Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Itamar Crispim/Fiocruz

Covid-19: Brasil tem 130 mil óbitos e 4,28 milhões de casos acumulados

Por Redação

11 de setembro de 2020 : 23h39

O número de recuperados passa de 3,53 milhões pacientes

Publicado em 11/09/2020 – 19:39

Por Jonas Valente – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Agência Brasil — O balanço diário do Ministério da Saúde trouxe, nesta sexta-feira (11), um total de 130.396 óbitos por covid-19 desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram 874 novos registros de óbitos em função da doença. Ontem o sistema contabilizava 129.522 falecimentos. Ainda há 2.467 mortes em investigação.

O número de pessoas infectadas desde o início da pandemia atingiu 4.282.164. Entre ontem e hoje, as secretarias de saúde de estados notificaram 43.718 novos diagnósticos positivos de infecção pelo novo coronavírus. Ontem o painel do Ministério da Saúde trazia 4.238.446 casos acumulados.

Ainda de acordo com a atualização, 621.113 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.530.655 já se recuperaram.

Covid-19 nos Estados

São Paulo é o estado brasileiro com o maior número de mortes (32.338), seguido por Rio de Janeiro (16.883), Ceará (8.666), Pernambuco (7.817) e Pará (6.299). Já Roraima é tem o menor número de óbitos em decorrência do novo coronavírus (609). Em seguida estão Acre (636), Amapá (677), Tocantins (784) e Mato Grosso do Sul (1.035).


Boletim epidemiológico covid-19

Edição: Liliane Farias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Hilux12

12 de setembro de 2020 às 10h34

Entrevista muito interessante para os babacoes trogloditas tupiniquim, para os pseudo defensores da classe trabalhadora….uma liçao de sabdoria, de inteligencia e civildade:

DESTAQUES:
– La pandemia de COVID-19 y el confinamiento es el mayor asalto sobre la clase trabajadora en muchas décadas

– Pienso que en diez años, cuando miremos para atrás, pensaremos más en los efectos perjudiciales del confinamiento

-No estoy muy familiarizado con la situación de Brasil, pero mi impresión es que el gobierno federal allí se lavó las manos, dejó que las cosas sucedan y no hizo nada. Y yo creo que ese es un enfoque equivocado. Creo que tanto no hacer nada como impulsar confinamientos generalizados está mal. Porque en ambos escenarios tendrás la misma tasa de contagio en distintos grupos etarios. Así que incluso aunque se presentan como los dos extremos opuestos de la cuestión, creo que ambos están errados. Yo defiendo el enfoque por edad…EXATAENTE O QUE O GOVERNO PRETENDIA FAZER !!!!

ENTREVISTA:
https://www.infobae.com/america/ciencia-america/2020/09/12/martin-kulldorff-epidemiologo-de-harvard-no-hay-razones-cientificas-ni-de-salud-publica-para-mantener-las-escuelas-cerradas/

OS PSEUDO-DEFENSORES DA CLASSE TRABALHADORA CRIARAM UMA CRISE ECONOMICA SEM ANTECEDENTES E DESTRUIRAM MILHOES DE EMPREGOS INUTILMENTE…IDIOTAS, IMBECIS TODA A VIDA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Deixe uma resposta