Live do Cafezinho: como trazer a classe média de volta para campo progressista?

Governador de SC é alvo de buscas da PF

Por Redação

30 de setembro de 2020 : 08h57

Na manhã desta quarta-feira, 30, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), e outros dois integrantes da sua gestão são alvos de mandado de busca e apreensão da Polícia Federal.

De acordo com o órgão, a ação têm o objetivo de buscar provas de um suposto esquema na compra de respiradores no combate ao Covid-19.

Os agentes realizam buscas na residência oficial do governador e na sede do governo catarinense.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), Carlos Moisés autorizou a compra de 200 respiradores por R$33 milhões sem licitação.

“As investigações revelaram indícios de participação do chefe do Executivo estadual na contratação da empresa Veigamed”

A ação foi autorizada pela sub-procuradora geral da República, Lindora Araújo.

“Tais delitos comprometem a higidez e a credibilidade do governo do estado de Santa Catarina e põe em risco a saúde e a vida de toda a população catarinense, acometida dos males decorrentes do covid-19. Além do mais, não se está a tratar de caso relacionado a criminalidade corriqueira, mas sim de fatos praticados em contexto de suposta criminalidade organizada, sofisticada e estruturada com os mais altos aparatos de poder, contando com a articulação de agentes com poder econômico, elevado conhecimento jurídico, forte influência política e, inclusive, a autoridade máxima do Poder Executivo catarinense”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta