Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Gilberto Carvalho: Ciro é de centro-esquerda e não será aceito pela direita como “anti-Lula”

Por Redação

27 de junho de 2021 : 14h17

O ex-chefe de gabinete do ex-presidente Lula, Gilberto Carvalho, avaliou a postura do ex-ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes (PDT), pré-candidato a presidência da República. Ultimamente, o pedetista tem reforçado sua artilharia retórica contra o líder petista.

O objetivo de Ciro é tentar conquistar os votos que foram para Jair Bolsonaro que está em queda livre na popularidade e sob denúncias graves de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin.

“Eu sempre digo que prefiro as atitudes do Ciro às palavras do Ciro. O Ciro foi um aliado importante para nós, no tempo do mensalão teve uma postura corajosa, defendia o nosso governo mais do que muitos de nós. Eu lamento pessoalmente essas posturas dele, essa verborragia dele, mas eu sempre guardo a esperança de que em um momento a gente possa estar junto”, disse na revista Veja.

Carvalho também classificou a estratégia de Ciro como ‘equivocada’ e que, segundo ele, o pedetista subestima Bolsonaro e o campo da direita. “A meu juízo é uma tática equivocada. Primeiro porque ele subestima o Bolsonaro e a direita. E segundo, porque dizer que o Lula tem erros na vida, tudo bem, todos nós temos, agora dizer que Lula é o maior corruptor da história, não. Ele mesmo sabe que é mentira”.

“Essa tentativa de que o Bolsonaro fracasse e ele se constitua no anti-Lula e possa ganhar a eleição, que é a quarta que ele vai disputar, é uma pena, é uma perda de energia, cria um problema gravíssimo para nós com o PDT, que é um partido com quem temos uma aliança histórica. A presença dele no PDT cria um enorme constrangimento para essa aliança. Tem muita gente que eu sei, que eu conheço no PDT, absolutamente constrangida com essa situação. É ruim. E não vai levar a nada”, completou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz Cláudio

28 de junho de 2021 às 13h24

Minha dificuldade está em observar que, num texto tão curto, do título até o último parágrafo, é preciso pensar muito para demover o que parece ser uma inconsistência.

Responder

Batista

28 de junho de 2021 às 12h24

‘Gilbertinho’, recém isento de mais um dos processos do lawfare tecido para criminaliza-lo, juntamente com o PT, Lula e outros líderes, no caso o da operação Zelotes, como sempre, lúcido, solidário e cordato, pacientemente lança luz ao caminho sem rumo tomado por Narciro em direção a direita da classe dominante, que, sabemos todos não lhe dará ‘as honras’ de representa-la, ainda mais levando-se em conta o resultado obtido com a terceirização de Bolsonaro, como seu representante em 2018, e diplomaticamente estende uma ponte que possibilite que permaneça vivo e partícipe do processo multipartidário de reconstrução do Brasil, pós Bolsonaro, como opção a mais que anunciada morte em vida em Paris, que lhe resta nessa altura do campeonato, dada as escolhas equivocadas que fez, sobretudo a de hostilizar o PT e mais particularmente Lula, á espera que Bolsonaro descartado pela classe dominante, enchesse seu embornal de votos com os eleitores ‘órfãos do minto’, esvaziado.

‘Gilbertinho’ é o preciso mensageiro, cabe ao destinatário da mensagem decidir se seguirá Narciro, em Paris, ou permanecerá Ciro, junto e misturado no Brasil.

Responder

Walter

28 de junho de 2021 às 09h32

Na verdade Ciro é em cima do muro (sobe / desce) pra todo lado dependendo da situação do momento.

Responder

Valter

28 de junho de 2021 às 05h22

Quando o Ciro Gomes falar em mudar seu plano de governo, adotar as políticas neoliberais, prometer entregar o Banco Central para os banqueiros, etc., aí aceito as críticas do Gilberto Carvalho. Até quem fez e está prometendo fazer tudo isso é o Lula e o PT. Lula e Haddad apoiaram a independência do banco central.

Por que não param de serem safados? Fazem políticas neoliberais mas vêm dizer que o Ciro Gomes é de direita!

Responder

Chico Duarte

27 de junho de 2021 às 22h57

Ciro para subir precisa pisar nos outros. É um preguiçoso. Gosta de apropriar do que os outros fizeram de positivo
Sua historia:
Enquanto muitos morreram combatendo; Ciro começou apoiando os militares. Quando estes perderam força poliica saiu e depois foi falar mal.
Foi pro MDB, quando este ficou impopular, saiu e depois foi falar mal.

Foi pro PSDB, quando viu que não tinha espaço politico para ser o candidato do partido (os tucanos paulistas já mais lhe dariam a vez), traiu Tasso, saiu e foi falar mal da politica enconomica.

Foi pra esquerda, “aliou-se” ao partido que estava no comando (PT) quando este caiu e ele viu que não tinha espaço, por ser tucano, Cavalo de Tróia da direita, passou a falar mal.
Quem que acredita em gente falsa?

Ciro diz que o que conseguiu foi lutando (eu acho é graça)
Aos 23 anos foi nomeado procurador do município de Sobral. O mérito, ser filho do prefeito.
Foi eleito deputado, o mais votado, em 1982, graças ao voto de cabresto, de curral.
Foi eleito prefeito de Fortaleza, graças ao Tasso.
Foi eleito governador do Ceará, graças ao Tasso.
Foi o poste de Tasso. Depois o traiu
Abafou qualquer possibilidade de investigação de denúncias contra seu governo e aliados.
O Canal do Trabalhador, obra feita em tempo recorde e também com deterioração recorde. Denuncias de superfaturamento foram abafadas.

Ciro sabia e sabe da corrupção de todo mundo, menos do PSDB, especificamente Aécio Neves.
Tirou o professor da sala de aula e colocou uma televisão.
Nem mesmo se dá conta de que no governo do PSDB o mpf e pf foram aparelhados e só se investigava adversário político.

Detalhe: em 2023 farão 30 anos que o Ciro ocupou um cargo aqui, no Ceará, pelo PSDB, no executivo estadual, mas tudo que acontece de positivo ele diz que foi
A escola publica que ele criou, aqui, ele tirou o professor e colocou uma televisão.

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1996/5/26/brasil/23.html

E ainda se apropria dos feitos dos outros governos.

Responder

Paulo

27 de junho de 2021 às 20h13

Olha, eu tenho ouvido falar de pessoas que dizem que vão votar no Lula pra evitar Bolsonaro (é impressionante, até a minha cunhada malufista histórica disse isso, se não ouvisse da patroa, não acreditaria). Mas se não precisar votar nem num, nem noutro, nego embarca pra ontem…

Responder

Pedro

27 de junho de 2021 às 18h46

É inacreditável mas os petistas estão muito mais preocupados em retornar ao poder central do que com o caos em que deixaram o Brasil!!!
Estão com muito receio de Ciro chegar ao segundo turno porque sabem que é um fortíssimo candidato.
Ciro propõe um projeto de desenvolvimento completo para o país e sobre isso não dizem nada. Deus me livre de ver novamente no poder central esses que ficaram 13 anos e deixaram um país quebrado e sem esperança, sem projeto e sem rumo. A situação agora é muito muito pior que 2003.
Ciro 2022 pra dar um rumo e implementar um projeto verdadeiro de nação!!!

Responder

    EdsonLuiz.

    27 de junho de 2021 às 21h54

    Sim!

    Responder

Felipe

27 de junho de 2021 às 18h21

Faria muito sentido se, como de fato acreditam os Petistas, a esquerda ou centro esquerda se confundisse com o próprio petismo. Aliás algo eles corriqueiramente tenta passar.
Não dá para negar que os partidos da esquerda orbitam ao PT mas não só esses partidos têm suas características próprias como o Bolsonarismo não chega a 30%.
Vale lembrar ainda que essa tal direita que ele cita é desmembrada e está ao centro, onde está a maioria da população.
As falas do Ciro se aproximam muito dos anseios desse centro e contrapõem tudo que o PT, dito de centro esquerda, deixou de fazer.
Aliás, pouco se falou do avanço significativo do Ciro nas últimas pesquisas na blogosfera da esquerda, por que será?

Saudações.

Responder

    EdsonLuiz.

    27 de junho de 2021 às 22h00

    Sim, tambėm!

    Responder

EdsonLuiz.

27 de junho de 2021 às 16h03

Só em parte, como tem sido com ele, o Gilberto Carvalho repõe as coisas: repôs a posição ideológica de Ciro, que é de centro-esquerda, que petistas cultuadores de ódio procuram deslocar para a direita para atazanar, mas tenta desqualificar Ciro Gomes como equivocado. Para um petista, alguém só é qualificado quando se anula para servid ao PT e, aí sim, ao projeto equivocado do PT e que engendra desequilíbrios que levam à recessão e desemprego.

Responder

Alan C

27 de junho de 2021 às 16h02

Que Ciro não vai ter os votos da direita e que Lula não é o maior corrupto da história tá correto e foram as únicas coisas que fazem sentido no texto.

Responder

EdsonLuiz.

27 de junho de 2021 às 14h58

Esse cara, o Gilberto Carvalho, tem se colocado entre os poucos nomes diferenciados de outros do PT. Ele, pelo menos em parte, tem feito autocrítica.

Gilberto Carvalho tem abandonado as narrativas absurdas e abusadas e as distorções convenientes que o PT pratica e expressado as coisas de modo mais atinente aos dados e fatos, ao menos em parte.

Faz poucos dias, assumiu corrupção por parte de petistas. O fez livrando a cara de uns e misturando tudo com referências bem mais volumosas aos sócios do PT no butim, o MDB, o PT, o PTB, e fazendo muita questão de ressaltar que os antigos sócios do PT hoje estão todos com bolssonaro. Mas pelo menos parcialmente
assumiu que houve corrupção por parte de petistas também.

Já Fernando Haddad, um petista de que eu e tanta gente gosta por ter uma visão mais lúcida sobre economia, por sempre estar longe de corrupçào e por ter a democracia como um valor de fato e não para instrumentalização tática, depois de 2018, quando foi escolhido para ser o candidato a presidente da república pelo PT exatamente por ter um perfil de petista diferenciado, talvez em agrado a petistas menos razoáveis e para conseguir aceitação maior entre estes petistas, mudou um pouco do perfil diferenciado que tinha em relação ao perfil de outros filiados mais comuns em seu partido, na minha percepção.

Mas eu acho Fernando Haddad um grande político, dos pouquíssimos bons políticos que tem o Brasil. Espero que com o tempo deixe de render homenagem ao que o PT tem de pior e volte a ser o Haddad de antes.

Responder

Deixe um comentário