Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

O encontro de Garotinho com blogueiros

Por Miguel do Rosário

14 de fevereiro de 2014 : 19h06

É bom sair da toca de vez em quando e conhecer o mundo e as pessoas. Por iniciativa do Fábio Lau, do site Conexão Jornalismo, e do núcleo fluminense do Barão de Itararé, iniciamos uma série de entrevistas com candidatos ao governo do estado. O primeiro a topar foi o deputado federal Anthony Garotinho, que lidera isoladamente as pesquisas de intenção de voto.

No último Datafolha, divulgado em dezembro do ano passado, Garotinho tinha 21% num cenário e 24% em outro. Sua candidatura é muito consolidada na terceira idade, uma faixa extremamente importante no estado, onde ele tem 30% dos votos. Os segundos colocados tem apenas 10% nesse segmento. Mas Garotinho também é bem forte  entre os mais jovens, com 16 a 24 anos, onde ele tem 26% das intenções, contra 17% do segundo colocado (Lindbergh, do PT). A força eleitoral de Garotinho reside sobretudo nas camadas mais humildes da população.

ScreenHunter_3300 Feb. 14 17.55

 

Alguns poderosos do Jardim Botânico devem ter ficado com as orelhas vermelhas durante o papo.

De um lado, blogueiros independentes, o novo terror da mídia corporativa, além da presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro, Paula Máiran, assumida militante do PSOL.

A nova gestão do sindicato não quer mais saber de “parceria” com os patrões. “Eles são nossos adversários, porque querem ganhar mais e nos pagar menos; a gente quer que eles nos paguem mais e, portanto, que ganhem menos”, explica ela.  Não preciso dizer que ela está apanhando que nem gente grande de Globo e Veja.

Do outro lado, o político brasileiro que mais bate na Rede Globo.

Garotinho afirmou (e provou) ler diariamente o Cafezinho, e conversamos amigavelmente por quase uma hora. Nada como ter um adversário em comum para estabelecer uma boa relação.

“A relação que tenho com a Rede Globo é muito franca. Eles não gostam de mim. Eu não gosto deles”, afirmou o deputado.

Garotinho lembrou que após a Globo ter decretado a sua “morte política”, ele foi eleito deputado federal com mais de 700 mil votos, ou seja, obteve mais votos que o segundo, terceiro, quarto e quinto lugares somados.

Minha trajetória como blogueiro é longa. Lá se vão quase 15 anos de blogosfera política. Nesse tempo, já bati muito em Garotinho, em outras épocas, porque achava-o excessivamente apegado a preconceitos conservadores, de um lado, e sectário na relação com Lula.  Na questão do conservadorismo, mantenho minhas críticas. No que tange ao sectarismo, o próprio Garotinho já mudou um pouco. Tanto que ingressou na base governista e está negociando com Rui Falcão, presidente do PT, um possível apoio à presidente Dilma em 2014.

De qualquer forma, como deixar de admirar um deputado que faz um discurso assim? Eu mesmo editei o vídeo abaixo, para ficar mais curto e impactante. Quem dera se tivéssemos mais meia dúzia de parlamentares com a mesma coragem para enfrentar o monopólio da mídia!

Destaco o trecho em que Garotinho observa que a Globo deveria prestar esclarecimentos à Comissão Nacional da Verdade, em função da manipulação que fez na cobertura das Diretas Já.

Garotinho nos contou vários podres da platinada, que teve a oportunidade de conhecer em sua experiência como governador. Explicou que a emissora não vive só da comunicação. Ela tem empresas em vários ramos da economia, diz ele, e usa o seu jornalismo para chantagear políticos e manter e ampliar seus negócios. Garotinho se negou a prorrogar contratos entre o governo do Estado e empresas ligadas à Globo, o que lhe transformou, segundo ele, em inimigo número 1 da família Marinho.

O deputado disse que ainda tem um arsenal pesado guardado contra Sérgio Cabral. Lembrou que vinha fazendo denúncias há tempos contra Cabral em seu blog, e nada saía na grande imprensa. Só quando divulgou o vídeo do guardanapo, é que a coisa saiu do controle e não se pode mais conter a avalanche de notícias negativas contra o governador.

É divertido pensar que os três candidatos que lideram a corrida para o governo do Estado são negativos para a Globo. De um lado, Garotinho, que já bateu tanto na Globo, que dificilmente teria como voltar atrás. Nem me parece de seu feitio fazer isso. Em segundo lugar, Lindbergh, que é do PT, e não precisamos lembrar a relação tensa entre PT e Globo a nível nacional. Empatado com Lindbergh, temos Crivella, sobrinho de Edir Macedo, dono da Record, que além de ser o inimigo mais fidagal da família Marinho, é o concorrente mais feroz da Vênus na tv aberta.

Pezão, a meu ver, já era. A popularidade de Cabral continua caindo, e ele dificilmente encontrará forças para subir. E isso apesar da máquina monstruosa de propaganda do governo. Segundo Garotinho, a empresa que comanda as relações públicas e assessoria de imprensa do estado, tem dezenas de jornalistas no bolso, dentro das redações de grandes revistas e jornais. As matérias sobre Cabral frequentemente saem prontas da assessoria, direto para as páginas dos impressos.

Garotinho se mostrou entusiasmado com qualquer projeto que possa quebrar o monopólio da mídia. Lembrou ainda que os governos tem poder discricionário para anunciar onde quiserem.

Daqui a pouco a gente divulga, aqui mesmo nesse post, uma entrevista em vídeo que fizemos com o deputado. Dê uma atualizada no post dentro de alguns instantes. Por enquanto, só tenho uma foto, para provar que realmente estivemos com ele.

unnamed (1)

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Anônimo

15 de fevereiro de 2014 às 14h28

Miguel este garotinho é um demagogo de primeira, fez um péssimo governo no Rio depois na sequencia entrou a esposa que completou o atraso,mas se algum politico faz parte da base do governo vira Santo, este Sr. é o pior que pode acontecer para o Rio de Janeiro. Realmente nosso sistema politico esta engessado e sem renovação, só tem assombração. Os cariocas não merecem esta praga novamente.

Responder

Décio

15 de fevereiro de 2014 às 13h13

Parabéns, caras-de-pau. É a cara de vocês aparecer ao lado do GAROTINHO. Quando ele for preso, façam uma vaquinha também.

Responder

Celso Orrico

15 de fevereiro de 2014 às 11h26

a Globo tá no sal, 3 candidatos ao Governo do Rio são contra ela..e um deles será eleito eu espero que o Lidinberg consiga ir pelo menos para o segundo turno pq Garotinho e a mulher mandando no Rio novamente não dá..

Responder

Pedro Gomes

15 de fevereiro de 2014 às 05h12

Rubens Alexandre Ferreira = fake

Responder

Diego Rafael

15 de fevereiro de 2014 às 04h27

Garotinho tem artilharia de 1a contra o lado negro da força

Responder

Rubens Alexandre Ferreira

15 de fevereiro de 2014 às 01h56

Hahhahaha…Garotinho e seus ‘pivetinhos’ de aluguel!

Responder

Rodrigo Correia

15 de fevereiro de 2014 às 01h00

Independentemente da Globo, esse tal de Garotinho representa o pior do pior na política. Eu teria VERGONHA de participar de qualquer coisa ao lado desse sujeito. O inimigo do meu inimigo NÃO é necessariamente meu amigo e esse certamente é meu inimigo e de qualquer um que queira uma cidade, um estado e um país melhor. Garotinho é o retrocesso, representante do que há de pior na política do Rio de Janeiro.

Responder

Relme Magno Vieira Dos Santos

15 de fevereiro de 2014 às 00h28

Pra torcer um braço do gigante “Globo”, eu acredito que o Garotinho topa essa luta. Vou torcer pele vitória dele esse ano.

Responder

Mônica Gonçalves

14 de fevereiro de 2014 às 22h18

Esse papel do Garotinho não é novo! Apenas mais uma de suas artimanhas para sensibilizar um eleitorado que ele não alcança.É o pior tipo de político! O morador de Campos dos Goytacazes o conhece muito bem. A cidade que arrecada mais de 1 bilhão em royalties por ano, padece no seu Governo. Fora, Garotinho!! Eu se fosse vc, tb ficava longe dele, o discurso é sempre muito sedutor…

Responder

Waldemar Júnior

15 de fevereiro de 2014 às 00h05

Sou fã dos blogs de esquerda, mas essa cia poderia ter sido evitada.

Responder

Thiago Luz

14 de fevereiro de 2014 às 23h55

porra , rosário! tem coragem de se deixar fotografar ao lado do garotinho?

Responder

paulo

14 de fevereiro de 2014 às 20h17

Só pelo simples fato de Garotinho ser adversário da Globo, tem a minha Também discordo de posturas conservadoras dele, mas a Globo é o maior entrave à real democratização do país. Força na briga, candidato!

Responder

Cleide Portella

14 de fevereiro de 2014 às 22h06

Curti pacarai!

Responder

Luiz Fernando Niquet Gonçalves

14 de fevereiro de 2014 às 21h58

O inimigo do meu inimigo, é meu amigo. Será?

Responder

Samuel Rodrigues

14 de fevereiro de 2014 às 21h40

Péssima companhia!

Responder

luiz Hamilton

14 de fevereiro de 2014 às 19h25

Marcelo crivella e sobrinho e não primo de edir Macedo.

Responder

    Miguel do Rosário

    14 de fevereiro de 2014 às 19h36

    Valeu, vou corrigir.

    Responder

Mariana Silveira

14 de fevereiro de 2014 às 21h22

A Globo fez um bom número de cariocas odiá-lo, particularmente não voto nele, mas até um alienado político sabe da perseguição a ele. Isto é fato.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?