PARIS CAFÉ: Lula volta ao jogo e polariza com Bolsonaro. Quais os novos desafios?

Bancos usam fantasma da inflação para pedir juros altos

Por Redação

18 de março de 2021 : 11h51

O Banco Central aumentou pela primeira vez em seis anos a taxa básica de juros. Agora, o país está sob 2,75% de Selic e a mensagem do mercado é que a escalada de aumento não deve parar por aí.

A principal justificativa para aumentar a taxa de juros é o fantasma da inflação que voltou a assombrar os bancos devido a pandemia.

No momento crítico e no auge da segunda onda,a consequência será o enfraquecimento da economia e a tal “crise de confiança” do país.

Com isso, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, já foi pressionado para iniciar a onda do arrocho monetário e adotar um terrorismo na comunicação para ancorar as expectativas de inflação, cuja pressão já começa a contaminar o ano de 2022.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz

18 de março de 2021 às 15h53

É possível que o dólar muito alto interesse menos do que a subida do juro a uma empresa estrangeira que tenha negócios no Brasil?

Responder

    João

    18 de março de 2021 às 18h11

    Se ela importa muita coisa sim. Veja os fabricantes de carros, por exemplo.

    Responder

Eduardo

18 de março de 2021 às 13h02

O erro nao foi ter elevado a Selic agora. O erro foi tê-la baixado demais lá atrás. A Selic nunca podia ter baixado de 5%.

Responder

Deixe uma resposta