Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Darwin versus Criacionismo

Por Miguel do Rosário

04 de setembro de 2014 : 14h59

creationism3


Ontem, um coordenador de comunicação da campanha de Marina Silva, Edson Barbosa, publicou um artigo na Folha  que deveria provocar calafrios de terror e indignação em todos os brasileiros com um mínimo de esclarecimento científico.

Barbosa respondia a um artigo, publicado no dia anterior, de Rogério Cezar de Cerqueira Leite, famoso físico brasileiro, que termina com uma declaração de anti-voto: “espero que Marina não ganhe esta eleição.”

O marinista rebate: “Marina acredita que o ser humano é uma criação de Deus; o professor Rogério Cezar e outros, idênticos a ele, acreditam que os seres vivos vieram de uma ameba, de uma gosma, da seleção natural (…)”

Como é que é?

A campanha de Marina irá ridicularizar a teoria da evolução das espécies de Charles Darwin, a maior conquista da ciência em milênios? Que permitiu salvar milhões, quiçá bilhões de vidas, e transformou o pensamento humano?

Todos os remédios produzidos no mundo, que salvam milhões de vidas diariamente; todos os estudos agronômicos, que permitem a produção agrícola em larga escala, matando a fome de bilhões de seres vivos; todos os avanços da ciência, da cultura e da tecnologia que vemos hoje derivam, de uma forma ou outra, de alguns pilares científicos que sustentam a vida humana em nosso planeta.

Um desses pilares é a teoria da evolução das espécies, de Charles Darwin, hoje comprovada por inúmeros estudos e pesquisas arqueológicas.

Aliás, vou comprar um exemplar da obra-prima de Charles Darwin, porque pelo jeito precisaremos dela nessa campanha.

A lenda de Adão e Eva é uma ficção literária. Linda, metafórica. O texto bíblico tem poesia, lições morais e profunda espiritualidade.

Sou um leitor voraz e apaixonado do Velho Testamento.

Mas daí a acreditar no criacionismo, há uma diferença tão grande como rir de um desenho do Pica Pau e acreditar que seja um documentário.

A própria Marina Silva tem sido deliberadamente ambígua quando trata do creacionismo. A “nova política” não rasga votos, e Marina tem força junto a fieis de igrejas fundamentalistas.

Aliás, Marina só ganha de Dilma entre os evangélicos. Entre católicos, na espontânea do Ibope divulgado ontem, Dilma tem 34% dos votos, contra 22% de Marina, no primeiro turno. No segundo turno, as duas estão empatadas entre os católicos, com 43% cada.

Em seu site, Marina tenta responder à pergunta sobre creacionismo. Em suas próprias palavras:

“Um jovem me perguntou o que eu achava de as escolas adventistas ensinarem o criacionismo. Respondi que, desde que ensine também a teoria da evolução, não vejo problema.”

Ela não faz qualquer defesa da teoria da evolução das espécies. E quando afirma que não é criacionista, faz apenas uma ressalva “técnica”. Mas não toma posição em favor da ciência.

Ora, a gente até entende que candidatos majoritários fujam da questão do aborto com evasivas.

Mas ser evasivo quanto ao criacionismo, aí já é demais.

Uma coisa é acreditar em Deus. Uma coisa é acreditar que Deus criou a vida. Muitos cientistas acreditam. Outra é negar a evolução das espécies. Isso me parece inadmissível.

Será que Marina vai propor um “plebiscito” para o país decidir se viemos ou não de Adão e Eva?

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

31 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Giovani Mocelin

06 de setembro de 2014 às 23h13

Foi tolice minha responder à trollagem (mineiro). Para os que quiserem conhecer inclusive com pdf de originais está disponibilizada a obra completa de Darwin aqui: http://darwin-online.org.uk Por que a posição de Marina em relação a ciência seria menos importante que aquela que ela sustenta em relação ao sistema econômico? Conhecer o papel que o ensino e formação de indivíduos nas áreas científicas tem no desenvolvimento de um país é fundamental, tanto quanto a discussão da independência do banco central. Marina já defendeu o ensino do criacionismo com o mesmo estatus de teoria científica ao lado do evolucionismo conforme nos informa Marcelo Leite na FSP de 27/09/2009, e com um link agora convenientemente desativado (:eoqha.net/criacionismo/111-entrevista-com-a-ministra-do-meio-ambiente-marina-silva). Todos estes aspectos tem relevância quando analisamos um candidato, principalmente quando ele usa como bússola norteadora das suas ações o fanatismo religioso.

Responder

    Anônimo

    11 de fevereiro de 2015 às 16h51

    SEU IDIOTA VOCÊ NÃO TEM ARGUMENTO PRA DISCUTIR NADA, POIS FALAR DO QUE NÃO CONHECER, VOCE DEVE SER UMA AMEBA ATÉ HOJE, POIS FOI CRIADO DE UMA AMEBA. ME RESPONDA PORQUE O MACACO CONTINUA DO MESMO JEITO E NÃO SE EVOLUIU ATÉ HOJE. E PORQUE AINDA TEM MACACO, NÃO ERA PARA TER MAIS MACACO E AINDA TEM… ME RESPONDA PORQUE AINDA TEM?OU VOCÊ AINDA É MACACO.

    Responder

      Marcelo Marques

      06 de maio de 2015 às 14h12

      Hahahahahahahahahaaa…
      Porque ainda tem macaco??
      Porque macaco continua do mesmo jeito????

      Simples, meu querido analfabeto cientifico, somos “primos” dos grandes símios…o Homem não é um macaco que “se transformou” em um ser humano, mas teve um ancestral em comum com os grandes primatas, apenas isso!!

      Uma pergunta pra você:
      Por que ainda tem “barro”???

      Percebeu agora como seu comentário é ridículo???

      Responder

Giovani Mocelin

06 de setembro de 2014 às 21h50

Imbecilidade é criar uma forma simplista e pejorativa da teoria da evolução para desqualificá-la. Esta idéia de que o homem descende do macaco, além de não ser original demonstra o baixo nível de conhecimento de quem a propõe como refutação da própria teoria. Lamento que este site permita este tipo de comentário que não debate idéias.

Responder

mineiro

05 de setembro de 2014 às 19h19

eu sou a favor das teorias cientificas aquelas que so traz beneficios as seres humanos e nao tem nada a ver acreditar em com teorias cientificas. isso é imbecilidade , porque quem sao contras os avanços da humanidade sao as religioes , essas sim quer que a roda gira ao contrario de tao atrasadas elas sao. e cada religiao apodero-se de um deus. eles nao querem nem saber dos ser humano e sim de poder e dinheiro, e usam o nome de deus para isso. voltando ao assunto das teorias cientificas , todas sao validas , mas a teoria imbecil do darwin de que o homem é vindo do macaco , que me desculpe é a coisa mais idiota , imbecil que eu ja vi. se nao existe deus , como a teoria disse , se o homem é originado do macaco , entao quem criou o macaco? manda o imbecil do darwin responder.

Responder

    Marcelo Marques

    06 de maio de 2015 às 14h17

    Ou seja…(tradução)
    Até você aparecer Darwin, eu era o “coroamento” de toda a criação…agora eu sou apenas mais uma espécie nesse mundo, igual a tantas outras…
    Estou de mal, não quero mais ouvir nada dessa teoria!! (tampa os ouvidos com as mãos e sai cantando lá,lá,lááááá, lá láááá…)

    Responder

Vixe

05 de setembro de 2014 às 12h21

A ignorância religiosa é recorrente no mundo.
Assistam esta palestra do astrofísico estadunidense Neil DeGrasse Tyson e veja o que líderes religiosos fizeram e fazem para manter o mundo no obscurantismo e na mais completa ignorância científica.
https://www.youtube.com/watch?v=fZKgDtw9WkA
Ativem a legenda em português, caso não saibam inglês.

Responder

Rodrigo Toledo

05 de setembro de 2014 às 13h41

“Eu acredito no criacionismo e me baseio em fatos”…quais fatos?

Responder

Vixe

05 de setembro de 2014 às 10h29

Marina é “criacionista”…
Se eleita, vai criar sérios problemas para os brasileiros…

Responder

    Yule Cristina

    05 de setembro de 2014 às 14h37

    Realmente marina é criacionista, a cada momento ela cria um projeto novo de governo para agradar os diferentes grupos de apoiadores.

    Responder

tom

05 de setembro de 2014 às 09h50

o homem não evoluiu do macaco , miguel, vc acredita nessa bobagem daquele ateu darwin ?

Responder

Felipe Rios

05 de setembro de 2014 às 02h54

Eu acredito no Criacionismo e me baseio em fatos. Isso não torna ninguém despreparado para governar um país. Ela é despreparada por conta de todos os outros motivos, isso dela acreditar ou não na teoria é irrelevante, jamais votaria em alguém apenas por isso, e jamais deixaria de votar apenas por isso.

Responder

    Paulo Guedes

    05 de setembro de 2014 às 15h47

    Concordo em todos os pontos contigo.
    O que está em jogo é muito mais que um debate Criacionismo x Evolução.
    Sou criacinista, como muitos milhões de outros brasileiros e não há obscurantismo ou demérito em nossa crença, mas minha concordância particular com Marina não me faz dela eleitor.
    O que me afasta de Marina é não só sua desastrada passagem pelo Governo de Lula e por conta daqueles que estão sempre a espiar por cima de seus ombros.

    Responder

Mauricio Gloria Martins DA Silva

05 de setembro de 2014 às 02h29

A seleção natural na evolução das espécies contou com diversos fatores como, por exemplo, a capacidade de adaptação do ser ao ambiente, as migrações de grupos que trabalhavam em conjunto e a capacidade de sobrevivência face às adversidades. De uma forma ou de outra deus será imortal enquanto houver gente que acredite nele,quanto a como ele se manifesta ou se manifestou fica a critério da interpretação de cada intelecto. Ao final das eleições finalmente saberemos a que caminho os fiéis conduziram o país e parece-me claro que existe no atual cenário eleitoral uma aversão à estagnação, ao continuísmo e à bravata de que dilma irá juntamente com o pt concluir tudo o que não fez em quatro anos em mais quatro. Ou seja 4-4=0. A seleção natural é impiedosa!!!!!

Responder

Marcelo

04 de setembro de 2014 às 19h56

Miguel,

Teorias científicas não podem ser comprovadas, podem apenas ser refutadas. Você pode dizer que “A Evolução das Espécies” até hoje não foi refutada, mas nunca dizer que foi comprovada. Um milhão de exemplos não confirmam uma hipótese, mas basta um único contra-exemplo pra refutá-la.

Se o criacionismo for encarado como teoria científica, ele é refutado por tantos argumentos que fica difícil escolher por onde começar. Por isso é que inventaram o “Intelligent Design”, que é uma versão moderna de criacionismo, mas igualmente refutada.

Abraços,
Marcelo.

Responder

Marcos Cardoso Silveira

04 de setembro de 2014 às 21h54

Viva legalização da Maconha! Ops. Blablabláosmarina vai fazer um plebicito pra isso também!

Responder

    Luís CPPrudente

    05 de setembro de 2014 às 18h05

    Como a messiânica Marina, a sinistra, está desdizendo tudo o que ela já disse na sua peça publicitária chamada de programa de governo, provavelmente ela se posicionará contra a legalização da maconha. Em compensação ela legalizará o direito do Banco Itaú e da famiglia Marinho sonegarem adoidado.

    Responder

Fabrício Cerradero DuBrasil

04 de setembro de 2014 às 21h39

e caim bla, bla, bla. moral bla, bla,bla…. danning krugger detected. as marinetes são dinossauros políticos. estão nesse debate até hoje… tenha paciência.

Responder

Roberto

04 de setembro de 2014 às 18h29

Nada a ver com eleições, mas…

Para mim, discutir criacionismo é uma perda de tempo tão grande quanto discutir se a Terra é plana, se o Sol gira em torno da Terra, etc.

Não sei o que me assusta mais, a energumenice da Marina ou a de seus eleitores.

Quanto a Deus (com “D” maiúsculo), é um genocida que deveria ser julgado por crimes contra a humanidade. Exemplos:

2 Samuel 8:2 – Davi executa dois terços da população da terra conquistada de Moab.
Levítico 26:21-22 – Ameaças de Deus contra os que não o obedecem.
Êxodo 31:14-15 – Pena de morte para quem faz qualquer trabalho que seja nos sábados.
Deuteronômio 17:12 – Pena de morte para quem desobedece representantes de Deus.
Ester 8:17 – Conversões por medo.
Deuteronômio 17:2-5 – Pena de apedrejamento para adoradores de outros deuses.
Jeremias 48:10 – Maldição sobre quem se recusa a MATAR em nome de Deus.
2 Samuel 12:11 – JAVÉ MANDA OS VIZINHOS ESTUPRAREM A ESPOSA DE UM DESAFETO.

Responder

Giovani Mocelin

04 de setembro de 2014 às 17h54

Prezado Miguel, infelizmente a distinção tão necessária entre crença e ciência encontra-se totalmente obliterada por uma discussão fora de hora e local. No momento político, questões de fé deveriam se circunscrever ao terreno do pessoal, do foro íntimo, do privado. Infelizmente, existem vídeos onde Marina Silva claramente postula, e vamos ser honestos, em escolas confessionais, o ensino do criacionismo ao lado do evolucionismo em aulas de ciência. Ela diz neste vídeo para um grupo, que os dois (criacionismo e evolucionismo) não foram devidamente comprovados e devem portanto ser colocados lado a lado em aulas de ciência. Ao contrário, o evolucionismo há muito encontrou e continua encontrando comprovação e apresentando evidências além da dúvida, que corroboram as hipóteses levantadas por Darwin e os seguidores. Em outras palavras, tem sido objeto de escrutínio e da ampla investigação em cada uma das hipóteses e apresentado evidências concretas e sólidas. Nunca, em nenhum caso, qualquer postulação criacionista sobreviveu ao método científico e nunca poderia ser colocado lado a lado em uma aula de ciências, como alguns pretendem querer ou insinuam que deveria acontecer. O criacionismo requer um salto de fé, requer a crença. O evolucionismo somente requer o método científico, responsável pelos avanços da humanidade.

Responder

Antonio Machado

04 de setembro de 2014 às 19h28

Um certo dia, eu com meus 10 anos de idade na dúvida de em quem deveria acreditar se nas aulas de Ciências que estudava na escola ou na Bíblia, fui questionar o Padre Católico de minha comunidade, afinal estava cursando a catequese, sua resposta eu nunca esqueci e la se vão 34 anos de sua lição, ele simplesmente me pediu para nunca mais misturar religião com a ciências estudadas pelos homens, pois era desnecessárias para o meu bem viver e não se misturava, falou também que a Bíblia era um livro escrito por homens que contava histórias e que a moral da história é que era o mais importante, portanto a minha compreensão deveria ser através desta moral e assim as sociedades teriam uma forma inteligente de se relacionar, seus ensinamentos ajudariam o inter-relacionamentos entre as pessoas. Ver esta discussão de hoje em dia me entristece principalmente nesta disputa entre quem vai governar o nosso país, afinal são questões pessoais e quem vai governar não deveria querer governar apenas para os seus e sim sem misturar politica com a Bíblia… Porem entregar um governo hoje em dia a alguém que não consegue ter a mente aberta para questões tão simples como esta? Afinal eu separei as duas coisas aos 10 anos, não seria uma temeridade realmente?

Responder

João Silva

04 de setembro de 2014 às 18h54

10.O Senhor disse-lhe: “Que fizeste! Eis que a voz do sangue do teu irmão clama por mim desde a terra. 11.De ora em diante, serás maldito e expulso da terra, que abriu sua boca para beber de tua mão o sangue do teu irmão. 12.Quando a cultivares, ela te negará os seus frutos. E tu serás peregrino e errante sobre a terra.” 13.Caim disse ao Senhor: “Meu castigo é grande demais para que eu o possa suportar. 14.Eis que me expulsais agora deste lugar, e eu devo ocultar-me longe de vossa face, tornando-me um peregrino errante sobre a terra. O primeiro que me encontrar, matar-me-á.” 15.E o Senhor respondeu-lhe: “Não! Mas aquele que matar Caim será punido sete vezes.” O Senhor pôs em Caim um sinal, para que, se alguém o encontrasse, não o matasse. 16.Caim retirou-se da presença do Senhor, e foi habitar na região de Nod, ao oriente do Éden. 17.Caim conheceu sua mulher. Ela concebeu e deu à luz Henoc. E construiu uma cidade, à qual pôs o nome de seu filho Henoc.

