Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Divulgação/MPF

Lava Jato: STJ reabre processo do TCU que cobra quantia milionária de Deltan Dallagnol

Por Redação

25 de junho de 2022 : 17h23

Neste sábado, 25, o ministro e presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, anulou  a decisão da Justiça do Paraná que suspendia o processo movido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) que cobra de Deltan Dallagnol e outros membros da Lava Jato a quantia milionária que pagou as diárias e viagens durante a operação.

Vale lembrar que a investigação foi suspensa no início de junho pelo juiz Augusto César Pansini Gonçalves, da 6.ª Vara Federal de Curitiba. Na época, o juiz alegou que o processo do TCU era “ilegal”.

Mas de acordo com Martins, esses membros da extinta força tarefa causaram “lesão à ordem pública”. É bom ressaltar que o processo do TCU cobra de Deltan o valor de R$ 2,8 milhões.

No despacho, o presidente do STJ escreveu o seguinte:

“Explicite-se que está caracterizada a lesão à ordem pública na medida em que a decisão judicial impugnada, sem a demonstração inequívoca de ilegalidade, obstou o trâmite e o pleno funcionamento autônomo e independente da atuação fiscalizatória do Tribunal de Contas da União, (…) [que] está a realizar legitimamente a averiguação de eventual irregularidade na gestão administrativa da Operação Lava Jato com relação aos custos financeiros de viagens institucionais e diárias dos membros do Ministério Público Federal, integrantes de dita força-tarefa”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Carlos

26 de junho de 2022 às 13h29

Esse elemento, incompete saia por aí divulgando, e fazendo propaganda nos programas de rádio e TV, sim agora o Conselho de magistratura investigar e condenar por falsicar documento sendo que nunca teve atuou em um processo, beach Park em Fortaleza ele veio uns 4 dias daqui foi pra Noronha.

Responder

Gerson

26 de junho de 2022 às 11h20

Quanto Pallocci levou? Se você é testemunha de tal fato deveria contar à Justiça. Por outro lado, não se deve relativizar a Justiça. Se Pallocci levou, que pague. Se Dallagnol levou, que pague. O TCU tem jurisdição sobre a fiscalização contábil, administrativa e financeira de qualquer órgão dos Três Poderes da República, incluídos o MPF e os tribunais federais. Isso não é um capricho político.

Responder

Alexandre Neres

26 de junho de 2022 às 10h47

Por que o STF não permitiu que a Fundação Dallagnol botasse a mão nos R$2,5 bi egresso dos EUA?

Apesar de sediada na República de Curitiba, a competência da Liga da Justiça era o Brasil inteiro, quiçá o mundo, com a ajuda do Departamento de Estado estadunidense, conquanto os atos indeterminados não tivessem qualquer vinculação com a Petrobras, como bem acentuou o marreco com sua bela dicção.

Jovens ricos, brancos, provincianos, oriundos de famílias tradicionais do Paraná, infestaram essas corporações, a despeito de sua falta de formação, pois ficaram anos a fio estudando bancados pelos papais e desconhecem a sociedade em sua volta, dispuseram de dinheiro público ao seu bel-prazer sem amarras para viajar a rodo, ganhar diária nas cidades onde residiam, produzir PowerPoint e denúncias capengas, conforme elucidou a Vaza Jato.

Responder

Sergio Furtado Cabreira

26 de junho de 2022 às 07h22

Ora direis, ouvir estrelas.
Ao Servidor Público não cabe criar circunstâncias para se locupletar às custas do Erário Público, leia-se “bolsa da viúva”! Quando o narcisismo e o hedonismo doentio e picareta assumem as rédeas do sistema, é isso que acontece! Deltanzinho é apenas outro Pastor Evangélico corrompido até a medula. Agora, cumpre seu destino por se lambuzar na sordidez do uso indevido do Poder do Estado, à revelia da Constituição e das leis básicas da humanidade. Em tempo: Cobriu-se de bens e riqueza, aos quais terá que despir-se logo, logo.
É o destino dos TORPES E SÓRDIDOS… CHAFURDAR NA LAMA!

Responder

Dudu

25 de junho de 2022 às 21h56

É o famoso Bruno Dantas, o ministro do TCU que estava no jantar do saidão de Natal com Lula, Renan Calheiros e comparsas…

No mesmo jantar onde saíam frases de advogados como essas: Se a corrupção já aconteceu o que adianta condenar ?”.

Esse é o ambiente podre, a terra fértil para bandidos onde Lula e Cia pintam e bordam, acharam uma brecha tempo atrás, viram que não aconteceu nada e foram com tudo.

O crime funciona desse jeito, se abrir uma brecha entra com mão, braço e o resto do corpo… não é a toa que o Brasil é a tragédia que é, tudo tem um porque.

Responder

Paulo

25 de junho de 2022 às 19h01

Quantia milionária? Provavelmente legais, essas diárias, pois a Lava-Jato era uma operação normal em curso no MPF do Paraná e descabe ao TCU opinar politicamente, criando embaraços aos procuradores que atuaram na operação. Garanto uma coisa: perto do que Palocci levou, é café pequeno…

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina