Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Divulgação/TSE

Por unanimidade, ministros do TSE decidem pela proibição de armas em seções eleitorais

Por Redação

31 de agosto de 2022 : 10h38

Na noite desta terça-feira, 30, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu por 7 votos a 0 pelo proibição de armas em seções eleitorais. A Corte atendeu ao pedido feito pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

A decisão inclui policiais armados que deverão manter distância de 100 metros da seção e só podem se aproximar do local de votação se forem solicitados por uma autoridade eleitoral. O objetivo é coibir qualquer tipo de coação de votos no dia do pleito.

O ministro e relator do pedido, Ricardo Lewandowski, lembrou que o país passar por um quadro de escalada na violência política. O magistrado também fez críticas as autoridades que atacam as instituições com o pretexto de “defender a democracia e a liberdade”.

Já o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, afirmou que o porte de armas no votação pode configurar crime eleitoral e ser enquadrado no porte ilegal. Vale lembrar que, nos últimos dias, o tema foi debatido por Moraes com os comandantes-gerais das PM’s.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário