Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Foto: Lucas Dias/GP1

A base sólida de Lula no Piauí e a agonia da terceira via

Por Gabriel Barbosa

21 de outubro de 2021 : 10h57

A pesquisa do PoderData divulgada nesta quarta-feira, 20, reflete um dos pontos que comprovam a competitividade eleitoral do ex-presidente Lula, uma base sólida no Nordeste. Sem esse fator, arrisco-me a dizer que o petista estaria travando uma polarização mais acirrada contra Jair Bolsonaro.

O PoderData coordenado pelo colega jornalista Fernando Rodrigues é um dos poucos institutos que divulga pesquisas eleitorais com relativa frequência. Mas desta vez, o levantamento focou nos eleitores do Piauí, estado que junto com Ceará e Maranhão tende a formar uma espécie de “tríplice eleitoral lulista” em 2022.

Pois bem, entre os irmãos piauienses, Lula tem a preferência de 63% do eleitorado contra os 17% que preferem Jair Bolsonaro. Pela terceira via, quem ocupa o lugar “de ponta” desse campo alternativo é uma figura bastante conhecida pelos eleitores do Piauí, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) com seus 9%. Os outros nomes levantados somam 5%, incluindo Eduardo Leite (PSDB).

Talvez seja por isso que Ciro Gomes deu uma guinada de 180° na sua pré-campanha. Como é de conhecimento público, o pedetista que foi aliado de Lula/PT durante anos resolveu adotar de vez o discurso antipetista, com direito a um suposto arrependimento de não ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Mas voltando a pesquisa, quando se olha os índices levantados na capital Teresina, Lula tem 51% das intenções de voto ante os 20% de Bolsonaro. No interior, o petista amplia sua vantagem, saltando para 67% contra 16% do inquilino do Planalto.

Sendo assim, o cenário levantado no Piauí só confirma o que vem sendo constatado em outras pesquisas eleitorais, a agonia da terceira via. Apesar de ser um levantamento de alcance local, é indiscutível que esse campo alternativo ainda não conseguiu empolgar o eleitor, em especial o de baixa renda que necessita organicamente do auxílio do estado por meio de políticas públicas voltadas para a redução da pobreza. Mas esse detalhe também torna-se incompatível com o discurso neoliberal de Leite e a linguagem pouco popular de Ciro sobre as propostas contidas no seu PND.

Mas além do cenário favorável para sua campanha, Lula e o seu partido também estão competitivos no que diz respeito a sucessão de Wellington Dias. O atual secretário da Fazenda do estado, Rafael Fonteles (PT), que já é o nome escolhido para disputar o governo local aparece em segundo lugar com 25%. Na liderança, está o ex-prefeito de Teresina, Silvio Mendes (PSDB), com 31%.

Outra questão levantada pela pesquisa é sobre a influência de Lula no voto para governador. Cerca de 68% declaram que devem votar em Rafael Fonteles se o ex-presidente oficializar apoio ao seu correligionário. Já um candidato apoiado por Bolsonaro teria apenas 17% das intenções de voto.

Esse último detalhe não é animador para o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), que cogita disputar o governo com seu bloco de oposição e o apoio do Planalto. Recentemente, o Progressistas sob a liderança da deputada federal Margarete Coelho decidiu entregar a última pasta que o partido ocupava (Meio Ambiente) na gestão de Wellington Dias. No comunicado, a deputada disse que o PP vai seguir “diferentes caminhos políticos”.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

22 de outubro de 2021 às 11h01

Agora está explicado o motivo da defesa do discurso neoliberal do Leite. Até então o Cidadania cumpriu com louvor o papel de ser mero apêndice do neoliberal PSDB, com Freire dependurado no saco de Serra. Agora as coisas mudaram, sobretudo se o candidato for Leite, com a costura do indefectível Aécio Neves. Se não, vejamos. Eis a Coluna do Estadão de hoje: “PORTA ABERTA. Um dos argumentos usados pelos ‘aecis-tas’ em favor de Eduardo Leite nas prévias do PSDB é que, com ele como candidato ao Planalto, ficará mais fácil negociar fusões com outros partidos. Entre eles, o Cidadania.”

