Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Secom / prefeitura Salvador

As conversas entre PDT e DEM

Por Redação

31 de outubro de 2019 : 15h07

Reproduzimos abaixo duas notas publicadas na imprensa baiana, uma da terça 29, outra de hoje, sobre movimentações políticas entre lideranças do PDT e DEM, principalmente na Bahia, com possíveis reflexos nacionais.

***

No Bahia Notícias

Terça, 29 de Outubro de 2019 – 00:00
Reunião entre Neto e Lupi avalia alianças entre DEM e PDT de olho nas capitais e em 2022

por Matheus Caldas

Presidente nacional do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto, terá uma reunião com o chefe do PDT, Carlos Lupi, nesta semana, em Brasília. Ambos discutirão possíveis alianças em outros estados do Brasil. No entanto, de acordo com o gestor soteropolitano, isto não deve acontecer no primeiro momento, embora ele não descarte a possibilidade.

“Não significa dizer que haverá aliança na Bahia ou em Salvador. Nós estamos com uma conversa nacional, que, eventualmente, poderia até, em algum momento, se estender para o plano local. Mas, por enquanto, faremos uma conversa mais ampla em aspecto nacional”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Neto afirma “não ter nenhuma restrição ao PDT”. “Muito pelo contrário. Acho que o partido tem bons quadros e, de fato, esse diálogo vai acontecer”, pontuou.

Lupi comunga com o discurso de Neto. O presidente nacional pedetista diz “não ter preconceito com nenhum partido”. “Nós não estamos fechados a diálogo com ninguém. Por exemplo: fui ao Mato Grosso. Lá, o governador é do DEM, o vice é do PDT. Lá tenho uma aliança configurada. Vai depender muito da circunstância, da realidade local, desse quadro que a gente está avaliando”, indicou.

Não é o primeiro encontro entre Lupi e Neto em outubro. Os dirigentes tiveram uma conversa informal durante o encontro nacional de presidentes e líderes de partido, em Brasília, na última semana. Em Salvador, o pedetista também teve um encontro com o governador Rui Costa (PT). “Somos aliados. Ele sempre tratou a gente com muito respeito, muito carinho. Nós fomos conversar um pouco com ele sobre o quadro estadual e nacional”, disse Lupi.

Conforme apurado pelo BN, esta aliança deve permanecer, inclusive com anuência de Neto. Segundo os correligionários do prefeito, com a filiação do secretário Leo Prates (Saúde) ao PDT, a intenção é ter a sigla de Lupi como “aliada formal” mesmo que a legenda não rompa com a base petista. Na capital baiana, o vereador Odiosvaldo Vigas (PDT) já integra a base do prefeito.

VISITA A SALVADOR

A conversa de Lupi com o Bahia Notícias não se resumiu ao encontro com o prefeito soteropolitano. Ele revelou uma conversa inicial com o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani. A pauta: prefeitura de Salvador.

O dirigente pedetista também comentou sobre a suspensão dos deputados que votaram a favor da reforma da Previdência (leia mais aqui) e falou sobre o voto da senadora Kátia Abreu, que votou pela aprovação do texto.

***
No News BA

União DEM-PDT em Salvador deve ser sacramentada em novembro

out 31, 20190
Da Redação (redacao@newsba.com.br)

Pelo menos duas publicações da imprensa baiana indicam nesta quinta-feira (31) que estão bem encaminhadas as articulações entre o Democratas (DEM) do prefeito ACM Neto e o PDT do ex-ministro Carlos Lupi e do deputado federal Félix Jr. tendo em vista a eleição municipal de 2020 em Salvador.

O site Informe Baiano afirma que o ex-candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, virá a Salvador no mês de novembro para a cerimônia de filiação do atual secretário da Saúde de Salvador, Leo Prates, ao seu partido. Nessa ocasião, será fechada a aliança com o DEM de ACM Neto, restando aos caciques apenas definir com base em pesquisa de opinião se a chapa será encabeçada pelo novo pedetista Leo Prates para prefeito e Bruno Reis (DEM) novamente para vice ou o contrário: Bruno Reis para prefeito e Leo Prates para vice.

De acordo com o jornalista Jairo Costa Júnior do Correio, o fechamento da aliança DEM-PDT, entretanto, depende ainda de conversas sobre a sucessão presidencial de 2022, o que arrastará a decisão para o ano que vem.

Em todo caso, o que se vislumbra com a praticamente certa união DEM-PDT é um movimento na direção do centro de ambas as legendas, com o DEM se afastando da direita bolsonarista e o PDT, por sua vez, se afastando da esquerda e, principalmente, do PT, partido de quem é aliado na esfera estadual na Bahia.

Além disso, a possibilidade do candidato do PDT vir a encabeçar a chapa com o DEM seria um sinal de que o partido de ACM Neto não busca a hegemonia política na Bahia, sabendo repartir os espaços de poder com aliados.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

01 de novembro de 2019 às 00h02

Não precisa ser nenhum taumaturgo para vislumbrar em que direção caminha a terceira via. Depois de o DEM fingir namoro com Ciro Gomes em 2018, tratando-se deste cabra macho metido a valentão deve ficar bem claro que é um namoro hétero, e na hora agá dar um tremendo balão, reatando a ligação duradoura com os tucanos, novamente são feitas juras de amor. Desta feita, envolvendo o neotrabalhismo e ACMzinho. Que país de merda!

Responder

Deixe um comentário