Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Dilma põe brizolista no Ministério das Comunicações

Por Miguel do Rosário

24 de setembro de 2015 : 18h50

Análise Diária de Conjuntura – 24/09/2015

A reforma ministerial, cujo anúncio oficial foi adiado para semana que vem, trouxe uma novidade que, talvez, pode ser boa para os militantes pela democratização da mídia, esse tema do qual o governo foge igual diabo foge da cruz.

Digo talvez porque é preciso esperar iniciativas concretas antes de qualquer comemoração. No atual momento, já seria uma grande vitória se houvesse no governo ao menos um quadro com mínimo de preparo intelectual para enfrentar o tema com a inteligência que ele merece.

A novidade é a nomeação de um brizolista, o deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), líder da bancada de seu partido na Câmara, para o ministério das Comunicações.

Segundo o JB, “Figueiredo comanda o PDT do Ceará, que vem sendo recordista de votos nas eleições, tem postura irrepreensível na liderança do partido na Câmara, ainda segundo seus pares, e foi fundamental para a ida do grupo de Ciro Gomes para a legenda.”

Dilma viaja hoje para Nova York, onde fará o discurso de abertura na Organização das Nações Unidas (ONU).

Esse discurso, em virtude da crise política doméstica, ganha uma dimensão especial. Era hora de fazer um grande discurso, daqueles históricos, reunindo originalidade, poesia e coragem.

É o tipo de coisa que não custa nada. O Brasil tem milhares de escritores desempregados. O governo federal bem que podia empregar alguns para escrever os discursos de Dilma. Custaria bem mais barato do que distribuir ministérios para os deputados da base.

No Painel da Folha, anuncia-se que o PMDB vai lançar mais um de seus comerciais políticos destrambelhados, fazendo um jogo duplo: um braço estendido para o golpismo coxinha (Cunha), outro prometendo garantir a estabilidade (Leonardo Picciani).

Temer fica no meio, mas rodeado de simbolismos sinistros sobre “unificação do país”.

Uma lástima.

Assistir Eduardo Cunha dizendo que “chegou a hora da verdade, chegou a hora de escolher o Brasil que queremos” dá vontade de rir de nervoso.

Curioso ainda é a observação que a jornalista da Folha antepõe ao nome de Eduardo.

“E coube a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, rompido com o governo Dilma (…)”

Ora, e quando Cunha não foi rompido com o governo Dilma? O tal “rompimento”, todos sabem, foi apenas uma jogada de marketing para desviar os holofotes de seu envolvimento com a corrupção na Petrobrás.

Aliás, os jornais trazem ainda mais notícias relacionado Cunha a esquemas de corrupção. Politicamente, Cunha ainda está muito fragilizado, e a recondução de Rodrigo Janot para o cargo de Procurador Geral da República, o mantém com uma espada de Dâmocles sobre sua cabeça que o tem feito baixar bastante a bola.

O clima na Câmara continua bastante pesado. E o dia foi quente e ainda deve fornecer bastante material interessante. Silvio Costa (PSC-PE), vice-líder do governo na Câmara, chamou de bandidos os deputados que pedem o impeachment da presidenta. Não sei se o destempero de Costa ajuda ou atrapalha, mas é um alívio saber que, ao menos, a base social de Dilma tenha na casa uma voz que expresse o que ela sente.

O PT e o PCdoB, por sua vez, iniciaram uma luta regimental para frear e adiar ao máximo a votação pelo impeachment. A foto da notícia da Agência Câmara é uma foto do deputado Wadih Damous (PT-RJ), que se tornou uma espécie de liderança virtual do partido na Câmara, sobretudo no campo do embate político mais duro.

Há uma infinidade de recursos disponíveis ao governo para barrar a iniciativa da oposição, a qual só poderá ter esperanças de sucesso se o presidente da casa, Eduardo Cunha, pôr todo o seu talento como prestigitador regimental em prática. E isso acabará fazendo com que o golpe tenha cara de golpe, o que dificultará a vida da mídia, que é a líder secreta de todo esse processo.

Leonardo Meirelles, um dos principais laranjas de Alberto Youssef, prestou depoimento hoje na CPI da Petrobrás, e confundiu o meio de campo.

Meirelles é uma figura incômoda para a mídia e para as conspirações judiciais, porque em sua delação ou depoimento declarou que Yousseff lavava dinheiro para o PSDB, chegando a praticamente nomear o senador Álvador Dias.

