Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

PGR derruba denúncia contra Renan

Por Redação

28 de agosto de 2021 : 16h51

A Procuradoria-Geral da República decidiu rejeitar uma denúncia contra o senador e relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL). O órgão se manifestou ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o indiciamento do emedebista pela Polícia Federal num inquérito que investiga corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Renan foi apontado como suposto recebedor de 1 milhão de reais em propina da Odebrecht. A PF alega que o congressista foi beneficiado com a suposta propina para favorecer um projeto de interesse da empreiteira enquanto presidia o Senado.

O indiciamento é realizado na conclusão do inquérito, onde são atribuídos ou não crimes aos investigados. No que envolve o senador do MDB, a investigação envolvendo a Odebrecht foi aberta no início de 2017 e o relatório final foi apresentado pela PF no dia 3 de julho. A defesa do Renan recorreu ao STF para anular a ação.

No comunicado ao STF, a subprocuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo, afirma que a condução de investigações que estão sendo feitas pelo Supremo é na verdade atribuição exclusiva da PGR e não é possível “qualquer ato da autoridade policial no que se refere a indiciamento”.

“Assim, o ato de indiciamento em inquérito que apura suposta infração cometida por parlamentar federal realizado por autoridade policial é absolutamente nulo, com manifesta violação da competência exclusiva do Supremo Tribunal Federal”.

Com informações da Veja

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário