016. Presidente Michel Temer durante cerimônia oficial de chegada. Foto: Beto Barata/PR

1º ministro japonês detona Lava Jato e humilha governo Temer e o golpe

Por Redação

20 de outubro de 2016 : 12h04

Comentário do blog: o Itamaraty de José Serra jogou Michel Temer em uma das maiores humilhações da história de um governante nos BRICS.

Temer foi ao Japão de ‘pires na mão’, na esperança de atrair investimentos ao Brasil, mas levou um puxão de orelha do primeiro-ministro Shinzo Abe.

Segundo reportagem da Folha, apesar do aperto de mãos entre os chefes de Estado, a portas fechadas o primeiro-ministro japonês foi curto e grosso: reclamou das perdas bilionárias que o Japão teve recentemente devido à operação Lava Jato, responsável por paralisar inúmeros projetos e obras de infraestrutura que os japoneses desenvolviam em parceria com as empreiteiras brasileiras.

Ele deu como exemplo as perdas de R$ 760 milhões da Kawasaki — mais conhecida no Brasil por suas motos, mas que no Japão é a maior fabricante de navios, trens e outros maquinários pesados — no Estaleiro Enseada, no Rio de Janeiro.

A Kawasaki administra o estaleiro junto com a Odebrecht, OAS e UTC, e teve suas atividades paralisadas pela Lava Jato.

Segue abaixo trecho de reportagem da enviada especial da Folha ao Japão.

***

na Folha

(…)

Mas, embora as fotos oficiais mostrem um cordial aperto de mãos entre os chefes de governo dos dois países, a portas fechadas a tentativa de restaurar a confiança dos japoneses ficou pela metade.

A própria declaração de apoio de Abe à nova política macroeconômica brasileira no discurso pós-reunião com Temer teve tom não de elogio, mas de crítica à crise instaurada pela política anterior.

A Folha apurou que, na reunião de trabalho com Temer, que ocorreu sem a presença da imprensa, o primeiro-ministro foi bastante direto e duro.

As queixas se concentram nos prejuízos bilionários sofridos por empresas japonesas que investiram em projetos do então governo petista em áreas como indústria naval, óleo e gás e energia, todos afetados pela operação Lava Jato.

A Kawasaki, maior fabricante de navios, trens e outros maquinários pesados do Japão, declarou perdas de R$ 760 milhões com o Estaleiro Enseada, em que tem sociedade com as empreiteiras Odebrecht, OAS e UTC.

Grandes indústrias dentre as 700 que se instalaram no Brasil também perderam com a mudança de regras do setor elétrico brasileiro, que encareceu o custo da eletricidade.

A derrocada do modelo baseado em consumo e crédito subsidiados golpeou também a indústria automotiva, na qual os japoneses investiram US$ 7 bilhões entre 2003 e 2006.

(…)

No caso da indústria naval, por exemplo, a empresa Sete Brasil, que cancelou encomendas levando os estaleiros à derrocada, havia sido criada com promessa de um empréstimo de R$ 9 bilhões do BNDES que nunca se realizou.

Não por acaso, Temer e os ministros que vieram apresentar o plano de concessões em infraestrutura repetiram dezenas de vezes as expressões “segurança jurídica”, “previsibilidade” e “regras de mercado” e declararam repúdio à intervenção do governo nos negócios.

Enquanto as cobranças de Abe ficaram em âmbito reservado, as dos empresários foram públicas, tanto no seminário da terça-feira (18) quanto no almoço desta quarta (19).

O governo brasileiro se esforçou para frisar que deixará a cargo do mercado o cálculo da relação risco/retorno nos leilões de infraestrutura, para os quais espera atrair R$ 24 bilhões apenas no próximo ano.

Mas os investidores japoneses responderam, de diversas formas, que hesitam em correr de novo esses riscos até terem certeza de quais são as regras dos contratos, e de que elas não serão quebradas.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

82 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

renan

02 de janeiro de 2018 às 11h46

Porque um país com um governo de Direita, iria defender um governo de esquerda decadente? Nunca o Japão iria defender o desgoverno do PT. Abe apoiou reformas de Temer, isso vocês não falam…

Responder

Felipe Kogati Marchesi

22 de outubro de 2016 às 12h27

Aparentemente não foi bem isso que a imprensa Japonesa apresentou, depois de 11 anos sem um presidente pisar aqui no território, foram feitos até que acordos rasáveis.

http://www.alternativa.co.jp/Noticia/View/62251/Abe-diz-que-Brasil-representa-grande-oportunidade-de-investimentos-ao-Japao

Responder

kevin

22 de outubro de 2016 às 07h54

Povo quer da uma de que sabem de política, ficam perdendo tempo xingando e discutindo um com outro… Acho que nem animais são tão ignorantes assim… Nem Dilma nem Temer nem ninguém, o problema do Brasil é Brasileiro… Eles que tem que mudar, se até brasileiro que vai pro exterior faz merda, imagina aqui num país sem lei, duvido que as coisas melhorem, não importa na mão de quem… Mas expressando uma opinião pessoal com respeito aos gastos do governo, eu acho que pro país se desenvolver tem que acabar com a pobreza e não sustentar os pobres com benefícios, brasileiro tá muito mal acostumado, vai no Japão e veja se lá tem saúde publica, escolas publicas e etc… E mesmo não tendo isso é um país rico, onde o salário mínimo é mais de 5.000 reais, e eu pessoalmente acho as coisas lá bem mais baratas, incluindo alimentos e aluguel. Claro que pra chegar a esse ponto precisa de muitas mudanças, principalmente a maioria dos brasileiros se tornarem honestos, algo impossível…

Responder

Wilbord

21 de outubro de 2016 às 06h27

A classe dominante está se lixando para os acordos internacionais… estabilidade legal….. essa corja, que é a classe dominante queria o o poder de volta, pois, Lula e Dilma deram dimensões nunca antes alcançadas pelo Brasil. Quebrar o Brasil, quebrar acordos internacionais, na visão da elite golpistas é só um pequeno custo a pagar para a retomada do poder.

Responder

17Abril2016

20 de outubro de 2016 às 23h16

So falta aparecer maluco-panelero falando que o japa eh petralha.

Responder

Ângela Maria de CarvalhoAlmeid

20 de outubro de 2016 às 23h13

Golpista não tem governabilidade! Quanto pior, melhor!

Responder

Ivani Egalon

20 de outubro de 2016 às 20h42

Moro é herói dos alienados.
Isso não foi culpa do PT.
Culpem os golpistas.
Lula/Dilma fizeram o certo, atrairam os investimentos.
Isso é para os paneleiros começarem a observar quem realmente demitiu 12 milhões de pessoas e quebrou momentaneamente o crescimento do país.

Responder

    renan

    02 de janeiro de 2018 às 11h48

    Culpa do PT. Claro que sim. Graças a Deus, fomos livrados de uma ditadura de esquerda.

    Responder

Matheus Gomes Freitas

20 de outubro de 2016 às 20h11

A direita golpista joga sujo e nao podem fazer nada………os bananeiros nem banana no cacho tem….chora coxinha…mentira tem de sobra…mas quem vai confiar…so os bananas brasileiros

Responder

Robby Souza

20 de outubro de 2016 às 18h39

olha a diferença como se trata com uma verdadeira estadista. http://oglobo.globo.com/economia/dilma-shinzo-abe-fecham-parcerias-entre-os-dois-paises-13457533

Responder

Marcos Silva

20 de outubro de 2016 às 16h48

O povão brasileiro com um mínimo de discernimento sabe que a Lavajato é instrumento de perseguição política e meio de destruição da indústria nacional. Só no Brasil destrói-se as empresas nacionais com a desculpa que está combatendo a corrupção. Só os coxas reacionários e analfa políticos para repetirem as baboseiras dos seus ídolos como Merval, Lo Prete, Mainardi, Lobão, Frota e Cia.

Responder

    Matheus Gomes Freitas

    20 de outubro de 2016 às 20h23

    sim marcos silva nao precisa de diploma ser inteligente ou estudado no assunto para saber que o jogo é sujo e nao é para o crescimento…e aproveitando meu assunto de diploma eles nao concordam de um proletário ser tão bem sucedido quanto qualquer governo anterio estudado intelectuais
    des do golpe de 64 ….

    Responder

paulo alves

20 de outubro de 2016 às 16h46

Cheio de coxinha…. incrível

Responder

    Marcos Silva

    20 de outubro de 2016 às 16h50

    Eles não se incomodam que o país retorne ao estado de colônia, crendo eles que serão os capitães-do-mato. Pobre coxas!

    Responder

    Cesar Saldanha

    20 de outubro de 2016 às 17h17

    Ou cheiro de coxinha, se é que a REDE ESGOTO é bom para o Brasil.

    Responder

C.Poivre

20 de outubro de 2016 às 15h19

O carão que o pseudo-presidente golpista levou dos japoneses por causa da lava jato é apenas uma face da destruição de nossa indústria pesada tão denunciada pelo procurador Eugênio Aragão. Sem garantias mínimas, onde o país da lava jato vai conseguir parceiros comerciais no Exterior?

Responder

    Pedro Pereira

    20 de outubro de 2016 às 15h46

    Além do mais, geralmente as empreiteiras estrangeiras se aliam as nacionais a fim de facilitar a execução dos negócios, quem vai ser o louco que fará isso? e se um presidente legitimo seja eleito, e desconsidera todas as medidas ilegítimas do governo golpista (atitude correta)?

    Responder

Atreio

20 de outubro de 2016 às 14h58

O rato…..na sol ele não sabe oq fazer….precisa voltar às sombras.

vamos acabar com o sofrimento dele e tirá-lo de lá? VOLTA DILMA!!!
SEM CRIME NÃO HÁ IMPECHEAMENT.

Responder

JRenato M de Barros

20 de outubro de 2016 às 14h55

“segurança jurídica”num país com o judiciário mais caro, corrupto e incompetente do mundo(nem falemos da cumplicidade nos golpes);
e que é capaz de derrubar uma presidente eleita democraticamente e sem qualquer crime de responsabilidade. Isso sim é um cara de pau!

Responder

tadeunova

20 de outubro de 2016 às 14h52

Ninguém quer investir em Repúblicas de Bananas. Qual a segurança que as empresas terão investindo num país traíras!?? que mudam regras no cair da noite.?

Responder

Pedro Pereira

20 de outubro de 2016 às 14h45

os prejuízos que os parasitas do setor improdutivo da Republica do Paraná trarão para o Brasil são inestimáveis…

Responder

    Marcio

    20 de outubro de 2016 às 17h49

    Produtivos são os corruptos da Petrobrás. :)

    Responder

      Rogério Maestri

      20 de outubro de 2016 às 18h05

      Márcio, não te faz de burro, o problema não é este, no Japão empresário no passado que era pego com a mão na cumbuca fazia haraquiri, hoje eles vão em cana, porém a indústria não para, o que a Lava Jato está fazendo é um crime contra o desenvolvimento brasileiro.

      Responder

      Pedro Pereira

      20 de outubro de 2016 às 18h36

      a petrobrás produz milhões de barris de petróleo, emprega milhares de trabalhadores, construía refinarias, adquiria plataformas e navios brasileiros … e os parasitas do dinheiro público do judiciário e mp não produzem NADA… e não empregam ninguém.. entendeu coxa… isso é ser improdutivo.

      Responder

        Marcio

        20 de outubro de 2016 às 18h45

        Eu me referia aos corruptos de lá.
        Mas já que vc falou da Petrobrás em si, mesmo com monopólio ela é ineficiente, cabide de emprego, emprega mais gente que outras empresas petrolíferas de maior porte e o serviço que presta é porco.
        A Lava Jato é uma investigação contra criminosos corruptos e sem nem a Petrobrás nos dá lucro, não seria o judiciário que nos deveria dar.
        Na verdade ainda podemos recuperar, em função do judiciário, o dinheiro desviado por corrupção.

        Responder

          LuizSantos

          20 de outubro de 2016 às 19h47

          Cara, deixa de ser retardado. A Petrobrás é uma das petrolíferas mais eficientes do mundo, imbecil! Vai pesquisar o custo de prospecção da Petrobrás em águas profundas e compare com qualquer outra empresa do mundo. Esses liberalóides que estudam no Youtube e não entendem porra nenhuma, são um pé no saco!

          Luis

          21 de outubro de 2016 às 12h16

          A dívida da Petrobrás é de 500 bilhões ou não é?

          Marcio

          22 de outubro de 2016 às 19h46

          Várias empresas não entraram em crise quando o preço do petróleo caiu, a Petrobrás só não falou porque é estatal e detém um monopólio imenso.

          Marcio

          22 de outubro de 2016 às 19h46

          Faliu*

          LuizSantos

          20 de outubro de 2016 às 19h47

          E pare de passar vergonha falando de judiciário tupiniquim, que é um dos mais caros e ineficientes do mundo, tolo!

          Marcio

          22 de outubro de 2016 às 19h47

          A Petrobrás também.

          Matheus Gomes Freitas

          20 de outubro de 2016 às 20h16

          Cala a boca Marcio so fala merda…quem é os corruptos na sua opiniao vai falar que é o pt…ninguém acredita la fora nao vão vender para quem….deixa de ser coxinha fanático
          , a crise é das piores e pode nao ter como reverter…

          Marcio

          22 de outubro de 2016 às 19h38

          Vá estudar português e ser mais educado um pouquinho.

          Matheus Gomes Freitas

          17 de novembro de 2016 às 09h06

          e por acaso o brasil tem educação desviaram o dinheiro da educação para os políticos que voce tanto diz que são os melhores

          Galvão

          20 de outubro de 2016 às 21h26

          Para de passar vergonha falando asneiras, repetindo os colunistas da revista esgoto. A Petrobras ganhou todos os prêmios de eficiência e avanço tecnológico oferecido pelas agências da indústria petrolifica nas duas últimas décadas.

          Marcio

          22 de outubro de 2016 às 19h42

          Quais prêmios?! Eficiente até o preço barril de petróleo baixar.

          Ângela Maria de CarvalhoAlmeid

          20 de outubro de 2016 às 23h17

          Ai, ai, ai! Leia a Privataria Tucana, coxinha! O moro transita com a maior liberdade na quebra do Banestado.É difícil para você entender isso? De qualquer forma, dará para parar de louvar a tal operação vaza a jato!

          Comandante Máximus

          21 de outubro de 2016 às 13h36

          kkkkk não tem livro mehor não para indicar? indica de alguém que não recebeu dinheiro do petrolão por exemplo, já é um bom inicio….

          Octavio Pires

          21 de outubro de 2016 às 18h36

          Coxa, mais atenção burraldo desinformado e manipulado. Esse livro foi escrito com patrocínio do traficante Aócio Neves que pretendia prejudicar o Serra na disputa pela presidência. A coisa apenas extrapolou. Ademais, o Serra entrou com uma ação contra o autor, mas este apresentou uma “exceção da verdade” (um instiututo jurídico) que diz mais ou menos isso: “falei mesmo, e a prova da verdade do que eu disse está aqui”. Então como não ´e bobo nem nada, o Serra desistiu daq ação e ainda por cima deu uma grana para o autor, a título de indenização.Assim coxa, se você acorda e escuta a CBN, depois lê o Estadão e á noite se informa no jornal nacional e, no fim de semana lê a Veja, tu tá mais é completamente fodido. Tua cabeça tá dentro da privada e você nem percebe.

          Antonio Castro

          21 de outubro de 2016 às 09h56

          Vc e mesmo inocente, a Lava Jato é uma ferramenta eficiente contra o seu país. Porque você acha que a NSA grampeava as comunicações da Petrobrás e do governo brasileiro, conforme o Edward Snowden relata muito bem em suas denúncias de espionagem feito pelos EU? Porque com o golpe e a quebra da participação da Petrobras no Pré Sal fez com que suas ações subissem vertiginosamente em um dia, elevando a empresa novamente a maior empresa de capital aberto das Américas? Encontre as respostas e verá que sua ideia é não faz sentido real.

          junior mesquita

          20 de janeiro de 2017 às 12h56

          Você é um desinformado como a maior parte do povo garoto, até hoje nenhuma Empresa pública privatizada melhorou seus serviços e eu desafio a você e qualquer um a provar o contrário. Só serviu pra engordar bolso de político, faz muito tempo que todos sabem que, eles roubam o capital dos cofres públicos e depois retiram da previdência, FGTS, empresas públicas, BNDS e etc… para tapar esses buracos e dizer que o país está sem dinheiro. Em 96 havia 180 milhões de brasileiros +ou- e quase 11 milhões de desempregados, hoje temos 200 milhões e quase 13 de desempregados. Qual a maior taxa de desemprego? Acorda garotinho!!!!!!!!!!!!!

        Marcio

        20 de outubro de 2016 às 18h45

        O que já considero lucro.

        Responder

        Marcio

        20 de outubro de 2016 às 18h46

        E da onde que vc tirou que o judiciário não emprega ninguém?

        Responder

          Pedro Pereira

          20 de outubro de 2016 às 20h42

          Afff… os membros do judiciário são empregados do estado… são uma despesa imensa que não produz nada, entendeu…

          Marcio

          22 de outubro de 2016 às 19h37

          Os funcionários da Petrobrás também são funcionários públicos.

        Marcio

        20 de outubro de 2016 às 18h46

        Lá ocorre trabalho escravo?!

        Responder

        Fabrício Assunção

        20 de outubro de 2016 às 20h08

        Ser produtivo é mascarar produtividade p embolsar o dinheiro público, mortaNdela?!?

        Responder

          Renata Lucas

          21 de outubro de 2016 às 01h28

          Será que os americanos que treinaram o M. M. Moro esqueceram de explicar a ele que nem lá nos EUA nem em nenhuma parte do mundo se combate corrupção quebrando as empresas nacionais e que acordos de leniência são celebrados em poucos dias para evitar prejuízos à economia? Ou será que ele faltou nessa aula? Resultado da Bagaça: prejuízos econômicos incalculáveis para o país e abertura de mercado para empresas estrangeiras. Isso sem contar o enorme desserviço ao Estado Democrático de Direito…

          Pedro Pereira

          21 de outubro de 2016 às 08h17

          humm… deve ser né??

          Carmen LK

          21 de outubro de 2016 às 14h54

          E mostrar produtividade é sucatear todo o patrimonio do Estado e usar a grana no país dos outros, COXINHA ?!!?

        Alberdogam

        20 de outubro de 2016 às 22h33

        Realmente: produtividade de furto de dinheiro público é com o PT…

        Responder

          Ângela Maria de CarvalhoAlmeid

          20 de outubro de 2016 às 23h14

          Mais um midiotizado pela globosta de plantão!

          Pedro Pereira

          20 de outubro de 2016 às 23h52

          nossa… que coisa… muito interessante isso??

          Renata Lucas

          21 de outubro de 2016 às 01h02

          De acordo com alguns analistas, os prejuízos seriam, por baixo, da ordem de 120 bilhões para a economia brasileira até o momento. Os danos futuros são incalculáveis porque empresas estratégicas do país perderão negócios no mundo todo. Será necessário contabilizar os danos causados a outros países e as futuras indenizações?
          A Lava-Jato não é improdutiva, é extremamente destrutiva.Vai carregar para a história um rastro extremamente negativo de autoritarismo jurídico , de danos à democracia e à economia devido à estupidez ( por incompetência ou por intenção) de seus agentes e dos que os patrocinaram. Após essa onda moralista idiotizante que acometeu o país, o saldo da “produtividade’ da Lava-Jato ficará bem explícito..

          Anki Sopara

          21 de outubro de 2016 às 09h13

          É inegável, absolutamente irrefutável, que uma das consequências da LAVA JATO é prejuízo financeiro para o país, acho que ninguém discute isso, Mas se você apenas se colocasse no lugar de alguma pessoa pobre que não teve acesso a um serviço básico que deveria ser fornecido pelo Estado (como saúde) se questionaria: De que adianta tanta riqueza, tanta governabilidade, se ela não chega onde deveria chegar? Corrupção mata milhares de vida. Então não é essa governabilidade, esse Estado que estava constituído que gostaria para as futuras gerações. Se é fato que houve um abalo na economia em virtude da Operação LAVA-JATO é fato também que por décadas a população clamou por justiça contra os corruptos . A justiça está aí, estamos presenciando. Prefiro um abalo na economia, por via obliqua, em decorrência de uma Operação de combate à corrupção, do que a legitimação da corrupção como forma de governabilidade

          Carmen LK

          21 de outubro de 2016 às 12h58

          Mas bater panelas pelos corruptos do golpe vc não vai, né??!!

          Roseli

          21 de outubro de 2016 às 16h40

          Eu gostaria muito de acreditar que tudo isso é para combater a corrupção, mas não é o que mostram. Se assim fosse, Temer não teria colocado ministros suspeitos de corrupção e o discurso dele, ao assumir o poder seria sobre acabar com a corrupção. É sempre o mesmo discurso…PT, PT e PT. Basta sermos pessoas um pouco esclarecidas e antenadas para perceber que o Impeachmente não foi pela corrupção e sim pelo poder. Nenhum país consegue crescer arrochando salários e aumentando juros. Quem consome é a grande massa da população, se essa for novamente explorada por mais 20 anos, o desemprego continuará crescendo. A classe média não conseguirá mais pagar escola e assistência médica, os mais pobres não irão mais viajar e em efeito cascata, ficaremos pior, muito pior.
          Só ficará bem quem investe dinheiro ou os donos das grandes empresas.

          Juliano

          21 de outubro de 2016 às 23h11

          ?????????

          Marcio

          25 de outubro de 2016 às 11h50

          Falou tudo!

      James Ferreira Gressler

      20 de outubro de 2016 às 23h51

      Menos rancor cego e mais leitura crítica da cena brasileira.E a assunção de que caiu na
      cantilena da “corrupção” enquanto que o mote para o golpe era bem outro.Bravo Pedro.

      Responder

      nilsonfernandes

      21 de outubro de 2016 às 06h41

      PRODUTIVOS SÃO OS POLITICOS DO PSDB DE SÃO PAULO

      Responder

      Dan de Jesus

      13 de novembro de 2016 às 22h37

      Infelizmente essa prática já era denunciada por. Paulo Francis e Ricardo Boechat em 1996 e 1997

      Responder

        Marcio

        16 de novembro de 2016 às 15h01

        E felizmente o nosso judiciário já está resolvendo isso…

        Responder

    Rafael Severo

    21 de outubro de 2016 às 19h55

    Cara, você está acusando o policial que pegou o assassino pelo assassinato?
    Apenas nesta linha, tem o resumo do que significou a roubalheira de indicados políticos na Petrobrás (independente de partido):
    “Mas os investidores japoneses responderam, de diversas formas, que hesitam em correr de novo esses riscos até terem certeza de quais são as regras dos contratos, e de que elas não serão quebradas.”
    O que mais mata empregos, paralisa investimentos e atrasa o desenvolvimento, é a constante quebra de confiança nos contratos brasileiros, com políticos que não tem nenhum compromisso com a continuidade.
    PT, PMDB, DEM, PP, todos os partidos da base aliada, mancomunados para mamar nas tetas da Petrobrás.
    O Brasil tem que privatizar já essa empresa, conceder a exploração, e deixar o setor privado operar, que os políticos contentem-se em administrar os impostos.

    Responder

      Mario Fontes

      23 de outubro de 2016 às 13h41

      Parte daposição que o setor privado é honesto que as multinacionais são honestas e trabalho com ética porém não é verdade elas corrompem os governos e quando não conseguem corrompeR, assassinatos são cometidos com venenos que não deixam nenhum registro e quando tudo isto falha apelão fazem apelação para as guerras como é o caso dos países que estão como exportadores de petróleo

      Responder

    Ki-Nwani Kimenga

    22 de outubro de 2016 às 01h09

    A corrupção na Petrobrás é política e não empresarial, coisa que os midiotizados teleguiados da PIG não têm capacidade de entender, ou sabem e querem a qualquer custo que essa campanha de entregá-la aos ratos gringos prevaleça

    Responder

fatima s e

20 de outubro de 2016 às 14h43

kkkk ! tá pensando que japones é burro? quem vai querer investir num País sem segurança juridica? Num País em que não se respeita contratos, nem CF? Ou esses golpistas saem ou o Brasil irá a banca rota!

