Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

O relatório completo da XP/Ipespe

Por Redação

12 de março de 2021 : 15h15

Obtivemos o relatório completo da pesquisa XP/Ipespe.

Ele traz alguns gráficos interessantes, que merecem comentários. Confiram abaixo.

A avaliação geral do presidente Bolsonaro piorou, chegando a 45% de ruim e péssimo e 30% de bom e ótimo. Ele já esteve pior, no início da pandemia, quando suas notas de ruim e péssimo chegou a 50%.

Foram liberados também gráficos sobre as perspectivas eleitorais de 2022, incluindo cenários de segundo turno. Alguns já divulgamos em post anterior.

Esse gráfico já comentamos no post anterior. Passemos aos outros cenários.

Num eventual segundo turno entre Bolsonaro e Huck, o presidente tem uma vantagem de 5 pontos.

Entre Bolsonaro e Haddad, o presidente tem vantagem de 4 pontos.

Entre Bolsonaro e Ciro, o presidente tem vantagem de dois pontos.

Na espontânea, a polarização entre Bolsonaro e Lula está bem pronunciada, com Bolsonaro pontuando 25%, contra 17% de Lula. Ciro Gomes segue à distância, com 3%. Os outros candidatos tem 1% ou menos.

O gráfico acima também oferece uma informação relevante para entender o cenário político. Uma maioria de 52% quer um governo “que mude totalmente a forma como o Brasil está sendo administrado”.

Por fim, o gráfico acima mostra que a característica de “honestidade” é considerada como a mais relevante para o próximo presidente.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

12 de março de 2021 às 18h36

É, parece que a honestidade está na crista da onda… Se é verdade que isso é importante para o eleitor brasileiro, como podem as pesquisas revelar o oposto, numa aparente contradição, indicando Bolsonaro e Lula, dois notórios desonestos, como favoritos? É preciso uma terceira via!

Responder

    Kleiton

    12 de março de 2021 às 20h51

    Moralismo barato.

    Responder

      Paulo

      13 de março de 2021 às 22h38

      Pode ser barato, pode não ser moralismo, mas é como penso…

      Responder

    Sebastião

    13 de março de 2021 às 21h30

    Que paradoxo vive o eleitor brasileiro. O PT leva a pecha da elite – sobretudo do Sul e Sudeste, como o partido mais corrupto, e que por isso, não se votam no PT. Só que, eles só elegem gente do PP e do MDB. Ambos, visceralmente ligados a Lava-jato. Com um adendo, que o MDB tem caciques poderosos presos. Mostrando, que essa suposta preferência por honestidade, pode ser somente de acordo o partido ou candidato. E que nuca, foram contra a corrupção. Boulos também é uma terceira via, assim como Marina. Falando nela, está muito quieta, sem se movimentar. Pra quem quase iria por segundo turno em 2014, está perdendo tempo com esse silêncio. Muito superior inclusive, aos número ganhos por Ciro em 2018.

    Responder

      Paulo

      13 de março de 2021 às 22h36

      Sebastião, por incrível que pareça, concordo que o moralismo da classe média é seletivo. E ao MDB e PP inclua o famigerado PSDB!

      Responder

Deixe um comentário