Bolsonaro e Haddad na Redenews

PSOL oficializa apoio a Haddad

Por Miguel do Rosário

10 de outubro de 2018 : 09h33

No Brasil de Fato

PSOL oficializa apoio a Haddad e Manuela d’Ávila

Em nota divulgada nesta segunda (8), sigla afirma que a prioridade no momento é derrotar Jair Bolsonaro (PSL)
Cristiane Sampaio

Brasil de Fato | Brasília (DF) , 8 de Outubro de 2018 às 20:47

Em nota divulgada no final da tarde desta segunda-feira (8), o Partido Socialismo e Liberdade (Psol) oficializou apoio à chapa presidencial liderada pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), que tem como candidata a vice a deputada Manuela d’Ávila (PCdoB), no segundo turno.

No documento, a sigla afirma que o resultado do primeiro turno mantém o cenário de instabilidade provocado pelo golpe de 2016 e que o segundo representa “a continuidade da luta contra o fascismo e o golpe”.

Nesse sentido, o partido considera que a prioridade no momento é derrotar a candidatura de extrema-direita, representada por Jair Bolsonaro (PSL). A legenda também ressaltou que mantém sua independência e as diferenças programáticas em relação à chapa PT/PCdoB, mas avalia que, diante do cenário, a luta contra o líder do PSL tem maior importância.

O presidente do Psol, Juliano Medeiros, destaca que o contexto atual do país preocupa tanto o partido quanto seus militantes. Ele defende uma aglutinação de diferentes setores democráticos, mesmo aqueles de fora do espectro da esquerda, pela construção de uma frente nacional em defesa da democracia.

“É a democracia no sentido mais amplo, que envolve a defesa dos direitos sociais, do Estado democrático de direito e o respeito às instituições que foram construídas na Constituição Federal de 1988”, pontua.

O Psol considera que o revés de Bolsonaro traria a possibilidade de interrupção da agenda implantada por Michel Temer (MDB), abrindo caminho para a conquista da soberania nacional, entre outras coisas. Juliano Medeiros ressalta que a militância do partido irá atuar fortemente nesse sentido.

“O Psol vai se engajar ativamente na resistência democrática, se somando à campanha do Fernando Haddad pra evitar o retrocesso que está colocado como uma ameaça concreta ao Brasil”, disse ao Brasil de Fato.

Integrante do partido, o estudante universitário Emerson da Rocha Barros, de 20 anos, morador de Brasília, acredita que a militância pode ter um peso fundamental ao longo das próximas semanas. O segundo turno das eleições ocorre no dia 28.

Beneficiário do programa “Minha Casa, Minha Vida” e do Fies, ele lamenta o avanço conservador e destaca a preocupação da juventude com as ideias de Jair Bolsonaro (PSL), que, entre outras coisas, posiciona-se de forma contrária às cotas sociais e raciais.

O estudante defende uma articulação massiva dos militantes do partido junto a outros setores sociais para tentar barrar a candidatura de extrema-direita.

“As nossas massas podem se mobilizar pelo ‘Ele não’. As pessoas mais sofridas, os LGBTs, as pessoas que sofrem diariamente preconceito, discriminação devem se unir contra o Bolsonaro. Nos juntaremos em prol da população”, afirma.

Criado em 2005, o Psol está presente nos 26 estados do país e no Distrito Federal e soma um total de 140 mil filiados.

Edição: Diego Sartorato

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

aaaa

11 de outubro de 2018 às 16h05

a 247 tá reclamando que ninguém quer subir no palanque do PT com camisa e bandeirinha

Responder

Roque

10 de outubro de 2018 às 13h56

Agora o Andrade consegue a virada…

Responder

    Glauber Tocha

    10 de outubro de 2018 às 16h36

    Já começou! kakakakakakakakaka é…………..13 ………. Haddad Lula & Manoela !!!

    Responder

degas

10 de outubro de 2018 às 13h13

Não só isso, o João Goulart Filho também anunciou seu apoio. A Vera Lúcia é que ainda está pensando.

Responder

    CARLOS ROBERTO HONORIO DA SILVA

    10 de outubro de 2018 às 21h38

    Eu quero ver se Bolsonaro Ganhar, daqui a um ano. Tem um evangélico que diz. Agora não vai mais ter sem terra, e nem sem emprego. É o mesmo que diziam do Temer. tirou a Dilma e tudo se iria resolver. Não só não vai resolver, como irá piorar, mas a culpa, essa será sempre do PT, porque é muito fácil fazer merda e colocar a culpa do mau cheiro nos outros.

    Responder

Paulo

10 de outubro de 2018 às 11h19

Agora vai!

Responder

    Carcará

    10 de outubro de 2018 às 16h34

    O jogo já começou a virar! kakakakakaka

    Responder

gN

10 de outubro de 2018 às 11h08

Os gloriosos 0,58%….

Responder

Adam Smith Comuna

10 de outubro de 2018 às 09h55

Isso era óbvio, mas era destas obviedades que tentei manter viva a esperança de não acontecer. Vou retirar minha filiação do PSOL assim que definir para qual partido eu vou.

Responder

    Jandui Tupinambás

    10 de outubro de 2018 às 13h46

    faz assim:

    sai do PSOL vai para PDT, depois migra pra PRTB, PTB, PPS, PSDB e depois volta para o PSOL até você discordar novamente do diretório nacional e recomece toda sua via sacra novamente.

    E um dia, finalmente, funda o PASC – Partido do Adam Smith Comuna. Só assim você sobreviverá à fidelidade partidária.

    Político sem partido é uma piada….

    Responder

      Adam Smith Comuna

      10 de outubro de 2018 às 16h09

      Ainda bem que você não era o Brizola, se fosse teria passado a vida toda comandado pela quadrilha do Roberto Jefferson.

      Parafraseando Chico Alencar, após a saída junto com centenas de militantes depois da eleição interna do PT, comprada, em 2005, não sou eu que estou saindo do PSOL, foi o PSOL que saiu dele mesmo.

      PSOL traiu dois princípios que levaram a sua fundação: a oposição a esquerda ao neoliberalismo petista e o combate ao rentismo financiado pelo esquema da dívida. Foram estes, e outros, fundamentos que me levaram até o PSOL e são eles que me guiarão para fora do partido.

      Responder

Alan Cepile

10 de outubro de 2018 às 09h49

Vai contribuir com 0,58%

Responder

    ari

    10 de outubro de 2018 às 10h39

    Mas vai contribuir.
    Cidadão, talvez vc não tenha notado, mas o momento é gravíssimo para piadas idiotas.

    Responder

      Serg1o Se7e

      10 de outubro de 2018 às 10h58

      A piada foi boa, mas poderia ter sido melhor: VAI CONTRIBUIR COM TRAÇO!

      Se Boulos conseguir todos os votos pro poste laranja, serão 617.122 votos.
      Agora pense no que Daciolo fará com 1.348.323 votos….

      Responder

      Alan Cepile

      10 de outubro de 2018 às 11h41

      Um dia o pedestal vai ruir… E a culpa será do Ciro, da mídia, do golpe, do fascismo, disso e daquilo…. Viva São Lula, mestre da estratégia!

      sqn

      Responder

        Roque

        10 de outubro de 2018 às 14h00

        E teve um monte de petista abobalhado que vibrava com a estratégia do presidiário…

        Responder

        Carcará

        10 de outubro de 2018 às 16h33

        O jogo já começou a mudar enquanto os abutres ainda ficam discutindo quem vai morrer para comer um fígado!

        Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com