Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Em processo de fritura, Guedes ataca Febraban para defender teto de gastos

Por Redação

29 de outubro de 2020 : 15h38

Nesta quinta-feira, 29, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em audiência no Congresso Nacional que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) é um “cartoriozinho”.

“A Febraban financia até programa de estudo de ministro gastador para ver se enfraquece ministro que defende acabar com esse privilegiozinho para esse cartoriozinho.”

O tal ministro citado por Guedes trata-se de Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) que defende o “fura-teto”.

Em outro momento, o Posto Ipiranga afirmou que a Febraban é uma casa de looby.

“A Febraban é uma casa de lobby, muito honrada, muito justo o lobby, mas tem que estar escrito na testa ‘lobby bancário’, que é para todo mundo entender do que se trata. Inclusive, financiando estudos que não têm nada a ver com a atividade de defesa das transações bancárias”

Por fim, Guedes se irritou ao assumir que não será possível a criação de um novo imposto (nova CPMF) no Brasil.

“Quem sabe eu tenha que parar de falar desse imposto mesmo? Inclusive, estamos em véspera de eleição e quero declarar o seguinte: esse imposto considera-se morto, extinto”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Netho

29 de outubro de 2020 às 22h00

O frentista do Posto Ipiranga é um Super-Rico que desfruta do paraíso fiscal nacional. Basta verificar o quanto pagou de imposto de renda na PF e PJ e apurar a taxa fiscal efetiva que confirmará o privilégio tributário gozado pelo falastrão do liberalismo da Era Beócia. Cerca de 50 entidades mobilizam seus esforços para avançar na cobrança dos Super-Ricos e reduzir drasticamente, senão eliminar, o paraíso fiscal da bancocracia e da plutocracia nacionais. Segue o link: https://ijf.org.br/campanha-cobra-medidas-para-tributar-super-ricos-e-sair-da-crise/

Responder

Paulo

29 de outubro de 2020 às 20h19

Brigou com a FEBRABAN? Sério? Que homem o nosso Porquinho! SQN!

Responder

Crestanna

29 de outubro de 2020 às 19h11

Mais uma vez Paulo Guedes está 100% certo. Parabéns a ele.

Responder

    Rosali

    10 de novembro de 2020 às 16h30

    Isso é fala de quem está com fome. Esqueceu de comer sua poção de alfafa?

    Responder

Hilario

29 de outubro de 2020 às 16h12

Em processo de fritura…?!?!? Kkkkkkkkkkkkk

Responder

Gilmar Tranquilão

29 de outubro de 2020 às 16h09

Posto ipiranga com o * na mão!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Deixe uma resposta