Alguns deputados também estranharam o fato do juiz Sergio Moro recusar uma acareação entre Meirelles e Yousseff. Ambos tem versões contraditórias entre si, o que prejudica a operação Lava Jato, cuja narrativa se baseia essencialmente em delações premiadas.

Entrei no site da Polícia Federal e pensei uma coisa. Já que o ministro da Justiça não tem pulso para botar ordem na casa e mostrar quem manda, pelo menos poderia investir num site que reunisse, em infográficos: estatísticas sobre as operações policiais da instituição, número de delegados e policiais, investimentos feitos em equipamentos, etc, para podermos acompanhar mais de perto a evolução da Polícia Federal nos últimos anos.

Os deputados aprovaram medida que protege a saúde dos estados e municípios da limitação de transferência de recursos.

É uma medida que tira poder do governo federal, e é boa por causa disso. Protege a saúde pública local da tesoura do Joaquim Levy.

A briga entre Câmara e Executivo tem seu lado bom: aumentou a independência, inclusive financeira, do Legislativo, e agora caminha para elevar a autonomia de estados e municípios.

O golpômetro caiu dois pontos hoje, apesar das notícias ruins da economia. A crise, paradoxalmente, ao mesmo tempo que corrói a popularidade da presidenta, ajuda a pôr juízo na cabeça de alguns deputados. O momento não é de aventuras e de criação de novos focos de instabilidade política.

O IBGE divulgou hoje que o desemprego subiu 0,1 ponto em agosto, para 7,6%. Diante do terrorismo econômico, da crise política, da truculência do Banco Central, é um aumento insignificante, prova de resistência da economia brasileira. E a renda real aumentou um pouquinho (0,5%) no mês, embora ainda 3,5% abaixo do ano anterior.

ScreenHunter_64 Sep. 24 19.17

ScreenHunter_62 Sep. 24 17.36

E não tem porque tirar a presidente pelo lado do “mercado”, já que Dilma está fazendo exatamente tudo que o mercado exige dela: pôs Levy, um homem do mundo financeiro, para reger a economia, deu autonomia para o Banco Central elevar os juros; e, no campo da corrupção, continua apostando todas as suas fichas na autonomia das instituições, ao preço altíssimo de oferecer seu próprio partido como carne de sacrifício às conspirações midiático-judiciais.

O PT, ao menos, teve uma boa notícia esses dias, embora a sua repercussão seja mais uma prova da cafonice colonizada da sociedade brasileira. O Wall Street Journal chamou Haddad, prefeito de São Paulo de “visionário” em políticas urbanas.

A tendência, porém, é que o golpômetro oscile para alto e para baixo, de maneira bastante volátil, até meados do ano que vem, ou quiçá até o fim do governo. Amanhã, sexta-feira, poderá subir um pouco, a partir dos escândalos habituais de fim de semana. Mas poderia ser neutralizado por um bom discurso de Dilma na ONU.

Pode cair ao longo da próxima semana, em virtude da reforma ministerial, que ocupa a pauta política com notícias positivas. E deve enfrentar o seu grande pico em outubro, após a votação das contas do governo pelo TCU, fato que a mídia, os golpistas de rua e da Câmara, ampliarão ao máximo para usar como principal investida em prol do impeachment.

Em tese, porém, o TCU não derruba presidente; caso contrário, dois terços dos prefeitos e governadores brasileiros cairiam na sequência. Mas golpe é golpe e tudo pode acontecer.

Um outro flanco dos golpistas é o julgamento das contas de campanha pelo TSE, um golpe liderado por Gilmar Mendes, que agora parece contar com apoio de Toffoli, uma figura misteriosa – quanto mais é chamado de “petista” por coxinhas enfurecidos, mais ataca a Dilma e se alia ao golpe .

Por falar em coxinhas, quero comentar brevemente a agressão de uma dúzia de psicóticos a uma das mais queridas lideranças sociais do país, João Pedro Stédile. Assistir um bando de retardados gritando: “MST, vai pra Cuba com o Petê”, tem um componente hilário que, a meu ver, enfraquece a direita brasileira.

Eu entrei na página do Revoltados On Line e vi que eles estava eufóricos com aquela manifestação de indigência mental contra o Stédile.

No post anterior, o mesmo Revoltados On Line faz propaganda de candidata radical do partido republicano, que associa Obama a comunistas e terroristas islâmicos, fornecendo mais uma prova das relações políticas cada vez mais evidentes entre a extrema direita americana e os colonizados do Brasil.

Os colonizados daqui, naturalmente, são um caso muito mais doentio, porque a extrema-direita americana sempre trabalhou abertamente para detonar qualquer esforço brasileiro para construir uma infra-estrutura industrial e social mínima.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

60 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Diego

27 de setembro de 2015 às 15h36

SÓ PRA RELEMBRAR: ZELOTES R$ 565 BILHÕES

http://democraciapolitica.blogspot.com.br/2015/09/os-misterios-da-operacao-zelotes.html

Responder

José carlos Porto Nascimento

26 de setembro de 2015 às 15h06

Parabéns, MIguel do Rosario. Depois que você começou a fazer a análise de conjuntura política, o Cafezinho tornou-se um blog de grande qualidade jornalística. É disso que estamos precisando no Brasil, de um jornalismo de qualidade. Viva a regulação da midia!!!

Responder

Paulo Martins

25 de setembro de 2015 às 18h55

Depois de treze anos que perceberam que não dá prá passar a mão na cabeça da globo!!! Talvez o maior erro do pt seja não ter combatido a globo desde 2002.

Responder

Carlos Eduardo Almeida Pereira

25 de setembro de 2015 às 18h28

Ao assistir a engedrada propaganda política do PMDB trouxe-me seguidos impulsos de ânsia e desapontamento como segue a manada do trio maléfico ao Brasil de Fato

Responder

Raymundo Júnior

25 de setembro de 2015 às 15h15

Esse deputado, se for realmente nomeado, já tem alguns projetos tramitando bem interessantes para quem vai para o MinC: o PROJETO DE LEI Nº 6.785, DE 2013 e o PROJETO DE LEI N 6.347, DE 2005 sem esse último diretamente liga do a área, pois trata sobre o controle de consumo de serviços de telecomunicações.
Problema é que se ele levar o ministério como ele leva suas proposições vai acabar o governo Dilma e não vamos ver mudanças nenhuma.

Responder

DiogoV

25 de setembro de 2015 às 15h14

“E não tem porque tirar a presidente pelo lado do “mercado”, já que Dilma está fazendo exatamente tudo que o mercado exige dela: pôs Levy, um homem do mundo financeiro, para reger a economia, deu autonomia para o Banco Central elevar os juros”. Ler isso e depois recordar da campanha de Dilma, da um nó no peito. E outra.. classificar esse suposto deputado do PDT como Brizolista, é muito pretensioso.

Responder

Guilherme Parzianello

25 de setembro de 2015 às 14h56

tá cada vez mais difícil relacionar o PDT com o Brizola. aqui no RS, até a neta dele (que, claro, utilizou o parentesco pra se promover no período eleitoral) votou a favor do aumento de ICMS, junto a todos os demais deputados do partido.

Responder

Diego

25 de setembro de 2015 às 11h41

Falando em itaú como empresa que agora tem um partido, será que nós simples mortais assalariados podemos escolher um banco para receber nossos proventos em vez da empresa que nos contrata? Existe alguma lei que nos dê liberdade de escolha?

Responder

Diego

25 de setembro de 2015 às 09h22

SÓ PRA RELEMBRAR: Com quem vários corruptos do PMDB estão se associando.

https://pbs.twimg.com/media/ByjU66OIEAAxgfh.jpg:large

Responder

Fabio Meirelles

25 de setembro de 2015 às 09h06

Dilma vai engessá-lo, não vai deixar que ele coloque o M.C em ordem e corte as verbas para o PIG golpista.

Responder

Heriberto Freire Caseca

25 de setembro de 2015 às 10h51

Já que Brizola foi lembrado, que tal espelhar – se nele, no que diz respeito a prioridade na Educação. E, falando em educação, não há como não lembrar de Darcy Ribeiro. Procure inspiração nos bons exemplos do passado, sempre atuais.

Responder

Milene Pereira

25 de setembro de 2015 às 09h04

Ai sim..#eunaoassistoredeglobo

Responder

Scottsuave Silva

25 de setembro de 2015 às 05h58

não vow fala de politica;mas a mulher tá ficado gostosa hein dilma!!!!!

Responder

Cristiano Falcão

25 de setembro de 2015 às 05h36

Tirando os cacoetes, a comunicação será de admirável fluidez. Háaaaaaa. Desculpe.

Responder

Claudio Pereira

25 de setembro de 2015 às 05h28

Bem que ela podia botar o Ciro Gomes. Ia resolver muita coisa.

Responder

Juliana Brisa

25 de setembro de 2015 às 03h42

Gente ela está magérrima

Responder

Arcangelo Zattera Neto

25 de setembro de 2015 às 03h29

Dilma já foi do PDT , não é de estranhar.

Responder

Neyde Scarton

25 de setembro de 2015 às 03h12

Muito bem escolhido . Como o Brizola faz falta . Era honesto e não tinha conchavo com ninguém . Era um político do bem .

Responder

Marcus Dutra

25 de setembro de 2015 às 03h01

Daniel Giovane

Responder

Martha Dias

25 de setembro de 2015 às 02h59

Responder

Mônica Tinôco Ferreira Gomes

25 de setembro de 2015 às 02h53

Ótimo!!!

Responder

Vicente Rodrigues

25 de setembro de 2015 às 02h40

Mas ainda existem brizolistas? A coisa mais difícil é achar um no PDT.

Responder

    Marcos brizolista

    25 de setembro de 2015 às 11h47

    Acabou de achar um

    Responder

André Borges

25 de setembro de 2015 às 02h02

Só sei que a cada ano que passa, Brizola só melhora.

Responder

Maristela Farias

25 de setembro de 2015 às 01h47

gosteiiiii

Responder

Hilton Guimarães

25 de setembro de 2015 às 01h37

Poe nao! Vende!!!

Responder

Daniela Kyrillos

25 de setembro de 2015 às 01h23

Tomara que faça como brizola faria. Começando por cortar a verba publicitária.

Responder

Rogerio García Fernández

25 de setembro de 2015 às 01h10

não adianta nada se for bernardizado. O Berzoini seria um bom ministro, mas foi um zero à esquerda… ops pra direita.

Responder

Monica Figueiredo

25 de setembro de 2015 às 00h10

E daí? Estão achando que vão fechar a boca da mídia? É isso que vcs querem?Nossa! Democratas!

Responder

Ritalo Santiago

24 de setembro de 2015 às 23h46

Se for brizolista mesmo é um cabra que não tenha medo. Diferente de petista

Responder

Nicão Verdadeiro

24 de setembro de 2015 às 23h34

Brinca assim não que os Marinhos terão enfarto coletivo.

Responder

Daulto Bitencourte Garcia

24 de setembro de 2015 às 23h33

Eita cafezinho, não muda mesmo. Sempre querendo parecer que está tudo ótimo. O ministério da Comunicação era PT foi para o PDT. Entendeu cafezinho. Seu sonho de controlar a midia para arrancar mais dinheiro do governo, alegando que a midia é golpista e vocês são honestos, não vai acontecer. Vocês vão apenas perder mais um ministério. Até o Simba machado está trombudo com isso kkkkk.

Responder

Antonio Celso Salmaso

24 de setembro de 2015 às 23h31

SE BRIZOLA ESTIVESSE VIVO A DILMA E O LULLA ESTARIAM NA CADEIA.

Responder

Aurélio Moreira

24 de setembro de 2015 às 23h20

Esse governo Dilma é um verdadeiro lixo, pior presidente da história do Brasil

Vai ser difícil alguém superar essa marca nos próximos 50 anos

Responder

Helio Gaziolla

24 de setembro de 2015 às 23h14

Vamos esperar para ver, se for um brizolista ferrenho e pensar como Brizola por tabela odeia a globo. Se não for amarelão então ele tocar a lei de meios de comunicação para frente.

Responder

Vanir Lino

24 de setembro de 2015 às 23h11

Espero que o espírito de Brizola ilumine este ministro!

Responder

Valdir R Fiorini

24 de setembro de 2015 às 22h59

Cesar Maia? Garotinho?

Responder

Silene Almeida

24 de setembro de 2015 às 22h59

Sempre admirei Brizola.

Responder

    Helio Gaziolla

    24 de setembro de 2015 às 23h19

    Quem fez de tudo para queimar o Brizola no foi a globo, por isso o caso de amor entre ele e o marinho. Pelo que andei lendo à respeito existia entre os dois uma “grande amizade”.

    Responder

Angelo Tedeschi

24 de setembro de 2015 às 22h55

Aqui no RS o PDT votou TODO a favor do aumento dos impostos estaduais! Bacana né!

Responder

    Anônimo

    25 de setembro de 2015 às 01h03

    Então foi por isto é ganhou um Ministério?

    Responder

    Asdrubal Caldas

    25 de setembro de 2015 às 01h04

    Então foi por isto é ganhou um Ministério?

    Responder

    Miguel Peralta

    25 de setembro de 2015 às 18h18

    Realmente temos que reconhecer que o Rio Grande do Sul esta longe de ser politizado como falam, PMDB e PDT e puro lixo por estas bandas.

    Responder

Antonio Valadão

24 de setembro de 2015 às 19h54

Para Ministro das comunicações, na minha opinião, seria melhor R Requião

Responder

René Amaral

24 de setembro de 2015 às 22h52

Se aécio fosse presidente a manchete seria:
aécio põe brizoleiro no ministério das comunicações.

Responder

Fagundes Fagundes

24 de setembro de 2015 às 22h50

UMA VEZ BANDIDA SEMPRE BANDIDA

Responder

Marina Fiorenza

24 de setembro de 2015 às 22h47

E um cu- nhista na saúde. Traidora!!

Responder

Emmanuel Bastos

24 de setembro de 2015 às 22h42

Não diria que ele é autêntico quadro do brizolismo. Nem que o partido vem batendo recordes de votos. É muito vaga essa informação. O partido não emplaca com candidatos a prefeitura nem os fechamentos com os candidatos a governo do Estado. Fizeram apoio a Camilo Santana do PT que disputou com Eunício do PMDB, mas isso não foi unânime na legenda no Estado. É sim respeitado aqui, foi da pasta de Esportes, juventude e Ação Social. É ligado a alguns sindicatos e movimentos. Mas o que consta de mais recente é trágico, acatar e articular o pedido dos oligarcas dos Ferreira Gomes Cid, Ciro, Ivo e seu grupo, que dá pra chamar de servos,não é lá a melhor das coisas. Nessa onda de Katias Abreus e Levys… André, o PDT e os Ferreira Gomes não são bons, mas menos ruins.

Responder

Maria Lúcia Moura Iwanow

24 de setembro de 2015 às 22h42

Não acredito nisso. A responsabilidade não é de Berzoíni! Não me engano!

Responder

Claudio Roberto Lopez Rodriguez

24 de setembro de 2015 às 22h41

Só falta colocar alguém no ministério da justiça, esta vacância está prejudicando o governo.

Responder

Marcelo Santos

24 de setembro de 2015 às 22h40

Governo tinha q chamar a globo e dizer..vai bater na gente o dia inteiro?? Vou botar a PF pra vasculhar todos os seus podres.. Sonegação. Roubo de processo na receita. Exclusividade na cbf..dinheiro do BNDES.. O que n falta é podridão.. Se a PF quiser acha trocentas.. O governo tem q entender que o maior inimigo é a globo..oposição é fraca
.

Responder

Edma Gabeto

24 de setembro de 2015 às 22h40

Vamos ver se honram Brizola e caçam a concessão da Globo

Responder

Orídia Marques

24 de setembro de 2015 às 22h38

E isso aí !!!

Responder

Gustavo Gervásio

24 de setembro de 2015 às 22h36

D.U.V.I.D.O !!!!!!!

Responder

Vinicius Farias

24 de setembro de 2015 às 22h36

O ministério das comunicações precisa de um cara sério e duro, que faça o governo se comunicar com todos e ao mesmo tempo parta pra cima do monopólio da mídia!!!

Responder

Sylvio Souza

24 de setembro de 2015 às 22h35

ok, gostei…..agora quero ver se ‘Brizola’ vai fazer o que sempre pregou…..esperando ansiosamente….

Responder

Valtinho Maciel

24 de setembro de 2015 às 22h33

Vamos ver se vai foder menos os carteiros, a greve continua.

Responder

Cicero Magalhães

24 de setembro de 2015 às 22h33

Que o espírito do Brizola esteja com ele. Amém. Coitada da Globo… Mete-lhe a tranqueira!!!

Responder

Agnaldo Siqueira

24 de setembro de 2015 às 22h29

Legal

Responder

Agnaldo Siqueira

24 de setembro de 2015 às 22h29

Gostei

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina