Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

O erro político dos golpistas

Por Miguel do Rosário

07 de dezembro de 2015 : 15h17

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]
Análise Diária de Conjuntura – 07/12/2015

A primeira semana da chamada pelo golpe não foi boa para a oposição.

Eles cometeram um erro político grosseiro: uma coisa é o tom crítico dos movimentos sociais, centrais, sindicatos, partidos de esquerda, e população em geral, em relação ao governo.

Outra coisa é ameaçar derrubar uma presidenta da república e fazer triunfar o golpismo e o fascismo.

A sociedade critica Dilma porque tem esse direito e essa liberdade, mas não quer que suas críticas sejam instrumentalizadas por datafolhas da vida para justificar um golpe de Estado.[/s2If]

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Atenção, você não está logado como assinante. Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (na coluna da direita; ou abaixo da seção de comentários, se você estiver lendo pelo celular). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho. Se já foi um assinante, temos promoções especiais. Qualquer dúvida, entre em contato com a Flavia, no assinatura@ocafezinho.com. [/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

O governo Dilma, como de praxe, deixa a corda estirar até o limite, movimentando-se apenas à força, empurrado por situações dramáticas.

A oposição, em verdade, já perdeu essa luta, porque mesmo que conseguisse os votos suficientes para aprovar o impeachment na Câmara, o que está bem longe de conseguir (mas digamos, por amor ao debate, que consiga), a farsa já está, de antemão, desmascarada.

Diferentemente de 1964, quando a imprensa tradicional (as mesmas empresas de hoje, algumas das quais precisam fingir com mais sutileza) monopolizava sozinha a narrativa política, hoje há uma diversidade bem maior, e uma parcela importante da sociedade conhece a história, e sabe o papel que a imprensa teve no apoio ao golpe de 64, e sabe que ela tem interesses políticos e econômicos num novo golpe.

As manifestações coxinhas no fim de semana juntaram 15 pessoas no Leblon, e meia dúzia na Barra da Tijuca, bairros que são o epicentro do golpismo e da direita no Rio de Janeiro.

Hoje, segunda-feira, há uma grande manifestação na Lapa, Rio de Janeiro, a partir das 16 horas.

A maioria dos governadores, a maioria dos juristas (em especial a sua elite, os doutores em direito), a maioria dos deputados, a maioria dos partidos, todos são contra o impeachment, que denunciam como um golpe de Estado.

É uma situação virtualmente oposta a de Fernando Collor, contra o qual havia um consenso na sociedade.

Aliás, os mesmos juristas que apoiaram o impeachment de Collor, hoje são fervorosos combatentes do impeachment de Dilma. Marcelo Lavenerè, principal nome do texto que levou ao impeachment de Collor, é o exemplo mais notório: ele afirma que, hoje, o impeachment contra Dilma seria um golpe, sim.

Seja por qual lado se olhe, a iniciativa da oposição, de abraçar-se a um político já afogado, como Eduardo Cunha, e apoiar a sua iniciativa desesperada, constitui um erro político.

E agora, o que pretende fazer a oposição? Adiar o impeachment para depois do recesso, deixando o país numa angustiante expectativa? Pretendem esperar a manipulação da mídia avançar?

O governo Dilma tem problemas, mas a comoção nacional provocada pela aceitação do pedido de impeachment faz cessar, por um momento, todas as críticas (muitas delas justas e necessárias) ao governo, e o foco se volta para a defesa da democracia, o que fortalece a presidenta eleita, que é a representante maior dessa democracia.

Que forças estão por trás do golpe? Do lado do campo progressista, criou-se um alinhamento automático, duro, contra o golpe. As diferenças estão momentaneamente postas de lado, para derrotar o impeachment. É um cenário similar ao que levou à vitória de Dilma no segundo turno.

Importantes forças econômicas já se manifestaram contra o impeachment. De onde vem, portanto, o apoio ao golpe?

Na minha análise, o principal apoio ao golpe vem de dois setores: 1) a indústria de petróleo e de construção civil dos Estados Unidos, interessada no desmantelamento da Petrobrás, na privatização do pré-sal e na destruição das empresas brasileiras de engenharia; 2) da grande mídia, em especial, a Globo, muito assustada com o avanço caótico e anarquico das mídias sociais.

A fanpage do Cafezinho obteve uma audiência, em sete dias, superior a 9 milhões de pessoas. Enquanto isso, o Jornal Nacional registra a menor audiência de sua história.

Essa é uma das explicações para os problemas enfrentados pelo golpismo.

A derrota do chavismo na Venezuela era carta marcada. A esquerda governamental não pode ganhar sempre. Mas a direita, para vencer, precisa se moderar. E se não quiser ser derrotada novamente daqui a alguns anos, terá de assumir políticas progressistas, ou seja, terá de ser menos direita.

Se deixar que sua agenda neoliberal prevaleça, abrirá caminho para a volta do campo popular, em nova onda progressista, daqui a uns 8 ou 10 anos.

A esquerda precisa entender que, tão importante quanto vitórias eleitorais, é ganhar a batalha na opinião pública e construir uma imagem de dignidade para si mesma, uma preocupação que o PT, por exemplo, negligenciou nos últimos anos, deixando que a narrativa midiática sobre a corrupção no partido não tivesse uma resposta política adequada.

Hoje, até 18 horas, termina o prazo para as lideranças partidárias, que tem representantes na comissão que analisará o impeachment, indicarem seus representantes. O líder do PMDB na Câmara já escolheu cinco nomes, e são todos contra o impeachment. As outras três vagas poderão ser ocupadas por deputados do PMDB mais favoráveis ao impeachment.

O impeachment pode ser derrubado, ou aprovado, nesta comissão, ou no Plenário, daqui a algumas semanas.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

33 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Eduardo Benzatti

08 de dezembro de 2015 às 14h46

Esse processo de impeachment é uma piada. O Cunha vai utilizar isso para tentar adiar a sua saída. A Presidenta recebeu hj apoio de juristas, de governadores, de instituições da sociedade civil. A oposição – com medo de seguir adiante – já está adiando o processo. Isso servirá somente para fortalecer politicamente esse governo – é o famoso “tiro no pé” da oposição paspalha.

Responder

Chaves Werkulys

08 de dezembro de 2015 às 11h44

Tamo ferrado com estes vermelhos.

Responder

Messias Franca de Macedo

08 de dezembro de 2015 às 00h00

… A sorte do gângster [eduardo] ‘CU(nha)’ do congênere escroque mafioso ‘Aécio Furnas Forever’ et caterva é que *”o juiz do ‘braZ$$$&l'” deve estar em férias!
Pausa para rir desses infames IMUNDOS!
Férias mais do que merecidas, segundo a CIA, a OTAN &$ o Pentágono!
*o tal DEMoTucano Sérgio ‘mor(T)o’, o mequetrefe de primeira instância de uma comarca qualquer da ‘Guantánamo do Parana’!

Lá isso é Justiça, siô?!…

Responder

Messias Franca de Macedo

07 de dezembro de 2015 às 23h34

… Esses vermes somente estão esculhambando a nação e desmoralizando as instituições [pseudo]democráticas em função da cumplicidade criminosa do Poder Judiciário, inclua-se, em primeiro plano, o abominável *”supremoTF” em conluio com o ‘miniSTÉRIO’ Público sob os auspícios do **’Sonso geral da nação em frangalhos’, PTF (Polícia Tucana Federal) sob a complacência do ‘miniSTRO’ ‘Zé Tucano’ da “Justiça”…
*”supremoTF”: aspas monstruosas e letras submicroscópicas!

E toda a bandalheira surreal pautada pela imprensa mais mafiosa da face da Terra, o PIG!…
O que não deixa de ser um risco iminente à nossa (sub)democracia de bananas, republicanismo de araque – ou de fachada, como queira o freguês!
São os estertores do ‘golpe jurídico-midiático que se arrasta desde o antanho do Mentirão!
O julgamento de exceção da Ação Penal 470 fez escola!
Foi o grande teste para a direitona dimensionar até onde poderia ir com sua picaretagem descomunal!
Não há limites, os canalhas constataram!
Mesmo porque para os nazifasciterroristas &$ [mega]corruptos mafiosos o golpe não tem retorno!
É questão de sobrevivência, estúpido!
Esses moleques são alérgicos à transparência da luz solar das verdades…

RESCALDO FÚNEBRE:
triste de uma nação que comporta uma oPÓsição tão miserável – e uma Casa Grande tão abjetamente escrota…
Que me perdoem os vermes, os ratos, as baratas…

Responder

    Messias Franca de Macedo

    07 de dezembro de 2015 às 23h49

    **’O Sonso geral da nação em frangalhos’
    **leia-se, o atual procurador geral da ‘República DEMoTucana’, o senhor ‘Rodrigo Brindeiro Fernando Barbosa Moro Gurgel’ (sic), “um sujeitinho à toa, um fascista da pior extração”, segundo o senador Fernando Collor de Mello

    Responder

Roberto Santos

07 de dezembro de 2015 às 19h18

Dilma fica, fora Cunha.

Responder

Luiz Henrique

07 de dezembro de 2015 às 20h34

Dilma FICA E NÃO VAI TER GOLPE

Responder

Fernando Lisboa

07 de dezembro de 2015 às 19h31

sai logo dilma !!!!! ja deu neh !!!

Responder

    Hell Back

    08 de dezembro de 2015 às 15h10

    Você errou de blog, amigo. Acho que você estava procurando um dos blogs conservadores até a raiz.

    Responder

Mauricio Gomes

07 de dezembro de 2015 às 16h37

O erro dessa escumalha foi ter nascido, o mundo seria um lugar bem melhor sem esses fascistas, ignorantes e golpistas.

Responder

Claudio Daniel Paiva Loureiro

07 de dezembro de 2015 às 18h13

Só para recordar:
Graças à evolução tecnológica da modernidade
com a abertura das fronteiras do Brasil para o resto do mundo,
o país cresceu, reduzindo a pobreza.
Mas não foi através do PT
Então veja:
A história que precisa ser contada.
Só para lembrar um pouquinho, do porque que os políticos não sabem a razão das manifestações que acontecem pelo Brasil.
A HISTORIA É A MÃE DE TODAS AS VERDADES!!!
1985 –
O PT É CONTRA A ELEIÇÃO DE TANCREDO NEVES E EXPULSA OS
DEPUTADOS QUE VOTARAM NELE.
1988 –
O PT VOTA CONTRA A NOVA CONSTITUIÇÃO QUE MUDOU O RUMO DO BRASIL.
1989 –
O PT DEFENDE O NÃO PAGAMENTO DA DÍVIDA BRASILEIRA, O QUE
TRANSFORMARIA O BRASIL NUM CALOTEIRO MUNDIAL.
1993 –
PRESIDENTE ITAMAR FRANCO, CONVOCA TODOS OS PARTIDOS PARA UM
GOVERNO DE COALIZÃO PELO BEM DO PAÍS. O PT FOI CONTRA E NÃO
PARTICIPOU.
1994 –
O PT VOTA CONTRA O PLANO REAL E DIZ QUE A MEDIDA É ELEITOREIRA.
1996 –
O PT VOTA CONTRA A REELEIÇÃO. (HOJE DEFENDE).
1998 –
O PT VOTA CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA TELEFONIA, MEDIDA QUE HOJE
NOS PERMITE TER ACESSO A INTERNET E MAIS DE 150 MILHÕES DE LINHAS
TELEFÔNICAS.
1999 –
O PT VOTA CONTRA A ADOÇÃO DO CÂMBIO FLUTUANTE.
1999 –
O PT VOTA CONTRA A ADOÇÃO DAS METAS DE INFLAÇÃO.
2000 –
O PT LUTA FEROZMENTE CONTRA A CRIAÇÃO DA LEI DA
RESPONSABILIDADE FISCAL, QUE OBRIGA OS GOVERNANTES A GASTAREM APENAS O
QUE ARRECADAREM, OU SEJA, O ÓBVIO QUE NÃO ERA FEITO NO BRASIL.
POR QUE SERÁ?
2001 –
O PT VOTA CONTRA A CRIAÇÃO DOS PROGRAMAS SOCIAIS NO GOVERNO
FERNANDO HENRIQUE CARDOSO:
BOLSA ESCOLA, VALE ALIMENTAÇÃO, VALE GÁS,
PETI E OUTRAS… BOLSAS SÃO CLASSIFICADAS COMO ESMOLAS ELEITOREIRAS E
INSUFICIENTES.
QUASE TODA ESTRUTURA SÓCIO-ECONÔMICA DO BRASIL, FOI CONSTRUÍDA NO
PERÍODO LISTADO ACIMA.
O PT FOI CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.
HOJE ROUBAM TODOS OS AVANÇOS QUE OS OUTROS PARTIDOS PROMOVERAM, E POSAM
COMO OS ÚNICOS CONSTRUTORES DE UM PAÍS DEMOCRÁTICO.
JÁ QUE O PT FOI CONTRA TUDO E CONTRA TODOS DESDE A SUA FUNDAÇÃO, FICA
UMA PERGUNTA PARA QUE OS LEITORES RESPONDAM:
EM 10 ANOS DE GOVERNO, QUAIS AS REFORMAS QUE O PT PROMOVEU NO BRASIL
PARA MUDAR O QUE OS SEUS ANTECESSORES DEIXARAM?
Lembre-se sempre:
“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora, e fazer um novo fim”.
Esta é uma comunicação oficial do Instituto Endireita Brasil.
Reenvie imediatamente esta mensagem para toda a sua lista.
O Brasil agradece.
Hoje somos apenas 1.340.976, mas poderemos ser milhões, colabore!…
Envie para seus contatos.
NÃO VAMOS FAZER COMO OS ALEMÃES QUE EM 1934 “DEIXARAM” O PARTIDO NAZISTA DEITAR E ROLAR, E DEPOIS TIVERAM SUAS VIDAS E A NAÇÃO COMPLETAMENTE DESTRUÍDA, ASSIM COMO OS CUBANOS E VENEZUELANOS …
Eu já passei para você…
Eu já fiz a minha parte…
O QUE ESTÁ ESCRITO AÍ ACIMA É HISTÓRIA, E NÃO FICÇÃO !!!
ACORDE !!!l

Responder

    Allan Addamo

    07 de dezembro de 2015 às 20h25

    Dilma # fica …Lúcifer o rei das trevas guiará o Brasil rumo ao abismo total …
    quero ver a miséria, fome, e tudo que Lúcifer agrade com a esquerda no país

    Responder

      Hell Back

      08 de dezembro de 2015 às 15h37

      Prefiro me aliar a Lúcifer do que me aliar a alguém que não cumpre a Constituição.

      Responder

    Allan Addamo

    07 de dezembro de 2015 às 20h26

    grande Carl max …filho das trevas

    Responder

    Anônimo

    08 de dezembro de 2015 às 00h22

    Mentiroso! Lula 2018, Dilma até o fim. Não ao golpe sujo dos perdedores nas urnas!!

    Responder

Marcelo Pereira

07 de dezembro de 2015 às 18h03

vcs coxinha amam uns memes. Pena que com meme, não se abre processo na justiça.

Responder

Edimar Freitas

07 de dezembro de 2015 às 17h55

eu já sobrevive um impeachment do colo pós que venha outro da Dilma

Responder

Petralha Zuero

07 de dezembro de 2015 às 17h54

Responder

    Hell Back

    08 de dezembro de 2015 às 15h44

    Não entendi a tarja preta (máscara do Zorro, talvez) nos olhos de um certo político equilibradíssimo. Será que estão inutilmente tentando escondê-lo? rsrsrs

    Responder

Petralha Zuero

07 de dezembro de 2015 às 17h54

Responder

Eduardo de Paula Barreto

07 de dezembro de 2015 às 15h53

.

DOIS EXÉRCITOS
.
Em nome da democracia
E da ordem jurídica
Armo-me com a cidadania
E entro na batalha política
E escolho o lado da razão
Para combater os que estão
Querendo o impeachment
E assim grito bem alto:
Ninguém através do assalto
Se tornará meu Presidente.
.
De um lado intenções legítimas
E do outro manipulações espúrias
O primeiro representado por Dilma
E o segundo liderado por Cunha
E entre os dois a população
Que agora tem em suas mãos
A chance de definir o regime
Que norteará a política brasileira
Ou deixamos com Dilma a bandeira
Ou a entregamos ao crime.
.
Defender o mandato de Dilma Rousseff
Não significa dar apoio incondicional
Às suas estratégias que tecem
Os caminhos da política nacional
Mas cabe-nos como cidadãos
Ajudá-la a construir uma Nação
Que mereça o nosso patriotismo
Agora somos apenas dois exércitos
Um é formado por eleitores éticos
E o outro por cúmplices do golpismo.
.
Eduardo de Paula Barreto
07/12/2015

.

Responder

Elizabeth Bastos

07 de dezembro de 2015 às 17h37

Responder

    Marcelo Pereira

    07 de dezembro de 2015 às 18h03

    vcs coxinha amam uns memes. Pena que com meme, não se abre processo na justiça.

    Responder

Elizabeth Bastos

07 de dezembro de 2015 às 17h37

Responder

    Marcelo Pereira

    07 de dezembro de 2015 às 18h03

    vcs coxinha amam uns memes. Pena que com meme, não se abre processo na justiça.

    Responder

Katy Katyta

07 de dezembro de 2015 às 17h36

Tipo as diretas já precisamos criar a democracia veio pra ficar

Responder

Katy Katyta

07 de dezembro de 2015 às 17h36

Tipo as diretas já precisamos criar a democracia veio pra ficar

Responder

Katy Katyta

07 de dezembro de 2015 às 17h36

Tipo as diretas já precisamos criar a democracia veio pra ficar

Responder

Deixe um comentário