Responder

Roberto

20 de outubro de 2016 às 14h43

Repúblicas bananeiras não privilegiam as indústrias nacionais.
Aliás, muito pelo contrário, vendem o país para multinacionais (vide o golpista $erra).

Responder

    Jose Francsico Francisco

    20 de outubro de 2016 às 14h57

    Eu francamente não entendi esta pasmaceira dos militares. Eles estão vendo país indo pro saco e não se mexem. Será que estão pensando que se o Brasil in do pro saco eles também não irão?? Não creio que sejam tão burros!!!

    Responder

Anderson Bittencourt

20 de outubro de 2016 às 13h17

O primeiro-ministro japonês estava fazendo loby pelas empresas japonesas?

Responder

    Guilherme

    20 de outubro de 2016 às 13h26

    Pensei a mesma coisa, se o Japão tivesse um Moro, o Japa já tinha ido para a tortura.

    Responder

      Ricardo Zort

      20 de outubro de 2016 às 20h02

      KAKAKAKAKAKAKA

      Responder

    paulo alves

    20 de outubro de 2016 às 20h08

    Claro…ou vc acha que é igual ao
    Serra
    .. que faz para as empresas americanas…??

    Responder

    claudio pinto

    20 de outubro de 2016 às 22h24

    Anderson todos os presidentes são exímios negociadores (vendedores) e lobista, Não existe nenhum vendedor no mundo que o Lula…
    Tem o respeito de Barack Obama, Putim Angela.
    Cara pensa assim para ficar mais facil para voce.
    – Banco é uma grande loja, eles vendem diversos produtos mais o principal produto deles é dinheiro. Logo banco vende dinheiro!!!
    – Presidentes tem que ser articulador mas…se ele souber vender nem disso precisa.
    Acho que agora vc entendeu.

    Lula é recebido em todos os rincões do mundo….Logo ele é o melhor vendedor que temos…

    Responder

Marcio George Silva George

20 de outubro de 2016 às 13h12

adeus investimentos no Brasil.

Responder

boronov

20 de outubro de 2016 às 13h11

PITACO DO BORÔ: PITACO DO BORÔ: ISSO É GRAVÍSSIMO. OS GOLPISTAS DEVERIAM RESPONDER POR CONSPIRAÇÃO, SABOTAGEM, IMPROBIDADE E CRIMES CONTRA A HUMANIDADE. O QUE FIZERAM COM O BRASIL E COM O POVO BRASILEIRO DEVERIA LHES RENDER A PENA MÁXIMA.
SE OS NOSSOS MILITARES TIVESSEM VERGONHA NA CARA E NÃO FOSSEM TÃO COVARDES, JÁ TERIAM METIDO O PÉ NO PESCOÇO DOS IRMÃOS MARINHO E OS LEVADO A FERROS, PARA DAR O TOM PARA O QUE SERÁ FEITO COM OS OUTROS GOLPISTAS.

Responder

    C.Poivre

    20 de outubro de 2016 às 15h24

    Boronov, inclusive Temer e Serra foram denunciados pelo Wikileaks como informantes da CIA, o que já configuraria traição ao país em qualquer lugar civilizado. Eles achavam que os presidentes da Rússia e da China fariam reuniões particulares com os dois informantes, justamente os que entraram de penetras (não têm legitimidade para nos representar lá) na reunião do BRICS do qual pretendem tirar o Brasil por ordens emanadas do país para o qual conspiravam?

    Responder

      paulo alves

      20 de outubro de 2016 às 20h10

      Paredão pra eles…kkkkkk

      Responder

Calebe

20 de outubro de 2016 às 13h06

É inacreditável que pela ganância de poder de alguns homens, entregamos o destino de uma nação nas mãos de neófitos do MP e da justiça. Temos um STF com homens e mulheres com um algum saber jurídico, mas com coração e mente totalmente desprovido de senso cívico, se deixaram levar por paixões políticas e projetos pessoais.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro