Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Empresa onde Moro virou sócio afirma que triplex não pertence a Lula

Por Redação

02 de dezembro de 2020 : 11h10

Nesta quarta-feira, 2, o jornalista Reinaldo Azevedo publicou em sua coluna no UOL um documento da empresa de consultoria Alvarez & Marsal, onde o ex-juiz Sérgio Moro virou sócio-diretor, revelando que o triplex do Edifício Solaris em Guarujá (SP) não pertence ao ex-presidente Lula, mas a OAS Empreendimentos.

Fonte: Coluna Reinaldo Azevedo / UOL

Alem disso, Reinaldo lembra que em Abril de 2019 a defesa de Lula apresentou documentos onde reitera que o triplex não pertencia ao ex-presidente. Porém, o então juiz Sérgio Moro ignorou a documentação e julgou Lula como se fosse o proprietário do imóvel.

“O então juiz deu de ombros para a evidência e julgou a causa como se o imóvel pertencesse ao líder petista. Ou por outra: ele não acreditou no que certificava a A&M. Moro desconfia do clube que o aceita como membro. Ele condenou Lula à cadeia por ter recebido como propina um apartamento que não era seu segundo atestam os agora sócios do ex-juiz”, escreveu o jornalista.

No Twitter, Lula se manifestou e disse que Sérgio Moro promoveu uma farsa.

Fonte: Reprodução / Twitter

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

02 de dezembro de 2020 às 18h21

É claro que era da OAS. Sério esse argumento da propriedade jurídica? O que Lula fazia visitando as obras com Léo Pinheiro? O sítio também não era dele. Só Bolsonaro é estúpido o bastante para embolsar as rachadinhas e sair comprando imóveis (se bem que muitos foram adquiridos em nome das ex-mulheres)…

Responder

Gerônimo

02 de dezembro de 2020 às 14h46

Grande coisa….. mta gente afirma q o triplex não é do Lula…..

Responder

Alan C

02 de dezembro de 2020 às 14h46

Até meu cachorro já sabia disso.

Responder

Tony

02 de dezembro de 2020 às 11h48

Alguém jà viu bens de traficantes contar no nome dos mesmos…?

Voces sao idiotas mesmo…kkkkkkkkkkkkkkk

Responder

    Jerson

    02 de dezembro de 2020 às 20h59

    Dizem que a turma que assaltou o Banco em Criciúma está depositando o dinheiro nas contas pessoais dos envolvidos….kkkkkk

    Ou essa gente é retardada ou brinca com a inteligência alheia…eu acho que é primeira opção mesmo.

    Responder

Hilario

02 de dezembro de 2020 às 11h45

Pois é…no dia de hoje quem nao ganha um imovél como propina e faz a transferencia em cartorio no proprio nome…?!?!? Kkkkkkkkkkkkkkkkk

E’ obvio que o imovél nunca saiu e nunca sairia do nome da empresa para o de Lula (talvéz no de um laranja como foi o sitio de Atibaia) seus amongolados….kkkkkkkkkkkkkkk

Responder

É mesmo?

02 de dezembro de 2020 às 11h13

É mesmo?
Menos um crime, então?
Mas, o sítio era?
É cada uma que temos que ler nestes jornalecos de meia tigela!

Responder

Deixe uma resposta