Live do Cafezinho (18 h): Pós-verdade na política brasileira (uma conversa com Fabio Palacio)

Foto Lula Marques AGPT

Brizola, Aécio e a abominável traição dos Neves

Por Tadeu Porto

24 de maio de 2017 : 15h46

Foto: Lula Marques/AGPT

Por Tadeu Porto

Eu era apenas um adolescente de 17 anos quando Brizola faleceu.

Naquele tempo, graças a Lula, já tinha título de eleitor e estava a um passo de amar a política, mas não tinha noção da grandeza que Leonel Brizola representava (e representa) para a política brasileira.

Claro, a dinâmica e a quantidade de informações que o século XXI nos proporciona me ajudou a ter mais contato com a história e, nesse sentido, acabei conhecendo melhor o gaúcho a ponto de admirá-lo e, volta e meia, procurar palavras dele no Youtube para assistir e aprender mais de a política, o Brasil e o combate a desigualdade (como é o caso do Roda Viva com ele na campanha de 94). 

Além disso, tenho um ex-assessor do Brizola como ídolo – ídolo e exemplo, me inspiro nele para escrever – o jornalista e blogueiro Fernando Brito, do Tijolaço, que, justiça seja feita, escreveu um dos textos mais importantes da história do Brasil (sem eufemismo), o direito de resposta que Brizola ganhou no Jornal Nacional, no dia 15 de Março de 1994, lido por Cid Moreira.

Foi Através de Brito, também, que conheci uma frase de Brizola  que, nesses tempos de golpe, não vai cansar de aparecer nas análises diárias de conjuntura:

“A política ama a traição e abomina o traidor”.

Não tem oração que possa descrever melhor o que se passa com o ex-governador mineiro, Aécio Neves, que, nas condições atuais, se encontra mais abandonado que chocolate Caribe na caixa de bombons sortidos da Garoto.

Quando leio informações de que Aécio inutiliza seus dias oscilando entre a ingestão de álcool e o derrame de lágrimas, não consigo deixar de visualizar o quão solitário está o senador mineiro, nesse cenário que devasta ,a vida e a história de sua família.

Jogado as traças por apoiadores que se dizem decepcionados, amigos que deletam fotospor vergonha e pela irmã Andréa que o quer na cadeia, Aécio é a melhor materialização da frase brizolista, se tornando o símbolo máximo de abominação que a história recente desse país proporcionou a um enganador.

Nem mesmo Cunha foi tão abandonado, diga-se de passagem. Afinal, existem figuras como o deputado Carlos Marun – presidente da comissão da Reforma da Previdência – que continuam defendendo o ex-deputado mesmo depois de sua prisão.

A traição de Aécio foi clara: enganou boa parte do seu eleitorado e o arrastou para um Golpe que afundou o Brasil. Desacreditou o pleito, usou e abusou da mídia para incendiar o país com um falso discurso de combate à corrupção e nomeou seus aliados mais fortes para derrubar Dilma e depois compor o governo ilegítimo de Michel Temer.

Como um bom farsante, daqui a um tempo não muito longínquo, Aécio, engolido pela trama que criou, entrará para a história representando uma das figuras políticas mais folclóricas que o país já viu: o abominável traidor dos neves.

Brizola não poderia ter mais razão.

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

23 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

João cota de carvajho

02 de junho de 2017 às 21h49

Eu lembro muito bem quando Aécio sujil como candidato. À presidência Do braile eu questionei a dicaresa Do tucano como ele era tão cinco nos seus pronunciamentos eu fui chamado de louco mais agora eu sei que eu estava serto 7

Responder

Ma se Lourdes Cavalcanti

27 de maio de 2017 às 01h49

Que bom ver, mesmo nesse momento desprezível,gente tão gente quanto vc, que nos proporciona esperança no futuro do nosso querido Brasil.

Responder

Vilson João Batista

26 de maio de 2017 às 22h59

Tadeu Porto, parabéns e obrigado pelo texto, sim, o Brizola nos faz uma falta e tanto, claro estou sendo egoísta, afinal ele fez seu Grande Papel de Brasileiro e ajudou imensamente a fazer o Povo Brasileiro a entender de como funciona a politica brasileira … Ainda, no seu texto em que você fala que o ex-senador neves usou e abusou da mídia, na verdade esta mídia que e o PIG – Partido da Imprensa Golpista foi um dos grandes articuladores para que tivéssemos o nosso Brasil nesta condição de desesperança. A mídia sempre trabalhou contra o Brasil e o Povo Brasileiro, inclusive esta era uma da FORTES TESES do nosso Brizola, Velho de Guerra, e que não foi Presidente por causa desta mídia perversa e lesa Patria que temos. Mais uma vez, parabéns e obrigado, Saúde e Bom Trabalho !

Responder

EDILBERTO PIRES

26 de maio de 2017 às 17h27

Poxa meu fiquei sem meu cafezinho uma eternidade!!! para om isso adoeci, ainda bem que agora depois de uma consulta no SUS, Brindamos, ALIMENTAMOS, que alívio, só aqui assistimos, SE INFORMAMOS, que noticiam devidamente ecologicamente CORRETO. OBRIGADO…

Responder

Regina Tonini

26 de maio de 2017 às 17h00

É a comprovação de que os maus por si, se destroem. Quem semeia vento colhe tempestade.

Responder

Natan Bastos

26 de maio de 2017 às 11h14

Andrea fez o diabo pra proteger o irmão em Minas, inclusive delitos. Sua defesa diz que os fundamentos do MP servem pra prender Aécio e não Andrea. Se existisse fairplay no direito penal e um mínimo de dignidade em Aecio, seria o caso dele se apresentar pra cumprir pena no lugar da irmã.

Responder

Rafael

26 de maio de 2017 às 10h48

Meninos mimados não podem reger a nação, já disse o Criolo.

Responder

Ruy Mauricio de Lima e Silva Neto

26 de maio de 2017 às 10h18

Já vai tarde, deletério. Sua ação criminosa, desde o anúncio da vitória de Dilma até aquela palhaçada de votações no Congresso,fizeram, fazem e ainda farão mal, por muito tempo, ao nosso país. Foi o grande Pai da Involução (junto com outros notáveis colaboradores, cujos lugares já estão também reservados na lixeira da História).Faço sinceros votos que continue a encher a cara, a dar umas cafungadas nas suas coca-perrellas, a chorar copiosamente, porque o seu papel foi rigorosamente abjecto.O que não diria Vovô Tancredo? Vovó Risoleta? E ainda vem a tremenda cara-de-pau Andréa (outra vergonha do clã) a clamar candentemente : – “Por que tanto Ódio? Por que tanto Ódio?”, como se não tivessem sido eles que deram o pontapé inicial com aquele ódio explícito e concentrado aos sucessos inegáveis que a administração PT estava conseguindo, no bem-estar do povo, na sua Educação, na sua Saúde e no conceito internacional do país, a ponto de lograr a parceria de grandes civilizações como a russa, a chinesa e a hindu. Tudo isso, de uma hora para outra, acabou.Aécio, o Lebrão ti espera.Apareça.

Responder

Flávio Marfil

26 de maio de 2017 às 08h13

Bravo! Excelente texto!

Responder

Avelino

26 de maio de 2017 às 07h46

Bom dia Miguel
O que aconteceu com o Cafezinho que ficou fora do ar???!!!
Num momento com este, só os golpistas e seus trolls ficam contente com isso.
Seja bem vindo de novo. A luta continua.
Saudações

Responder

Odara

26 de maio de 2017 às 07h20

Miguel, o que aconteceu? Passei mais de 24 hs sem conseguir acessar o blog! Conversei com outros leitores que relataram a mesma situação.

Responder

Alexandre Medeiros

25 de maio de 2017 às 02h57

A irônica frase é do imperador Júlio Cesar. Brizola apenas a citou.

