Despolarizando: pesquisa Datafolha neutraliza a terceira via?

Pazuello alega suspeita de Covid e não vai depor na CPI

Por Redação

04 de maio de 2021 : 12h02

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que não vai depor presencialmente na CPI da Covid nesta quarta-feira, 5, no Senado Federal.

Na abertura dos trabalhos, o vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que Pazuello usou como justificativa um suposto contato com pessoas com suspeita de Covid e, por isso, não poderá comparecer ao depoimento.

Já o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que está esperando um comunicado oficial de Pazuello para deliberar sobre o depoimento. Para não atrasar os trabalhos, Aziz sugeriu que o ex-ministro Nelson Teich seja ouvido nesta quarta-feira, 5.

“O ministro Pazuello teve contato com dois coronéis auxiliares dele neste fim de semana, que estão com Covid. Segundo a informação que eu tenho, ele estará em quarentena e não virá depor amanhã Não é oficial, é extra-oficial. Já conversaram comigo sobre isso, só que eu disse que tem que mandar”, comunicou Aziz.

Considerado peça-chave na CPI, Pazuello é o motivo de temor por parte do Governo Bolsonaro que está treinando o general deste sábado, 3, para falar diante dos membros da comissão.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gilmar Tranquilão

04 de maio de 2021 às 14h17

gordinho cagão kkkkkkkk

Responder

Claudio

04 de maio de 2021 às 13h07

Incompetente arregão! Padrão bozo de colaboradores.

Responder

Deixe uma resposta