Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Foto: Ricardo Stuckert

Análise da pesquisa Modal Mais/Futura: Lula amplia vantagem em segundo turno

Por Gabriel Barbosa

16 de dezembro de 2021 : 14h11

Esta semana foi publicada a pesquisa Modal Mais/Futura Inteligência, uma relevante pesquisa de intenção de voto, mas que passou meio despercebida em virtude do levantamento divulgado pela Ipec (ex-Ibope), que é presencial e mais conhecida.

Mas não queremos deixar a pesquisa Modal Mais/Futura passar em branco, até porque se trata de um trabalho muito bem feito, e que traz números estratificados que ajudam a entender a dinâmica do eleitorado.

Vamos analisar quadro a quadro!

No cenário 1 da estimulada, a situação é a seguinte: o ex-presidente Lula mantém seu favoritismo apesar da margem ter diminuído em relação a Jair Bolsonaro que registrou 30,6% das intenções de voto. Na parte de baixo da tabela, Sérgio Moro vem mostrando que entrou na disputa para ocupar de vez a terceira colocação.

Com menos de 40 dias na corrida eleitoral, Moro assumiu o lugar que era ocupado por Ciro Gomes (PDT), que agora ocupa a quarta colocação com 6,4% e fica embolado com o governador de São Paulo João Doria (PSDB) que foi mencionado por 3,3% dos entrevistados.

Na pesquisa espontânea, considerado o indicativo mais importante em pesquisas feitas a um tempo considerável da eleição, por apontar melhor o grau de decisão do eleitor e de conheciento do candidato, os resultados são excelentes para Lula que já entra na disputa com o piso de 33,2% das intenções de voto. Com esse índice, o petista carimba seu passaporte para o segundo turno.

Por outro lado, a pesquisa também mostra que, apesar de liderar um governo desastroso em todas as áreas, Bolsonaro aparece firme, com 29,3%. 

Já nos dados estratificados do cenário 1 da pesquisa estimulada, chamam atenção os seguintes pontos:

Sergio Moro tem 21,4% entre os eleitores ricos, ou seja, com renda familiar acima de 10 salários míninos. O ex-juiz está bem acima de Ciro Gomes que registrou apenas 9,7% neste segmento, mas ainda assim o pedetista registra seu melhor índice nesse segmento. Ainda entre os mais ricos, o primeiro lugar está reservado para Bolsonaro, que apesar de patrocinar um desmonte na economia, tem 31% de preferência dos ricos. Enquanto isso Lula marca presença com 26%.

Olhando os dados estratificados por região do cenário 1, os destaques são que Lula ganha de Bolsonaro no Sudeste, com 34% X 31% e os dois principais candidatos empatam no Sul, ambos com 32%. Bolsonaro ganha no Centro-Oeste, com 37% versus 28% de Lula.

O ex-presidente ganha fôlego no Norte com 42% contra 30% de Bolsonaro, e no Nordeste, a fortaleza eleitoral é de 48% para Lula ante os 27% de Bolsonaro. Já Sergio Moro ganha de Ciro em todas as regiões, com exceção do Nordeste, embora quase empatando na margem de erro: 5% X 8%. No Sul, Sergio Moro já tem 16%, contra 5% de Ciro.

Baixe a íntegra da pesquisa aqui.

Nos cenários de segundo turno, é possível verificar que o ex-presidente Lula ampliou sua vantagem, indo para 50,8% dos votos contra 37% registrados por Bolsonaro. O líder progressista também vence seus outros adversários com folga.

Nos dados estratificados, destacam-se o desempenho de Lula no Nordeste com imbatíveis 60,6%. O menor índice ficou na região Sul com 42,3%. O ex-presidente também se saiu bem entre o eleitorado feminino com 55,1% e no eleitorado de baixa renda que ganha até um salário mínimo, com 56,5%.

Os dados reforçam a tese de que a candidatura de Lula tem uma fortíssima popular,  com propostas que devem atender prioritariamente as classes baixas, como geração de empregos, assistência social e o combate à fome.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?