Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação

Biden manda delegação a Venezuela

Por Redação

06 de março de 2022 : 09h08

Neste domingo, 6, o jornal New York Times revelou que o presidente dos EUA, Joe Biden, enviaram autoridades de alto escalão do país para a Venezuela para se reunir com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

De acordo com o periódico, a viagem faz parte dos esforços do governo norte-americano de “separar a Rússia de seus aliados internacionais restantes em meio a um crescente impasse sobre a Ucrânia”.

Vale lembrar que os Estados Unidos romperam as relações diplomáticas com a Venezuela e fecharam a embaixada em Caracas ainda durante o governo Trump, em 2019.

“Quando os EUA e seus aliados começaram a considerar sanções às exportações russas de petróleo e gás para punir o país pela devastação causada na Ucrânia, vozes proeminentes afiliadas aos dois principais partidos políticos americanos apontaram a Venezuela como um potencial substituto”, aponta o jornal.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Francisco*

06 de março de 2022 às 19h00

Uai!

O presidente da Venezuela não era o Guaidó?

Quando que a embaixada americana decidiu credenciar e eleger o ‘ditador’ Maduro no lugar de Guaidó?

Por essa e por outras que desanda um tanto quanto esquisita a coisa, depois das ‘sanções nucleares’ decretadas pelas ‘nações do bem’, pelo ‘bem’ da Ucrânia.

Não bastasse a reabilitação de Maduro, de bandido pra mocinho, o até ontem chamado ‘grande satã’, o demoníaco Irã, agora é procurado por Biden, pra retomada do acordo nuclear, como prova de admiração e muito carinho.

E temos ainda o ‘batalhão da mídia do bem’, sincronizadíssima’, a ‘informar’ como sendo ‘nacionalistas ucranianos’ os componentes neonazistas do ‘batalhão de Azov’, cercados em Mariupol, e só para não variar, mantendo civis como escudos humanos, ao não permitirem que saiam pelo corredor humanitário estabelecido.

Enquanto isso o presidente talk showlensky, via plantão permanente do batalhão da mídia do bem, além de pedir pela terceira guerra mundial, via exclusão aérea, ‘informa’ que os russos bombardearam e destruíram o aeroporto de Vinnytsia, esquecendo, disfarçado com o obsequioso silêncio da não curiosidade do batalhão da mídia, de informar ao fissurado distinto público, um simples e insignificante detalhe complementar, o quartel-general da Força Aérea Ucraniana tem por base exatamente o aeroporto de Vinnytsia, bombardeado e destruído pelos russos.

Responder

nilo waltter

06 de março de 2022 às 12h05

Correndo atras do gas e petroleo venezuelano. EUA nao possui condições de abastecer EUROPA .
Maduro , nao vá trair a Rússia . Faça negocio , mas nao renegue os russos.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Maranhão O Xadrez para Governador do Rio Grande do Sul O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro