Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Lira terá 24 horas para explicar celeridade na votação da PEC dos Precatórios, ordena STF

Por Redação

07 de novembro de 2021 : 08h33

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber deu um prazo de 24 horas para que o presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP-AL) explique a celeridade pouco usual da Casa durante a votação que resultou na aprovação em 1° turno da PEC dos Precatórios. A votação foi na noite da última quarta, 3, e foi aprovada com 312 votos “sim”.

No despacho, Weber ordena que “às autoridades impetradas, a fim de, querendo, prestem as informações que reputarem pertinentes, antes do exame do pedido de medida liminar”, levando em consideração a “alta relevância do tema”.

Rosa Weber e outros ministros da Suprema Corte também estão na cola do presidente da Câmara devido a liberação de emendas do relator pertencentes ao chamado “orçamento secreto”.

Na prática, são acordos informais que permitem a presidência da Casa liberar verbas bilionárias para que os deputados possam votar favorável as propostas encaminhadas pelo Governo. Weber atendeu ações protocoladas pelo PSOL na Suprema Corte que questiona a legalidade e a lisura das atitudes de Lira.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Saulo

07 de novembro de 2021 às 22h31

O papel de um STF é pedir explicações sobre a celeridade de uma votação…?

É normal isso nesse fim de Mundo ?

Responder

Daniel

07 de novembro de 2021 às 22h29

Explicar a celeridade….kkkkkkk

Explicar a demora eu já tinha visto mas explicar e celeridade é a primeira vez…

Como diz um amigo meu…”o problema do Brasil é que tem brasileiros demais”.

Responder

carlos

07 de novembro de 2021 às 14h13

Eu nunca vi o judiciário pautar temas de auta relevância, nem o legislativo nem o executivo tudo são corporações, exemplo: está lá no judiciário a revisão da taxa referencial do fgts, e ninguém do judiciário, legislativo e executivo estão preocupados, o deputado federal ou algum outro deputado deveria estarem lutando para que eles pautem esse assunto que se arrasta há uns cinco anos, e ninguém faz nada.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?