Câmara discute privatização da Eletrobras

Em defesa da Amazonia, Europa joga duro com Bolsonaro

Por Redação

23 de agosto de 2019 : 14h35

No Valor:

Por Amazônia, Finlândia pede que UE considere banir carne do Brasil

O governo da Finlândia, que detém a presidência rotativa da União Europeia, pediu que o bloco considere a possibilidade de banir as importações de carne bovina do Brasil devido à devastação causada pelas queimadas. (…)

***

No El País:

Macron acusa Bolsonaro de ter “mentido” sobre o clima e se opõe ao acordo com o Mercosul

Irlanda também ameaça bloquear o tratado se o Brasil não proteger a Amazônia dos incêndios.

Alemanha, Canadá e Reino Unido reiteram preocupação com queimadas
Uma coluna de fumaça emana de dentro da Amazônia brasileira.

Por Silvia Ayuso e agências

Paris / Dublin 23 AGO 2019 – 14:20 BRT

O embate entre o Brasil e a França sobre os incêndios devastadores na Amazônia endureceu. Horas depois de o presidente francês, Emmanuel Macron, anunciar sua intenção de incluir esta “crise internacional” na cúpula do G7 que ele organiza neste fim de semana em Biarritz, o Governo francês deu um passo além e agora ameaça bloquear o acordo da União Europeia com o Mercosul por causa das “mentiras” do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, em matéria de compromisso com o meio ambiente. O presidente brasileiro, que se reuniu com ministros nesta sexta-feira para tratar sobre como o Governo reagirá às queimadas florestais, disse pela manhã, ao deixar o Palácio da Alvorada, que a “tendência” é enviar militares para ajudar no combate aos incêndios na região da Amazônia.

“Em vista da atitude do Brasil nas últimas semanas, o presidente da República não tem escolha a não ser constatar que o presidente Bolsonaro mentiu para ele durante a cúpula de Osaka” do G20 em junho, comunicou o Palácio do Eliseu. Para o Governo francês, está claro que “o presidente Bolsonaro decidiu não respeitar seus compromissos com a mudança climática nem agir na questão da biodiversidade”. “Nestas condições, a França se opõe ao acordo com o Mercosul”, conclui a breve, mas contundente mensagem francesa sobre o tratado de livre comércio assinado entre a União Europeia e o Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) em junho, depois de duas décadas de negociações.

A decisão da França é uma resposta taxativa a Bolsonaro, que nesta quinta-feira disse que, com a intenção de incluir os incêndios na Amazônia na agenda do G7, Macron quer “instrumentalizar” uma questão interna brasileira para “obter créditos políticos pessoais” e qualificou essa atitude de “colonialista”. Também acusou países que dão dinheiro para a preservação da floresta de “interferir na soberania do Brasil”.

No entanto, nesta questão, Macron não está sozinho. A chanceler (primeira-ministra) alemã, Angela Merkel, está “convencida” de que os incêndios na Amazônia “precisam estar na agenda do G7” porque, como Macron disse nesta quinta-feira ao falar sobre “crise internacional”, a Alemanha considera que a amplitude da catástrofe é “assustadora e ameaçadora não só para o Brasil e os demais países envolvidos, mas o mundo inteiro”, disse o porta-voz da chefe do Governo, Steffen Seibert, em Berlim, nesta sexta-feira. Na quinta-feira, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, também endossou o discurso do colega francês e disse que “não poderia concordar mais” com a preocupação de Macron. Nesta sexta-feira, o premiê britânico, Boris Johnson, também disse estar “profundamente preocupado” com as queimadas na Amazônia e defendeu que o assunto seja debatido no G7.

A Irlanda também está disposta a bloquear o acordo entre a União Europeia com o Mercosul se o Brasil não mudar de atitude, alertou seu primeiro ministro, Leo Varadkar. O chefe do Governo irlandês também criticou o presidente brasileiro por suas acusações na quarta-feira, nas quais afirmou que as ONGs que lutam pela proteção do meio ambiente são as responsáveis pelos incêndios. Varadkar considerou estas acusações orwellianas, segundo o jornal The Irish Independent. O Executivo irlandês está passando por um momento de grande pressão dos produtores de carne bovina, que temem que o acordo com o Mercosul –associação que agrupa Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai– os prejudique por causa da chegada ao país de produtos sul-americanos mais baratos.

Até agora, o Governo irlandês vinha mantendo a intenção de revisar o acordo ponto por ponto antes de decidir ratificá-lo ou não. Mas desde que os dados do aumento notável de incêndios na floresta amazônica foram revelados – de 83% a mais até agora este ano, em comparação com o mesmo período de 2018– e as acusações de Bolsonaro às ONGs, Varadkar afirmou que “não há como a Irlanda apoiar um tratado de livre comércio se o Brasil não cumprir suas obrigações com o meio ambiente”. Anteriormente, a França também ameaçara vetar o pacto comercial se o Brasil decidisse abandonar o acordo de Paris de combate às mudanças climáticas. A França nomeou uma comissão de especialistas independentes que deve apresentar um relatório ao Governo sobre várias questões do pacto, incluindo seus efeitos sobre os gases do efeito estufa, desmatamento e biodiversidade, conforme anunciou no mês passado.

O Comissariado de Comércio da UE calcula que o tratado não entrará em vigor antes de dois anos, durante os quais o Executivo irlandês pretende monitorar as ações ambientais do Brasil. O primeiro-ministro argumentou que os agricultores europeus não podem ser obrigados a seguir uma série de normas rígidas, como a redução de pesticidas e fertilizantes, “se não chegarmos a um firme acordo com medidas aceitáveis em termos de trabalho, meio ambiente e qualidade do produto”. O acordo “faz isso”, mas precisa ser monitorado de perto, acrescentou Vadkar.

A Comissão Europeia informou nesta sexta-feira que está preparada para prestar assistência às autoridades brasileiras e bolivianas na luta contra os incêndios florestais que afetam múltiplas áreas da Amazônia, com os quais se declarou “profundamente preocupada”. “Estamos em contato com as autoridades brasileiras e bolivianas e estamos prontos para ajudar de qualquer maneira que pudermos, seja enviando assistência ou ativando o sistema de satélites Copernicus”, disse a porta-voz da comunidade, Mina Andreeva, na coletiva de imprensa diária da instituição.

A verdade é que os incêndios no Brasil não são os únicos que estão devastando o subcontinente americano. Bolívia e Paraguai concordaram nesta quinta-feira em unir esforços para combater o gigantesco incêndio florestal que se alastra por ambos os territórios e está devastando a flora e a fauna. A superfície afetada no departamento boliviano de Santa Cruz (leste do país) já chega a 654 mil hectares, enquanto no Paraguai os focos ígneos, na fronteira com a Bolívia, ainda não foram quantificados.

Países vizinhos oferecem ajuda ao Brasil

Os Governos do Chile, Venezuela e Argentina ofereceram ajuda ao Brasil para mitigar os incêndios que afetam a Amazônia e devastaram milhares de hectares. O ministro da Agricultura chileno, Antonio Walker, informou que entrou em contato com a titular do mesmo cargo no Brasil, Tereza Cristina Dias, para oferecer “toda a nossa ajuda para enfrentar o grave incêndio na Amazônia”.

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, também anunciou que pôs à disposição do Brasil e Bolívia o sistema de emergências de seu país. “Entrei em contato com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, para acompanhar de perto a gestão da emergência. Estamos comprometidos a ajudar nossos vizinhos a combater os incêndios florestais”, disse em sua conta na rede social Twitter.

O Governo venezuelano expressou preocupação com os incêndios no “pulmão vegetal da Terra”, fez um chamado à “consciência” e ofereceu “ajuda imediata para mitigar esta dolorosa tragédia”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alan C

25 de agosto de 2019 às 08h00

pqp de 30 comentários tem um pobre de direita que fez metade!!

Ainda vou receber um salário desse kkkkkkk

Responder

    carlos

    25 de agosto de 2019 às 12h31

    Bolsonaro faz piada de mal gosto, com Mácron, ao comparar a esposa dele com a de Mácron, disse que a dele é nova e bonita, a outra é velha e feia, o que tem a ver com a amazônia? Esqueceu de dizer que a sua dama é evangélica e aliada de Malafaia, e a do outro é professora e defende a amazônia.

    Responder

    Justiceiro

    25 de agosto de 2019 às 15h22

    Alanzinho…vai acabar apanhando umas palmadinhas da vovó por se meter em conversa de gente grande.

    O trololó já acabou, Micron arregou.

    Responder

      Marcio

      25 de agosto de 2019 às 16h57

      Um sujeito que namora a vó não pode ser levado a sério.

      Ninguém suporta esse imbecil na Europa (principalmente os italianos), tem o vício de colocar o bico nos assuntos dos outros, típicos dos patrocínhos radical chic.

      Responder

Thiago

25 de agosto de 2019 às 07h21

Bolsonaro, o vira-lata, disse que a Amazônia não é mais nossa.

https://youtu.be/zLIHAfMdT2Q

Se não é mais nossa, porque esse cagão quer atear fogo numa floresta que não é mais nossa?

Responder

cruz

24 de agosto de 2019 às 20h59

Antes de fechar as cortinas diante desse espetáculo pirotécnico que o nosso psicopata piromaníaco criou (ele nunca cria nada, só destrói), o bozo deveria posar com uma coroa de louro, tocando uma lira qual um Nero redivivo.

Responder

Francesco Villa

24 de agosto de 2019 às 12h36

Incendios que a esquerdalha podre adora: https://odiario.net/editorias/geral/mst-queima-pneus-e-bloqueia-rodovia/

Responder

    Marcio

    24 de agosto de 2019 às 13h24

    Boa. Kkkkkk

    Responder

    Odilon

    25 de agosto de 2019 às 01h55

    Ola Marcio, tudo bem? Espero que sim. Quando não conhecemos a verdade, somos taxados de ignorantes. Mas quando conhecemos a verdade, e a ignoramos somos taxados de bandidos. Espero que independente de esquerda ou direita a verdade prevalece, e voce conhecendo a verdade possa fazer o seu julgamento. Isso é tudo que lhe desejo, conheça a verdade.
    Abraços e seja Feliz.

    Responder

      Marcio

      25 de agosto de 2019 às 08h22

      Obrigado, para você também.

      Responder

Alan C

24 de agosto de 2019 às 11h19

Em pouco tempo o brazilzinho vai levar mais sanções econômicas que Cuba e Venezuela juntos, não vai ter um único país sério do planeta que irá comprar uma asa de frango daqui.

VAI BOZO!!!!!

Responder

Odilon

24 de agosto de 2019 às 11h13

Sabe como são feitas estas queimadas na região Norte, região Amazônica? Vamos ao assunto:
1º – Utiliza-se um avião de pulverização agrícola para pulverizar dessecante sobre a floresta, tipo os que foram utilizados no Vietnã (efeito Laranja).
2º – A Floresta, vegetação (área pulverizadas), estará totalmente seca em mais ou menos 20 dias.
3º – O grileiro, ruralista ou quem sabe o Demônio, vem e coloca fogo naquela área seca.
4º – O fogo faz uma grande devassa na área seca e continua a queimar boa parte da floresta verde.
5º – Quando o fogo acaba na área Pulverizada / Queimada, o grileiro vem, também com avião agrícola e joga sementes de pastagem naquela área.
6º – Como a região é muito úmida, chove bem, a pastagem forma rápido.
7º – O gado é solto na pastagem formada no meio dos destroços da floresta (tocos e troncos mortos, que com o tempo são retirados ou apodrecidos)

Responder

    Marcio

    24 de agosto de 2019 às 11h46

    Sào feitas com sua rosca, è sò voce sentar no mato.

    Responder

cruz

24 de agosto de 2019 às 10h30

Interessante, mais uma vez o velho ditado se confirma, desculpem o lugar-comum: “quem com ferro, fere, com ferro será ferido”. O bozo se arrogou como dono do Mercosul depois de repudiá-lo, fez campanha sórdida para expulsar a Venezuela, bateu pezinho, etc., quando a UE aceitou o Mercosul, ele posou como dono e senhor dessa vitória, esquecendo-se que há anos grandes líderes lutaram para sua aceitação, inclusive Lula, quer dizer, caiu de mão beijada no colo do bozo uma vitória que não era sua e ele sem nenhuma referência a tais líderes posou como único herói, agora é ele considerado o único culpado, e como tal está sendo repudiado, pelo possível fracasso do acordo.

Responder

Marcio

24 de agosto de 2019 às 08h58

Voces franceses inventarm o bidè e nunca o usaram…acredita ?

Responder

    marcos

    24 de agosto de 2019 às 10h28

    vs ta sempre aqui vomitando mentiras (nazistas), nao trabalha, seu parasita?
    no pará, acre e rondonia neste inverno ta chovendo o DOBRO da media historica, seu ignorante doente de ideologia (nazista)!
    vc nem morto enxerga a realidade… vai no ospicio, tome remedio contra esquizofrenia!

    Responder

      Marcio

      24 de agosto de 2019 às 11h52

      Se tà chovendo porque os fogos nào apagam…?? Voce tà jogando gasolina no mato nè retardado…!!

      E’ um mais mongoloide que o outro nesse lugar.

      Responder

cruz

24 de agosto de 2019 às 08h55

O caso do laranjal/bananão é de psiquiatria: somos governados por um psicopata piromaníaco.

Responder

LUPE

23 de agosto de 2019 às 23h06

Caros leitores

Para defender o entreguista
sentador na cadeira da presidência,
agente dos nossos inimigos,
a Grande Mídia está blindando este criminoso,
reconhecido agora internacionalmente.

Para defender as entregas dele, a preço de lesa pátria
(Embraer, BR Distribuidora, etc. e muitas outras que estão por vir,
para nossos inimigos ,
para os quais a Grande Mídia trabalha,

o Jornal Nacional está sublinarmente botando a culpa no PT.

E, claro. os bossalmíneos acreditam
e blindam o inimigo sentador na presidência.

E os “comentaristas” habituais,
pagos em dólares ,
tão aí firme e forte:

Até agora só o Márcio.
O outro pseudônimo dele,
o Paulo,
não compareceu (até agora).

êta bandidagem………………

Direita é isso aí…………………..

Responder

    LUPE

    23 de agosto de 2019 às 23h10

    ( o Jornal Nacional, criminosamente mentindo com dados falsos ,
    a cada dia / noite
    está insinuando que a destruição da Amazônia
    começou com o PT….)

    Bandidagem é isso aí…….

    Responder

    Paulo

    24 de agosto de 2019 às 21h49

    Bem vindo, Lúmpen! Entrei de manhã mas ainda não havia me manifestado neste post…como você pode confundir tanto os comentaristas, por obséquio?

    Responder

cruz

23 de agosto de 2019 às 19h08

Será que ninguém tem coragem de fechar a boca desse cara? Ele escudado por ser presidente fala as maiores sandices sem provas, e todos ficam calados, esse silêncio é que assusta, algo de podre está acontecendo no reino da Dinamarca ( Hamlet, poderia mudar para Noruega), todos caladinhos, os tribunais mediadores ( corregedorias, lá o que sejam) STF, e outras entidades deixam o psicopata fazer do bananal/laranjão o quintal de sua casa. O bozo com seu discurso de culpar as ONGs das queimadas, para gáudio de madeireiros de agropecuaristas sem escrúpulos abriu as portas para essa atual catástrofe, não há outro culpado e o mundo sabe disso. O bozo inflamou a amazônia e agora com a porta arrombada quer a solução com o método que ele mais gosta, pedir auxílio ás forças armadas. Entramos definitivamente num período dos mais sombrios de nossa história e como ele foi eleito “democraticamente” vai ser muito difícil mudar esse cenário.

Responder

Marcio

23 de agosto de 2019 às 17h47

Cadê os bundões cagados da esquerdalha podre defendendo o País da intromissão francesa (colonialista desde sempre)…?

Cadê os revolucionários da tanga frouxa…?

São uns bostas recheadas, nada mais.

Responder

    Era dos Boçais

    24 de agosto de 2019 às 00h20

    isso foi o mesmo que perguntaram aos judeus alemães quando ingleses e americanos resolveram atacar Hitler .

    Responder

    Benoit

    24 de agosto de 2019 às 08h34

    Que intromissão francesa?

    Responder

Marcio

23 de agosto de 2019 às 15h02

A França nunca gostou do acordo com o Mercosul, não é segredo e muito menos novidade.

Os interesses econômicos irão prevalecer no final da história, com algumas boas palavras (mentiras) como foi feito até ontem sobre o Amazonas.

Agradeçam o ex diretor do INPE, a esquerdalha nojenta de podre brasileira, a Globo e a Folha que jogaram literalmente gasolina no fogo.

A estupidez sem limites do Brasileiro conseguiu tornar um fenómeno natural uma palhaçada de nível mundial.

Deus tenha piedade de vocês, caso exista.

Responder

    Alexandre Neres

    23 de agosto de 2019 às 16h10

    Quaquaraquaquá. Deve ser culpa das ONGs, da França, da Inglaterra, da Alemanha, da Globo, da Folha. Todos comunistas, ora bolas. Se depender desses rematados imbecis, até o Blairo Maggi e a Kátia Abreu são vermelhos.

    Responder

    cruz

    23 de agosto de 2019 às 16h25

    Nem para defender seu ídolo você serve, se o próprio bozo diz que as queimadas são provocadas por ONGs, como você acha que é trabalho da natureza?É melhor ficar caladinho e continuar no seu papel de gato, esconder,etc.

    Responder

      Marcio

      23 de agosto de 2019 às 17h34

      Ídolo da sua mãe.

      Responder

      J Fernando

      23 de agosto de 2019 às 17h47

      Bem lembrado, Cruz. O defensor-mor do Bolso neste site já nem sabe mais como defender o “mi(N)to”
      O próprio Bozo disse que eram Ong’s ateando fogo.
      Ontem (ou hoje, sei lá) disse que são motoqueiros/ciclistas, com uma vara em chamas, colocando fogo na beira das estradas.
      Teve um colega dizendo que estou torcendo contra o Bozo, portanto, apoio a queima da Amazônia. Eu respondi claramente: se o Bozo tivesse tomado decisões contra as queimadas desde o primeiro momento, ninguém poderia criticá-lo. Mas, ele quis dar uma de valentão…

      Responder

        Marcio

        23 de agosto de 2019 às 18h01

        Mandar chover onde não chove a 4 meses por exemplo…?

        Temos certeza que os brasileiros são gente normal ?

        Eu não tenho mais palavras.

        Responder

        Marcio

        24 de agosto de 2019 às 09h26

        O que interessa è o Brasil, nào Bolsonaro oh raça de imbecil.

        O cretino graduado do INPE doido para soltar a lingua feito um moleque de 12 anos, saiu na calçada fazendo barraco feito um idiota de novelas brasileiras (nào è de duvidar que ele fez de proposito, cretinos è o que nào falta no Brasil).

        Estamos em 2019 e a roupa suja continua se lavando em casa primeiramente e sò depois se sai na calçada anunciando os dados e as devidas medidas.

        Informar seus superiores do que aconteçe è o basico do basico antes de divulgar qualquer coisa, ainda mais um assunto de interesse mundial como esse, para que ninguem seja pego de surpresa.

        Sào uns idiotas, uns depensantes sem futuro algum…alguem tenha misericordia de voces.

        Responder

      Marcio

      23 de agosto de 2019 às 18h03

      Ídolo da sua mãe e tô com suspeita que seja do seu pai também.

      Continue no seu papel, o higiênico.

      Responder

      Marcio

      24 de agosto de 2019 às 09h01

      Bolsonaro è idolo da sua màe e pelo que consta do seu pai tambem.

      Voltar no seu papel, o higienico.

      Responder

    Benoit

    24 de agosto de 2019 às 08h43

    Se é um fenômeno natural, por que o mundo todo pensa que a política do Bolsonaro encorajou os incêndios? Por que o mundo vai acreditar na esquerda, a Globo, a Folha e outros em vez de acreditar no Bolsonaro?

    Responder

      Marcio

      24 de agosto de 2019 às 08h58

      Voces franceses inventarm o usaram…acredita ?

      Responder

      BolsonaDeus

      25 de agosto de 2019 às 20h42

      A característica de todo envidado de deus é ser desacreditado por fazer o certo por linhas tortas. Todo mundo sempre falou em não queimar e nada resolveu. Como só se saberá que não queimar é a solução depois que tiver queimado mais de 99% de toda floresta, que se queime agora para que se veja a solução

      Responder

Deixe uma resposta