Responder

Marco Vitis

21 de outubro de 2021 às 20h29

GABRIEL: se existisse um Código de Ética rigoroso para exercer a profissão de jornalista, você estaria desempregado.
(1) Se Lula é tão fodão e vai ganhar as próximas eleições, então por que você faz propaganda contra Ciro Gomes ? Na Política, sr. “jornalista”, não se chuta cachorro morto.
(2) Ciro já cansou de repetir que não é contra o PT – um partido importante. Já citou nominalmente seu respeito por Tasso Genro, Olívio Dutra, Rui Costa etc. O governador do Ceará (você não tem o direito de não saber disso) é do PT e tem completo apoio de Ciro Gomes. Entenda de uma vez por todas: Ciro não é contra o PT; Ciro é contra o “lulopetismo corrompido” (ele já falou isso centenas de vezes). Entendeu ou não ? Lulopetismo CORROMPIDO !
(3) Sobre o “arrependimento pela luta CONTRA o impeachment de Dilma”, no dia seguinte Ciro gravou um vídeo corrigindo o que dissera no dia anterior. Ele não se arrependeu de ter defendido a Democracia. Mas você, que tem seu sustento escrevendo sobre Política, aparentemente não sabe disso. Ou sabe e maliciosamente mistura verdades com mentiras ? O que você é ? Desinformado ou apenas mais um propagandista do PT ?
(4) Por que você não faz uma martéria sobre os ataques contra a presidente da UNE, Bruna Brelaz, a primeira mulher negra a presidir a UNE ? Ataques racistas, misóginos, nazifascistas. Eu sei porque você não toca neste espinhoso assunto. Quem ameaçou, inclusive com violência física, a mulher negra que preside a UNE ? Os bolsonaristas? NÃO !!! Não foram os nazifascistas de Bolsonaro. Foram, ao que tudo indica, os mesmos que tentaram agredir fisicamente a Ciro na Paulista. E esse assunto, você como “jornalista” não pode abordar…

Responder

Duilio

21 de outubro de 2021 às 19h14

Os votos que Bolsonaro nao teve em 2018 e perdeu fisiologicamente durante o mandato em 2022 virao do NE.

Responder

André Ferreira

21 de outubro de 2021 às 16h45

Viraram puxa aacos de Lula. Ciro sempre foi primeiro lugar no Ceará com o mau caráter do Lula e tudo.

Responder

Alexandre Neres

21 de outubro de 2021 às 16h36

Meu caro Gabriel, eu peço desculpas, mas tenho que ser rude. Quando leio comentários menosprezando o povo do Ceará, Maranhão e Piauí, como o do Gilberto, destilando preconceito velado, meu sangue ferve. Não suporto vermes.

Dias atrás um outro, quando procuradores federais lotados no RN ingressaram com uma ação contra Sérgio Morto, começou a acusar os potiguares, desvelando sua falta de noção e de conhecimento acerca de que estar lotado lá não tem a menor correlação com o fato de ter nascido na terra, mas deixa entrever seu raciocínio tacanho e preconceituoso.

Sou Antifa. Com fascista e com verme não se dialoga, se combate.

Não é no Nordeste que está a base eleitoral do presidente mais despreparado, inepto, que cometeu crimes contra a humanidade em série. Vamos chamar as coisas pelo nome, sem eufemismos, perpetrou genocídio contra os povos indígenas. É no Sul maravilha, repleto de ideias nazistas, de um povo com dinheiro, não raro estudado, mas que é contra qualquer política inclusiva. Para manter o país excludente, recorrentemente invocam a corrupção e atacam a democracia. São europeus frustrados, sem nenhum gabarito, que vieram pra cá com uma mão na frente e outra atrás, formavam a escória do velho continente, obtiveram uma série de benesses do governo brasileiro e ainda têm a pachorra de criticar brasileiros que estavam aqui antes deles e não receberam o mesmo tratamento dispensado a eles. Inda se dão ao luxo de tachar os brasileiros de outras regiões de preguiçosos e de vagabundos.

Um bom exemplo do que falei é a República de Curitiba, que, em nome do combate à corrupção, corrompeu a Justiça, destruiu empregos e nossas indústrias competitivas, enfim, prestarando uma vassalagem vexatória ao Tio Sam.

Não tenho a menor paciência com essa elite do atraso que tem aversão ao povo, que não contribui em nada para que o país se desenvolva e se eduque, acham que essa gente não precisa de curso superior, só pensam em acumular e predar. Para manterem seus privilégios intactos, se aliam até a Bolsonaro, para impedir que o povo ocupe os mesmos lugares simbólicos que eles, pouco importando que as consequências para o país sejam desastrosas.

Que nojo tenho dessa corja!

Responder

William

21 de outubro de 2021 às 15h09

Acordem tontos: https://fb.watch/8NpBg9hrI1/

Responder

Tony

21 de outubro de 2021 às 15h07

Há quem acredita em pesquisas e quem acredita no que passa na frente dele: https://fb.watch/8NplN85RYa/

Cada um de nós acredita no que achar melhor.

Responder

Kleiton

21 de outubro de 2021 às 15h02

Basta ver a recepção que Bolsonaro tem quando viaja pro NE para perceber que as pesquisas servem menos que um sabugo de milho.

Lula sabe muito bem que a carreira política dele acabou faz tempo.

Responder

EdsonLuiz.

21 de outubro de 2021 às 14h43

“O discurso neoliberal de Leite”?

O que é um discurso neoliberal? Estaria tratando “neoliberal” no seu significado como teoria econōmica, que ė ferramenta importante e largamente conhecida por bons economistas e utilizada para resolver os problemas aos quais se aplica? Nesse sentido, o neoclássico, nunca tem aplicaçåo exclusiva, sendo sempre aplicada junto com propostas de solução de outras escolas de economia; estaria tratando neoliberal no seu significado pejorativo? Nesse sentido pejorativo, usado em forma de deboche, pode significar a captura do Estado por fisiológicos ou populistas para favorecer a acumulaçåo privada, mas assim nunca ė uma política de governo (sėrio) e sim um interesse de grupo predatório, aliando políticos e empresários. No Brasil, o caso mais recente de seu uso, nesse sentido pejorativo, foi nos governos PT, favorecendo empresários nos setores de portos, aeroportos, grandes empreiteiras (OAS, Oderbrecht,…), estaleiros, setor de petróleo (Ike Batista), setor de proteínas (JBF, Joeslei Temer Ignäcio da Silva Neves) e outros. Nesse sentido pejorativo o significado é completamente diferente de seu significado como ferramenta econômica; ou está sendo usado o termo neoliberal apenas com o objetivo de xingar, já que no imaginário de fanáticos políticos ditos ‘de esquerda’, em seu dualismo maniqueísta, o termo ‘neoliberal’ foi estigmatizado para representar o demônio?

O governador Eduardo Leite aplicou diversas políticas para sanear o Estado do Rio Grande do Sul, virtualmente fracassado por polícas erradas irresponsäveis de seus vários antecessores, principalmente irresponsáveis do MDB e PT. O Rio Grande do Sul, assim como a maioria dos Estados Brasileiros, continua em situaçåo financeira bem precária, mas jä consegue respirar depois do saneamento feito pelo Governo Eduardo Leite.

O que surpreende é Eduardo Leite ser um governador tão jovem, tendo pouco mais de 35 anos, ter assumido um Estado bastante quebrado e, em três anos, ter conseguido uma boa recuperação das consequências danosas de gestões anteriores.

Responder

Gilberto

21 de outubro de 2021 às 13h36

estado que junto com Ceará e Maranhão tende a formar uma espécie de “tríplice eleitoral lulista” em 2022.

Que forçação hein!!!
Mais um da turma que só quer que Lula rivalize com Bolsonaro
a briga de paixão e ódio… e nada, nada de projeto.. a não ser o de poder

Responder

    André Ferreira

    21 de outubro de 2021 às 16h46

    Certíssimo..esse site virou puxa sco de Lula

    Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?