Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

A ideia de entregar a presidência a FHC é tão absurda, que deve realmente estar sendo cogitada

Por Redação

27 de outubro de 2016 : 15h50

por Luis Felipe Miguel, em seu Facebook

A ideia de um golpe dentro do golpe para entregar a presidência a FHC é tão bizarra, tão absurda, que deve realmente estar sendo cogitada — na política brasileira recente, só o absurdo e o bizarro prosperam.

O mais incrível é a construção de Fernando Henrique como um ancião sábio e probo. Seus oito anos de poder não foram só oito anos de um Brasil de joelhos, de entrega do patrimônio nacional, de técnicas “thatcheristas” de destruição do sindicalismo, de retrocesso na educação e na ciência.

Foi também um dos governos mais corruptos da história. O governo da escandalosa compra de votos para permitir a reeleição do presidente, mais que documentada e nunca apurada. O governo das privatizações “no limite da irresponsabilidade”.

O governo que tudo podia, pois contava com a cumplicidade da procuradoria, do judiciário e da mídia.

Se existe um ex-presidente brasileiro que merecia estar na cadeia, ele é Fernando Henrique Cardoso.

***

Congresso estuda eleger FHC presidente, em caso de queda de Temer

no Jornal GGN

Com possibilidade de ser derrubado pela delação da Odebrecht, que deve provocar um maremoto em Brasília em 2017, o governo Temer pode ser substituído por uma eleição indireta, na qual os congressistas escolhem o próximo presidente.

Nesse cenário, os parlamentares já estudam, segundo informações da colunista Mônica Bergamo (Folha), emplacar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para um mandato tampão.

Nesta quarta (26), Bergamo publicou que “lideranças de partidos diversos como o PSDB e o PT” discutem a queda de Temer, tendo em vista que a Lava Jato já vazou informações dando conta de que três ministros, além de Temer, serão atingidos pelas delações: Moreira Franco, Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima.

Além de FHC, a opção para uma eleição indireta seria Nelson Jobim, ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), pelo bom trânsito político entre vários partidos.

Mas a jornalista aponta um problema, no caso de Jobim: “ele foi contratado pela Odebrecht e atuou como consultor da empresa quando ela começou a ser investigada na Operação Lava Jato.”

“Em 2017, no entanto, a Odebrecht já teria encerrado a delação, com o pagamento de pesadas multas e a punição de seus dirigentes.”

Ontem, O Globo publicou que a delação de Marcelo Odebrecht e mais 50 executivos atingirão 130 deputados, senadores e ministros, além de outros 20 governador e ex-governadores.

O calendário divulgado até agora mostra que a Lava Jato deve colher os depoimentos detalhados desse delatores entre o final de 2016 e começo de 2017. Depois, vem a fase de homologação e, em seguida, o Ministério Público Federal deve decidir pelos pedidos de inquéritos.

Temer também poderia cair se o Tribunal Superior Eleitoral julgasse em favor do PSDB na ação que pede a cassação da chapa eleita em 2014 por abuso de poder econômico. Contudo, o próprio presidente do TSE, Gilmar Mendes, tem dado sinais de que não pretende acelerar esse julgamento e, inclusive, poderia viabilizar seu fatiamento para não atingir Temer, que foi eleito como vice-presidente da República.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

TMarinho

11 de novembro de 2016 às 18h41

O alter ego de Trump no Brasil é o seu sócio Justus, que em seu programa de TV deixou passar um perfil ‘ortodoxo de ultradireita”. Mas ainda há tempo para Justus se ‘ajustar’ e disputar as eleições em 2018. O nosso Trump natural é o SILVIO SANTOS que se sair candidato fará um ‘passeio eleitoral’ apesar da sua idade avançada.

Responder

Antonio Carlos Sanches Valenti

28 de outubro de 2016 às 14h37

Em 2018 elegeremos a esquerda novamente.

Responder

Sergio Barbosa

28 de outubro de 2016 às 07h59

P partido S ervical d D onos d B anco…. Já havia feito Proer, grana roubada dos cofres públicos entrega do a fundo perdido aos BANCOS ….O Serviçal, hj TRoiAdo pelo Traíra … Faz PEC P roer E ativado C continuado por 20 anos … E tem anarfa funcionar q ” cêgue ” …. Por ser intelectoHienal….não obstante, agora, engolindo HienaLidades .. tal qual qdo país Grécia da vez 98/2002

Responder

André Monteiro

28 de outubro de 2016 às 00h28

Tá uma bagunça total! Mas foram eles quem fizeram a bagunça! Não vejo outra coisa a não ser piora. Em panela que muitos mexem só sai porcaria!

Responder

17Abril2016

27 de outubro de 2016 às 21h42

Abriram a caixa de Pandora do golpe. Agora tudo e possivel. A tal cauxa tinha todos os demonios do mundo, fhc entre eles. O pirata da privataria, o perfumado que cmprou sua reeleicao, porem protegido da midia golpista e judiciario-lixo-do-brasil.

Responder

Jotacepinto

27 de outubro de 2016 às 20h04

Se é pra retroceder tanto, que seja o sarney.

Responder

Gandal

27 de outubro de 2016 às 19h42

Volta FHC!

Responder

andre2110

27 de outubro de 2016 às 19h37

não lutamos tanto pelas diretas para aceitar eleições indiretas de canalhas de toda espécie.

Responder

Luiz Baptista

27 de outubro de 2016 às 16h12

Infelizmente é mais pura verdade. Pior: só se confirmam notícias onde o que está mais fora de ordem prevalece, numa completa distorção kafkiniana da realidade dos fatos.
O título de pior presidente que já tivemos serve muito bem de referência nesse momento. O PIG o adora e o psdb não tem limite no cartão – pode roubar a vontade sem ser incomodado.
Um pastor evangélico como ministro da ind. e comércio, um advogado do pcc na justiça, um imbecil na educação, outro na casa civil e por aí vai. Sem falar no gilmar mendes, janot, moro e cia ltda.
Nesse contexto a nomeação da janaína paschoal para o ministério da defesa é altamente provável, ainda mais agora com a iminente invasão do Brasil pela Rússia a partir de suas bases na Venezuela.
Segundo um internauta ela pode até mudar o nome para ministério do ataque.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade