Despolarizando: pesquisa Datafolha neutraliza a terceira via?

Proposta reestabelece competência do Conselho Monetário Nacional para influenciar a política cambial

Por Redação

04 de maio de 2021 : 08h41

Projeto de Lei Complementar (PLP) 15/21 devolve ao Conselho Monetário Nacional (CMN) a possibilidade de atuar na política cambial a fim de controlar e estimular relações comerciais. Essa competência foi retirada com a aprovação, neste ano, da autonomia do Banco Central (Lei Complementar 179/21).

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados, ao modificar a Lei do Sistema Financeiro Nacional e a Lei do Plano Real, também determina que o CMN contará com o apoio de comissões consultivas, outro normativo revogado em razão da autonomia do Banco Central.

“Um governo se sustenta, mesmo em meio a escândalos de má gestão de recursos públicos, se houver confiança no modelo econômico, otimismo com os rumos da política cambial e bom nível da atividade produtiva, no controle de preços”, disse o autor do projeto, deputado André Figueiredo (PDT-CE).

Política cambial
O CMN é o órgão superior do Sistema Financeiro Nacional, responsável pela formulação das políticas da moeda e do crédito. Atualmente é formado pelo ministro da Economia, que é o presidente; pelo presidente do Banco Central; e pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia.

Cabe ao CMN a regulamentação do mercado de câmbio. O Banco Central, por sua vez, deve monitorar e garantir o funcionamento regular do mercado, bem como o cumprimento das normas. Atualmente, com o regime flutuante, o Banco Central não interfere no mercado para determinar a taxa de câmbio.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adevir

04 de maio de 2021 às 11h35

E assim o Real caminha para se igualar à irrelevância do Peso Argentino. Compremos Bitcoin, Dólar ou Euro pois o Real nessa toada estará condenado a cruzeirificacão.

Responder

Deixe uma resposta