Live do Cafezinho: o caso Samuel Borelli, quando a esquerda produz fake news

Eleição em João Pessoa gera atritos entre PT e PSB

Por Redação

18 de setembro de 2020 : 17h01

O presidente Nacional do PSB, Carlos Siqueira, pediu para que a presidente Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, retirasse o apoio a candidatura do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), a Prefeitura de João Pessoa. 

A decisão dos petistas de apoiar o socialista foi feita após uma intervenção da própria executiva Nacional do PT de retirar a candidatura de Anísio Maia para apoiar Coutinho. O movimento brusco causou atrito entre os dois partidos.

Em entrevista ao Valor, Siqueira afirma que não solicitou o apoio dos petistas na capital paraibana.

“Não pedimos o apoio do PT. Se o PT deu com a intenção de uma aliança em 2022, que retire esse apoio e respeite a decisão do diretório municipal petista”

O mandatário socialista também criticou a postura do PT e classificou a decisão como uma “violência” ao próprio partido.

“É uma violência do PT tirar a candidatura para apoiar Coutinho com vistas a 2022. Se for assim, que o PT retire esse apoio”

Ao final, Siqueira não poupou críticas a atitude da presidente Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, que classificou como “impertinente” e deixou claro o rompimento entre os dois partidos.

“É impertinente. O PT já rompeu com o PSB nestas eleições, ao impor candidaturas. Rompeu desde que Lula saiu da cadeia e disse que o PT teria candidaturas em todas as capitais. O PT não quer o apoio de ninguém e não quer apoiar ninguém.Não nos interessa esse apoio. Que retire”

Em nota, Gleisi afirma que a decisão foi uma tentativa de retomar uma suposta “unidade programática”.

“A aliança para a disputa eleitoral de 2020 retoma a unidade programática no campo das esquerdas e a disposição de reconstruirmos a democracia brasileira, sob ataque do governo Bolsonaro, num compromisso que tem como referência os interesses populares”

Já a cúpula do PT de João Pessoa também demonstrou insatisfação e decidiu manter a candidatura de Anísio Maia, ignorando a decisão de Gleisi.

“Não aceitamos um candidato que foi imposto, um candidato dele mesmo, através de uma candidatura que foi feita nas sombras. Nós aceitaríamos se juntassem os três diretórios para trocar ideias e propostas, mas dessa forma não nos submeteremos”, disse Maia através de nota.




Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Patrice L

19 de setembro de 2020 às 03h02

Hipócrita. Não me consta que ele tenha reclamado do PDT abortar a candidatura do Túlio Gadelha em favor do PSB no Recife.

Responder

    Miramar

    19 de setembro de 2020 às 14h04

    O apoio do PT prejudica, o do PDT não. Onde está a hipocrisia?

    Responder

      Patrice L

      21 de setembro de 2020 às 02h51

      Hipócrita e contraditório! Exige da direção nacional do PT que respeite a decisão local e faz ele mesmo intervenção para impedir uma aproximação mais do que natural, desejável que é das suas partes, entre Ricardo Coutinho e o PT!
      A avaliação de que isso prejudica é sua, interessada, não a do candidato.

      Responder

        Patrice L

        21 de setembro de 2020 às 02h53

        * das duas partes

        Responder

    Batista

    19 de setembro de 2020 às 16h47

    Como ousas trazer à baila no Arábica, Túlio Gadêlha?

    Se Redação não deu, nada aconteceu, ora bolas!
    Afinal, pós verdade é a verdade, presente ou ausente, em defesa de interesses que interessam.

    Fato hoje, só vindo ao caso, seu, é óbvio, conforme ensina ‘Mestre Parabólica’: “O que é bom, a gente mostra, o que é ruim, a gente esconde”, o resto é academia de secos & malhados.

    Por exemplo:
    Copa Libertadores da América, na Globo, extinta, não mais existe, sumiu…

    Lula, espécime marinha, molusco da classe Cephalopoda, subclasse Coleoidea, ordem Teuthida, que inclui as subordens, Myopsina e Oegopsina…

    Túlio Gadelha, namorado federal de Fátima Bernardes, que ao invés de surpreendido, conforme insinuam por aí, surpreendeu ontem a namorada que fazia aniversário, com uma festa surpresa, em casa (bem longe do Recife), no Rio de Janeiro.

    Coisas do Brasil, talkei ou boto fogo!

    Responder

Alan C

18 de setembro de 2020 às 19h59

A situação é muito clara, ninguém quer a presença de um partido que é sinônimo de derrota pelas próximas (muitas) eleições.

Que o PT ande sozinho, que vá apoiar o PSOL.

Responder

Miramar

18 de setembro de 2020 às 18h56

“Não pedimos o apoio do PT. Se o PT deu com a intenção de uma aliança em 2022, que retire esse apoio e respeite a decisão do diretório municipal petista”

“Não nos interessa esse apoio. Que retire”

Sensacional!

Responder

Deixe uma resposta