Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Gilmar afirma que instituições estão funcionando e que debater sobre golpe é ‘perda de tempo’

Por Redação

10 de outubro de 2021 : 09h30

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, concedeu entrevista ao jornalista Mario Vitor Santos, no Brasil 247, e disse que apesar dos arroubos autoritários de Jair Bolsonaro as instituições no Brasil estão funcionando e que estão vigilantes para manter o regime democrático. Segundo o magistrado, “debate sobre golpe é perda de tempo”.

“Tenho a impressão de que o Brasil hoje, apesar de todos os problemas, tem uma democracia madura, e é também um país muito complexo. Mas é verdade que desde 2019, e mesmo antes, naquelas manifestações contra a presidente Dilma Rousseff, apareceram esses, digamos assim, saudosistas do regime militar”, disse.

Ainda na ótica de Gilmar, Bolsonaro teve um papel de engrossar o teor das ameaças, mas que não conseguiu colocar em prática. “E depois da eleição do presidente Bolsonaro nós vimos várias manifestações com esse teor, mas a vida prosseguiu com a imposição da sua própria realidade: o Congresso funcionando, o Supremo funcionando, a autonomia do Ministério Público, o que, aparentemente, incomodava determinados setores da base de apoio do governo”. 

Assista a entrevista completa na íntegra!

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gilmar Tranquilão

10 de outubro de 2021 às 18h19

bozoafetivos, entendam, eu sou phoda! kkkkkkkk

Responder

Deixe um comentário