Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Na CPI, advogada Bruna Morato diz que teme pela sua vida e pede proteção

Por Redação

28 de setembro de 2021 : 21h44

A advogada Bruna Morato que está representando um grupo de médicos que fizeram um dossiê de denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior revelou em seu depoimento a CPI da Pandemia que teme pela sua vida e pediu proteção aos senadores.

“Eu tenho grande preocupação com o que vai acontecer com a minha vida depois de hoje”, disse. De prontidão, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), solicitou que a Polícia Federal oficialize ainda nesta terça, 28, o pedido de proteção para a profissional.

Ao todo, são 15 médicos que fizeram o dossiê. No documento entregue a CPI, eles afirmam que nove pacientes morreram, mas a pesquisa da Prevent Senior cita apenas dois óbitos. Os médicos também alegam coação por parte da empresa para prescrever medicamentos do chamado “Kit-COVID”, sem consentimento de pacientes e familiares.

Ainda durante seu depoimento, a advogada falou sobre um prédio que a Prevent Senior usa como unidade hospitalar na Vila Olímpia, em São Paulo, e que não possui alvará e muito menos estruturas para tratar pacientes com COVID-19.

“Acabou de chegar uma denúncia para mim, encaminhada pelos médicos, que relatam que existe uma unidade de um prédio comercial que foi transformado em Unidade Hospitalar, sem o devido alvará, onde estão sendo encaminhados os pacientes que fazem tratamento paleativo”, denunciou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário