Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Big Data: Bruno Reis abre 40 pontos de vantagem sobre Major Denice em Salvador

Por Redação

14 de novembro de 2020 : 11h14

Nesta sexta-feira, 13, o Real Time Big Data em parceria com a CNN Brasil divulgou uma pesquisa eleitoral para Prefeitura de Salvador e mostra a liderança isolada do candidato Bruno Reis (DEM), apoiado pelo atual prefeito ACM Neto, com 56% das intenções de voto.

A distância do demista para a segunda colocada, a candidata Major Denice (PT) é de 40 pontos. Apoiada pelo governador Rui Costa, a militar foi mencionada por 16% das intenções. Já Olivia Santana (PCdoB) aparece com 6%. Branco e Nulo com 6% e Não sabe, 5%.

Pesquisa espontânea

Bruno Reis (DEM): 46%

Major Denice (PT): 14%

Olívia (PCdoB): 6%

Nulo/branco: 13%

Não sabe: 13%

Rejeição

Pastor Sargento Isidório (Avante): 44%

Major Denice (PT): 25%

Hilton Coelho (PSOL): 24%

Bacelar (Podemos): 21%

Bruno Reis (DEM): 20%

Segundo turno

Bruno Reis (DEM): 65%

Major Denice (PT): 24%

Nulo/branco:  7%

Não sabe: 4%

O Real Time Big Data ouviu 1.050 eleitores de Salvador entre os dias 11 e 12 de Novembro com margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos e índice de confiança de 95%.


Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

cezar

14 de novembro de 2020 às 17h10

Meus irmãos de etnia, em Salvador, são subserviente ou pecam por incúria, diletantismo.
Ora, 80% do povo de Salvador é constituído por negros, sendo a segunda maior cidade negra do mundo.
Surgindo a oportunidade de escolher um igual, os soteropolitanos optam subalternidade secular: continuam escolhendo um branco como há 500 anos.
Quando os negros de Salvador vão amadurecer?

Responder

Deixe um comentário