Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação

Artigo – Militares apurados têm de apurar tudo

Por Redação

30 de abril de 2022 : 09h53

Por Gilberto Maringoni

O ilustre presidente Jair Bolsonaro sugeriu, num discurso em Palácio, que os militares participem da apuração das eleições de outubro. Ótima ideia!

O mais alto mandatário afirmou o seguinte:

“Quando encerra eleições (sic) e os dados chegam pela internet, tem um cabo que alimenta a ‘sala secreta do TSE’. Dá para acreditar nisso? Sala secreta, onde meia dúzia de técnicos diz ‘quem ganhou foi esse’. Uma sugestão é que neste mesmo duto seja feita uma ramificação, um pouco à direita, porque temos um computador também das Forças Armadas para contar os votos”.

Até aqui não se sabia que um cabo levaria os dados até uma sala secreta do TSE. Quem acompanha o cabo? Um soldado? Estariam os dois a caminho de fechar o STF, quando foram chamados para fazer um frila, transportando votos eletrônicos? Ignora-se.

Pelo sim, pelo não, trata-se de decisão sábia, uma vez que a Ciência, após exaustivos estudos, ainda não descobriu a serventia exata das Forças Armadas brasileiras. Elas foram alocadas em ministérios, em funções de chefia, e em 8 mil cargos na Esplanada e a utilidade de tão brioso corpo ainda é desconhecida para a Nação. As pesquisas continuam.

Mas a sala secreta dos militares há de ser bem estruturada.

Deve-se começar com o cardápio, pois ninguém é de ferro. Quilos e mais quilos de camarão e picanha, regados a bons vinhos! Aliás, depois do general de pijama, o governo criou o posto de general de picanha. Gente de escol como nossos altos oficiais não podem ser tratados como cidadãos de segunda linha.

Quem deverá ser chamado para efetuar a contagem, checagem dos votos e respectiva proclamação de resultados? Tenho sugestões.

O primeiro, naturalmente, é Queiroz. O ex-policial militar conta de cabeça, sem calculadora, até 89 mil fácil, fácil. É talhado para o posto.

O general Heleno deve apenas dar apoio. Como até o reino mineral tem conhecimento, nosso valente homem das casernas se atrapalha um pouco para contar até 39. Se na contabilidade entrar 1 avião presidencial e 1 viagem à Espanha, a coisa embanana.

Temos o honorável general Pazuello, especialista em logística. Ele pode se confundir entre os votos de Aracaju e do Amazonas, mas sabe contar até 350 mil, sem vacina. Homem certo na função certa. Um vota e outro obedece!

Coronel Élcio Franco, figura discreta, some quando precisa e aparece quando não precisa. Ideal para garantir a lisura da apuração.

O astronauta! Homem do Ministério da Ciência e Futurologia, poderá entrar na sala como entra numa nave espacial ou num ministério, sem saber absolutamente o que está acontecendo.

O popular general Ramos dirá que não tolerará votos que ofendam as Forças Armadas, como por exemplo aqueles dados a Lula.

General Braga Netto, o homem da intervenção no Rio. Será vice de alguém que estiver apurando e interventor quando se precisar de intervenção. Poderá proclamar os resultados com vozeirão de ordem do dia, mantendo o mesmo compromisso com a verdade factual que demonstrou ao redigir a notável nota sobre o golpe, digo revolução, de 1964.

Desconhecem-se até aqui os efeitos que os carregamentos de viagra, próteses penianas e gel lubrificante – necessidades vitais de nossas Forças – terão nos excitantes trabalhos de supervisão das apurações. Pouco importa. Como diz o presidente, a sala será secreta e o sigilo será absoluto.

Aliás, apuradas as urnas, a depender dos resultados, ventila-se que estes serão mantidos em sigilo por 100 anos.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Querlon

01 de maio de 2022 às 11h25

Força e Honra Marangoni…a democracia ta aì para todo mundo…é sò aceitar que doi menos !! kkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Paulo

01 de maio de 2022 às 01h16

Para a esquerda, o único grande defeito das FFAA brasileiras é não terem sido cooptadas pelo ditador esquerdista da hora, como na Venezuela. Não que inexistam problemas…Concordo com o mau exemplo do Viagra, pra citar apenas um…

Responder

carlos

30 de abril de 2022 às 11h49

Se as forças armadas do Brasil, se posionarem e apoiarem o bolsonaro, e os Estados Unidos, protegerem bolsonaro, aí onde entra China, Rússia e koreia, aí o negócio vai ferver para as forças armadas brasileiras. Por isso é melhor proteger o povo brasileiro.

Responder

Zulu

30 de abril de 2022 às 10h46

No dia 2 de Outubro Vc saberà para que servem os carregamentos de viagra e proteses penianas das forças armadas…kkkkkkkkkkkkkkkke

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Maranhão O Xadrez para Governador do Rio Grande do Sul O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro