Entrevista de Haddad ao SBT

Precisamos falar sobre Lula

Por Miguel do Rosário

21 de maio de 2018 : 04h37

(Gushiken, Lula e Dirceu).

A condenação de Lula é injusta e estamos vivendo um golpe que derrubou uma presidenta honrada, eleita legitimamente por 54 milhões de votos. Tudo estaria melhor se os golpistas tivessem permitido que seu mandato tivesse transcorrido até o final. Talvez vivêssemos ainda algumas turbulências políticas e uma crise econômica, mas nada parecido à catástrofe social que se abateu sobre o país desde o golpe: milhões de brasileiros perdendo o emprego, voltando à miséria e à fome, explosão de violência nas cidades e no campo, descrença generalizada na política e na democracia.

Dito isto, a gente precisa olhar a realidade com frieza e objetividade. Os eleitores de Lula acreditam nas pesquisas e tem brandido, com muito orgulho, o seu desempenho notável nelas.

De fato, a última pesquisa CNT/MDA, feita entre os dias 9 e 12 de maio, e divulgada há poucos dias, mostra que Lula mantém 32% dos votos no primeiro turno, oscilando apenas 1 ponto para baixo sobre a última sondagem, de março, apesar da prisão.

É um número impressionante, e mostra o vigor de uma grande liderança popular, que até hoje é considerada, sobretudo pelos brasileiros mais pobres (mas não só por eles: eu também o considero, por exemplo), como o maior presidente da história do país.

Entretanto, a mesma pesquisa CNT/MDA traz o seguinte número, sobre o qual a direção do PT deve refletir com muita serenidade:

Repetindo: se os petistas acreditam na pesquisa que põe Lula na liderança das intenções de voto, precisa acreditar também nessa sondagem, que mostra que 51% dos brasileiros acham que a condenação de Lula foi “justa”.

Entre estes brasileiros não incluam este analista (eu), que estudou o processo de Lula, que leu atentamente a sentença, e sabe que foi uma condenação injusta. Não incluam também Manuela D’Ávila, Guilherme Boulos e Ciro Gomes, que já se manifestaram claramente sua opinião sobre a sentença: foi injusta.

Mas o fato é que 51%, o que corresponderia a mais da metade da população brasileira, responderam à pesquisa CNT/MDA que consideram justa a prisão de Lula. Essa é a maior dificuldade que o candidato petista enfrenta hoje, e que enfrentará nas eleições, tanto no primeiro como no segundo turno; e que continuará enfrentando, em grau ainda mais radicalizado, se eleito, em seu governo. Ele terá de governar num país em que metade da população considera que ele deveria estar preso. Os internautas hão de convir que isso não facilitaria as condições políticas de seu mandato, e sobretudo traria dificuldades para a necessária luta para fazer o judiciário e o ministério público recuarem.

A mesma pesquisa traz outros dados interessantes, que deixo por aqui antes de passar para análise de uma outra pesquisa: o Datafolha de 11 a 13 de abril de 2018, também feito após prisão do ex-presidente, determinada por Moro no dia 5 de abril, e concretizada 48 horas depois.

Sem Lula, um dos cenários seria este, abaixo.

Eis aqui – na tabela abaixo – o potencial de voto dos principais candidatos. Aqueles com mais potencial positivo são, por ordem: Lula (51%), Ciro Gomes (41%), Jair Bolsonaro (39%), Marina Silva (39%) e Geraldo Alckmin (35%).

Num eventual segundo turno entre a direita tradicional, Geraldo Alckmin, e Lula, o petista desfruta hoje de enorme vantagem, de 25 pontos: 44,9 X 19,6. É possível, no entanto, que os problemas judiciais de Lula, sobretudo o fato de estar preso, causem danos importantes à sua votação ao longo do processo eleitoral.

Depois de Lula, o candidato de centro-esquerda mais bem posicionado é Ciro Gomes. Num eventual segundo turno de Ciro com Alckmin, temos por enquanto um empate técnico: 20,9% X 20,4%. O enorme número de brancos e nulos (48%)  deverá se reduzir bastante, ao longo dos próximos meses, e sobretudo durante a campanha, quando os eleitores conhecerem melhor as propostas dos candidatos.

Agora vamos analisar os dados da pesquisa Datafolha (abril de 2018, pós-prisão de Lula), que é, a meu ver, mais qualificada, por incluir a estratificação por regiões, faixas de renda, idade, etc.

Comecemos pela percepção popular acerca da prisão do ex-presidente, nas tabelas estratificadas.

 

Uma maioria significativa, de 54%, considera a prisão de Lula “justa”.  Entre os brasileiros que declararam preferência partidária pelo PT (20% da população, segundo o mesmo Datafolha), a posição de Lula é confortável: 82% consideram sua prisão injusta, contra 16% que não. Estes 16% de “petistas” que consideram a prisão de Lula “justa” são um caso curioso, que eu gostaria de estudar mais a fundo em outra ocasião, mas de cara ele revela que os 20% que revelam preferência pelo PT não tem todos o mesmo nível de comprometimento partidário.

Entre a população que não tem preferência partidária (62% da população), a posição de Lula não é nada confortável: 65% acham que sua prisão foi justa, e apenas 27% a consideram injusta.

Observe que mesmo entre a esquerda, Lula tem graves problemas: entre os partidário do PSOL, por exemplo, 49% acham que a prisão de Lula foi “justa”, contra 44% que foi injusta.  Entre os partidários do PSDB,  83% a consideram “justa”.

Vamos olhar esses mesmos dados sob a ótica da estratificação de renda, educação, tamanho das cidades, e região.

A situação do ex-presidente Lula é muito difícil nas grandes cidades, que é de onde partem os influxos mais poderosos da opinião pública. Nas cidades com mais de 500 mil habitantes, 58% dos entrevistados consideram justa a prisão de Lula, contra 36% com posição oposta. Observe que o percentual de brasileiros indecisos quanto a essa questão é muito baixo, apenas 6%. Quase todos os brasileiros já assumiram posições firmes em relação a prisão de Lula.

Nas cidades médias para grande, entre 200 a 500 mil habitantes, a situação de Lula ainda piora um pouco: 60% acham sua prisão justa, contra 35% que a consideram injusta.

No total das regiões metropolitanas, o quadro é o seguinte: 57% acham justa a prisão de Lula, contra 38% com posição contrária.

A pesquisa fez uma coluna apenas para o estado de São Paulo, o mais populoso do país, e berço político do ex-presidente: entre paulistas, quase 70% consideram justa a prisão do ex-presidente Lula.

Na divisão por cor (ou raça) e região, a situação de Lula também está bastante desequilibrada.

Na região mais populosa e rica do país, o Sudeste, temos um total de 65% que acham justa a prisão do ex-presidente Lula. A força de Lula é muito concentrada no Nordeste, única região onde a situação de Lula se inverte radicalmente, com 61% da população contrários à sua prisão. No Norte, há um empate: 45% X 48%, em favor do ex-presidente. No Sul e no Centro-Oeste, porém, a situação de Lula é muito ruim: em ambas as regiões, mais de 60% acham que Lula deve permanecer preso.

Na coluna por cor, Lula só tem vantagem entre os indígenas, entre os quais 55% consideram injusta sua prisão, contra 36% que a consideram justa.

Entre brancos, 66% acham que Lula deve estar mesmo preso, contra 30% que não. Entre pretos e pardos, a situação de Lula melhora bastante, mas ainda está em desvantagem.

 

Na tabela abaixo, vemos a situação de Lula por faixa de renda, escolaridade e idade. Observe que o público feminino permanece o mais fiel ao ex-presidente: entre elas, sua desvantagem cai para 50% X 42%. Ainda assim, é bom enfatizar, a maioria das mulheres também acha que Lula deveria estar preso.

Entre homens, todavia, a situação de Lula é bem mais complicada: 59% X 37% em favor da prisão do ex-presidente.

E agora chegamos aos números mais difíceis para Lula. O seu capital político está concentrado quase que exclusivamente entre as classes com faixa de renda inferior a 2 salários mínimos. A partir daí, o percentual da população que considera justa a prisão do ex-presidente cresce a níveis estarrecedores: mais de 60% entre quem ganha entre 2 e 5 salários, e mais de 70% a partir daí.

Entre pessoas com nível superior, 71% acham que Lula deveria estar preso. Essas pessoas tem um poder de intervenção política muito forte: são delegados, procuradores, juízes, professores universitários, advogados, gerentes de empresa, jornalistas, servidores públicos de médio e alto escalão, gente com grande capacidade de articulação, e que dificultaria muito a desenvoltura política de Lula, caso ele tivesse de exercer novamente a função de comandante máximo do país.

A situação é difícil sobretudo se lembrarmos que pessoas que ganham mais de cinco salários são aquelas que enchem os bares das cidades, que atuam nas redes sociais, que consomem produtos de mídia e cultura e tem mais presença na opinião pública. Quando ganhou eleições em 2002, 2006 e 2010, Lula ainda tinha uma boa posição na classe média, embora declinante desde o escândalo do mensalão. Nas eleições de 2014, o PT já enfrentou uma terrível rejeição da classe média, porque a Lava Jato tinha iniciado, em março daquele ano, o seu “mecanismo” de destruição  simbólica do partido. Mas a candidata, Dilma Rousseff, tinha uma imagem preservada. Desta vez, o PT sofre rejeição fortíssima nas classes médias, e a maioria da população acha que o seu candidato, já condenado em duas instâncias, deve continuar preso.

Essa é a situação objetiva sobre a qual o PT e seus militantes devem se debruçar com muita frieza. A posição de liderança de Lula nas pesquisas deve sempre ponderar esse outro aspecto, fundamental, que é a enorme rejeição social ao ex-presidente. E isso não é culpa deste blog, que sempre esteve à frente nas guerras de informação, em defesa do ex-presidente, fazendo a contra-narrativa da mídia e denunciando os arbítrios cada vez mais absurdos da Lava Jato.

 

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

90 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Carlos Roberto Honorio da Silva

22 de maio de 2018 às 17h00

A estratégia de Lula de concorrer é legítima e inteligente, porque o coloca no centro das atenções. Se ele sair da disputa, fica fora da mídia e das atenções. O fato de estar no centro das atenções traz vantagens pois coloca em discussão a sua inocência e isso irá inevitavelmente esclarecer a população de que ele é inocente, como o é de fato. A própria classe média que prefere vê-lo preso, o faz porque não gosta dele e de seu projeto social, porque eles sabem que ele é inocente. Quem não sabe disso são os desinformados que constroem sua cabeça pela Globo e pela globo-NEWS a famosa rede BOBO.

Responder

Marcos Manhães Marins

22 de maio de 2018 às 05h29

Nem que Cyro fosse – não é — o Estadista de que o Brasil precisa, porque NESTE MOMENTO a luta de todo brasileiro deve ser resgatar o Estado Democrático de Direito e não compactuar com A FRAUDE dos que querem controlar as eleições, pois quem entrar sob FRAUDE não será legítimo e será controlado pelos mesmos que derrubaram Dilma para piorar o Brasil, os banqueiros, os donos das redes de TV, as castas do Judiciário, e os interesses estrangeiros que os manipula. #VETOaCyro #MoroManipulite

Responder

Mirtes

22 de maio de 2018 às 01h47

Só se aproveita a foto, Miguel. Bom mesmo é ler o que escreve Miola sobre Dario Messer e a lavajato. Incompreensível. A lavajato caiu no esquecimento, planilhas da Odebrecht, delações forjadas, as fraudes do tal departamento de propina, mywebday, drousys, Tacla Duran, não como denúncia apenas, mas como armas de guerra. Judiciário corrupto, delações a la carte, sistemas falsos, Odebrecht. Quem fala do processo eleitoral, e ainda mais desta forma, fala de sequência do golpe, é pauta da direita mesmo.

Responder

Gilberto R. Jordan

21 de maio de 2018 às 21h50

Desde o primeiro momento que tomei conhecimento deste blog passei a admirar o seu autor! Depois de ler este texto não penso que o senhor seja um canalha! Mas o texto é uma canalhice!

Responder

Marco M.

21 de maio de 2018 às 21h34

Miguel, é um direito seu fazer campanha pra Ciro. Ciro vai virando o candidato do acordao de elites, é um direito seu estar nele, embora eu considere uma virada historica e equivocada no Cafezinho. Paciencia, faz parte. Agora, construir uma longa e tendenciosa analise de dados de modo a prejudicar Lula e o PT é ir londe demais. Os comentarios acima creio deixam bem claro a parcialidade e artificialidade da sua analise. Lembre-se, no Brasil há dois partidos. O de Tiradentes, e o de Silverio dos Reis.

Responder

Jochann Daniel

21 de maio de 2018 às 21h06

Resposta/recado ao “Sergio Sete”,
já que não me deram opção
de resposta aos seus dribles de longe,
às suas
“entortadas e saídas de lado”,
não debater concretamente
racionalmente
fatos:
(como é de costume
aos cabeças envenenadas
e aos “a serviço”)

É inútil discutir,
debater política
com pessoas
com as cabeças envenenadas
pelas notícias
da chamada Grande Mídia
(Televisão, jornais, etc.).
Cabeças envenenadas também
pelas charges e piadas
malignas e venenosas
derramadas na Internet, no Facebook, etc.
A Grande Mídia
é dominada/controlada
pelos nossos inimigos,
os Grandes Interesses de Dinheiro Internacionais.
A Grande Mídia trabalha para eles.
Para saber qual é
a ORGANIZAÇÃO/CARTEL que comanda
os Grandes Interesses de Dinheiro Internacionais
entre no Google com as palavras
“Rothschild cartel humanity enemy images”.
Em silêncio
(a Mídia obviamente esconde,
não noticia, não comenta)
nossos inimigos,
os Grandes Interesses de Dinheiro Internacionais,
estão levando embora
os trilhões de nossas riquezas
(petróleo do pré sal, valiosas empresas estatais, etc.)
a preço de banana,
doados pelos brasileiros
traidores da Pátria
que a Mídia,
abrindo caminho com o Golpe,
colocou no Poder.
Trilhões de dinheiros
de nossas riquezas
que deveriam estar sendo empregados
na construção de moradias
a preço menor,
hospitais, escolas,
creches, estradas, etc.
Muito mais
e melhores empregos
para todos os níveis,
de peões a engenheiros,
de serventes a médicos, etc.
Vida melhor para todos
os brasileiros:
ricos, pobres, remediados,
classe média, classe alta,
elites, burguesias, etc.
Muito mais
oportunidades de negócios
para empresários, etc.
Menos desemprego, vida melhor
representam menos violência,
menos criminalidade.
Menos insegurança, medo e horrores,
como os que estamos vivendo
no Brasil de hoje.
Para nossos inimigos,
Lula é um inimigo,
um “indesejável”,
um “inconveniente”.
Lula, que tanto fez pelo Brasil
e pelos brasileiros
(o melhor governo que o Brasil jamais teve,
que a Mídia traidora escondeu,
não informou,
não noticiou,
deixou as pessoas na ignorância)
Lula que a Mídia traidora,
em maligno veneno
de notícias até mentirosas,
fez as pessoas odiarem
em prazer de ódio.
E pensam os cabeças envenenadas
sobre Lula:

EU TENHO O IMENSO PRAZER EM TE ODIAR
E NINGUÉM VAI TIRAR DE MIM
ESTE IMENSO PRAZER

Responder

    Jochann Daniel

    21 de maio de 2018 às 21h25

    Infelizmente,
    a Mídia dá cobertura a ele,
    “Sergio Sete”,
    e por isto ele tripudia
    em seus argumentos vazios
    e nada concretos.
    E por que não,
    idiotas,
    sob a visão de pessoas
    mais inteligentes?
    Assim, meu caro “SS”:
    1. Todos os (alguns dos)
    melhores juristas internacionais
    não conseguiram encontrar culpa/crime
    do Sr. Luis Inácio.
    Só o Sr Sérgio Moro viu
    e a Mídia (Globo à frente)
    deram
    imensa cobertura ao “achismo”
    do Sr. Moro.
    2. Meu caro “SS”.
    Matemática é matemática.
    Estatística é matemática.
    Todas as pesquisas
    davam 65% + ou – 2 (%) para Maduro.
    Forme-se mais em matemática/estatística/probabilidade.
    Seja menos ignorante
    nessas matérias,
    e depois venha falar comigo.
    Sou engenheiro e pós graduado,
    mestrado nelas…………………

    Responder

Suely

21 de maio de 2018 às 18h21

Miguel, você está abusando da inteligência dos leitores e fazendo uma leitura manipulatória dos dados, meu bem. E ainda esconde o que não lhe interessa. Por que não menciona isso aqui que está na pesquisa: “ENTRE OS ELEITORES DE LULA, 66% ADMITEM VOTAR EM UM CANDIDATO APOIADO POR ELE
O apoio do ex-presidente Lula a um candidato levaria três em cada dez brasileiros (30%) a certamente optar por este nome na eleição presidencial
deste ano.”? Quase 70% de poder de transferência de votos de Lula você não viu. Três em cada dez brasileiros!!! E você não viu?? Que analista você é? Acho que não ver isso é como ir no Rio e não ver o pão de açucar no meio da paisagem. Muito triste ver essas práticas manipulatórias.

Responder

Adolfo Silva Rego

21 de maio de 2018 às 17h30

Três coisas sobre a candidatura Lula:

1) o PT está certíssimo. O candidato tem que ser Lula e ponto. Se o Judiciário quiser despedaçar o que resta da Constituição, o problema é dos Ministros do TSE/STF, não do PT. Se impedirem Lula antes das eleições, pisoteando toda a jurisprudência do TSE e do STF que sempre permitiram candidaturas “sub-judice”, indica-se outro candidato no limite do prazo. Aposto com quem quiser que esse candidato, se apoiado por Lula, mesmo estando preso, terá mais votos que PDT (Ciro), PSB (Barbosão) e PCdoB (Manuela) juntos;
2) dá nojo da campanha chantagista de Paulo Henrique Amorim e Miguel do Rosário contra o PT e Lula. Diz PHA que não há espaço para o PT no time do Ciro, nem após as eleições. Mas, com o PSDB, o diálogo estará aberto. Segundo o Estado de Minas, Ciro não descarta aceitar eventual apoio tucano se eleito. Se alguém de esquerda, a essa altura, ainda não tem certeza que Ciro está alinhado com a direita, precisa procurar ajuda rapidamente.

3) se o PT sucumbir à pressão, se esfacelará. Por outro lado, a resistência frente a mais esse golpe, apoiado por setores de uma pseudoesquerda golpista, tornará o PT, à luz dos setores mais esclarecidos, como um partido capaz de se reerguer e de polarizar novamente toda a esquerda (o resto é que irá para o gueto). E a pressão será gigantesca: da mídia, do Judiciário, dos opositores “de esquerda” etc., pois, se Lula desistisse da candidatura, resolveria o problema de todos eles.

Responder

perez

21 de maio de 2018 às 17h11

Para que justa ou não reflita algo, tem que perguntar também se a opinião esta baseada na globo…

Responder

Benoit

21 de maio de 2018 às 15h47

O que voce diz pode ser razoável. Mas mesmo assim acho que voce está equivocado. Não existem 100 milhões de eleitores do Lula só esperando por um aceno de dedos dele de dentro da prisão indicando em quem votar. Uma candidatura de esquerda não vai ser fácil. O Boulos, a Manuela e o Haddad têm intenções de votos beirando os 0% ou pouco mais do que isso. Uma candidatura precisa de tempo e de muito trabalho. Não pode ser improvisada no último momento, se se quer ter chances de vitória. Por isso é preciso uma definição cedo. Se isso não houver, vai ser uma derrota certa. É isso que acho que se deve evitar. Acho que as pessoas também não estão muito preocupadas com contradições. Hoje elas já esqueceram o que aconteceu ontem na Venezuela.

Responder

    Benoit

    21 de maio de 2018 às 15h48

    Desculpem o comentário acima no lugar errado. O meu comentário deveria ser uma resposta ao Foo lá em baixo dessa discussão e não aqui em cima.

    Responder

Diego Baptista

21 de maio de 2018 às 15h10

Miguel, suas análises de pesquisa são sempre muito boas.

Responder

Nelson

21 de maio de 2018 às 13h37

Por que o Miguel não usa sua capacidade de análise e tenta nos desvendar que eleitor é este que quer o Lula preso e presidente? Vejam como no texto se repetem as expressões “estar preso”, “continuar preso” e “permanecer preso”. Mas isto só existe na análise da mídia, na qual o Miguel embarcou. A pergunta da pesquisa é muito simples, se a prisão foi justa ou injusta, e não se deve permanecer preso. Ora, o eleitor pode muito bem estar entendendo a “prisão justa”, dada a avalanche de desinformação que impera, com o sentido que a classe dominante quer dar, ou seja que passou por trâmites normais da justiça. Mas como o “brasileiro é tão bonzinho” ele estaria perdoando Lula “mesmo assim” e o querendo candidato para poder nele votar.

Responder

Flávio Ferreira

21 de maio de 2018 às 12h30

Com um candidato alinhado ao PT o problema Lula irar furar a bolha da mídia. Se fala do problema de Dilma na eleição de 2014, mas esquecem da exposição de Aécio a qual ele não estava preparado.

Responder

Patrice L

21 de maio de 2018 às 12h21

PRECISAMOS FALAR SOBRE CIRO

Miguel

Vejo chamadas no TV Cafezinho para vídeos selecionados em favor do Ciro (e da sua opção, que devemos respeitar, pelo Ciro).

Pretende-se, com os mesmos, dizer que o Ciro prestou, sim, solidariedade à Dilma e ao Lula.

É fato.

Mas, como o momento é delicado (e a figura, muito controversa), na minha opinião convém mostrar mais do que esse recorte do Ciro.

Digo isto porque, como que a manchar o apoio prestado, e no seu costumeiro defeito de “mijar pra fora”, o Ciro em seguida vai ao PIG culpar os governantes petistas pelo estupro que sofreram.

O que é, por si só, um absurdo, mesmo considerando-se as mazelas do presidencialismo de coalizão.

Não bastasse, como bem lembrado por um comentário, o Ciro vai além e faz insinuações lavajateiras a respeito de dinheiros do Lula.

Insinuações que não ficam devendo nada às acusações sem provas do Torquemada das Araucárias e sua turma.

Por último, sei que, para governar esse imenso país, e enquanto o sistema político não muda, todos estão meio que condenados a fazer alianças até com partidos e políticos abjetos.

Porém, fica ridículo o Ciro marquetear que o PMDB é o câncer a evitar, enquanto se articula com aquele Centrão igualmente venal e corrupto.

E, pior ainda, escolher Steinbruch (da privataria, do golpe, da FIESP, do PP) para vice.

Mal posso esperar pelo Steinbruch assinando o referendo revogatório da nova legislação escravagista.

Miguel, como o Ciro vai enfrentar o consórcio fascista entre mídia corporativa e judiciário? Com controle remoto?

Responder

Pedro

21 de maio de 2018 às 11h52

Eu já falei….
Não adianta tentar explicar nada para um bando de camarões, afinal quem tem “muita coisa” na cabeça não tem como desenvolver qualquer raciocínio minimamente sustentável, explico:
A grande maioria dos críticos do jornalista neste blog (que tenta em vão propor alguma coisa para um bando de celerados) afirma que lula será candidato “porque o povo quer”…”porque terá pressão”….”porque vão dar uma liminar mágica”….os argumentos são basicamente esses.
Ocorre que essas pessoas parecem viver em uma realidade (quiçá um universo) paralela.
Não há povo pedindo nada de lula nas ruas (aqui não cabe desmerecer as manifestações, mas essas foram muito aquém do que o próprio lula acreditava).
Além disso, mesmo que milhões saíssem pedindo lula, NUNCA NA HISTÓRIA DESSE PAÍS uma condenação de segunda instância foi reformada ou mitigada “porque o povo quis”.
Por fim, nenhum dos críticos parece atentar para a realidade, ou ter lido/ouvido as palavras do Gilmar Mendes (única esperança do finado hc do lula, lembram, antes do voto da Rosa?): de que lula é matematicamente impedido de ser candidato;
Ou do ministro Fux, (presidente do TSE) ou de seu colega na mesma Corte, que devem impedir lula “ex officio”.
Ou da própria presidente do STF, ontem no canal livre, que afirmou, com todas as letras, que Lula não será candidato e sua situação será resolvida tão rapidamente que nem vai chegar no STF, ou seja, não vai ter fotinho nenhuma na urna!
Game Over pra Lula candidato e se o campo progressista não se rearranjar em volta de uma candidatura que, ao menos, possa ser formalizada no TSE, babau…. (lembrem do voto “envergonhado” de Trump e do Brexit, se isso ocorrer no Brasil e o Bolsonaro tiver mais que os 22% que lhe dão as pesquisas, e de outro lado tivermos um centro e uma esquerda fragmentados, acaba tudo no primeiro turno!
No tocante aos argumentos apontados para sustentar uma candidatura lula, mister observar que o povo não interessou até agora, e não interessa depois!
Pior, o povo (a verdadeira massa) está pouco se lixando pro lula!
Além disso, queiram ou não, mas muitos (uma maioria) apoia sua prisão sim senhores! É do brasileiro médio a mania de “chutar cachorro morto”….
De outro lado, àqueles que efetivamente decidirão a situação do cara estão uníssonos, não há discórdia nesse assunto: lula não vai ser candidato e ponto final.
Não sei se o Ciro seria o candidato ideal para o campo progressista, lembrando que não seria a primeira vez que ele colocaria tudo à perder com uma frase idiota, ou uma postura imbecil, mas com certeza alguém QUE NÃO PODE SER CANDIDATO PORQUANTO INELEGÍVEL NÃO O É.
Por fim, não me venham com “pareceres” (parecerista fala o que vc quer ouvir, sempre, senão não recebe), pois o único parecer que interessa é a sentença do Juiz, ou o acordão do Tribunal, e nessas já fuzilaram o lula….