Responder

Marcos

04 de setembro de 2014 às 15h47

Mais grave é ela acreditar na independência do Banco Central!!!

Responder

    Yule Cristina

    05 de setembro de 2014 às 14h50

    Essa crença dela me preocupa muito mais do que ser criacionista ou evolucionista.

    Responder

João Silva

04 de setembro de 2014 às 18h45

O autor sagrado deixa bem claro no Gênesis, que a raça humana já existia, pois logo após caim matar abel, caim se junta a outras pessoas. Se caim era filho de adão e Eva, primeiro homem e primeira mulher, da onde surgiram essas outras pessoas que caim se juntou? Ciência e religião andam de mãos dadas quando a ignorância não prejudica a nenhuma das duas…

Responder

Alexandre Salles

04 de setembro de 2014 às 18h39

E a questão não é ridícula como VC quer fazer crer.

Responder

Alexandre Salles

04 de setembro de 2014 às 18h31

Ciência não é e nunca foi dogmática. Sua natureza muito pelo contrário é sempre questionar a realidade

Responder

Alexandre Salles

04 de setembro de 2014 às 18h29

Evolução é um fato criacionismo é uma crença e cada religião possui seus mitos da criação.

Responder

mineiro

04 de setembro de 2014 às 15h20

eu nao duvido das teorias cientificas , mas acreditar em deus em primeiro lugar. isso nao muda entre votar nessa ameba ou votar na dilma. a questao é usar o nome de deus para ganhar votos. e sera que essa sujeita acredita mesmo em deus? aliado , do malafaia , dos tucanalhas e o que a de pior na politica essa ameba acredita mesmo em deus. duvido , ela acredita é no poder.

Responder

Mariana Silveira

04 de setembro de 2014 às 18h14

Olha eu sou criacionista, creio que Adão e Eva não são lendas e sim, creio na semana literal da criação.

Mas esta discussão entre Evolucionismo x Criacionismo e para mim de uma idiotice sem par. Alguém realmente acredita que o criacionismo vai deixar de existir por que a ciência o rejeita? Claro que não. Criação e questão de fé. Quem crer vai escolher a uma das várias hipóteses que tem aí. Semana de sete dias, sete dias não literais, a primeira grande explosão pode ter sido o big Bang.

Ciência e hipótese e teoria, quebra e inovação de paradigma. Deus e revelação, não da para pega lo e colocá-lo no laboratório e dizer que ele e assim ou assado. O que pode saber sobre ele esta revelado em Sua própria palavra, a bíblia, na natureza e no próprio Cristo. Quando vier o que e perfeito, conheceremos face a face. Isto e crença e eu creio nisso.

Mas e ridículo tentar colocar crença como ciência. Os dois são dogmáticos e se tornam nessa discussão ridícula no sexo dos anjos. Não adianta, a ciência preferiu se afastar da fé e assim alguns seguem.

A fé não vai tomar o espaço da ciência e nem a ciência vai tomar o espaço da fé, ao menos para mim e muitos, por isso e uma discussão ridícula. Quando tem estes seminários bobos na minha igreja nem lá eu vou.

Responder

    Giovani Mocelin

    04 de setembro de 2014 às 17h38

    Respeito uma distinção que você fez muito clara no seu texto, ou seja: criacionismo como crença e evolucionismo como ciência e hipótese. Discordo da idéia que a ciência é dogmática, pois quando ela torna-se dogma, deixa imediatamente de ser ciência e passa a ser crença. O método científico prevê a constante dúvida e revisão da teoria ou da hipótese, quando novos fatos se apresentarem. Na crença religiosa, a dúvida deve ser deixada de lado ou mesmo não apresentada pois ela levaria a uma racionalidade que é contrária a idéia da crença. Stephen J. Gould identificou claramente em um dos seus livros a distinção entre ciência e religião como magistérios que não necessariamente deveriam se opor. É uma visão tolerante de um cientista ateu.

    Responder

Deixe um comentário