Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Promessa de Guedes, de botijão pela metade do preço em dois anos, segue distante da realidade

Por Redação

12 de janeiro de 2021 : 10h04

Em 2019, o ministro da Economia Paulo Guedes prometeu ao país que com a ‘abertura do mercado’ o preço do botijão de gás iria cair pela metade em dois anos.

Fonte: Reprodução / Twitter

Já estamos em 2021 e o efeito foi inverso, o preço do botijão de gás explodiu, chegando a custar no mínimo R$90 e até R$105 em algumas capitais.

Nesta terça-feira, 15, o presidente O presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito do Petróleo (Asmirg), Alexandre Borjaili, disse que o valor do botijão pode continuar subindo, chegando a R$150 até o final de 2021.

“Se persistirem esses aumentos consecutivos, sem limites, a previsão é de que o gás de cozinha chegue logo a R$ 150. Vai ser um pulo. Já para chegar a R$ 200 depende dessa política de preços”, disse em entrevista a Metrópoles.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Raundo

14 de janeiro de 2021 às 17h39

Choque do gás barato. Lembram que falei no)? Estou chocado!

Responder

Deixe uma resposta