Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Ricardo Stuckert

Lula amplia liderança entre mulheres e jovens

Por Miguel do Rosário

04 de maio de 2022 : 16h13

Lula permanece estagnado. Estagnado na liderança.

Nova pesquisa divulgada hoje, do Paraná Pesquisas, mostra que o ex-presidente Lula não caiu, nem na espontânea nem na estimulada. 

Não perdeu voto no primeiro turno.

Não perdeu votos no segundo turno.

Na espontânea, Lula oscilou positivamente um ponto, para 27,6%. 

Bolsonaro, por sua vez, cresceu 2 pontos na espontânea, para 25,2%.

Lula e Bolsonaro estão tecnicamente empatados na espontânea.  A vantagem de Lula sobre Bolsonaro, no entanto, tem sido pequena desde o início do histórico. O eleitor de baixa renda e pouca instrução é tradicionalmente mais indeciso na espontânea. Na estimulada, todavia, ele é tão decidido como os eleitores mais instruídos.   

Ciro está cada vez mais longe de uma vaga no segundo turno, pois a sua distância para Bolsonaro ampliou-se para 23 pontos na espontânea. O pedetista pontuou apenas 2%, ainda muito longe dos 10% que o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, avaliou que seja o patamar a partir do qual o seu partido cogitaria apoiá-lo.

 

Na estimulada, Lula também não perdeu voto. Manteve os seus 40%. Mas sua vantagem sobre Bolsonaro, que já foi de 11 pontos em fevereiro, agora é de apenas 5 pontos. 

Bolsonaro cresceu 2 pontos em maio, aparentemente herdando votos de Moro, e hoje tem 35%.

Ciro Gomes ganhou 2 pontos, mas voltou aos mesmos 7% que tinha em março. Sua situação, todavia, se deteriorou porque sua distância para Bolsonaro  é a maior desde o início da pesquisa, 28 pontos. 

Outros nomes estão completamente fora do jogo. 

 

A pesquisa também trouxe cenários de segundo turno.

No principal deles, um embate entre Lula e Bolsonaro, o petista venceria com uma diferença de 7 pontos: 46% X 39%. Não há alteração expressiva desse quadro nos últimos meses.

O petista venceria Bolsonaro em todas as regiões, com exceção do Sul. 

Bolsonaro venceria entre homens com uma vantagem de 4 pontos, mas Lula está quase 20 pontos à frente junto às mulheres. 

Num eventual segundo turno entre Ciro e Bolsonaro, haveria empate.

Num embate entre Lula e Ciro no segundo turno, o petista venceria com 22 pontos de vantagem. 

 

Conclusão

O crescimento de Bolsonaro se deu principalmente entre o eleitorado evangélico e no Sudeste. O presidente cresceu de 43% para 47% entre evangélicos em abril, no cenário 1 para o primeiro turno.

No Sudeste, Bolsonaro tinha 34% e agora tem 38%. 

Lula, por sua vez, continua avançando entre as mulheres, o que parece ser o seu principal trunfo nessas eleições.

No simulado de segundo turno, a vantagem de Lula entre mulheres cresceu de abril para maio, de 16 para quase 20 pontos: 51% X 32%.

Entre eleitores jovens, com até 24 anos, Lula também segue crescendo.

Em abril, o petista vencia Bolsonaro nesse segmento por 53% X 34%, 19 pontos de diferença. Em maio, Lula avançou para 56% entre jovens, e Bolsonaro caiu para 30%, de maneira que a vantagem de Lula agora é de 26 pontos. 

 

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Galinzé

04 de maio de 2022 às 18h04

Um jornalismo isento diria que Bolsonaro ganhou mais 1% no último mês e 6% desde fevereiro.

Responder

Fanta

04 de maio de 2022 às 17h32

O que tinha de jovens e mulheres no Pacaembu domingo não foi brincadeira viu…kkkkkkkkkkk

Nem pra ver a Daniela Mercury de Graça.

Responder

Ugo

04 de maio de 2022 às 17h30

O balanço é -6% em 2 meses.

Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil