Celso Amorim e Jandira ao vivo no Rio

BTG Pactual: Bolsonaro 59% X 41% Haddad, em votos válidos

Por Miguel do Rosário

15 de outubro de 2018 : 09h43

A pesquisa BTG/Pactual (íntegra aqui) mostra avanço de Bolsonaro e declínio de Haddad em relação à última pesquisa sobre o segundo turno, feita há duas semanas.

Trechos de matéria publicada há pouco no Poder 360:

Considerando as intenções de voto totais, o militar recebe 51% contra 35% de Haddad. Os votos em branco e pessoas que não escolhem nenhum candidato somam 11%. Os dados são do levantamento da FSB Pesquisa (íntegra) foi divulgado nesta 2ª feira (15.out.2018).

Segundo a última pesquisa divulgada em 1º de outubro, realizada nos dias 29 e 30 de setembro (íntegra), o militar receberia 43% dos votos enquanto Haddad tinha 42% das intenções. Os votos dos indecisos e daqueles que não escolheriam ninguém somavam 15% do total. Eis o gráfico:

A pesquisa, contratada pelo BTG Pactual, foi realizada nos dias 13 e 14 de outubro. As entrevistas foram realizadas por telefone com 2.000 eleitores nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 p.p. e o intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-07950/2018.

REJEIÇÃO

A pesquisa também buscou apurar o potencial de votos e a rejeição dos candidatos. Quando questionados em quem não votariam de maneira nenhuma, Fernando Haddad é o mais indicado. O petista tem 53% de rejeição, contra 38% do militar.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

vinicius

15 de outubro de 2018 às 15h35

Parabéns cúpula do PT. Parabéns.

Responder

CezarR

15 de outubro de 2018 às 14h02

Você vê como o Ciro fez campanha, se acabando, indo a debate com sonda pendurada, com uma militância pequena, mas valente, com o tesão e esperança que ele demonstrou até o último momento e aí você vê a campanha do Haddad…. que parece estar cumprindo tabela num campeonato decidido…. com militância que só fala para si própria…

Responder

    Lucas

    15 de outubro de 2018 às 18h05

    Lula é Haddad e Haddad é Lula. PT é verde e amarelo, cristão, armamentista e conservador. kkkkkkkkk Nem assim os caras tiram voto do Bolsonaro. Deprimente, sínica e burra essa esquerda

    Responder

Paulo

15 de outubro de 2018 às 12h29

Fumo do grosso!

Responder

Lucas Almeida

15 de outubro de 2018 às 11h35

Se o Ibope hoje não indicar pelo menos 57×43 e o datafolha de quinta 56×44, acabou. Tô com impressão que os votos estão imobilizados. A única forma seria criar o fato novo da renúncia, mas dado o time, essa estratégia agora nem a mim me parece muito plausível, aumentaria as chances de vitória de 2% hoje para 20% com a renúncia.

Responder

devanir marchioli

15 de outubro de 2018 às 10h48

Miguel fica cada vez mais evidente que Haddad nunca teve a força suficiente para derrotar o capitão. Uma estratégia totalmente equivocada e suicida do PT e de Lula que levou a vitória até bolsonaro. O que nos resta agora na minha opinião é aguardar o posicionamento de Ciro após as eleições e começar a construir uma frente democrática para as próximas eleições, mas desta vez sem o PT a frente, pois já ficou provado que eles nunca pensam no país, e sim somente no poder.

Responder

    david marques

    15 de outubro de 2018 às 14h30

    Concordo… essa eleição esta acabada, Haddad só está cumprindo tabela

    Responder

Jose

15 de outubro de 2018 às 10h43

Video assustador e preciso com a realidade que vivemos..

https://www.youtube.com/watch?v=IiQWIgP3-x4

Responder

Chauke Stephan Filho

15 de outubro de 2018 às 10h03

O candidato mais à esquerda tinha de ser Ciro. Este coronel cearense e cabra macho venceria o destemido Capitão. O “Ciro, nem com reza braba!” só poderia ter a consequência que teve. Agora é tarde. Agora, “Haddad, nem com reza braba!” .

Responder

Deixe uma resposta