Responder

    andre2110

    21 de maio de 2018 às 13h12

    Pessoal do Ciro ofende os petistas o tempo todo; são iguais o coronel, arrogantes.
    Sabe qual a chance de votarmos em Ciro lá em casa -> ZERO!
    Alckmin é melhor que Ciro, Bolsonaro é melhor que Ciro. Estes dois pelo menos deixam claro o que são e representam, Ciro o político é uma ameba ambulante. Arrogante, grosseiro, confuso, brigão.
    Seu mentor intelectual, o mangabeira, não diz coisa com coisa e anos.

    É uma candidatura tosca de um partido a muitos anos perdido e sem rumo.

    Responder

    Dio

    21 de maio de 2018 às 14h36

    E fim?
    Bota o rabinho entre as pernas e aceita sem reclamar?
    Ah, não! Corre pro primeiro salvador da pátria que aparecer o mais rápido possível antes que o bicho papão chegue e decore todo mundo. ._.

    Responder

      Dio

      21 de maio de 2018 às 14h37

      *devore

      Responder

      Pedro

      21 de maio de 2018 às 16h32

      Acho que vc não entendeu. As pessoas passam, as ideias ficam. Ninguém falou em fim, apenas num novo começo. Nem disse pra ser com esse ou aquele, só afirmei que vc não pode disputar uma corrida de cavalos montado numa pedra ou num defunto.
      Se Lula não será candidato, e ele Não será, melhor buscar alternativas que dêem continuidade aos pleitos progressistas. O resto é papo de seita, e Jim Jones já morreu….

      Responder

FLVP

21 de maio de 2018 às 11h52

Lendo o seu comentário percebe-se que suas análises estatísticas estão bem fundamentadas. Contudo existem opiniões de outros estatísticos, inclusive do lado deles, bem conceituados também e que são respeitadíssimos pelos segmentos bem organizados deles e que consideram que LULA vence no primeiro turno e quem o indicar será eleito, além da probabilidade da esquerda ter bem mais representantes no Congresso Nacional. Diante desta realidade colocada na mídia como o senhor interpreta este fato? Pois pelo visto, por suas análises, LULA já está derrotado, mesmo diante de opiniões estatísticas conceituadas expostas e mesmo as estatísticas do Vox Populi também muito bem conceituado, que apresenta resultados bem diversos. E aí!.

Responder

J. Alcantara

21 de maio de 2018 às 11h37

É a guerra híbrida, estupidos!
Psyops.

Responder

Pablo

21 de maio de 2018 às 11h17

Eu não acredito em nada dessa pesquisa, Lula tem muito mais de 32% e muito menos de 51% quer ele preso.A própria pesquisa dizendo que ganha no segundo turno, e outras dizendo que a condenação do Lula foi política desmentem esta pesquisa.

Responder

Pablo

21 de maio de 2018 às 11h11

Pronto, agora o Miguel soltou os cachorros. Lula é rejeitado pela maioria da população. Só que ele esquece de uma coisa. Ele ganha no segundo turno também.Então como é que a maioria quer preso? Se a maioria quer preso, boa parte quer preso e presidente, Miguel.
Como vc não convenceu ninguém com essa história de que tem que entregar pro Ciro sem lutar, agora diz que Lula é rejeitado. A direita não faria melhor.
Que triste Miguel.

Responder

    andre2110

    21 de maio de 2018 às 13h17

    O judiciário cria milhões de linhas de texto, sempre confusas e rebuscadas, para que cada palhaço a interprete de acordo com seu picadeiro; é assustador.

    Lamentável quando vemos análises com dados estatísticos, em que os dados são sempre analisados com uma pré-concepção(“tudo aponta para Ciro”…),
    os tais “analistas” só vêem o que querem.
    É lamentável.

    Existia uma tênue possibilidade de votar no Ciro, posto que me filiei a muitos anos ao PDT, fui fiscal do Brizola em 89. Mas depois dos textos do cafesinho, confusos, toscos e tortos, decidi que nele não votarei sobre hipótese alguma. Quando vemos que este é o comportamento antes da eleição podem ter certeza que depois …

    Responder

Jochann Daniel

21 de maio de 2018 às 10h42

A Mídia comanda tudo.
Comanda a cabeça
da grande maioria das pessoas.
E o brasileiro………… bem……….
todos sabemos
que é meio,
digamos,
“confuso”
Meu primo,
universitário,
alto funcionário do Banco Central,
postou uma mensagem no Facebook
sobre a “homenagem”
ao Sérgio Moro
no think tank
das petroleiras
internacionais.
Emocionado,
meu primo enalteceu
o “nosso grande herói brasileiro”.
Precisa dizer mais?????????????????
Enquanto a Mídia não for denunciada
como nossa inimiga
e traidora do Brasil
e dos brasileiros
fica difícil………..

Responder

José Tarcísio Furtado Arruda

21 de maio de 2018 às 10h38

POR LULA
Figuras renomadas do estrangeiro,
Incluídos aí grandes juristas,
Clamam por ele agora prisioneiro
Pelo arbítrio das togas entreguistas.

Puseram só bandidos no Palácio
Que da Alvorada se tornou das Trevas;
Sem nosso Lula, o Luís Inácio,
A miséria banida volta às levas.

Detido há mais de um mês, em fato raro,
Nas pesquisas de voto é o primeiro,
Distante do canalha Bolsonaro;

Livrá-lo antes do pleito é improvável,
Mas ser de Ciro apenas um parceiro
É jogar o Brasil no imponderável!
Tarcísio Arruda
20/05/18

Responder

    Eva

    21 de maio de 2018 às 10h44

    Com a sua licença, vou repassar essa pérola. Obrigada.

    Responder

      José Tarcísio Furtado Arruda

      21 de maio de 2018 às 10h54

      À vontade!

      Responder

Raquel

21 de maio de 2018 às 10h28

Se eu já tinha restrições à candidatura do coronel do Ceará, com sua insistência e provocações, cada dia que passa sinto mais repugnância por ele. Porque vejo nos seus métodos uma forma mesquinha de tantar desconstruir uma pessoa como Lula, e o pior, num momento tão difícil pra ele e para todo um partido. Isso é de uma covardia e uma falta de sensibilidade que jamais imaginei ver no seu blog. Vc vendeu a alma para o Diabo amigo, literalmente.

Responder

    Paulo Nunes

    21 de maio de 2018 às 11h15

    Raquel, assista a entrevista de Ciro para a TV Folha. Pense sobre o que foi dito, reflita. Se não entender completamente ou restar dúvidas e mal entendidos, reveja. Ainda assim, não foi possível? Veja quantas vezes for preciso até que o devido significado do discurso lhe abra os horizontes…
    https://www.youtube.com/watch?v=E0iyeSp5VB4
    Um abraço

    Responder

      foo

      21 de maio de 2018 às 11h27

      Eu, pessoalmente, simpatizo com o Ciro.

      Mas esta campanha para que abandonemos Lula para apoiar a candidatura de Ciro… isso faz com que os dois sejam vistos como polos opostos, o que não são.

      Deixem que ambos se candidatem.

      Se a candidatura de Lula for bloqueada, ele será um candidato natural.

      Mas até lá eu espero que ele continue denunciando o golpe e pedindo a liberdade de Lula, como têm feito Boulos e Manuela.

      Responder

    Hairy Heart

    21 de maio de 2018 às 11h22

    Desculpe-me amigo, mas está longe de ser uma repugnância este seu entendimento…. está muito mais próximo de uma birra infantil… Faça uma análise correta de seus sentimentos e tente perceber isso.

    Responder

    andre2110

    21 de maio de 2018 às 13h20

    concordo plenamente; tá dando nojo!

    Responder

ERLYC FERREIRA DE AVIZ

21 de maio de 2018 às 10h23

Segundo o IBGE, temos 7,2% da população brasileira na condição de analfabetos; enquanto que 51% sequer possui o ensino médio completo (grande parte composta por analfabetos funcionais). A análise do Miguel é reveladora, mas enquanto as pessoas que conseguem compreender o cenário, divergem sobre a estratégia a seguir, a grande massa nem acesso a informação tem. Mais do que opinião, o campo progressista precisa de atitude e união para fazer frente à esperteza dos rentistas e simpatizantes, que até o momento, a despeito de pesquisas de opinião, estão ganhando em larga escala.

Responder

Curió

21 de maio de 2018 às 10h23

Você é muito sem vergonha!
Qualquer pesquisa não mostra a realidade, é por demais indutiva.
Agora o Moro pode mandar fazer pesquisa eleitoral ? Que absurdo!
Por que você não está denunciando isso mas, pelo contrário, está do lado dele etc. ( abrevio ) ?
A única pesquisa real que existe feita nas urnas nas eleições passadas dão conta de 54 milhões, no mínimo, de indignados, porque foram roubados.
A realidade muda mas, quem é roubado não esquece!
Você é muito sem vergonha e lavajateiro. Minha intuição aponta para que você lá no fundo da alma, do coração, acredita que o Lula é ladrão. Ou dizendo de outra forma não acredita que Lula seja inocente e diante do golpe ficou sem sustentação psicológica para realmente enfrenta-lo ( o golpe ). Claro que isso não é explícito mas implícito, mediante uma análise profunda.
Defender o Lula sem subterfúgios é defender o Brasil. O golpe se alastra e a ditadura já está na sociedade apertando cada vez mais e atinge a todos nós pessoalmente, individualmente, pois o coletivo já está destroçado. Olha o que a justiça está fazendo com os caminhoneiros que estão paralisando o pais inteiro no dia de hoje.
Mas não adianta argumentar com você que é muito do sem vergonha. Você faz campanha para o Ciro ( e se não bastasse, cutuca e diminui o Lula e seu partido ) de uma forma deslavada e querendo ainda votos petistas ? Não! Governadores e parlamentares também podem ser sem vergonhas e pensarem só nos cargos e em dinheiro.
Eu me dei ao trabalho de ler todo o artigo. Quantos números ao quadrado confundíveis ao cubo da insensatez!
E os seus leitores podem comentar mil vezes que você tem o direito de propagar o Ciro mas, você não quer entender e continua a criar esse clima que interessa somente a direita. Na verdade não há esse clima na esquerda ( há diferenças ) mas somente você alimenta isso dia e noite no seu blog. Você vai morrer na praia. Você está mostrando seu lado fascista, sendo que a principal faceta do fascismo é a mentira. E ela já povoa suas páginas neste contorcionismo. Não lhe falo por maldade mas insisto na sua reflexão… que, aliás, já levou a um pedido de desculpas mas sem alterar em nada o caráter das agressões.

Responder

Fehnelon

21 de maio de 2018 às 10h12

Acho prudente esperarmos, e ver o desenrolar dos fatos… Lula ainda tem o horário eleitoral para falar com uma parcela da população que até agora só ouviu o outro lado. São muitas variáveis para se pretender acertar qualquer previsão. Até porque, todas previsão contam que sigamos o roteiro, e isso ainda não está definido.

Responder

    Jochann Daniel

    21 de maio de 2018 às 10h49

    Desculpe,
    sinto muitíssimo,
    lógico,
    mas,
    sem pressão popular
    acho difícil
    “eles” permitirem
    Lula sair da prisão.
    Falar então………………..
    E pressão popular
    só se o povo
    for esclarecido
    sobre a Mídia como sua algoz,
    traidora, e inimiga………

    Responder

      Fehnelon

      23 de maio de 2018 às 09h26

      100% correto!
      Mas, penso, ainda temos muita lenha pra queimar. Não estão dando crédito a nossa capacidade de mobilização, podemos colocar 1 milhão de pessoas na paulista, assistindo em telões, votações estrategicamente importantes. Isso pode não mudar o desfecho, mas os expõe para a opinião publica, e na próxima tvz tenhamos 2 milhões… Ou a Globo pode ganhar o discurso e nós voltarmos pra casa com o rabo entre as pernas… Não sei, tudo pode acontecer…

      Responder

Atineli

21 de maio de 2018 às 10h10

O DataFalha nunca foi confiável, sempre manipulou suas pesquisas. MAS a questão nem é mostrar esses dados dessa forma, a questão é sua postura mesmo. Qdo falas do poder da classe média como um “fato absoluto” deixa sua análise tão pobre q ñ dá mesmo para seguir o raciocínio. Te conheço pouco, + nunca senti firmeza e nunca gostei de gente q enaltece livros como se fossem passaportes para legitimidade. Adoro ler livros de qualidade q possam me alimentar e jamais poderia viver sem leitura. Mas vc Miguel, vc parece mais um pequeno burguês teimoso q ñ escuta ninguém e enxerga ainda menos o q está diante de seus olhos. Isso é triste e patético. Lula teria vergonha alheia se soubesse da quantidade de abobrinhas aqui levantadas em seu nome. Jessé Souza explica tão bem o óbvio ululante mas parece que este autor genial não está na lista dos teus livros. Você é chocante, ñ sei ainda se é digno de pena ou de desprezo. Nunca tive o menor contato com esse blog mas confesso que o teu caso é q deveria ser analisado com profundidade e ñ a porcentagem traíra ou estranha dentro do PT, posto que isso sim faz parte do jogo político. Como vc ñ é político e sim jornalista, espero q você consiga fazer essa diferença na sua cabeça. Muito bizarro tudo isso.

Responder

    andre2110

    21 de maio de 2018 às 13h25

    Eu acho os textos infantis; de uma análise extremamente superficial e tosca;
    e, para piorar, tem seguidores igualmente infantis e grosseiros;
    Ciro é infantil, mimado e grosseiro, muitos se identificam e o defendem…

    Responder

Sergio Sete

21 de maio de 2018 às 10h03

Não encontrei o comentário nos outros posts, então usarei esse por ser o mais atual.
Tenho lido vários “comentaristas” falar que se a eleição não tiver como candidato o presidiário Luiz Inácio, ela não será valida, que ninguém deveria ir votar para tornar nula a eleição. A lógica por trás disso seria a de que se a maioria dos eleitores não forem votar, a eleição se tornaria inválida.

Agora vamos para o outro lado da moeda. Fato acontecido ontem na idolatrada Venezuela com sua ditadura vermelha (a notícia abaixo pode ser lida em qualquer site da internet, golpista ou não) :

Segundo o Conselho Nacional Eleitoral, Nicolás Maduro venceu com 67,7% dos votos válidos, aos 92,6% das urnas apuradas. O chavista obteve 5.823.728 votos. A presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Tibisay Lucena, anunciou que a votação teve a participação de 46% do eleitorado e um total de 8,6 milhões de votos. A abstenção foi de 54%.

Repetindo: 54% dos eleitores (MAIORIA ABSOLUTA) não foi votar. Seguindo a lógica da esquerda brasileira, a eleição venezuelana foi uma fraude, deveria ser anulada porque mais da metade não apareceu para votar. E dos que foram, 68% votou nele. Ou seja, dos cerca de 18 milhões de eleitores, nem 1/3 votou nele. Em outras palavras, A MAIORIA DOS ELEITORES VENEZUELANOS NÃO VOTAM NO DITADOR, NÃO ELEGERAM ELE, NÃO QUEREM ELE NA PRESIDÊNCIA.

E, curiosamente, nenhum blog, site, página, twitter de esquerda fala sobre isso.

Daí pergunto: por que lá pode e aqui não?

Responder

    Marcelo Abb

    21 de maio de 2018 às 10h16

    Não entendi.

    Você é a favor ou contra o Maduro?

    É a favor ou contra o boicote às eleições?

    Para mim, isso não vai resolver nada. Que eu saiba, não existe nada na lei que desqualifique as eleições caso o número de abstenções seja grande.

    É a maior burrice dos petistas se estão pensando nisso.

    Responder

      Sergio Sete

      21 de maio de 2018 às 11h28

      Sou a favor do bom senso de ambas as partes.
      Coisa que pouco tenho visto por aqui.

      Responder

    Curió

    21 de maio de 2018 às 11h00

    Você não entendeu nada sobre o golpe.
    E vai ficar sem entender nem Brasil nem Venezuela querido.
    Os números são relativos a fenômenos complexos.
    Tudo isso é muito para sua cabeça.

    Responder

      Sergio Sete

      21 de maio de 2018 às 11h29

      Então aproveite a oportunidade e me ensine. Explique a complexidade dos números divulgados pelo próprio governo venezuelano em relação às eleições de ontem.

      Responder

    Jochann Daniel

    21 de maio de 2018 às 11h23

    Caro “Sérgio Sete”,
    queres forçar a barra,
    sobre dois fatos:
    1. Lula está preso
    sem provas
    de que praticou crime.
    Sergio Moro, a serviço,
    e com a cobertura
    da Mídia traidora
    tirou o Lula das eleições
    porque ele,
    para nossos inimigos,
    é um “inconveniente”,
    um entrave às pilhagens
    dos nossos trilhões em riquezas.
    Não siga as Globos da vida,
    leia mais
    o Cafezinho
    e você vai reconhecer isto.
    2. Cabeça envenenada
    contra a Venezuela
    de Maduro,
    me parece,
    você é.
    Saiba que lá a lei eleitoral
    está mais adiantada que aqui
    na terrinha.
    Como nos países mais adiantados,
    o voto
    não é obrigatório.
    Pode me informar
    quantas pessoas
    que não foram votar
    eram contra Maduro?
    E quantas eram a favor?
    Adianto que o resultado das eleições
    foi exatamente
    o que as pesquisas
    indicavam,
    65% mais ou menos 2 (%)………..
    Segundo seu raciocínio
    as eleições nos Estados Unidos,
    França,
    etc.
    deveriam ser anuladas
    porque os eleitores
    que vão às urnas
    raramente passam
    de 60% do total
    dos eleitores votantes………
    Mas, as Globos da vida
    dizem a você
    e a tantos outros
    que a Venezuela
    é um “inferno”.
    E você acredita,
    como tantos outros
    com as cabeças envenenadas
    pela Mídia
    traidora……

    Responder

      Jochann Daniel

      21 de maio de 2018 às 11h40

      Melhor concluindo.
      Se através de uma prisão
      injusta e ilegal
      tiram um candidato
      de uma eleição
      quem tira este candidato
      desta eleição
      está fraudando
      esta mesma eleição.
      Concorda?????
      Quer saber quem está realmente por trás desta fraude?
      Entre no Google com as palavras
      “my name rothschild cartel enemies wanted images”

      Responder

      Sergio Sete

      21 de maio de 2018 às 11h44

      1) Vou desconsiderar seu comentário no item 1 porque tudo que você escreve é ACHISMO seu. E todo e qualquer debate se encerra quando o argumento é “achismo”. Prove tudo que você falou (ou seja saia do achismo) e voltamos a conversar sobre o item 1.

      2) O voto não obrigatório não muda o fato de que o ditador foi eleito com a minoria dos votos dos eleitores.
      Talvez uma pesquisa sobre os não votantes fosse interessante para saber o que eles pensam sobre o presidente.
      Eu não acredito na “mídia traidora”, eu acredito em relatos de venezuelanos fugidos, não em dezenas nem em centenas, mas de centenas de dezenas de milhares que fugiram de lá principalmente por causa da falta de comida – abra os olhos você, camarada, e diversifique sua leitura. Eu estou aqui, lendo. E você, está “lá” lendo?

      Responder

Nelson

21 de maio de 2018 às 10h00

Precisamos conversar sobre Lula? Sem dúvida, sempre. Mas sobre ele ser ou não candidato, não “precisamos conversar COM Lula”?. O que ele pensa sobre toda essa celeuma? Seria possível convencê-lo a abandonar o povo que o apoia para apoiar o Ciro? E se ele não for convencido, quem o apoia deveria abandoná-lo? A troco de quê?

Responder

Sergio Sete

21 de maio de 2018 às 09h52

Fazer análises sobre um fato inexistente é…. delirar.
Foi mal, Miguel, mas essa postagem poderia ter sido não publicada.

Responder

Esmeraldo Cabreira

21 de maio de 2018 às 09h28

MIGUELITO… ONDE ESTAVAM OS TEUS NEURÔNIOS QUANDO ESCREVESTES A MATÉRIA!
BYE , BYE ROSÁRIO!
AQUI NUNCA MAIS!

Responder

    Francisco Júnior

    21 de maio de 2018 às 09h58

    Fanático, cego e xiita que não gosta de encarar a verdade! Muito bom Miguel do Rosário por mostrar a verdade!

    Responder

      andre2110

      21 de maio de 2018 às 13h27

      fanáticos são os que defendem o coronel da direita, Ciro e sua troupe…, com discurso falso de que é de esquerda;
      de esquerda temos Lula, Manoela, Boulos,
      ciro sempre foi e será uma direita enrustida, falseante, que tenta capturar votos de esquerdistas de butequim, como os do cafesinho…

      Responder

Wilton Santos

21 de maio de 2018 às 09h25

Miguel, só faltou mencionar quantos desses índices de rejeição ao Lula são dos eleitores que vão se abster, votar nulo ou em branco. Boa parte dessas pessoas que concordaram com a prisão do Lula fazem parte do grupo de eleitores que invalidaram seus votos na última eleição, ou seja, os cerca 30% que não têm relevância alguma nas eleições.

Como pode tantas pessoas serem favoráveis a prisão do Lula se ele vence todos os cenários do 2º turno? Isso se explica pelo fato de que só os votos válidos importam. Considerar as pessoas que vão invalidar seus votos confunde o resultado provável do pleito. O mais correto seria utilizar para a pesquisa apenas os eleitores que não vão invalidar seus votos para que possamos ter um resultado mais convincente.

Como diria o velho ditado: “estatística é a arte de torturar os números até que eles confessem!”.

Responder

carlos augusto

21 de maio de 2018 às 09h05

Vocês se acham muito sábios e ainda entram na pilha da direita. sabemos que todos que concorrem a presidência têm seus pontos a favor e contra. Mas a direita faz questão de expor Lula e Voce aproveita e faz análise do Lula. ao inves de defender Lula mesmo que não, vença, mesmo que vencendo nao assuma, prefere correr para algo que o povo nao quer. mas entendo a idade ja nao permite tais arrobos.
prefere uma saida negociada com uma parte da direita, mesmo que nao seja vitória certa. Mas saiba quem lê teu blogo é Lula até a morte.

Responder

    Benoit

    21 de maio de 2018 às 09h14

    O Lula também negociava com os conservadores. O Ciro tem um programa de esquerda consistente e pode melhorar a situação do Brasil e dos brasileiros. Por que voce é contra isso?

    Responder

      Paulo Figueira

      21 de maio de 2018 às 11h52

      Qual é essa plataforma de Ciro que não conhecemos?

      Responder

Pedro

21 de maio de 2018 às 08h49

Me divirto lendo esse blog. O cara tenta expor um raciocínio lógico cartesiano para um bando de camarões! Kkkkk!
Para uns a pesquisa só vale até a página 1,; para outros ela desfavorecer lula ao atribuir-lhe números menores,; e ainda existem àqueles que entendem que Lula,por ser seu Deus, não pode ser contrariado…
Desiste de explicar, porque desse mato não sai coelho.

Responder

    Harry Heart

    21 de maio de 2018 às 09h54

    Perfeita sua observação… Petista mesmo não vai passar da primeira linha do texto, vai escrever um comentário aqui descendo o cacete no Miguel e terminar com um “construtivo” e “eloquente” hashtag pela liberdade de Lula…
    .
    Miguel está atirando pérolas aos porcos…

    Responder

Mirko Kraguljac

21 de maio de 2018 às 08h36

Miguel, Miguel, agora já não dá de esconder “segundas intenções” em relação com Lula! Pouco mais de honestidade e de clareza faria bem para o blog – você precisa esclarecer para seus leitores também, que numero de pessoas acreditando em culpa do Lula, de pesquisa da pesquisa, está caindo drasticamente, bem como e rejeição dele como candidato. Esses últimos números são muito menores do que na época. A lavagem cerebral da Globo e grande mídia está passando, em parte graças a blogueiros…

Responder

Marcelo Abb

21 de maio de 2018 às 08h33

Miguel,

Mais uma vez, excelente análise.

O momento é de união e de estratégia. A situação do Lula é muito complicada. O golpe atingiu o seu objetivo, tornou a maior liderança popular da história do país um cidadão odiado por muitos e endeusado por outros tantos. Na minha opinião, nem uma coisa e nem outra estão corretas.

A quem interessa essas ódios e paixões que o lula movimenta?
À direita, obviamente. Os ódios, não preciso explicar. E as paixões também só ajudam a direita, pois causa exatamente isto que estamos vendo, uma cegueira absoluta, uma falta de coesão no campo progressista, ataques e fogos amigos, dificuldade de alianças, etc.

O campo progressista ao pertence ao Lula. O lula é que pertence ao campo progressista. Não podemos botar o carro na frente dos bois.

Esta paixão messiânica exacerbada está impedindo alguns setores da esquerda de enxergar, inclusive, os erros do Lula (que não foram poucos).

Muito me admira esta postura por parte do PT e até mesmo do Lula, que sempre foram tão pragmáticos e estrategistas, até quando não precisavam, vide as nomeações e alianças absurdas de Temer, Cunha, etc.

O momento é de união e de discussão de PROJETO.
Precisamos ganhar nas urnas, pois no grito já vimos que não dá. Gritamos que não ia ter golpe, mas teve. Estamos gritando Lula Livre, mas ele continua preso.

Não tem outra possibilidade. Precisamos ganhar nas urnas, só assim salvamos o país e ajudamos o Lula! Acordem, meus amigos! Ciro Gomes é aliado!!!!!!! Acordem enquanto é tempo! Pelo amor de Deus!

Responder

Mauricio

21 de maio de 2018 às 08h28

Se a pesquisa mostra Lula com 32% de intenção de votos e 51% de rejeição devemos entender que: Ele deve ter no minimo 38% de intenção de votos, e, no máximo 35% de rejeição. Ou seja, o nome dele deve ser preservado por mais tempo.

Responder

Tati

21 de maio de 2018 às 08h26

“Todo o poder emana do povo” e não da toga.

E vc é um covarde por propor a covardia a povo diante da toga.

Que feio….conformismo e pragmatismo demais não são atributos de esquerdista.

Responder

    Marcelo Abb

    21 de maio de 2018 às 08h37

    Conformismo?

    Cadê esse povo nas ruas??????

    Acusar o blogueiro é injusto, é um absurdo. As armas do blogueiro são essas, o seu blog, a sua escrita, o alcance dos seus textos.

    Conformistas são os que acham que só uma pessoa pode salvar o país. Conformistas são aqueles que colocam o nome de um homem na frente das ideias, na frente do povo, na frente de um campo, na frente da esquerda, na frente dos pobres e desempregados.
    Conformistas são aqueles que tem preguiça de pensar, de raciocinar e desenvolver uma estratégia vencedora, nas urnas!

    Responder

      Tati

      21 de maio de 2018 às 11h59

      ERRADO, meu caro.

      CONFORMISMO É SIM ABAIXAR A CABEÇA ANTES DE LUTAR.

      O fato de as pessoas não saírem às ruas nem para defender os seus direitos trabalhistas NÃO implica aceitar que “Todo o poder emana da toga”.

      É PRECISO REVERTER ESSA APATIA E ESTIMULAR A LUTA, A OCUPAÇÃO DAS RUAS. FAZER POLÍTICA.

      NÃO HÁ COMO TERGIVERSAR. ACEITAR A DITADURA DA TOGA É SIM UMA COVARDIA.

      DUVIDO MUITO QUE O MACHÃO DO CIRO, SE TIVESSE NA MESMA SITUAÇÃO DE LULA DESISTIRIA DE SER CANDIDATO.

      PORTANTO, PARE DE HIPOCRISIA, QUE VC NÃO ESTÁ FALANDO COM UMA DESINFORMADA.

      Responder

    Benoit

    21 de maio de 2018 às 09h04

    O Lula foi bem pragmático.

    Responder

Sérgio

21 de maio de 2018 às 08h19

As pesquisas são enganadoras. Pouco importa que achem a pena de Lula agora justa. Como isso estará daqui a 3 meses? Acho que o Lula e o PT devem mesmo levar a candidatura até o limite. Quanto mais longe for, eu acho, que maior será a possibilidade de transferência de votos. E aí, então, antes do Ciro merecem os votos de Lula: Boulos, Haddad, Manuela. Se a decisão do Lula for por Ciro, vamos de Ciro. Ainda muita coisa pode acontecer: novas prisões, delações, solturas, debates, mortes (ou assassinatos), novas candidaturas (Dória etc), golpes.
Então, por enquanto, melhor deixar as barbas de molho.

Responder

    Benoit

    21 de maio de 2018 às 09h10

    Não dá para acreditar que voce está sendo sério. Não estamos discutindo um concurso de beleza e sim as eleições para escolher o próximo ou a próxima presidente do Brasil. As intenções de votos para o Boulos, o Haddad e a Manuela andam por volta dos 0 % ou pouco acima disso e não devem ir muito acima desses valores. Acreditar em transferência de votos que nem existem direito é como acreditar em milagres. Como eu disse, há gente que continua batendo com a cabeça na parede achando que a parede vai amolecer um pouco da próxima vez.

    Responder

      Sergio Sete

      21 de maio de 2018 às 11h49

      Eu vou votar na Manu porque ela é bem bonitinha!
      #manugata

      Responder

Antonio P. mendes

21 de maio de 2018 às 08h17

A situação é dificílima para a direta , o editor do blog tá fazendo malabarismos com os números para distorcer a realidade das pesquisas. Desculpa mas a partir de hoje não acompanho mais asse blog e nem o recomendo .

Responder

    Benoit

    21 de maio de 2018 às 09h12

    As tabelas com os números foram apresentadas. Se voce tem uma interpretação melhor delas e dos números, por que voce não se deu ao trabalho de nos transmitir a sua interrpetação?

    Responder

    Raquel

    21 de maio de 2018 às 10h15

    Esse blogueiro está se transformando numa figura genérica do Ciro Gomes. Usa os mesmos métodos mesquinhos, covardes e totalmente sem noção. Melhor não perdermos tempo respondendo a tantas provocações. Ele se transformou num provocador barato, sem ética, sem respeito. Passou a ser um agente da direita e muito pior do que um Anta agoniza da vida. Ontem faz um desabafo e hoje provoca. Se todos os eleitores de Lula abandonarem esse blog, ele vai ficar falando sozinho. Depois que convencer que essa obsessão por Ciro é sem interesse. Eu acredito em papai Noel.kkkk
    .

    Responder

Mauricio

21 de maio de 2018 às 08h17

É evidente que, no contexto atual o apoio ao Ciro deve ser pensado, mas o apoio imediato é suicídio. Deve se levar em consideração que a prisão do Lula mobilizou e uniu a esquerda, colocou as pessoas nas ruas, coisas que não aconteciam faz um bom tempo. Essa pressa em apoiar o Ciro esta acabando, ou pode acabar precocemente com essas mobilizações, o que, resumindo, é um tiro no pé.

Responder

    Paulo

    21 de maio de 2018 às 11h28

    Quais pessoas foram às ruas??? Não vale citar CUT, MST e UNE…

    Responder

      Sergio Sete

      21 de maio de 2018 às 11h50

      E que sejam mais de 100.

      Responder

      Tati

      21 de maio de 2018 às 12h02

      CONFORMISMO É SIM ABAIXAR A CABEÇA ANTES DE LUTAR.

      O fato de as pessoas não saírem às ruas nem para defender os seus direitos trabalhistas NÃO implica aceitar que “Todo o poder emana da toga”.

      É PRECISO REVERTER ESSA APATIA E ESTIMULAR A LUTA, A OCUPAÇÃO DAS RUAS. FAZER POLÍTICA.

      NÃO HÁ COMO TERGIVERSAR. ACEITAR A DITADURA DA TOGA É SIM UMA COVARDIA.

      DUVIDO MUITO QUE O MACHÃO DO CIRO, SE TIVESSE NA MESMA SITUAÇÃO DE LULA DESISTIRIA DE SER CANDIDATO.

      Responder

      Mauricio

      21 de maio de 2018 às 12h13

      Ué?? Que eu saiba CUT, MST e UNE são formados por pessoas, Ah, e as pessoas que foram para as ruas defender o Lula não foram convocados pela Globo.

      Responder

josa

21 de maio de 2018 às 07h38

Você deixa bem claro Miguel,essa é sua opinião,diferente de Paulo no conversa que da Cyro como solução, e pra mim Cyro continua no PSDB

Responder

Ricardo

21 de maio de 2018 às 07h31

“Tudo estaria melhor se os golpistas tivessem permitido que seu mandato tivesse transcorrido até o final.”. Petistas seriam os únicos para quem “tudo estaria melhor’ , pois estariam , até hoje, mantendo suas boquinhas !