Responder

Enock

24 de maio de 2017 às 21h14

Eu vejo o Áecio como o inocente útil que caiu do barco de Fernado Henrique e ele fez que não viu

Responder

Schell

24 de maio de 2017 às 20h31

Concordo em geral com o seu texto, mas, tenho algumas ressalvas: como o aético sempre foi um cretino-imbecilizado, vagabundo e “chupador” de empregos e cargos públicos (o que, também, era considerado pelo tal tancredo), certas figuras mais obscenas e sombrias o usaram e o utilizaram em suas fraquezas (e vícios) para que fosse boi de piranha; na sua funesta carreira, o babaca acreditou ser o rei da cocada preta: não era nem pão de queijo. Agora, tal como tantos outros, foi devidamente descartado, bagaço e bagaceira que sempre foi. Merecido passar o restante dos dias chorando e se embriagando, o “pó” da história ainda contará o restante de suas lambanças idiotas.

Responder

José Nilton Pereira Pontes

24 de maio de 2017 às 23h03

“A política ama a traição e abomina o traidor” – Leonel Brizola – Wânia Lucia da Silva

Responder

vice versa

24 de maio de 2017 às 19h24

tá bom..
– alguem já deve ter dito:
O abominável homem (?) dos Neves..
Noves fora…
A-$-U…= U- S- A;
que Deus o tenha…

Responder

marco

24 de maio de 2017 às 19h20

Sem duvidas que o texto tem razão,quando mensiona o Dr.Leonel,autor de várias máximas sobre ,particularmente,POLÍTICA PARTIDÁRIA.Mas não acho que o TRAIDOR AÉCIO, seja minimamente responsável pelo que ocorre no Brasil,sem levar em consideração,que TODA A DIREITA,incluíndo como meros serviçais históricos,O JUDICIÁRIO,MINISTÉRIO PÚBLICO e camadas inteiras dos PARASITAS DOS COFRES PÚBLICOS,todos eles sob o comando da SUB BURGUESIA NACIONAL,já que aqui não temos,por subserviência às BURGUESIAS INTERNACIONAIS,nenhum membro de expressão,dessa classe INTERNACIONALISTA NA EXPLORAÇÃO DO TRABALHO HUMANO.Mesmo que o mineiro,seja um dos herdeiros de fortunas imensas,não passa de um PÉ DE CHINELO,usado pelos verdadeiros mandões no mundo “DOS NEGÓCIOS”!

Responder

Felipe

24 de maio de 2017 às 19h08

Globo fascista

Responder

C.Poivre

24 de maio de 2017 às 18h29

Vejam a lista de pessoas que assinou um abaixo-assinado de apoio ao ladrão de cofres públicos, extorsionista de empresários e homicida Mineirinho:

https://caviaresquerda.blogspot.com.br/2017/05/esquerda-democratica-com-aecio-neves.html

Responder

C.Poivre

24 de maio de 2017 às 17h08

Já que estamos falando do ladrão de cofres públicos e homicida Mineirinho, está claro que os moleques de Curitiba montaram uma farsa, a do “combate à corrupção” apenas para denunciar os corruptores (os grandes empresários) e assim destruir o país e entregá-lo ao país mais corruptor/corrupto do mundo, os EUA. Enquanto isso protegiam as cúpulas do PSDB e do PMDB onde estão concentrados os políticos que mais acumularam riquezas nas últimas décadas assaltando os cofres públicos, extorquindo empresários, fraudando licitações, sonegando tributos federais, especulando com informações privilegiadas, etc. etc. Esses estão totalmente blindados pela molecada de Curitiba como se viu na defesa fanática que procuradores e policiais federais da “força-tarefa” (ou bando?) fizeram do ladrão e homicida Mineirinho (íntimo do “juiz” da farsa) e do bandido-chefe, o MT, ao qual o mesmo “juiz” presta vassalagem e submissão. Alguém agora tem alguma dúvida do tamanho dos crimes cometidos pelos moleques de Curitiba? Quem os financiou? De onde veio o financiamento? Por quê sempre correm para os EUA quando a situação fica fora do controle para eles?

http://marceloauler.com.br/aecio-o-queridinho-dos-operadores-da-lava-jato/

Responder

Silvio Paciornik

24 de maio de 2017 às 16h24

O bonbom Caribe, au contraire, é o primeiro que como.

Responder

    Andrea

    27 de maio de 2017 às 10h56

    É verdade. Aécio foi o primeiro a ser comido.

    Responder

    Andrea

    27 de maio de 2017 às 10h57

    Verdade. Aécio foi o primeiro a ser comido.

    Responder

Deixe uma resposta