Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Homem negro é morto por seguranças de supermercado em Porto Alegre

Por Redação

20 de novembro de 2020 : 09h31

Na noite desta quinta-feira, 19, um homem negro foi espancado até a morte por seguranças do supermercado Carrefour em Porto Alegre.

Segundo a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, a vítima era João Alberto Silveira Freitas de 40 anos. O crime brutal foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais. Confira!

Fonte: Reprodução / Twitter

Em nota, o Carrefour afirma que lamenta o episódio, suspendeu o contrato dos seguranças e que dará todo o suporte a família de João Alberto.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Yuri Canastra

20 de novembro de 2020 às 13h09

Quando uma mulher foi espancada e algemada em praça publica ninguem da midia “progressista” abriu bico, ninguem dos nossos democratas e humanistas de ocasiao se manifestou…depois nao vale reclamar se acontecem fatos como esses.

Responder

Duilio

20 de novembro de 2020 às 12h54

Jàjà veremos todo a nata da estrumalha politica brasileiras saindo com mensagens idiotas a enesima potencia explorando e dançando no caixao desse HOMEM (e ponto).

Responder

Valeriana

20 de novembro de 2020 às 12h17

Sem aquela pitada de raçismo catalogando o sujeito como “negro” o acontecido nao vira noticia…a midia brasileira é pura imundicia.

Responder

Luan

20 de novembro de 2020 às 11h26

Eu estou vendo somente barbarie e violencia tipica de um pais incivilizado como esse…razismo zero.

De um pais que justifica um maluco pilotando uma escavadeira que tenta esmagar um grupo de manifestantes nao hà como pretender muito mias do que essas cenas.

Responder

Montecristo

20 de novembro de 2020 às 11h00

HOMEM NEGRO dizem todos os títulos das matérias…isso já é racismo antes de começar, não percebem ?

É tão difícil entender ?

Responder

Alexandre Neres

20 de novembro de 2020 às 10h57

Nada mais simbólico para o nosso país que tem um racismo estrutural do que no Dia da Consciência Negra um negro ser espancado e assassinado em Porto Alegre. A cara do desgoverno Bolsonero. Como sociedade, somos um fiasco!

Responder

Paulo

20 de novembro de 2020 às 10h11

O que se vê ultimamente é um tentativa de “racializar”, “sexualizar” ou “socializar” todo e qualquer tipo de violência. Pauta da esquerda na veia! Gramscismo cultural na telha! Onde vamos chegar, com isso, eu não sei…

Responder

    Ronei

    20 de novembro de 2020 às 13h52

    Basta ler o comentário do sub-humano Alexandre Neres acima para entender a que ponto sem retorno chegam esses animais.

    Responder

      Alexandre Neres

      20 de novembro de 2020 às 14h58

      Fico feliz em lutar sozinho contra bolsominions, trolls e bots, pois vocês representam o barbarismo, o sintoma de uma sociedade doente. O único que não pertence a esse grupo é o Paulo, que é um cara gente boa e ilustrativo do quanto nossa sociedade é conservadora e o racismo estrutura nossa formação. Não conseguimos sequer discerni-lo, está na nossa constituição, é atávico.

      Responder

        Paulo

        20 de novembro de 2020 às 18h53

        Se fosse um cara branco sendo morto seria menos grave?? Realmente há muito racismo no Brasil!

        Responder

    Jerson

    20 de novembro de 2020 às 16h57

    Dividir e catalogar as pessoas para ficar com o poder.

    Responder

Deixe uma resposta