Audiência de Glenn na Câmara dos Deputados (ao vivo)

Troquem milhões por vidas

Por Tadeu Porto

26 de janeiro de 2019 : 19h57

[Alerta de Ficção]

A Polícia Federal realizou hoje mandados de busca e a apreensão em estabelecimentos ligados à “Máfia do Minério”, incluindo imóveis ligados ao então presidente da Vale, Carlos Drummond de Andrade. Ao todo,  Foram cumpridos um total de 13 mandados de prisão preventiva, 21 de prisão temporária, 34 de condução coercitiva e 89 de busca e apreensão em residências, locais de trabalho dos investigados e em empresas supostamente ligadas ao grupo criminoso.

Essa é a terceira fase da Operação Adeus Vargas uma força tarefa montada entre o Ministério Público e a Polícia Federal para investigar desvios de dinheiro em licitações da Vale. Andrade é acusado de receber 17 milhões em propina para favorecer grandes empreiteiras nas licitações da mineradora.

Leia mais: “jamais entraria para política”, diz juiz badalado da Operação Adeus Vargas

Um dos locais de busca foi a pousada Eça de Queiroz, localizada no distrito de Bento Rodriguez, na cidade de Mariana, Minas Gerais. No local, policiais envolvidos na tarefa encontraram mais 530 mil dólares – aproximadamente, R$ 2 milhões – em espécie em um dos quartos do estabelecimento.

[Fim]

Imaginem que essa história da cidade de Mariana tenha ocorrido com números iguais, mas em outro contexto. Tipo aquele filme lá do tigre Richard Parker.

Façamos melhor: vamos imaginar esse contexto o mais próximo da realidade possível.

Em Mariana, final de 2015, não foram 19 milhões desviados mas sim 19 vidas encerradas.

Greenfield, Zelotes, Satiagraha, Castelo de Areia… Muitos nomes. Mas, curiosamente, não consigo me lembrar o nome da força de tarefa de Estado que investigou a tragédia de Mariana. Acho que não foi muito divulgado.

Ao que parece, a verdadeira corrupção é quando se perde dinheiro. Quando uma empresa  soterra dezenas de empregados, na realpolitk brasileira, não é corrupção e não merece holofote. A vida não Vale tanto.

 

300 milhões de reais. Ou de dólares, não sei. Mas me parece um número expressivo.

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Analista

28 de janeiro de 2019 às 10h59

Com uma tragédia, reincidente, causando prejuízos incalculáveis à vida e ao meio ambiente, setores
da mídia tradicional tentam normalizar a barbárie dizendo que a tragédia causa mais problemas à imagem do pais do que às finanças da empresa.
A privatização da vale foi um crime. O crime originário. O acionista não esta nem um pouco preocupado com a imagem do pais, muito menos com as vidas humanas perdidas e com os crimes ambientais cometidos. O que importa para estas gangs neoliberais é o bolso cheio de grana.

Responder

Ageu

27 de janeiro de 2019 às 16h36

Quem defende privatizações esta com as mãos sujas de sangue e de lama.
O fascismo contamina o pais,

VALE DA IGNORANCIA. #brumadinho

Responder

Justiceiro

27 de janeiro de 2019 às 12h35

Tadeuzinho.

No meio de dezembro do ano passado, no apagar das luzes do governo Pimentel, o governo mineiro rebaixou o grau de risco da barragem de Brumadinho de 6 para 4.

Será que aquilo trocou $$$$ por vidas?

Responder

Era dos Boçais

27 de janeiro de 2019 às 06h34

Vai ser sempre assim. Todo vez que estiveram falando coisas horríveis do governo do filho de deus, haverá uma desgraça para que tenha coisa mais séria para falarem.

Responder

Paulo

26 de janeiro de 2019 às 22h08

Se há algo de bom para se extrair dessa tragédia, é um debate urgente a respeito das privatizações…essas empresas estiveram por dezenas de anos em mãos do Estado e nada aconteceu de mais grave. Estão há uns 20 anos nas mãos de empresários, brasileiros e estrangeiros, e vimos as duas maiores tragédias ambientais e humanas localizadas de nossa história…

Responder

Gilberto

26 de janeiro de 2019 às 21h47

É que o Lula nem o Lulinha sao presidentes da Vale, aí está o X da questão.
Realmente essas empresas nao estao nem ai para a vida dos trabalhadores e, no caso, para os habitantes do local. Nossa vida nao vale nada para esses executivos.
E o pior de tudo tb é que o judiciario perde muito tempo investigando pelo em ovo, tipo o instituto Lula, e nao faz nada com uma empresa dessas qdo comete um crime nessas proporçoes pela segunda vez em pouco tempo. Sabe qual será a multa ? Pífia como sempre. E é bem capaz que nem pague.
Se fosse uma estatal todo mundo estava culpando o PT por nao ter privatizado.

Responder

    cabra retado

    27 de janeiro de 2019 às 09h36

    é so o lulinha vende sua ferrari di ouro q dá pra paga todas as indenizaçaum kkkkkk

    Responder

      Luiz Carlos P. Oliveira

      27 de janeiro de 2019 às 11h20

      Vou levar isso como uma piada. Caso contrário, só pode ser burrice mesmo.

      Responder

    ari

    27 de janeiro de 2019 às 11h06

    Gilberto, neste momento, já deveriam estar presos o Presidente da empresa e o diretor da área como uma primeira medida.

    Responder

Alan Cepile

26 de janeiro de 2019 às 21h06

Tadeu, excelente texto!

Responder

Deixe uma resposta

x
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com