Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Toffoli afirma que inquérito das fake news identificou financiamento estrangeiro

Por Redação

22 de fevereiro de 2021 : 09h29

Na madrugada desta segunda-feira, 22, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou que o inquérito que investiga as fake news no Brasil identificou financiamento estrangeiro.

“O ministro Alexandre de Moraes autorizou e eu não posso dar mais detalhes. Mas esse inquérito que combate as fake news e os atos antidemocráticos, em quebra de sigilos bancários identificou financiamento estrangeiro”, disse ao Canal Livre na Band.

Toffoli também reiterou a existência de indivíduos que atuam como milicia digital para defender o fechamento do Supremo e Congresso.

“Existem atores que usam as redes sociais contra as instituições, em especial o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional. Ou seja, está em curso o aprofundamento desses dados na investigação pelo ministro Alexandre de Moraes, o que é gravíssimo”

“A história do país mostra o que isso levou no passado, financiamento a grupos radicais, seja de extrema direita ou extrema esquerda para criar o caos e desestabilizar a democracia no nosso país”, completou.

Assista a entrevista completa!

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

23 de fevereiro de 2021 às 13h07

Mesmo que não se consiga comprovar isso, para mim há interlocução e intercâmbio entre a extrema-direita brasileira e alguma Internacional Fascista.

Há alguns dias cheguei a escrever aqui, quando comentei que entendo a candidatura e o governo bolsonaro como um ensaio da verdadeira extrema-direita, preparada, orgânica e articulada internacionalmente, e que deveríamos ultrapassar de analisar apenas a superfície desse mal e buscar mais fundo, tentar conhecer direito a correlação de forças interna às Forças Armadas e identificar os Mário Amato de hoje na economia. Escrevi: “a extrema-esquerda não é internacionalista? A extrema-direita também é.”

Para mim, o quadro político é muito grave e tenho me batido para que se articule a maior frente possível para impedir que essas cobras mensageiras do mal – e qualquer extremista – arquitete e construa os ninhos que a verdadeira extrema-direita usará para chocar seus ovos, depois do quê já não poderemos fazer quase nada.

É sempre nesse sentido que apelo à unidade, uma unidade especificamente para atravessar as atuais passarelas políticas envenenadas. É nesse sentido que, lá atrás, em dezembro, citei o nome de dona Luiza Heleno Trajano, de Lázaro Ramos, de Caetano Veloso. Não exatamente com vistas a candidaturas, mas em um apelo para se mobilizarem com mais energia e juntarem outros pela defesa da democracia.

Sem teorias da conspiração, que isso é lá com o outro extremo, mas muita atenção e cuidado com o momento político!

Acredito que nem agora nem mais à frente a extrema direita tentará um golpe. Mas se construirá e se estabelecerá encima dos nossos erros, dos erros de nós, democratas de direita e de esquerda. Quando no poder, não se tenha dúvida, usará toda a truculência institucional e contratará as fábricas e engenheiros mais competentes para fabricar as botinas militares muito mais pesadas que as que já tivemos um dia nos nossos pescoços.

Responder

Paulo

22 de fevereiro de 2021 às 19h34

Não adianta nem mesmo se chegarem a Bolsonaro ou filhos, nessa, pois com aquele PGR não rola nada. Só pra bagrinho…

Responder

Galinzé

22 de fevereiro de 2021 às 10h04

Sim, do Google.

Responder

Deixe uma resposta