Paris Café: O PT tem um projeto de governo? Qual é?

Nota de Aras provoca reação dos ministros do STF que temem aprofundamento da crise no Brasil

Por Redação

20 de janeiro de 2021 : 16h05

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reagiram a nota escrita pelo procurador geral da República, Augusto Aras, que defendeu o estado de defesa em meio a pandemia.

O ministro Marco Aurélio afirmou que as afirmações de Aras causam receio pelo Estado de Direito.

“Onde há fumaça há fogo. Crise de saúde, crise econômica, crise social e agora crise, aparentemente, política. Não vejo com bons olhos esse movimento de quem precisa ser visto como fiscal maior da lei. Receio pelo Estado de Direito. Volto à palestra que fiz no encerramento de Curso de Verão na Universidade de Coimbrã, em julho de 2017. Disse que, ante a possível eleição, como Presidente da República, do então Deputado Federal Jair Bolsonaro, temia, esse foi o vocábulo, pelo Brasil. Premonição? Certamente não”.

Outro magistrado ouvido reservadamente pelo blog da Andreia Sadi ressaltou que Aras “respondeu a uma pergunta que não foi feita” e lembrou que cabe ao PGR investigar os crimes praticados por Bolsonaro e pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Esse ministro também afirmou que em 2020, os militares estudavam a hipótese de decretar o estado de sítio e que Aras teria sinalizado para Bolsonaro de que teria carta branca para autorizar tal medida.

“Se você autoriza, como volta depois? É uma aventura tola se for ideia para sinalizar a Bolsonaro. O STF referendou medidas restritivas sem lançar mão do estado de sítio. Isso militarizaria toda a temática e o governo começaria a operar dentro de poderes excepcionais. O que temos é o presidente fazendo uma grande confusão com as medidas de combate à pandemia”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

20 de janeiro de 2021 às 17h02

A fala desse cretino, omisso, incompetente, covarde, joga o país na antessala do inferno…

Responder

Netho

20 de janeiro de 2021 às 16h36

VALE CONFERIR A ENTREVISTA DE LUIS CARLOS PRESTES À FOLHA EM 1986.
PRESTES DEFINE AS FORÇAS ARMADAS COMO INSTRUMENTOS DE TUTELA DOS PODERES NO BRASIL.
VEJA A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA HISTÓRICA:
https://www1.folha.uol.com.br/folha-100-anos/2021/01/poder-militar-e-a-unica-forca-organizada-no-brasil-disse-prestes-a-folha-em-1986.shtml
ARAS APENAS COMPROVA TEXTUALMENTE, 34 ANOS DEPOIS, AS ASSERTIVAS DE LUIS CARLOS PRESTES QUANTO AO PAPEL DAS FORÇAS ARMADAS.

Responder

Deixe uma resposta