Live do Cafezinho: como trazer a classe média de volta para campo progressista?

Aroeira

Indagações

Por Pedro Breier

28 de agosto de 2020 : 14h46

A notícia de que Jair Bolsonaro riscou do roteiro da sua última live o item “Botar um ponto final na questão envolvendo Queiroz e Primeira Dama” permite uma constatação e algumas indagações.

O roteiro: nada de ponto final nessa cuestão aí.

A constatação é que Bolsonaro é mesmo um irremediável autoritário. Não é que o presidente iria dar a sua versão, apresentar seus argumentos, ou mesmo inventar alguma explicação. O plano era mesmo botar um ponto final na questão.

Com sua pequena cachola totalitária, Bolsonaro pensa que todo o mundo, inclusive os fatos, devem dobrar-se diante de sua vontade, que os brasileiros devemos balançar nossas cabeças afirmativa e bovinamente caso ele decida, do alto de sua super poderosa caneta Bic, colocar ponto final em alguma questão que por ventura o embarace.

Entretanto, as coisas não são bem assim. Temos o direito de continuar indagando. Por exemplo, por que Bolsonaro excluiu o item da pauta?

Foi por ter percebido que qualquer explicação que desse não colocaria ponto final em coisa nenhuma?

Ou por achar desnecessário comentar sobre o assunto, já que o presidente não vê nada de mais no fato da primeira dama receber altas quantias de dinheiro de um ex-funcionário seu enroladíssimo?

Quem sabe Bolsonaro temeu perder novamente as estribeiras e ameaçar, ao vivo, dar porrada em qualquer um que ousar mencionar o assunto novamente?

Ou ainda, o presidente teve uma epifania e percebeu que é realmente um absurdo isso tudo, que ele jamais deveria ter armado, junto com seus filhos, os esquemas de rachadinha, que ele ganhava muito bem como parlamentar, assim como seus filhos, e que não precisava daquilo, “vou riscar esse item da pauta porque realmente merecemos ser investigados e punidos, tallkey”? (Esta hipótese não é lá muito provável, eu sei.)

O fato é que, de todas as indagações possíveis, tem uma que permanece no ar, intrigando os brasileiros, irritando o presidente da República, levando ao desespero o responsável por organizar a pauta da live presidencial.

Por que, afinal, a primeira-dama, Michelle, recebeu em sua conta R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?

Pedro Breier

Pedro Breier é graduado em direito pela UFRGS e colunista do blog O Cafezinho.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

enriquelson

28 de agosto de 2020 às 18h15

Ainda estamos aguardando os textoes do Cafezinho a respeito dos arroubos autoritários do STF que investiga, censura, abre inquéritos e não os fornece aos investigados, intimida e manda a polícia invadir a casa dos outros e por ai vai….

Nossos democratas, defensores do justo processo legal, da liberdade de expressão e auto proclamados humanistas de ocasião de repente de calaram, pararam de filosofar…

Não enganam mais ninguém seus comunistoides falidos.

Responder

Paulo

28 de agosto de 2020 às 17h36

Eu acho que o fato da Michele ter embolsado a bufunfa via Queiroz nem é o pior. O pior, obviamente, é a origem do dinheiro. Assim como tudo, em se tratando dessa família. Nada para de pé…O mais grave desse desgoverno já nem é o desgoverno em si (que de tão aberrante já não provoca reação no cidadão comum), mas o fato de que, depois de tanta quebra de decoro e crimes, sem castigo, os precedentes criados para os que virão constituir-se-ão em um passaporte permanente para o descaminho e a sedição…

Responder

Gilmar Tranquilão

28 de agosto de 2020 às 16h18

só milicianóide kkkk

Responder

Serginho

28 de agosto de 2020 às 15h27

Hain gente Bolsonaro escreveu no papel: botar um ponto final na questão…

É muito fascista, autoritário, genocida, nazista, misógino, LGBTBHUIHNfóbico…kkkkkkkkkkk

“Altas quantias de dinheiro” 89.000 R$ em 5 anos….kkkkkkkkkkkkkk

Responder

Salomão

28 de agosto de 2020 às 15h20

Desde quando se recebe dinheiro ilícito com cheques…?
E por cima entre o suposto meliante sem intermediários e para conta da própria esposa…

O triplex e o sítio de Lula estavam registrados em cartório no nome dele por acaso…? Kkkkkkkk

Que dia pretendem começar a fazer oposição seus tontoloes…?

Responder

    Gilmar Tranquilão

    28 de agosto de 2020 às 16h19

    Desde quando quem faz isso é BURRO!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

Salomão

28 de agosto de 2020 às 15h11

“Ou ainda, o presidente teve uma epifania e percebeu que é realmente um absurdo isso tudo, que ele jamais deveria ter armado, junto com seus filhos, os esquemas de rachadinha…”

Mas como assim, o sujeito que escreveu isso já sabe de tudo e já deu a sentencia…?

Será que ele fez denuncia a respeito do que ele aparenta saber ou tá só papagaiando…?

É o mesmo sujeito que não reconhece as condenações de Lula em vários graus de juízo mas já deu a sentecia sobre um caso que nem caso é ainda ou quem sabe nunca será…? Bem estranho esse duplo padrão…

Isso é uma coisa seria para quem estuda direito…? Será que esse sujeito não é garantista…? Ou é só de ocasião, só quando convém…? Que coisa estranha essa…

Será que estamos diante de um claro caso de esquerdofremia emmoroidica aguda…? Muito estranho…

Responder

Jerson7

28 de agosto de 2020 às 15h03

Ver as esquerdetes sem rumo, completamente perdidas, precisando se agarrar a essas palhaçadas para se sentir vivas, espernear e dar birra até chorar não tem preço ….kkkkkkkkkk

Responder

Deixe uma resposta