Live do Cafezinho: o caso Samuel Borelli, quando a esquerda produz fake news

Joseph Safra, o homem mais rico do Brasil, é também o banqueiro mais rico do planeta. Foto: R7.

Banqueiro mais rico do mundo é bilionário brasileiro

Por Redação

22 de setembro de 2020 : 16h48

Mais 33 brasileiros adquiriram o título de “bilionário” de 2019 para cá, indica a lista de mais ricos do país da revista Forbes Brasil. Um banqueiro encabeça a lista.

Em 2020, o Brasil passou a ter 238 indivíduos detentores de uma quantia superior a R$ 1.000.000.000,00 (1 bilhão de reais, ou mil vezes 1 milhão).

Juntas, as fortunas dessas 238 pessoas somam R$ 1,6 trilhão, valor 33% superior ao de 2019.

É um valor quase igual ao PIB do Chile, de R$ 1,63 trilhão em 2018.

Segundo a própria revista, a maioria dos novos bilionários conquistou a fortuna no mercado de ações.

Dez dos novos bilionários são ligados à fabricante de motores Weg, herdando participações acionárias deixadas pelos fundadores.

Joseph Safra, o bilionário mais rico da lista de mais ricos do Brasil, é também o banqueiro mais rico do mundo, com uma fortuna de R$ 119,08 bilhões.

Já a mulher mais rica do Brasil é Luiza Trajano, ocupando a oitava posição do top 10.

O patrimônio dela cresceu 181% no último ano, subindo-lhe 16 posições.

Top 10 bilionários brasileiros

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

23 de setembro de 2020 às 15h21

Se for falar no 10 mais lascados do mundo, eu estou entre eles, perdi o emprego em plena pandemia, quase perco minha irmã, me escrevi no auxílio emergencial, não foi aprovado, mas recebi uma bênção, que foi a recuperação da irmã que passou uma semana intubada, ainda continuo desempregado, dependendo do filho da esposa e da sogra. Ainda tem gente que não gosta de sogra, mas não peço ajuda, peço trabalho. Quero ganhar o pão com o suor do meu rosto como sempre fiz.

Responder

    Adevir

    23 de setembro de 2020 às 22h48

    Carlos, em q vc trabalhava antes de ser demitido?? Em q já trabalhou?? Tem alguma formação?? Tem alguma habilidade diferenciada??

    Responder

    Paulo

    23 de setembro de 2020 às 22h49

    Lamento, Carlos! Sinceramente, desejo que restabeleça sua condição pré-pandemia, no mínimo! Ou até melhore!

    Responder

      adevir

      24 de setembro de 2020 às 23h00

      Vc lamenta?? Ele nao precisa de lamentos! Precisa de trabalho!

      Responder

pe dy cabria

22 de setembro de 2020 às 20h36

Com os juros que rolam no brasil, não vejo vantagem nenhuma.
.
Porque não colocam os 10 mais lascados do Brasil?

Responder

Adevir

22 de setembro de 2020 às 19h30

Enquanto alguns compram tvs gigantes ou carros na base do financiamento e muitas vezes sem necessidade, os q enriquecem compram ativos que lhes põem dinheiro no bolso. Bolsa de valores é o melhor lugar para isso.
É verdade que, se essa riqueza toda estiver sendo contabilizada com base no valor atual das ações, na hora da correção eles poderão deixar de ser bilionários. Claro q pra eles isso é irrelevante, dado q o q deve interessar a eles sao os dividendos. Mesmo assim, parabéns aos 238 novos bilionários.

Responder

Paulo

22 de setembro de 2020 às 18h24

Será que esse cara se considera brasileiro?

Responder

Germano

22 de setembro de 2020 às 18h01

Parabéns para eles.

Responder

JOHN JAHNES

22 de setembro de 2020 às 17h27

NESSA LISTINHA DOS BILIONÁRIOS BRASILEIROS TEM ALGUNS QUE SÓ CHEGARAM LÁ LAVANDO DINHEIRO DE POLÍTICOS MUITO SUJOS QUE ELES APOIARAM COM UNHAS, DENTES, ALMA E HONRA.

Responder

Deixe uma resposta