STF discute prisão em 2ª instância

(Eduardo Bolsonaro/Instagram)

Erros de Bolsonaro atingem sua base eleitoral

Por Redação

09 de setembro de 2019 : 13h49

A pesquisa Datafolha não deixa dúvidas de que algumas decisões de Jair Bolsonaro vem atingindo em cheio o núcleo de seu eleitorado.

Entre essas decisões, a que está repercutindo pior é a indicação de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, à embaixada do Brasil nos Estados Unidos, que é o posto diplomático mais importante do país, em função da importância política e econômica dos EUA.

Entre eleitores com voto declarado em Jair Bolsonaro, 53% declarou que o presidente está “agindo mal” ao indicar o filho para a embaixada nos EUA.

Entre moradores do Sudeste, 71% dizem que Bolsonaro são contra a indicação; no Sul, outra região que votou massivamente em Bolsonaro, 65% são contra Eduardo embaixador.

Empresários, classe média alta, eleitores com nível médio e superior, a rejeição a indicação de Eduardo é rejeitada pelos segmentos que mais se destacaram pelo voto em Bolsonaro.

No Datafolha

70% se opõem a Bolsonaro indicar filho para embaixada nos EUA
OPINIÃO PÚBLICA – 04/09/201916H42

Baixa a pesquisa completa
DE SÃO PAULO

A indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL) para embaixador do Brasil nos EUA por Jair Bolsonaro é avaliada negativamente pela a maioria da população. Sete em cada dez brasileiros adultos (70%) declararam que o presidente está agindo mal ao indicar seu filho para o cargo, para 23%, o presidente está agindo bem, para 1%, não está agindo bem nem mal e 5% não opinaram.

A insatisfação com a indicação de Eduardo Bolsonaro é majoritária em todos os segmentos, com exceção dos simpatizantes do PSL (64%) e entre os que aprovam o Governo Federal (54%). A taxa de insatisfação é mais alta entre os que reprovam o Governo Federal (92%) e entre os simpatizantes do PT (89%).

Nesse levantamento, entre os dias 29 e 30 de agosto de 2019, foram realizadas 2.878 entrevistas presenciais em 175 municípios de todas as regiões do país. A margem de erro máxima no total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A maioria avalia de forma negativa as ações dos filhos de Bolsonaro para o governo, para 70%, os filhos do presidente mais atrapalham do que ajudam o governo de Jair Bolsonaro. Para 18%, os filhos ajudam mais do que atrapalham, para 3% não os filhos não ajudam e nem atrapalham e 9% não opinaram.

A avaliação que os filhos do presidente mais atrapalham do que ajudam o governo alcança índices mais altos entre os mais ricos (80%), entre os simpatizantes do PT (84%) e entre os que reprovam a administração Bolsonaro (87%). Entre os que aprovam o governo Bolsonaro, as opiniões ficaram divididas: 44% avaliaram que os filhos mais atrapalham do que ajudam, 41% que os filhos mais ajudam do que atrapalham, para 3%, não ajudam e nem atrapalham e 9% não opinaram. Por outro lado, a avaliação que os filhos do presidente mais ajudam do que atrapalham o governo alcança índices mais altos entre os evangélicos (24%) e entre os simpatizantes do PSL (65%).

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

LUPE

09 de setembro de 2019 às 22h12

Caros leitores

Já imaginaram se um presidente do PT
indicasse um filho
para ser embaixador na Matriz?

Mesmo que esse filho
fosse altíssimamente capaz para a função?

Responder

Paulo

09 de setembro de 2019 às 15h09

Certo que designar um beócio como Eduardo para nossa embaixada mais importante é lamentável. Mas, pra mim, blindar o Flavinho é até pior, pois se está fazendo à custa de investigações importantes contra a corrupção e lavagem de dinheiro. Governo patrimonialista!

Responder

    Wellington

    10 de setembro de 2019 às 12h18

    A embaixada mais importante para o Brasil è a da China.

    Responder

Deixe uma resposta