Responder

Hildermes José Medeiros

21 de maio de 2018 às 07h13

Miguel do Rosário, faça-me o favor! Essa pesquisa que você desdenha, mas não só essa, há mais de ano o golpe tem financiado pesquisas, testado nomes, no afã de encontrar um candidato, para manipular as eleições, mas até agora não está dando o resultado esperado, O Presidente Lula tem liderado todas, por mais que insistam nessas pesquisas e na Lava Jato, perseguindo petistas, principalmente Lula, e agora Zé Dirceu, que foram presos. Não tem adiantado, inclusive nesta que comenta e diz que os petistas estão acreditando muito nesta pesquisa, na realidade mais uma para testar nomes e tentar formar opinião, no sentido de ser entendido, que estamos em plena Democracia, que tudo se resolverá no voto. Acontece, que o jornalista, que desdenha inexistente crença petista, usa outros resultados da mesma para vender o peixe podre, a que se propôs vender com insistência, dando como importante o fato 51% acharem justa a prisão de Lula, quando sabe muito bem que é resultado da campanha de mídia e das ações do Judiciário, que comanda o golpe, que criam na população esse entendimento. Entretanto, o resultado da própria pesquisa mostra pouco influir ter essa crença da justiça da prisão do Lula. Lula tende a ganhar o pleito no primeiro turno. Veja mais nesta pesquisa que usa para apoiar seu candidato (Lula não é, claramente, nada contra): Lula é o único candidato em que votaria para 27,6%; Lula é um candidato em que 22,5% poderia votar. Somadas essas intenções de voto, o candidato petista tem potencial de 50,1% dos votos. Os demais candidatos, inclusive o seu candidato, Ciro Gomes, pouco ultrapassam 30% desse indicador, exceção de Marina Silva que alcança mais de 37%. Como vê, não dá, quando se tenta alguma base mais “científica” para apoiar o nosso achismo. É a certeza de trocar o, possivelmente, certo pelo, certamente, duvidoso, não no sentido de apenas eleger Lula , mas de vencer o golpe, tolher seu caminho. Lula livre, Lula, lá, apesar do golpe.

Responder

Benoit

21 de maio de 2018 às 06h56

Essa discussão é absolutamente necessária para unir os progressistas. É verdade que o PT ganhou algumas eleições, mas o Lula e o PT também já perderam algumas eleições e podem vir a perder outras. O momento agora é mais sensível do que em ocasiões passadas. É importante fazer um esforço grande para ganhar as eleições e para governar bem e é importante tomar decisões acertadas.

Se o Lula concorrer e não ganhar as eleições, se ganhar mas não puder assumir, ou se assumir mas não puder governar bem, será um desastre para a esquerda que sairá disso tudo completamente desmoralizada. Talvez o Lula continuasse na prisão ou voltasse para a prisão para cumprir uma pena de 40 anos (por causa dos pedalinhos). Afinal o Lula não é o maior símbolo da esquerda? O que muita gente vai achar é que se ele falhar a razão só pode ser que o Lula e a esquerda na verdade são um logro – é o que muita gente vai achar. A esquerda sairia de uma derrota dessas sem força, desmoralizada, desmobilizada.

É claro que existe uma chance do Lula ganhar as eleições e de tudo dar certo, mas as chances bem maiores é de ele não ganhar ou de não dar nada certo. Acreditar na inocência ou na culpa do Lula deve refletir bem as preferências partidárias e eleitorais. Ninguém que acha que o Lula deveria estar na prisão vai votar nele. Apostar nas chances eleitorais do Lula é como jogar na loteria com a convicção de que se vai ganhar com toda a certeza. Quase nunca dá certo.

O golpe contra a Dilma Rousseff teve sucesso. A Dilma já não é a presidente do Brasil e nem pensa em voltar a ser presidente. O processo contra o Lula foi um sucesso. Hoje o Lula está na prisão. A campanha contra o PT teve bastante sucesso. Muita gente que poderia apoiar um projeto de esquerda odeia o PT e o Lula. As tentativas de soltar o Lula da prisão deram todas errado. As pessoas do PT não podem continuar batendo com a cabeça na parede para ver se a parede amolece um pouco. Não vai amolecer nada. Os riscos de uma candidatura do Lula são simplesmente muito grandes. Se ela der errado os resultados seriam desastrosos para a esquerda e para o Brasil. E o projeto do Lula nunca foi o Lula, mas sim o Brasil. É hora de refletir sobre a situação cuidadosamente em vez de continuar batendo com a cabeça na parede.

Responder

JC

21 de maio de 2018 às 05h39

A hora de negociar apoio ao Ciro, inclusive pelo peso desses números, é agora. Não precisa desistir da candidatura de Lula. Não precisam, PT e Ciro se esfaquearem agora.

Se a campanha de Ciro tirar votos de Lula sem que se tenham agressões mútuas, é indício de que os números que o Miguel analisou nesse post farão a diferença na hora H.

Ciro, queiram os petistas ou não, é o que mais tem potencial para herdar votos do Lula em caso de impedimento eleitoral. Inclusive pela trajetória mais próxima aos governos Lula e Dilma, dividindo palanque eleitoral nas duas últimas eleições.

Não é questão de fraqueza desistindo da luta para provar a inocência de Lula. Porque não haverá como provar isso. Não nesse sistema judiciário. Eles nem disfarçam mais que tem um lado: o de manter os privilégios de casta, em tempos de crise ou bonança.

O PT tem que chamar Ciro pra conversar, negociar uma trégua e deixar viva a possibilidade de uma aliança futura. Se os petistas consideram que, na ausência de Lula, o voto deve ser anulado, sinto informar: o resultado da eleição não será anulado, os 32% dos votos não se converterão em votos nulos e, mesmo se for pra um segundo turno, o indicado do Lula de dentro do PT (caso o faça de última hora) não tem chances de vitória pela falta de legitimidade e de tempo de exposição.

Responder

    foo

    21 de maio de 2018 às 17h49

    “Não precisa desistir da candidatura de Lula. Não precisam, PT e Ciro se esfaquearem agora.”

    Concordo totalmente.

    Responder

foo

21 de maio de 2018 às 05h20

Cara, você ainda não percebeu?

Não se trata de cálculo eleitoral.

Sua opção de apoiar Ciro é legítima, mas pedir para o PT abandonar Lula parece uma atitude mesquinha e covarde.

Lula representa, nesse momento, a luta contra o golpe.

Podemos até apoiar Ciro num segundo turno.

Mas nesse momento lutamos pelo direito (sim, é um direito) do Lula ser candidatar.

Os golpistas terão que sujar as mãos novamente, e deixar suas impressões digitais imundas, para tirar Lula da disputa.

Será mais uma evidência de que vivemos num estado de exceção no Brasil.

Servirá para a defesa de Lula na ONU.

Servirá para desmascarar o discurso cínico de Sérgio Moro de que “ninguém está acima da lei” – pois mostrará que Lula esteve o tempo todo abaixo da lei.

Servirá até mesmo para aglutinar as forças contra o golpe no segundo turno.

Responder

    Benoit

    21 de maio de 2018 às 12h28

    Me desculpe, mas a ONU está se lixando para o Lula. Nem devem saber quem o Lula é. O Moro já foi desmascarado milhares de vezes e não fez diferença nenhuma. Já tiraram a Dilma da presidência apesar de ela ter tido mais de 50 milhões de votos, já processaram o Lula com fatos e provas inventadas à vontade (talvez o processo tenha sido inventado por um roterista de telenovelas da Globo), já prenderam o Lula mesmo isso sendo completamente contra a constituição ou contra a lei. Vivemos num estado de excessão há muito tempo e uma boa parte das pessoas não notou isso ou não se importa. E voce diz que se deve manter a candidatura do Lula para continuar a luta pelo Lula? O Lula não vai ser candidato e os golpistas vão fazer isso com toda a tranquilidade e depois que ganharem a eleição – caso mais gente continue pensando como voce – vão manter o Lula na prisão por 40 anos por causa dos pedalinhos legitimados pela vitória nas eleições. Enquanto isso voce vai continuar falando na candidatura do Lula para defender o Lula. Eu acho que voce não está vendo bem as coisas, ou então voce é um daqueles que querem sacrificar o Lula para se sentirem melhor.

    Responder

      foo

      21 de maio de 2018 às 12h43

      O seu erro é acreditar que não podemos lutar pela candidatura do Lula agora e (caso ela seja impugnada) por uma candidatura de esquerda depois.

      Nós precisamos continuar denunciando o golpe, e a candidatura de Lula já é um dos motes da campanha de Boulos e Manuela, além do PT.

      O próprio Ciro já deixou claro que Lula foi vítima de uma injustiça.

      Abrir mão da candidatura só facilita a vida dos golpistas.

      Nesse exato momento eles enfrentam a situação incômoda de dizer que a eleição na Venezuela foi um golpe, enquanto que a eleição no Brasil, sem Lula, não é.

      Volto a dizer: não tenho nada contra o Ciro, posso até votar nele num segundo turno. Mas, nesse momento, a luta é por Lula.

      Responder

Álvaro

21 de maio de 2018 às 05h10

Voto no Ciro, mas Lula tem o direito de ser candidato. O TSE que decida se é válido ou não. Acho essa discussão inoportuna e só serve para dividir os progressistas

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com