Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Brasília - Corredores do Congresso Nacional vazio, sinal verde para parlamentares entrarem em recesso (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Menos de 4% dos deputados foram a todas as sessões da Câmara em 2015

Por Redação

13 de janeiro de 2016 : 09h24

Este é o Congresso que quer cassar o mandato da presidenta Dilma Rousseff. Dos 513 deputados federais eleitos em 2014, apenas 19 foram em todas as sessões deliberativas da Câmara ano passado.

***

Menos de 4% dos deputados foram a todas as sessões

por Edson Sardinha e Lucio Batista, no Congresso em Foco

Na estreia da nova legislatura, os deputados em primeiro mandato lideraram a bancada dos mais assíduos na Câmara. Menos de 4% dos 513 integrantes da Casa estiveram presentes em todos os dias em que o comparecimento era exigido, ou seja, aqueles em que há a chamada sessão deliberativa. Dos 19 parlamentares que marcaram presença em todos os 125 dias em que estavam previstas votações, 11 são “calouros” na Casa. Entre os “veteranos” mais presentes em plenário, três também não tiveram nenhuma falta no mandato anterior: Manato (SD-ES), Tiririca (PR-SP) e Lincoln Portela (PR-MG). O caso de Manato é ainda mais curioso. Em seu quarto mandato, o capixaba marcou presença em todos os dias com votação nos últimos dez anos. A última vez que ele faltou a uma sessão foi em setembro de 2005, quando seu pai faleceu.

Veja a lista dos deputados que foram a todas as sessões de 2015

“Participei das sessões mesmo quando estava doente, com o braço quebrado ou com febre, por exemplo. Houve situações em que perdi o aniversário dos meus filhos e do meu casamento”, explica Manato, que se autodeclara “caxias”.

Mesmo reconhecendo que a assiduidade não é um fator determinante para definir a qualidade do trabalho do parlamentar, o deputado diz que o número excessivo de faltas de alguns de seus colegas atrapalha a produção legislativa, já que algumas sessões não reúnem quórum suficiente para as votações.

Estreante na Câmara, a deputada Conceição Sampaio (PP-AM) começou o mandato em uma cadeira de rodas após passar por uma cirurgia na perna. “Sou a única mulher eleita do meu estado e ‘estou’ parlamentar. Amazonas também é Brasil, nós precisamos ser lembrados, e para isso, a presença é extremamente importante”, afirma a deputada. Ela conta que também teve 100% de presença em seus dois mandatos de deputada estadual.

A bancada dos 100% presentes reúne deputados de dez estados e 11 partidos. São Paulo, com cinco parlamentares, e Minas, com quatro, são as unidades federativas com mais representantes nessa lista. Amazonas e Rio de Janeiro têm dois nomes cada. Espírito Santo, Tocantins, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Ceará têm um nome.

Já entre os partidos, o PR, de Tiririca, é o que tem mais representantes entre os assíduos: quatro deputados. PSB (3), PMDB (2) e PMB (2) aparecem na sequência. Há um parlamentar do Solidariedade, do PP, do PTN, do Psol, do PSC, do PRB, do PSDB e do PSD.Além dos 19 deputados que foram a todos os dias em que estava prevista votação, outros 26 tiveram apenas uma falta.

Os dados são de levantamento exclusivo do Congresso em Foco, baseado em registros oficiais da Câmara.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Nadir Prado

14 de janeiro de 2016 às 23h46

Esses vermes pago por nós nunca vai na Câmara qndo vai p dormir é uma vergonha.

Responder

Maria Soares

14 de janeiro de 2016 às 14h24

Não acredito nos políticos, não acredito na recuperação da economia. Estou deprimida e com muita vergonha de ser Brasileira.

Responder

Maria Jocileusa Sousa Ratc

14 de janeiro de 2016 às 09h27

Eitha…

Responder

Jaime Barbosa

14 de janeiro de 2016 às 00h33

Cambada de vagabundos safados…..

Responder

Ronaldo Gomes Pereira

14 de janeiro de 2016 às 00h25

Com certeza de nenhum dos faltosos foi descontado as faltas

Responder

Reginaldo Souza

13 de janeiro de 2016 às 23h26

Deveriam ter vergonha na cara, pois são funcionários .nossos , podemos puni-los na proxima eleição.

Responder

Josias Vicente

13 de janeiro de 2016 às 21h41

Esse é o emprego tão desejado pelos picaretas…

Responder

Oliveira Nunes

13 de janeiro de 2016 às 16h09

ela é uma lameiro

Responder

Fabio Monteiro

13 de janeiro de 2016 às 15h39

Manato (SD-ES)
Carlos Henrique Gaguim (PMB-TO)
Conceição Sampaio (PP-AM)
Delegado Edson Moreira (PTN-MG)
Flavinho (PSB-SP)
Glauber Braga (Psol-RJ)
Hermes Parcianello (PMDB-PR)
José Stédile (PSB-RS)
Lincoln Portela (PR-MG)
Márcio Alvino (PR-SP)
Marcos Rotta (PMDB-AM)
Miguel Haddad (PSDB-SP)
Miguel Lombardi (PR-SP)
Professor Victório Galli (PSC-MT)
Ronaldo Martins (PRB-CE)
Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ)
Tenente Lúcio (PSB-MG)
Tiririca (PR-SP)
Weliton Prado (PMB-MG)

Responder

Fabio Monteiro

13 de janeiro de 2016 às 15h38

Mas seria bom citar os 4 % não é mesmo?
Porque pelo menos eles foram.
farei isso

Responder

    Fabio Monteiro

    13 de janeiro de 2016 às 15h39

    Os que mais foram
    Manato (SD-ES)
    Carlos Henrique Gaguim (PMB-TO)
    Conceição Sampaio (PP-AM)
    Delegado Edson Moreira (PTN-MG)
    Flavinho (PSB-SP)
    Glauber Braga (Psol-RJ)
    Hermes Parcianello (PMDB-PR)
    José Stédile (PSB-RS)
    Lincoln Portela (PR-MG)
    Márcio Alvino (PR-SP)
    Marcos Rotta (PMDB-AM)
    Miguel Haddad (PSDB-SP)
    Miguel Lombardi (PR-SP)
    Professor Victório Galli (PSC-MT)
    Ronaldo Martins (PRB-CE)
    Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ)
    Tenente Lúcio (PSB-MG)
    Tiririca (PR-SP)
    Weliton Prado (PMB-MG)

    Responder

Fabio Monteiro

13 de janeiro de 2016 às 15h37

Quando eu falo que é tudo a mesma merda…
Sou coxinha..

Responder

Hebe Oliveira

13 de janeiro de 2016 às 15h25

É um absurdo. Eles estão roubando do povo brasileiro! São um bando de ladrões. Qualquer pessoa comum que fizer isso é despedido por justa causa!

Responder

Marilena Dorea

13 de janeiro de 2016 às 14h34

Análise antes de votar.
Conheça o seu deputado. O Brasil depende do seu voto

Responder

Lucia Kammer

13 de janeiro de 2016 às 13h14

Tem provas?

Responder

Celia Mendes

13 de janeiro de 2016 às 13h10

Isto é um descaso total.

Responder

Marisa Calage

13 de janeiro de 2016 às 12h37

E o Brasil pagando para os crápulas. Inacreditável, pq não fazem uma lista? É fácil listam o nome dos que foram, ou, se preferirem, dos que ganham SEM TRABALHAR, melhor ainda. O Brasil precisa SABER.

Responder

Gf Andrezão

13 de janeiro de 2016 às 12h36

Esse ladrões pagos por nós só entram na câmara pra foder mais Brasil…#explodiraquilolacomtodosdentro

Responder

Helio Gaziolla

13 de janeiro de 2016 às 12h12

Esses merdas deveriam marcar cartão de ponto como todo trabalhador e se faltar desconto na folha de pagamento no fim do mês.

Responder

Deixe um comentário